ABC n 139 Compact

Embed Size (px)

Citation preview

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    1/24

    Segunda-feira, 11 de Fevereiro 2013 Ano III N.139 www.pcnewsnetwork.com DISTRIBUIO GRATUITA

    PORTUGAL

    MAIS PERT

    Peel Region: 14 Queen Street South Mississauga On L5W 1S6GTA : 2888 Dufferin Street Toronto On M6B 3S6

    Longtime FriendsServing ...Longtime Customers

    Carla TavaresMortgage Planner

    Lic # M090000105

    Cell: 647-283-6737

    Hipotecas ... Obtenha uma segunda Opinio!

    PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER

    Charles Sousa Ministro das Finanas

    Clube Portugus

    de MississaugaHoje, ao princpio da tarde,Kathleen Wynne toma

    posse do cargo de Chefedo Governo Provincial doOntario. A avaliar pelasinformaes que fomosobtendo, j no fecho danossa edio, tem sidoquase frenticos... os dias detrabalho do seu Gabinete.De tal forma que tudo estpronto para o arranque.

    KATHLEEN TOMA POSSE

    2

    JORNAL DE GRANDE CIRCULAO NO ONTRIO

    Uma das notcias que mais nos agradadar: Charles Sousa , no Gabinetedo Ontario, que hoje vai tomarposse, o novo Ministro das Finanas.Soubemos a informao quando o

    nosso Jornal estava a encerrar estaedio. Conrmmo-la. Conrmaoque, de resto, j espervamos. UmJornal no deve embandeirar emarco, em casos como este. Ns, porm,cmos satisgfeitos!

    Os nossos parabns!

    DIFCIL DE ENTENDER

    DECISO DA OMNI

    Embaixadord

    ePortuga

    eCnsul-Gera

    l

    tomamposi

    o...

    NOVA DIRECO

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    2/24

    11 Fevereiro 20132 . Nossa gente / Editorial

    Ficha tcnicaPropriedade:ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd

    Director:Fernando Cruz Gomes

    Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Presidente; PauloFernando, Vice-Presidente; Carlo Miguel, Tesoureiro;

    e Lara Ingrid, Secretria.

    Redaco e Cronistas:

    Antnio Pedro Costa (Ponta Delgada), Antnio dos Santos

    Vicente, Carlo Miguel, Conceio Baptista, Cristina Alves(Lisboa), Custdio Antnio Barros, Edgar Quinquino(Hamilton), Fernando Cruz Gomes, Fernando Jorge,

    Filipe Ribeiro (ABC Turismo), Guida Micael, Helder Freire(Lisboa), Humberto Costa (Luanda), Lara Ingrid, Luis Esgio,

    Luky Pedro ,Maria Joo Raael (Lisboa), Pedro Jorge CostaBaptista, Srgio Alexandre, Snia Catarina Micael.

    Secretria de Redaco:Lara Ingrid

    Chee Grfco:Srgio Alexandre

    Teleones:416 995-9904 * 647 962-6568 * 416 828 6568.

    E-mail: [email protected]@[email protected]

    725 College St. PO Box 31064 TORONTO ON M6G 1C0

    Os efeitosdo tempo

    Na semana que passou, a grande area de Toronto foi atingida

    por uma tempestade. Esta tempestade foi, segundo os peri-

    tos, a pior em 4 anos.

    A verdade que esta tempestade por onde passou, deixou -

    car um manto branco de considervel volume, muitos foram

    os servios da cidade de Toronto comprometidos.

    O metro (subway) foi um deles, mas a verdade e que todo o

    TTC foi afectado. Tambm outros servios foram afectados,

    mas no geral a circulao foi mesmo muito dicil, o movi-

    mento foi lento e tivemos sorte que o cos e o pnico no

    zeram parte dos problemas.

    A limpeza da neve foi rpida em Toronto. No entan-

    to, muito servio estava por fazer em muitas ruas em Toron-

    to. Mas, no entanto, em Mississauga, o servio podia ter sido

    mais rpido e mais ecaz. No entanto, volto a repetir que no

    geral tudo correu bem tendo em conta a situao.

    Nos EUA, infelizmente, o tempo causou bastantes

    vtimas e estragos. Mas o pior de tudo foram as vitimas que

    se perderam na tempestade branca nos EUA.

    Mais uma vez o tempo volta a causar estragos e a ceifar

    vtimas, neste pas sempre que isso acontece a questo rapi-

    dadente se torna poltica.

    Mas, na verdade, o que mais se deve lamentar, o que deve-

    mos considerar reconhecer e que a perda de vidas sempre

    lamentavel. Nunca deve acontecer, pois toda a vida deve ser

    considerada importante.

    AT PARA A SEMANA

    Pedro Jorge Costa B. de [email protected]

    Cambio

    Se os sem-abrigo aguentamNo nal do ano passado ouvimos de Fernando Ulrich aexpresso polmica aguenta, aguenta, simbolizando oseu ponto de vista, relativamente a um possvel aumento daausteridade em Portugal e o facto dos portugueses a teremde enfrentar. Agora, Ulrich volta com uma nova armaorelativamente austeridade, que est a gerar ainda mais

    polmica: Se os sem-abrigo aguentam porque que ns

    no aguentamos?

