Abate Bovinos Sunos - IV guia tcnico ambiental de abate (bovino e suno) - srie p+l abate ebovinos de sunos guia tcnico ambiental de abate (bovino e suno) - srie p+l

  • Published on
    06-Feb-2018

  • View
    218

  • Download
    3

Embed Size (px)

Transcript

  • 1

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    AbateBovinose

    de

    Sunos

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE (BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

  • 3

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE (BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    GOVERNO DO ESTADO DE SO PAULOCludio Lembo - Governador

    SECRETARIA DO MEIO AMBIENTEJos Goldemberg - Secretrio

    CETESB - COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTALOtvio Okano - Diretor Presidente

    Alar Lineu Ferreira - Diretor de Gesto CorporativaJoo Antnio Fuzaro - Diretor de Controle de Poluio Ambiental

    Lineu Jos Bassoi - Diretor de Engenharia, Tecnologia e Qualidade Ambiental

    Federao das Indstrias do Estado de So Paulo- FIESPPaulo Skaf Presidente

    - 2006 -

  • 5

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Diretoria de Engenharia, Tecnologia e Qualidade AmbientalLineu Jos Bassoi

    Depto. de Desenvolvimento, Tecnologia e Riscos AmbientaisAngela de Campos Machado

    Diviso de Tecnologias Limpas e Qualidade LaboratorialMeron Petro Zajac

    Setor de Tecnologias de Produo mais LimpaFlvio de Miranda Ribeiro

    Coordenao TcnicaAngela de Campos Machado

    Flvio de Miranda RibeiroMeron Petro Zajac

    Federao das Indstrias do Estado de So Paulo - FIESP

    Departamento de Meio Ambiente - DMANelson Pereira dos Reis Diretor Titular

    Arthur Cezar Whitaker de Carvalho Diretor AdjuntoNilton Fornasari Filho Gerente

    Coordenao do Projeto Srie P+LLuciano Rodrigues Coelho - DMA

    ElaboraoJos Wagner Faria Pacheco - Setor de Tecnologias de Produo mais Limpa

    Hlio Tadashi Yamanaka - Setor de Tecnologias de Produo mais Limpa

    Colaborao

    CETESBAquino da Silva Filho - Agncia Ambiental de Santo Amaro

    Cludio de Oliveira Mendona - Agncia Ambiental de IpirangaCarlos Eduardo Komatsu - Departamento de Tecnologia do Ar

    Carlos Henrique Braus - Agncia Ambiental de AraatubaDavi Faleiros - Agncia Ambiental de Franca

    Flvia Regina Broering - Agncia Ambiental de PinheirosJeov Ferreira de Lima - Agncia Ambiental de Americana

    Jos Mrio Ferreira de Andrade - Agncia Ambiental de So Jos do Rio PretoLucila Ramos Ferrari - Agncia Ambiental de IpirangaLuiz Antonio Martins - Agncia Ambiental de Osasco

    Luiz Antonio Valle do Amaral - Agncia Ambiental de Santo AmaroMateus Dutra Muoz - Agncia Ambiental de Franca

    Mrcio Barbosa Tango - Agncia Ambiental de BarretosMoraci Gonalves de Oliveira - Agncia Ambiental de PiracicabaPaulo Plcido Campozana Jnior - Setor de Efluentes Lquidos

    Vera Slvia Arajo S. Barillari - Agncia Ambiental de Franca

    ITAL Instituto de Tecnologia de AlimentosSlvia Germer Grupo Especial de Meio Ambiente do ITAL

    Manuel Pinto Neto CTC Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Carnes

    EMPRESASAbatedouro de Bovinos e Sunos do Sapuca Ltda.

    FISA - Frigorfico Itapecerica S.A.Fribal Frigorfico Balancin Ltda.

    Friboi Ltda.Frigorfico J. G. Franca Ltda.

    Frigorfico Marba Ltda.Frigorfico Raj Ltda.

    Independncia Alimentos Ltda.Indstria e Comrcio de Carnes Minerva Ltda.

    Sadia S.A.

  • Pacheco, Jos Wagner Guia tcnico ambiental de abates (bovino e suno) / Jos Wagner Pacheco [e] Hlio Tadashi Yamanaka. - - So Paulo : CETESB, 2006. 98p. (1 CD) : il. ; 21 cm. - (Srie P + L)

    Disponvel em : . ISBN 1. gua - reso 2. Frigorficos meio ambiente 3. Matadouro bovino 4. Matadouro suno 5. Poluio - controle 6. Poluio - preveno 7. Processo industrial otimizao 8. Produo limpa 9. Resduos industriais minimizaoI. Yamanaka, Hlio Tadashi. II. Ttulo. III. Srie.

