2007-2012 - NOS ... da criatividade e da inova£§££o, e a responsabilidade corpora-tiva interna e externa

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 2007-2012 - NOS ... da criatividade e da inova£§££o, e a responsabilidade...

  • 2007-2012

  • 2007-2012

  • © ZON Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A.

    2013

    Edição da Direção de Comunicação Corporativa da ZON Multimédia comunicacao.corporativa@zon.pt

    Edifício ZON Rua Ator António Silva 9 Campo Grande 1600-404 Lisboa Portugal www.zon.pt

    Este livro foi impresso em Portugal em papel reciclado

    ISBN: 978-989-97285-2-3

  • 3

    IMPACTOS ZON NA ECONOMIA PORTUGUESA 2007-2012

    (...) Decidimos escrever um documento com dois objetivos principais. Focar sobre o impacto que exercemos na economia do País e também partilhar um pouco da nossa história, os passos que foram dados no passado e que nos troux- eram até aos dias de hoje, relembrar a nossa fundação, as nossas transformações e as da nossa indústria ao longo de quase década e meia. A ZON é um conjunto de várias culturas. Ao longo do tempo foram várias as empresas que se foram unindo à volta de um mesmo projeto. De todas absorvemos importantes contributos e hoje, todos juntos, partilhamos os mesmos objetivos. Estas páginas são escritas a pensar nos nossos colabora- dores, atuais e antigos, nos nossos investidores, mas também nos nossos Clientes, para os quais trabalhamos todos os dias e que também poderão gostar de nos conhecer melhor.

    EXCERTOS DO PREFÁCIO À PRIMEIRA EDIÇÃO (2011)

    Para além do entretenimento e das comunicações que proporcionamos, acreditamos que o nosso contributo para o sistema económico nacional é importante - investimos muito no País, promovemos concorrência, criamos muito emprego direto e indireto e o nosso impacto ultrapassa largamente o nosso sector de atividade. A nossa história é de inovação e de reinvenção permanente. Muitos foram os que ao longo do tempo contribuíram para aquilo que somos hoje. Este documento apresenta a nossa história através dos factos mais relevantes que ocorreram em Portugal no sector das telecomunicações e do audiovisual. Procurámos elaborar um documento de estrutura simples e informativo. Esperamos que seja de interessante leitura ou útil para simples consulta. (...)

    Rodrigo Costa, PCE Daniel Proença de Carvalho, PCA

  • 4

    Passaram dois anos desde a primeira edição deste estudo (fevereiro de 2011) que abordou a atividade da ZON Multi- média e seus impactos na economia portuguesa nos seus três primeiros anos como empresa independente (2007- 2010). A segunda edição aborda desenvolvimentos ocorridos entre 2007 e 2012, completa e amplia a informação incluída na primeira edição. Este estudo procura evidenciar impactos da ZON Multimé- dia na economia portuguesa. Optou-se nesta abordagem por uma avaliação empírica por setores, baseada no conheci- mento da atividade da ZON e dos seus resultados. A aferição do impacto da ZON na atividade económica em vários setores subjaz à visão global do que é hoje a marca ZON: entretenimento audiovisual, redes e serviços de banda larga fixos e móveis, voz fixa e móvel, distribuição e exibi- ção cinematográfica. Entretanto, a expansão internacional ganhou relevo. O primeiro capítulo é um sumário que procura oferecer uma visão global. Aborda a atividade da ZON como operador integrado de entretenimento e telecomunicações dentro e fora de casa. De distribuidor primariamente de televisão, a ZON transformou-se num operador completo, com uma das melhores redes de nova geração, pioneira a nível mundial também a nível dos serviços e funcionalidades disponíveis aos

    INTRODUÇÃO A IMPACTOS ZON 2007-2012

    clientes. Elevada qualidade do serviço ao cliente tornou-se um facto. A ZON é um gerador e facilitador de atividade económica nos mais diversos setores, contribuindo significa- tivamente para o PIB. A atividade da ZON projeta-se em emprego direto e induzido na economia em geral, contribuin- do para sociedade da informação e do conhecimento. O segundo capítulo dá conta de vários estudos internacio- nais sobre banda larga que sugerem, por analogia, os respe- tivos benefícios daquela tecnologia na economia portuguesa. A estimativa do Banco Mundial aponta para, nos países ricos, um aumento do PIB em 1.21 por cento por cada cem habitantes, por cada dez novos subscritores de banda larga. O emprego é o tema do terceiro capítulo. A formação profis- sional ocupa um lugar central. As áreas de atuação da ZON requerem recursos humanos especializados para o forneci- mento de produtos e serviços de consumo em entretenimen- to audiovisual, banda larga, voz fixa, voz móvel, distribuição e exibição cinematográfica. O quarto capítulo é dedicado aos audiovisuais. Os conteúdos são o elemento que aglutina e dá suporte à oferta de serviços integrados de entretenimento e comunicações e constituem uma plataforma para publicidade flexível e segmentada. O quinto capítulo centra-se na autonomização da ZON