    Na conferncia de imprensa de apresentao dos resultadosdo BPI, o presidente disse ainda que se os gregos aguentamuma queda do PIB de 25%, os portugueses no aguentariam

    porqu? Somos todos iguais, ou no?, acrescentando depoisque Se voc andar a na rua e infelizmente encontramos

    pessoas que so sem-abrigo, isso no lhe pode acontecer a siou a mim porqu? Isso tambm nos pode acontecer.

    Mas para quem acha que estas observaes so inaceitveise que, pelas regras da boa educao, o senhor FernandoUlrich devia pedir desculpas s pessoas que insultou com assuas declaraes, quem sabendo que o distinto presidentedo BPI se recusou a pedir desculpas pelas suas palavras,considerando que no faltou ao respeito a ningum, tendofeito armaes absolutamente banais. Razes, sustenta

    o banqueiro, para no ter de pedir desculpa a ningum atporque no consegue perceber como algum se choca comelas.

    Ento no querem l ver que o senhor, coitado

    sequer consegue entender todo este alarido voltaquesto, pois, segundo explica, quando disse o quenomeadamente sobre os sem-abrigo, na sua cabeum sinal de respeito pelas pessoas que tm que viversituao to dramtica.

    Mas o que aborrecido que no meio disto tudo o ldBPI cou chateado e at j disse que no recebe lisensibilidade. O que tinha a aprender, aprendi em casa minha famlia, na escola e na igreja catlica, foi a reindignada de to distinta e educada pessoa.

    Fernando Ulrich presidente de um banco com luc249 milhes de euros em 2012 e que agora se encontrcapital a mais

    Ser que ele sabe tanto de austeridade como j

    Principalmente tendo em conta a condio privilegiadque a banca actua em Portugal, quando comparada crestantes sectores e mesmo com o contribuinte individ

    Dinheiro da Europa para os Aorespor um oO Conselho Europeu aprovou o Oramento para a dcada2014-2020, depois de uma maratona negocial, em quePortugal perde fundos comunitrios. A partir de agora caa incgnita do Parlamento Europeu, havendo o risco de oseurodeputados chumbarem a proposta dos lderes europeus.Este oramento comunitrio transformou-se num dilogode surdos e numa torre de babel, com uma linha divisria

    bastante acentuada entre os pases do Norte e do Sul, ou sejaentre ricos e pobres.

    Neste brao de ferro, os do Norte da Europa querem umoramento mais magro, contribuindo assim com menosdinheiro, enquanto os outros pases, querem receber pelomenos o mesmo que vinham a receber at aqui. Para agravartudo isto, temos as terras de sua majestade Isabel II a ameaarsair da Unio, anunciando mesmo um referendo pela bocado seu Primeiro-Ministro.Pelo andar da carruagem, esta atitude dos ricos da Europaem nada ajuda a se encontrar uma soluo para a crisenanceira e social que atravessa muitos dos pases da Unio,

    prejudicando mesmo a recuperao econmica, que aindaest muito longe do seu m.

    De que valem os esforos e sacrifcios que estamos a fazer,se este ziguezague da Unio Europeia coloca por terra a

    perspetiva do m da crise, entretanto anunciada pelo Ministrodas Finanas portugus? Infelizmente, a recente operao

    bem-sucedida no mercado de dvida pblica levada a cabopelo nosso pas parece uma luz que no chegou a acender-se,pois grande parte da Europa ainda sofre com a recesso e asameaas e riscos voltam a reacender-se no horizonte.

    Mrio Soares tem razo quando diz que as instituieseuropeias esto deriva, sem lderes fortes. Por um lado, oConselho Europeu avana com uma proposta que poder serchumbada pelo Parlamento Europeu e, por outro, a Comissode Duro Barroso fala, fala e fala, mas no consegue nada. a confuso que s serve aos pases ricos que assim castigamos parceiros do Sul, que tm a fama de gastadores.

    por isso que os prprios deputados dos Aores noParlamento Europeu no acreditam que o prximo QuadroComunitrio de Apoio seja to generoso para os Aorescomo o atual, em que os Aores receberam 1538 milhesde euros em sete anos, o que corresponde a 600 mil euros

    por dia. Este nvel de transferncias seguramente nvericar no Quadro 2014-2020.As Regies Ultraperifricas j manifestaram a

    preocupao com os cortes nanceiros que vm a a tvapor, o que poder constituir um problema acrescido recuperao econmica da nossa Regio, que se v a b

    com falta de verbas, no apenas para o funcionamenmquina administrativa, como tambm para os investimem obras, to necessrias para a dinamizao da constcivil.