    CDD (21.ed. Esp.) 664.902 902 86 CDU (ed. 99 port.) 628.51 : 637.513.12 62 64

    Margot Terada CRB 8.4422

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(CETESB Biblioteca, SP, Brasil)

  • 8

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    PALAVRA DO PRESIDENTE DA CETESB

  • 9

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Em prosseguimento aos documentos da Srie P+L, anteriormente lanados, referentes aos setores de Bijuterias, Cerveja e Refrigerantes, Cosmticos, Curtumes e Sucos Ctricos, com renovada satisfao que apresentamos mais um conjunto de guias ambientais, desta vez abor-dando os setores de Abate (Bovino e Suno), Graxarias, Industrializao de Carne, Cermicas, Produtos Lcteos e Tintas e Vernizes.

    Esta iniciativa, fruto da parceria da CETESB com o setor produtivo, refora o intuito de apoiar o trabalho preventivo que as indstrias paulistas tm realizado, buscando a minimizao de re-sduos na fonte, evitando ou reduzindo assim o consumo de recursos e a necessidade de trata-mento e destinao final.

    A adoo da P+L como uma poltica institucional das empresas, com tratamento efetivo da questo como um sistema de gesto, ao invs da adoo de aes pontuais, pode trazer re-sultados ambientais satisfatrios de forma contnua e perene. Estes devem ser avaliados pe-riodicamente por intermdio de indicadores como a produtividade, reduo do consumo de matrias-primas e recursos naturais, diminuio do passivo ambiental, reduo da carga de re-sduos gerados nas plantas produtivas e reduo/eliminao da utilizao de substncias txi-cas. Obtendo-se resultados positivos na anlise dos indicadores citados anteriormente, estes se refletiro na reduo de riscos para a sade ambiental e humana, alm de trazer benefcios econmicos para o empreendedor, contribuindo sobremaneira para a imagem empresarial, com melhoria na sua competitividade.

    Esperamos assim que as trocas de informaes iniciadas com estes documentos proliferem e desenvolvam-se, gerando um maior e mais maduro grau de intercmbio do setor produtivo com o rgo ambiental, reunindo esforos rumo soluo de um problema de todos ns: adequar-se ao desafio do desenvolvimento sustentvel sem comprometer a sustentabilidade dos negcios.

    Certo de que estamos no rumo acertado, deixamos por fim nossos votos de bom trabalho queles que forem implementar as medidas aqui propostas, lembrando que estes documentos so o incio de um processo, do qual esperamos que outras empresas e setores participem, e no

    um fim em si mesmos.

    Otvio OkanoDiretor- Presidente da CETESB

  • 10

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    PALAVRA DO PRESIDENTE DA FIESP

  • 11

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Produo mais limpa, pas mais desenvolvido! Os Guias Tcnicos de Produo Mais Limpa, com especificidades e aplicaes nos distintos seg-mentos da indstria, constituem preciosa fonte de informaes e orientao para tcnicos, em-presrios e todos os interessados na implementao de medidas ecologicamente corretas nas unidades fabris. Trata-se, portanto, de leitura importante para o exerccio de uma das mais signifi-cativas aes de responsabilidade social, ou seja, a defesa do meio ambiente e qualidade da vida.

    Essas publicaes, frutos de parceria da Federao das Indstrias do Estado de So Paulo (Fiesp) e a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), contribuem muito para que as indstrias, alm do devido e cvico respeito aos preceitos da produo mais limpa, usufruam a conseqente economia de matrias-primas, gua e energia. Tambm h expressivos avanos quanto eliminao de materiais perigosos, bem como na reduo, no processo produtivo, de quantidades e toxicidade de emisses lquidas, gasosas e resduos.

    Ganham as empresas, a economia e, sobretudo, a sociedade, considerando o significado do res-peito ao meio ambiente e ao crescimento sustentvel. A Cetesb, referncia brasileira e interna-cional, aloca toda a sua expertise no contedo desses guias, assim como os Sindicatos das In-dstrias, que contribuem com informaes setoriais, bem como, com as aes desenvolvidas em P+L, inerentes ao segmento industrial. Seus empenhos somam-se ao da Fiesp, que tem atuado de maneira pr-ativa na defesa da produo mais limpa. Dentre as vrias aes institucionais, a entidade organiza anualmente a Semana do Meio Ambiente, seminrio internacional com work-shops e entrega do Prmio Fiesp do Mrito Ambiental.

    Visando a estimular o consumo racional e a preservao dos mananciais hdricos, criou-se o Pr-mio Fiesp de Conservao e Reso da gua. Sua meta difundir boas prticas e medidas efetivas na reduo do consumo e desperdcio. A entidade tambm coopera na realizao do trabalho e responsvel pelo subcomit que dirigiu a elaborao da verso brasileira do relatrio tcnico da ISO sobre Ecodesign.