  • 5

    IMPACTOS ZON NA ECONOMIA PORTUGUESA 2007-2012

    e no seu contributo para a criação das bases de um mercado de telecomunicações muito competitivo. As vantagens do triple play, uma área em a ZON apresenta o maior cresci- mento a nível europeu, reverteu em benefícios significativos no orçamento dos consumidores. O sexto capítulo foca na adoção de uma prática de gestão consistente e exaustiva centrada no cliente. Resultou em satisfação do consumidor ao mais elevado nível em Portugal no setor das telecomunicações. A experiência de televisão com a interface IRIS e a pioneira funcionalidade Timewarp atirou a experiência de consumo de televisão a um patamar superior. Os temas do sétimo capítulo incluem a adoção pela ZON de uma estratégia de sustentabilidade corporativa, a promoção da criatividade e da inovação, e a responsabilidade corpora- tiva interna e externa. As origens da ZON confundem-se com a introdução do telefone, do cinema, da televisão temática e das tecnologias digitais em Portugal. O oitavo capítulo é uma perspetiva histórica da ZON em todas as vertentes da sua atividade no contexto da evolução tecnológica de cada uma delas.

    Agradecimentos

    As duas edições deste trabalho contaram com o competente contributo de dezenas de profissionais da ZON a quem aqui se agradece: Marie Claire Abreu, Sandra Aires, Jorge Albuquerque, Elsa Almeida, Jorge Alves, Vítor Barata, Filipe Barreiros, Nuno Barroso, Patrícia Brecha, Duarte Bruschy, Maria Esperança Calça, Duarte Calheiros, Paulo Camacho, Sónia Campos, Pedro Mota Carmo, Maria João Carrapato, Serafim Carvão, Isabel Correia, José Pedro Pereira da Costa, Rodrigo Costa, Nuno Schiappa Cruz, Sara Cruz, Sónia Delgado, Leonor Dias, Ana Domingues, Catarina Duarte, Sofia Centeno Duarte, Mónica Fernandes, Jorge Ferreira, Miguel Garcia, Nuno Gonçalves, Tomás Pinto Gonçalves, Ricardo Jalles, Hugo Janes, José Antunes João, Luís Lopes, Irene Luís, Gustavo Madeira, Miguel Raposo Magalhães, Alexandre Martins, Luís de Matos, Pedro Matos, Pedro Miranda, Luís Cabral Moura, Filomena Nogueira, Hugo Nunes, Tiago Paiva, José Alberto Pascoal, Paula Paulino, Diogo Serras Pereira, Pedro Farausto Pereira, Rui Pereira, Adriano Prates, Saúl Rafael, Marta Raposo, Augusto Reis, Sérgio Ribeiro, Miguel Chambel Rodrigues, Henrique Rosado, David Salgueiro, Nuno Sanches, Pedro Santos, Manuel Sequeira, Francisco Fermoselle Silva, Lígia Silva, Maribel Silvestre, Carlos Barros Soares, Renato Sousa, Clara Teixeira e Fernando Ventura. Também agradecemos a José Manuel Castello Lopes por ter partilhado connosco o seu conhecimento da história da distribuição cinematográfica em Portugal. Um agradecimento ainda pelo grafismo e impressão a Rita Castanheira, Pedro Morgado e Ricardo Teixeira da Santa Fé Associates e a João Mendes da CPP Consultores.

    Nuno Cintra Torres Lisboa, 17 de abril de 2013

  • PREFÁCIO

    INTRODUÇÃO

    01

    SUMÁRIO

    02

    BENEFÍCIOS DAS TIC E DA BANDA

    LARGA PARA A ECONOMIA PORTUGUESA

    03

    IMPACTOS NO EMPREGO

    04

    IMPACTOS NO AUDIOVISUAL

    05

    IMPACTOS NA COMPETITIVIDADE

    DAS TELECOMS

    06

    IMPACTOS NA EXPERIÊNCIA

    DE CONSUMIDOR

    07

    IMPACTOS NA INOVAÇÃO,

    CRIATIVIDADE, SUSTENTABILIDADE,

    RESPONSABILIDADE

    08

    PERSPETIVA HISTÓRICA

    03

    04

    08

    26

    50

    58

    72

    82

    92

    100

    IMPACTOS ZON NA ECONOMIA PORTUGUESA 2007-2012

  • 8

    S

    R

    U

    I

    M

    O

    Á

  • 9

    IMPACTOS ZON NA ECONOMIA PORTUGUESA 2007-2012

    Inserindo-se no setor das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e da Banda Larga, assim como no Setor Cultural e Criativo e no de- signado Setor Recreacional, a ZON exerce hoje um impacto substancial na economia portu- guesa. Ocupa um lugar central na vida de milhões de portugueses. Os impactos económicos, sociais e culturais da sua atividade fazem-se sentir em todos os setores. A atividade da ZON projeta-se em emprego induzido e na economia em geral, em particular nos serviços, mas também na manufatura e na exportação. A ZON é um gerador e facilitador de atividade económica nos mais diversos setores, representando nove por cento das receitas do setor das telecomunicações eletrónicas1 e 0,43 por cento do PIB.

    OPERADOR COMPLETO A separação da PT Multimédia do grupo PT2, de que era participada, em novembro de 2007, introduziu verdadeira concorrência no mercado das telecomunicaç