    Essa velha Europa parece que no se entende e adiavez mais a implementao de medidas para fazer fcrise nanceira e econmica e no est unida e forte peos problemas e os desaos colocados pelos outros beconmicos, designadamente os asiticos, Japo e Chmesmo americanos.

    Sem dinheiro, no possvel a convergncia internRegies mais desfavorecidas e ultraperifricas, oacentuar ainda mais as divergncias internas na Ucriando uma Europa rica ao centro e pobre na percontrariando-se as prioridades politicas traadas ain

    pouco tempo, no Conselho Europeu de 28 e 29 de Jun2012, cando, assim, a Estratgia 2020 apenas comomiragem.

    Cristina Alves

    jornalista (Lisboa)

    Antnio Pedro Costa

    Ponta Delgada

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    3/24

    EDITORIAL

    *Dona Neve j chegou

    Todos os anos por esta altura Toronto visitada pela senhoraDona Neve. hbito. vulgar. E j ningum estranha, uma vezque o tempo mesmo assim.

    O que nem sempre hbito nem sempre vulgar a Polciafazer os avisos que nos foram endereados. Como que a dizer-nos

    que temos gente, nos servios policiais, que se interessa por estascoisas. E que acaba por tentar evitar que haja problemas na cida-de, que os acidentes possam ocorrer e levar at a outros perigos.

    sas assim. Um aviso completo que bom seria que todos levaem conta e a srio.

    No fundo, no fundo... desejar-se-ia que os condutores e os uns e outros a tomarem contacto com as ruas e estradas lsem a srio os avisos da Polcia. Que os entendessem como

    borao. Que o civismo campeasse, ainda mais, nestes tempinvernia que vamos tendo.

    A Polcia cumpriu a sua obrigao. Est a cumprir a sua obo. Interessa, agora, que ns levemos a srio estes avisos,evitar que a um Inverno normal... no suceda uma poca deacidentes e mais tragdia.

    O que, naturalmente, nos apraz registar.

    Para j, lembra que os meteorologistas j anunciaram um aumentoda acumulao da neve na rea de Toronto. E parte da para daruns quantos lembretes assim que se diz para que, sobretudona parte da conduo, no haja dissabores. E diz at para no sefazerem viagens desnecessrias. Para ir mais devagar... para deixarmais espao entre as viaturas... para se conduzir de forma a ter ca-

    pacidade e condies de reaco a eventuais contratempos.

    Enm, muitas lembranas e avisos que vale a pena ter em conta.At sugere que se tenha como que um kit para a poca de inver-nia, quando se conduz. Com comida, gua, cobertores, velas e coi-

    Segunda-feira

    Erro de casting

    Durante toda a semana, a oposio no largou o osso danomeao de Franquelim Alves, antigo administrador doBPN, para o cargo de Secretrio de Estado da Inovao.Perante o sururu levantado na opinio pblica, o secretrio--geral dos centristas, Antnio Carlos Monteiro, garantiu queo partido no teve, nem tinha de ter, interveno na escolhado secretrio de Estado, no que est a ser entendido, comomais uma falta de solidariedade, por parte do CDS, para como governo.J numa clara aluso posio dos centristas, o ministroda Economia assume a responsabilidade pela nomeao deFranquelim Alves. A responsabilidade [da escolha] ob -viamente minha, disse lvaro Santos Pereira, sublinhandoque quem estiver indignado com a nomeao dever diz--lo publicamente. Foi a resposta, ainda que por interpostomeio (a comunicao social) ao sacudir a gua do capote doCDS, mais uma vez.

    Seja como for, esta nomeao foi de uma imprudncia a todaa prova e at Antnio Capucho, antigo conselheiro de Es-tado, disse que a escolha de Franquelim Alves foi de umairreexo completa que causa mais uma vez uma situaoescusada de vulnerabilidade.Trata-se de um homem, pelo menos controverso, que termuitas vezes as orelhas a arder, quando for confrontado acada passo, com a oposio a lembrar-lhe a sua passagem

    pela SLN, do grupo do BPN.Era escusado abrir mais esta frente de combate.

    Tera-feira

    A galinha dos ovos de ouro

    O Governo admite novos cortes salariais na Funo Pblica.Em causa est a reduo dos suplementos remuneratrios eas progresses na carreira, congelados ainda antes do pasestar sob ajuda nanceira.Em cima da mesa, neste m-de-semana, esteve o corte de 4

    mil milhes de euros na despesa do Estado que poder pas-sar pelo corte entre 3,5 e 10% dos salrios mais os crditosnas promoes e na progresso de carreira que ao contrriodo que se julgava - podem vir a ser repostos de forma pro -gressiva e no automtica, depois do programa de ajusta-mento.Ou seja, o governo voltou a esmifrar a galinha dos ovos deouro, ou seja a funo pblica, que parece ser agora, umalvo a abater.Espera-se, por isso, muita agitao social para os prximosmeses, j que os funcionrios pblicos tm visto os seus ren-dimentos reduzidos drasticamente, assim como os pensio-nistas. No caso dos funcionrios, no verdade que os seussalrios base, sejam mais elevados que os do sector privado.Por isso, as progresses nas carreiras e os suplementos, eramuma forma de comporem os vencimentos no nal do ms.Desde que este governo est em funes, h trabalhadoresdo Estado que j viram o seu salrio reduzido em cerca de30% e ainda a procisso vai no adro.