    Por meio de seu Departamento de Meio Ambiente, a Fiesp intensificou as aes nesta rea. Espe-cialistas acompanham e desenvolvem aes na gesto e licenciamento ambiental, preveno e controle da poluio, recursos hdricos e resduos industriais. Enfim, todo empenho est sendo feito pela entidade, incluindo parcerias com instituies como a Cetesb, para que a indstria paulista avance cada vez mais na prtica ecolgica, atendendo s exigncias da cidadania e dos mercados interno e externo.

    Paulo Skaf Presidente da Fiesp

  • 12

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Sumrio

  • 13

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    INTRODUO .. 15 1. PERFIL DO SETOR .......................................................................................................................19 1.1 Abate de Bovinos .............................................................................................................20 1.2 Abate de Sunos ...............................................................................................................21

    2. DESCRIO DOS PROCESSOS PRODUTIVOS ....................................................................25 2.1 Processamento Principal - Abate e Carne ................................................................29 2.1.1 Abate de Bovinos ...................................................................................................29 2.1.2 Abate de Sunos .....................................................................................................40 2.2 Processamentos Derivados Subprodutos e Resduos .....................................43 2.2.1 Processamento de Vsceras ................................................................................43 2.2.2 Graxarias ...................................................................................................................44 2.3 Processos de Limpeza e Higienizao ......................................................................44 2.4 Processos Auxiliares e de Utilidades .........................................................................47

    3. ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS ..................................................................................493.1 Consumo de gua ............................................................................................................503.2 Consumo de Energia .......................................................................................................533.3 Uso de Produtos Qumicos ............................................................................................543.4 Efluentes Lquidos ............................................................................................................56 3.4.1 Aspectos e Dados Gerais .....................................................................................56 3.4.2 Processos Auxiliares e de Utilidades ...............................................................58 3.4.3 Tratamento dos Efluentes Lquidos de Abatedouros ...............................593.5 Resduos Slidos ...............................................................................................................603.6 Emisses Atmosfricas e Odor ....................................................................................623.7 Rudo ..... 62

    4. MEDIDAS DE PRODUO MAIS LIMPA (P+L) ...................................................................65 4.1 Uso Racional de gua .....................................................................................................66 4.2 Minimizao dos Efluentes Lquidos e de sua Carga Poluidora ......................69 4.3 Uso Racional de Energia ................................................................................................72 4.3.1 Fontes Alternativas de Energia .........................................................................73 4.4 Gerenciamento dos Resduos Slidos ......................................................................74 4.5 Minimizao de Emisses Atmosfricas e de Odor .............................................76 4.5.1 Substncias Odorferas ........................................................................................76 4.5.2 Material Particulado e Gases ..............................................................................77 4.6 Minimizao de Rudo ....................................................................................................77 4.7 Medidas de P+L Quadro Resumo ...........................................................................78 4.8 Implementao de Medidas de P+L .........................................................................86

    5. REFERNCIAS ...............................................................................................................................93

  • 15

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Introduo

  • 16

    GUIA TCNICO AMBIENTAL DE ABATE(BOVINO E SUNO) - SRIE P+L

    Este Guia foi desenvolvido para levar at voc informaes que o auxiliaro a integrar o conceito de Produo Mais Limpa (P+L) gesto de sua empresa.

    Ao longo deste documento voc poder perceber que, embora seja um conceito novo, a P+L trata, principalmente, de um tema bem conhecido das indstrias: a melhoria na eficincia dos processos.

    Contudo, ainda persistem dvidas na hora de adotar a gesto de P+L no cotidiano das empresas. De que forma ela pode ser efetivamente aplicada nos processos e na produo? Como integr-la ao dia-a-dia dos colaboradores? Que vantagens e benef-cios traz para a empresa? Como uma empresa de pequeno porte pode trabalhar luz de um conceito que, primeira vista, parece to sofisticado ou dependente de tecno-logias caras?

    Para responder a essas e outras questes, este Guia traz algumas orientaes tericas e tcnicas, com o objetivo de auxiliar voc a dar o primeiro passo na integrao de sua empresa a este conceito, que tem levado diversas organizaes busca de uma produo mais eficiente, econmica e com menor impacto ambiental.

    Em linhas gerais, o conceito de P+L pode ser resumido como uma srie de estrat-gias, prticas e condutas econmicas, ambientais e tcnicas, que evitam ou reduzem a emisso de poluentes no meio ambiente por meio de aes preventivas, ou seja, evi-tando a gerao de poluentes ou criando alternativas para que estes sejam reutilizados ou reciclados.

    Na prtica, essas estratgias podem ser aplicadas a processos, produtos e at mesmo servios, e incluem alguns procedimentos fundamentais que inserem a P+L nos pro-cessos de produo. Dentre eles, possvel citar a reduo ou eliminao do uso de matrias-primas txicas, aumento da eficincia no uso de matrias-primas, gua ou energia, reduo na gerao de resduos e efluentes, e reso de recursos, entre outros.

    As vantagens so significativas para todos...

Recommended

View more >