    Conta

    Corrent

    e

    Helder Freire

    Jornalista(Lisboa)

    11 Fevereiro 2013 Material Editorial . 3

    Sbado

    Uma vitria do governo

    Portugal conseguiu negociar com a Comisso Europeenvelope nanceiro para a ligao ferroviria a Espaoutros grandes projectos no sector dos transportes.

    Na agricultura, o corte previsto de 25% das verbas desenvolvimento rural foi compensado por um chequPortugal de 500 milhes de euros. Com a salvaguarque, uma vez que o pas se encontra sob assistncia ceira, este montante poder ser gasto sem co-nancianacional.O envelope de mil milhes de euros proposto em N

    bro para Portugal tambm se mantm, tendo sido intr

    da alguma da exibilidade pretendida pelo governo sua utilizao. A proposta inicial destinava 900 milheuros para a regio de Lisboa e o restante para a Maagora o governo pode decidir como repartir o dinheiroas regies mais desenvolvidas do pas, mas obrigadservar 100 milhes para a Madeira.A proposta de compromisso apresentada pelo presideConselho Europeu prev ainda a criao de um instruto nanceiro especco para combater o desemprego cuja taxa em Portugal de quase 40%.Para os comentadores habituados a este tipo de lingue medidas tomadas por Bruxelas, trata-se de uma sigtiva vitria do governo. J para a oposio, Passos Cdeveria ter obtido mais, mas, neste momento, vale tuda oposio tentar dicultar a vida ao governo. Por issreconhece nenhuma aco positiva, mesmo quando elrece e este , sem dvida, o caso.

    Domingo

    Volta que ests perdoadoProssegue a presso dos socrticos do PS sobre AnJos Seguro, para que este reabilite as polt icas de Jocrates.O documento de orientao estratgica apresentado

    pelo secretrio-geral do PS salienta que os socialistasmem por inteiro as suas responsabilidades presentes sadas, considerando que no srio responsabilizar-governo pela atual crise nanceira.Este documento que Antnio Jos Seguro foi obrigsubscrever, por imposio de Antnio Costa, actual dente da Cmara Municipal de Lisboa, e escolhidoseguidores de Jos Scrates para afrontar a actual lidsocialista, foi denominado Documento de Coimbra.

    Na controvrsia sobre a responsabilidade dos executiJos Scrates na presente situao do pas - uma dastes levantadas pelo chamado setor socrtico dos sociao texto elaborado por Antnio Jos Seguro tira uma cso: Querer assacar a qualquer Governo a responsabi

    pela crise no srio.Justo ser reconhecer que todos os governos tiveramresponsabilidade, refere-se, numa aluso s debilidadtruturais da economia portuguesa (fraco crescimento emico, dependncia externa, insucientes reformas ecocas e desequilbrio das nanas pblicas).Mas, antes, nesse documento, tambm se salienta o ste: O PS rejeita a narrativa simplista e moralista da sobre a atual crise ao ignorar o forte impacto da crisenacional na economia portuguesa e ao criar a ideia de

    portugueses viveram acima das suas possibilidades.Temos assim, a reabilitao em curso dos governos dScrates, cujos malefcios, o PS pretende agora atirar crise internacional.Acontece que Antnio Jos Seguro, ao promover e aeste documento, ca refm dos herdeiros de Jos Se desdiz aquilo que sempre disse, ou seja, que tinha grdivergncias com o seu antecessor, na cadeira de secr-geral socialista.Perde a face, mas no perde o lugar.

    Quarta-feira

    Casa onde no h po

    O Sporting vive um dos momentos mais complicados da suahistria. A juntar aos fracos resultados desportivos, o novoregulamento das competies, que j est em vigor, impeque a massa salarial no pode ser superior a 70% do ora-mento, o mesmo rcio usado pela FIFA. Contudo, as contasda SAD so bem diferentes. No primeiro trimestre da poca2012/13, os custos com pessoal foram de 10,3 milhes deeuros. Ou seja, 108,3% do total de receitas, que se caram

    pelos 9,5 milhes.Tendo em conta estes valores, e para cumprir as novas regras,

    a SAD teria de reduzir estes encargos em mais de 1,2 milhesde euros mensais cerca de 15 milhes por ano. E onde po-der o clube de Alvalade conseguir efectuar essas poupanas,sabendo-se, como se sabe, que est endividado at raiz doscabelos. Alis, do mesmo mal padecem a maioria dos clubes

    portugueses, mas o Sporting, deixou que a sua histria nan-ceira casse na boca do mundo e diz-se at que a SAD no

    pode gastar um cntimo, sem que a banca autorize.Entretanto, devido crise de resultados, que descambounuma crise directiva, o clube vai a votos, para eleger umanova direco, mas poucos acreditam que isso resolva algu-ma coisa, se no houver uma injeco de dinheiro vivo.

    Quinta-feira

    Para debaixo da ponte

    Vrias associaes de moradores de Lisboa pediram a revo-gao da nova lei do arrendamento urbano.Os inquilinos consideram a nova lei, que entrou em vigor

    em novembro, uma enorme e inqualicvel falta de respeitopor valores e direitos essenciais como a dignidade humanae o direito habitao, ao trabalho e ao emprego e por issodefendem a sua revogao urgente.A Associao dos Inquilinos de Lisboa entende que se devevoltar a discutir a actualizao das rendas, inclusive com asobras efectuadas pelos inquilinos, como estava previsto noquadro legal anterior, de 2006.Entre 12 de novembro de 2012 e 31 de janeiro de 2013 j

    passaram pela sede e pelas delegaes da AIL 8.100 associa-dos para conseguirem apoio no mbito da nova lei.Muitos destes inquilinos, so pessoas idosas e em muitos ca-sos vivos, que auferem reformas pequenas e que no podemsuportar as novas rendas que os senhorios esto a pedir.Diariamente, as TVs do conta das queixas, mas lei lei e,enquanto no for alterada, quem acode a estas famlias queno tm para onde ir se vierem a ser despejadas por falta de

    pagamento das rendas que no podem suportar?Vo todos viver para debaixo da ponte.

    Sexta-feira

    A novelaOs recursos dos rus do caso Casa Pia foram todos indeferi-dos pelo Tribunal Constitucional.A partir do conhecimento do acrdo, h um prazo de dezdias, mais trs de multa, para transitar em julgado, o querdizer que 24 de fevereiro o ltimo dia em liberdade paraos arguidos que no zerem qualquer pedido de aclaraodo acrdo.Segundo Ricardo S Fernandes, advogado de Carlos Cruz,a batalha agora vai deslocar-se para o Tribunal Europeu dosDireitos do Homem, mas, se no houver pedidos de aclara-o do acrdo do Constitucional, os arguidos tero de re-gressar priso para cumprirem a parte da pena que faltacumprir, menos o caso de Carlos Silvino, condenado a uma

    pena muito mais pesada e que se encontra em priso efectiva.

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    4/24

    11 Fevereiro 20134 . Comunidades

    Estamos em todo o ladoa acompanhar o dia-a-dia

    das comunidades

    Uma autntica mensagem

    atrs... E ainda perguntmos se era o mesmo vestido. que no. Com a mudana Marlia que o diz sempremais uns quilitos. Mas estou muito feliz. Tenos uma proffantstica, que a Dona Conceio, incansvel...

    J Marlia Fraga viva a noiva! diz-nos ter achado tudo aquilouma maravilha. Uma brincadeira que zemos pela primeiravez. Por mim, sinto-me muito feliz. J venho h muitos anosa esta casa... E at, decerto, se sente feliz no trajo de noiva quevestia. Exactamente... s que s o vesti h trinta e cinco anos

    A tradio manda que, por esta altura, se brinque ao Carnaval.Que todos esqueam mais ou menos, claro as agruras da vida.Que se entretenham a brincar ao Carnaval... porque ningum leva a

    mal. E se as pessoas so oriundas de uma Ilha que ns conhecemos sabem qual , no? ento a festa e a folia so mesmo a srio. Abrincar, a brincar... at se vo dizendo coisas muito srias...

    No sbado, um pouco por toda a parte onde os Portugueses das ilhas e especialmente da Terceira apresentaram Danas de Carnaval.E mesmo nos clubes que se integraram mesmo, mais a srio, noque na Terceira se faz... o mximo que chamaram ao ingredienteda noite foi Bailinho de Carnaval. Como aconteceu no Asas doAtlntico, onde estivemos grande parte da noite de folia que porali se desenvolveu. O grupo de Teatro As Nossas Raizes que jtnhamos acompanhado noutras andanas do Teatro brindou-noscom um Bailinho de Carnaval maneira...

    E vimos toda uma srie de sueltos, com piadas brejeiras, comditos de ocasio, com duetos de espicaar a mente dos presentes...

    para entender convenientemente. E a verdade que, desde umanoiva a preceito a dizer que sim mais que tambm... e que quer queo marido no sei que mais... at um casal que vai ao mdico porcausa de um certo produto que capaz de aumentar (isso mesmoque est a pensar...) vimos de tudo um pouco. Em doses quasemacias... mas sem ofender ningum.

    As mulheres levaram a melhor...

    E a assistncia uma sala cheia riu a bom rir. No sabemosporqu... mas chega a parecer que neste Bailinho de Carnaval... asmulheres as senhoras, claro levaram a melhor. Talvez porquequem ajudou a pr tudo aquilo de p foi uma mulher que, nestanoite, at virou doutor (no doutora) e tudo. Ela virou... doutor.E ele, o marido, virou qualquer coisa como Miquelina.

    No foi assim, dr. Conceio? No foi assim... menina (salvoseja...) Miquelina?

    No nal, Conceio Baptista haveria de nos dizer que... noresistimos s tentaes... tentaes como estas. Temos umgrupo ptimo, um grupo que est entusiasmadssimo, um grupopor gente j com alguma idade e talvez com pouca experinciade Teatro, mas como acabmos de ver, o pblico quer isto. Nofundo, uma mensagem do povo para o povo e uma tradionossa... e ns gostamos das nossas tradies...

    Ainda tivemos ocasio de dizer Conceio... que cava muitobem com o trajo masculino. Fico bem? foi a pergunta a que noquisemos responder...

    NoAsasdo

    Atlnticoum

    Bailinhode

    Carnaval

    *A tradio manda que se brinque ao Carnaval...

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    5/24

    11 Fevereiro 2013 Comunidade .

    Para Marlia Fraga, a certeza de que no quereria que fosse a ltimavez que se faz aquele gnero de Bailinho. Um conjunto muitointeressante, muito unido... e unidos fazemos a fora.

    Pois! A verdade que h um grupo feminino... cheio de fora no

    Asas do Atlntico. Virgnia Machado entende que tudo aquilofoi uma alegria, foi uma experiencia nova... uma experinciaagradvel.

    Muita gente. Muita animao. Aldora Belo veio de Victoria, naBritrish Columbia. muito bonito. uma coisa muito gira...que eu estou gostando muito. Ser que em Victoria se fazalguma coisa parecido? No. Vamos a ver o que que eles vofazer l... A verdade que, em Victoria, h uma comunidade

    portuguesa. Mas muito pequenina... no assim como a deToronto.

    E ns a perguntarmos se ela iria fazer qualquer coisa parecidacom o que estava a ver... l em Victoria. Vamos a ver o que elesfazem...

    Uma festa interessante. Sob todos os pontos de vista. At o conjunto Folhas Negras, com Fernando, Danny e Joe esteve em grande.

    do Povo... para o Povo

    E a verdade que foi quase ltima hora que foram chamados.Estava anunciado o conjunto Os Panteras, anunciados, de resto,at neste Jornal. Por qualquer confuso - que a direco do Asas noconsegue explicar no vieram. Folhas Negras veio e cumpriu.

    Ah, em Msica, at o Luis Bettencourt, que veio ajudar a afesta, esteve em grande.Valeu a pena? Cremos bem que sim. mesmo uma mensaPovo para o Povo!

    Transmitir a tradio aos mais novos

    Silvino Sousa o regente de toda aquela Marcha. Entendeque est a cumprir uma tradio. Que est a transmiti-la aosmais novos. Viemos fazer o Carnaval moda da Terceira,como nos diz, desde logo. H uns anos que fazem tudoaquilo. A malta mais jovem vai aderindo. Sim, sim. Todosaqui so... jovens. At eu, claro, estou quase com 20 anos...Ainda lhe dissemos que parecia ter uns 25...

    Vamos ter um bom Carnaval, mesmo para alm de termospoucas danas... so s 4 e meia, ou seja, quatro danas euma comdia. H poucos clubes... h pouca gente comvontade. Os velhos esto-se arrumando e ns temos de daro exemplo aos novos, que para os novos continuarem...

    A dana chamava-se Destino errado, ou seja, uma pessoaque se mete numa viagem para ir para uma banda... e acaba

    por ir para outra banda...

    Vimos. Ouvimos. Gostmos. A juventude est, de facto, aaprender o caminho da tradio. Chega a parecer que j lhevem no corao.Ana Pavo... ainda deixou cair duas palavras. Estava a veras netas a cirandar por ali. E acha que elas... vo continuara tradio.

    O Graciosa Community Centre vestiu, no sbado, assuas melhores galas. Sobretudo para continuar na sendade preservar as tradies. Tradies que, por esta altura,mandam... celebrar o Carnaval. Ali, no 279 da DovercourtRoad, era apenas o saber receber. Neste caso, receber osranchos que vinham alegrar a noite.

    Chegmos cedo. Vimos o primeiro dos grupos que apareceu,ou seja, o da Irmandade do Emigrante. Constituido por

    jovens, muito jovens, que esto assim a tentar manter uma

    tradio por esta altura do ano. E mesmo que houvessetambm a msica apresentada pelo DJ Nazar Praia... anoite era mesmo para alegrar o Carnaval. Ou melhor, parareviver o Carnaval.

    De resto, quem calcorreou as ruas cheias de neve, comons o sabemos... e chegou ali e constatou o entusiasmodaquela gente... deu, decerto, por bem empregado o tempo ea maada da neve. Msica... muita. Vrios tocadores se assim que se diz e uns bons pares de jovens a aprender,se que preciasm ainda de aprender, como se ganha o hbitode manter a tradio de l, mesmo que s a conheam porouvirem falar dela a pais e avs.

    Gostmos. Ns e as vrias dezenas de pessoas que enchiam osalo do Graciosa, onde, de facto, parece mandar a tradio.

    Uma noite da Tradio animouo Graciosa*Carnaval moda de l...

    O Graciosa na continuidade dos tem

    O presidente do Graciosa Community Centre o presidente deste ano Raimundo Espinola, no era, o menos interessado. Bem ao contrrio. De resto, o cluDovercourt est a andar bem. J trabalho para o Grah uns anos bons. Pelo que vejo, o Graciosa uma casse tem mantido e vai-se manter por muitos anos...

    O Graciosa vai assim continuar com a tradio... qulevado a cabo. Lembra que a juventude... aparece pNo Graciosa, infelizmente, temos poucos jovLembrmos, anal, que j temos visto e noticiado bai

    jovens repletos. Sim, sim... e oxal que ns faamosdois ou trs bailes para a juventude. Nesses bailes, os jtm aparecido.

    Uma Direco entusiasta? Pelo que eu vejo... todo o pque eu tenho s h dois casais que nunca trabalhna casa... esto com vontade. Este ano, houve adiculdade para arranjar presidente. J estou h dezenvolvido nisto e no queria ser presidente. Dispoajudar a casa, sim, mas presidente... nunca pensei e

    presidente desta casa...

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    6/24

    11 Fevereiro 20136. Comunidades

    O m do programa esquece o peso

    e importncia da lngua de Cames* A Embaixada de Portugal e o Consulado Geral esto disposio da OMNI para serencetados os esforos e diligncias necessrias para que possa vir a ser reconsiderada

    a deciso tomada, que afeta de forma grave uma comunidade que merece a melhorconsiderao e respeito.A Embaixada de Portugal e o Consulado-Geral de Portugalem Toronto endereou-nos, em Ingls e Portugus, acarta endereada ao Grupo Rogers, na pessoa de NadirMohammed, Presidente e CEO da RCI, com conhecimentoa Madeline Ziniak, National VP. uma carta vibrante equase apaixonada que se nos agura passvel de atingir oobjectivo, que , anal, o da empresa reconsiderar a decisotomada.

    Entendemos que vale a pena publicar a carta na ntegra.

    Foi com particular surpresa que a Embaixada de Portugalno Canad e este Consulado Geral, constataram o m dasemisses dirias das notcias em lngua portuguesa nocanal de televiso OMNI; surpresa e incredulidade tantomaior quanto nenhuma explicao ocial foi dada pela

    administrao de V.Exa..

    Na verdade, e ainda que respeitando a deciso empresarialtomada, permitimo-nos por este meio transmitir-lhe o

    profundo desagrado que a mesma teve junto da comunidadeportuguesa cujos membros, muitos dos quais clientes dogrupo Rogers, consideram tal atitude uma manifesta falta de

    considerao.

    Os cidados portugueses e luso-canadianos na Provncia doOntrio ascendem a mais de 400 mil pessoas que, como outrosmembros de diferentes comunidades de origem estrangeiraneste Pas, tm contribudo com o seu trabalho, respeito edefesa da sua lngua e cultura, para o progresso econmicode uma sociedade que se orgulha do seu multiculturalismo ediversidade.

    O compromisso de todos os cidados

    A construo de uma sociedade mais justa e equilibrada,requer o compromisso de todos os cidados e setor

    empresarial no Canad para a defesa permanente dos direitosdas minorias, sejam elas religiosas, sociais, polticas,tnicas ou lingusticas. E o m de um programa noticiosoque h dezenas de anos transmitia noticirio em portugus- abrangendo quer aquilo que localmente sucedia, comoreproduzindo os principais acontecimentos sucedidos emPortugal e que constitua motivo de profundo orgulho detodos os portugueses, marca negativamente o empenho daOMNI na defesa da diversidade cultural no Canad.

    O m do programa parece esquecer o peso e crescenteimportncia que a lngua de Cames tem vindo a ganhar.O Censos 2011 realizado no Canad conrmou que no

    perodo de 2006 a 2011, semelhana de outras lnguas, ouso de portugus cresceu 5% nos lares canadianos; umalngua ensinada em dezenas de escolas do ensino canadianodesta Provncia, Quebec, Manitoba e Colmbia Britnica

    a que acresce o envolvimento institucional com diferentesUniversidades canadianas, de que sobressai muito em

    particular o que existe h mais de 65 anos com a Universidadede Toronto.

    E que dizer dos inmeros rgos de imprensa escrita delngua portuguesa que existem nesta Provncia e centenasde empresas canadianas fundadas e geridas por nacionais

    portugueses e luso-canadianos, sindicatos, empresrios,professores, investigadores, acadmicos, mdicos, e demaisprossionais que trabalhando neste Pas, continuam a utilizara lngua de Cames como instrumento de enriquecimentocultural, de sucesso pessoal e prossional.

    O peso da Lngua Portuguesa no Mundo

    por outro lado, sobejamente conhecida a importncia que a

    lngua portuguesa tem vindo progressivamente a alcanar noMundo, como julgo parecer evidente pelos seguintes factos:

    a) De acordo com o Observatrio da Emigrao, com cercade 252 milhes de falantes, oPortugus o 4 idioma mais falado de forma globalizadaem todo o mundo. S o Brasil

    possui uma populao de mais de 190 milhes de pessoas,ou seja, mais de metade da

    populao da Amrica do Sul;

    b) O Portugus tambm falado por quase 40 milhes deafricanos, 11 milhes de europeus, 2 milhes de residentesna Amrica do Norte e 200 mil asiticos;

    c) O Portugus lngua ocial da Comunidade dos Pases

    de Lngua Portuguesa (CPLP), da Unio Europeia, AMercosul, UNASUR, Organizao dos Estados Amer(OEA) e Unio Africana.

    d) Falada por 3,7% da populao mundial em 7,5% dterritrio, representa atualmente 4,4% do PIB mun2,3% do comrcio global.

    Difcil de entender a deciso da OMN

    por isso difcil de entender a deciso da OMNI qufortemente a comunidade

    portuguesa radicada neste Pas e muito especialmenteaqueles que no tendo capacidade econmica de ac

    programas em lngua portuguesa em canais pagos osubscrio, viam o noticirio da OMNI em portugusum veculo dirio de anidade e pertena ao Pas de onnaturais ou onde nasceram seus pais ou avs.

    A Embaixada de Portugal e este Consulado Geral inteira disposio da OMNI para serem encetadesforos e diligncias necessrias para que possa virreconsiderada a deciso tomada, que afeta de forma uma comunidade que merece a melhor considerarespeito.

    Com os melhores cumprimentos, o Embaixador de PoPedro Moitinho de Almeida; e o Cnsul Geral em ToJlio Vilela.

    Fim

    dono

    tici

    rio

    em

    lngua

    po

    rtuguesa

    na

    OMNI

    Cadernosdo RecenseamentoEleitoralUma nota do Consulado-Geral diz-nos que, duranteo ms de Maro, estaroexpostos ao pblico noConsulado Geral e noConsulado Honorrio dePortugal em Winnipeg,dentro do horrio normal deexpediente, os Cadernos deRecenseamento Eleitoral,

    para efeitos de consulta ereclamao dos interessados.

    Os erros ou omissesdetectados devemser imediatamenteindicados Comisso

    Recenseadora, devidamentefundamentados, a m deserem corrigidos na Base deDados do RecenseamentoEleitoral.

    Recorda-se, ainda, quetodos os cidados eleitores

    podem vericar a respectivasituao no recenseamentoeleitoral atravs da consultaa uma das seguintes pginas

    web: www.recenseamento.mai.gov.pt/, www.

    portaldoeleitor.pt ou www.cgptoronto.blogspot.com.

    Dra.Ema Secca

    ADVOGADAem Portugal

    Pode resolver-lhetodos os assuntos

    em qualquer rea jurdica

    CONTACTE E TER BONSRESULTADOS

    Tel: 214418910 (Lisboa)Cel: 918825577

    e-mail:[email protected]

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    7/24

    11 Fevereiro 2013 Comunidade .

    Como chefe do Governo designada, Kathleen Wynne,

    tranquilamente ao que parece, vai preenchendo os lugares do

    Gabinete, que vai apresentar, amanh, quando for recebida

    pelo vice governador.

    De qualquer modo, e tanto quanto vo dizendo os Jornais,

    vo surgindo algumas dicas sobre quem est dentro e quem

    est fora...

    Wynne enfatizou, j na tera-feira, que est actualmente

    em reunio com todos os meus colegas, de modo que se

    eu tinha o seu apoio como parte da liderana ou no... no

    realmente o problema daqui para frente.

    E acrescenta: Ns somos uma equipa, reunimos muito

    rapidamente aps a conveno da liderana e eu estou muito

    otimista que ns estaremos trabalhando juntos, atendendo as

    necessidades de toda a provncia.

    Perguntado se ela tem algum em mente para carteiras

    A apresentao exposio, cedida Cames I.P., uma inicda Coordenao do EPortugus no Canad

    parceria com a CaAlentejo Community Ce com o apoio do ConsGeral de PortugalToronto

    A exposio FernoMendes Pinto,Deslumbramento do Olharvai ser inaugurada no dia 21de fevereiro de 2013, pelas18 horas, na sede da Casa doAlentejo Community Centre(1130 Dupont St., Toronto).

    Como informa o Consulado-Geral de Portugal, aexposio manter-se-disponvel para visitas atdia 9 de maro, s quintase sextas-feiras, a partir das17:30, e aos sbados, entreas 9:00 e as 17:00.As visitas aos sbados

    para professores e alunosdos cursos de portugusrequerem marcao prvia,atravs do email [email protected], outelefone 416 217 0981.

    O Ano Novo Chins emsaudao do Primeiro-Ministro

    Kathleen Wynne toma hoje posse*Os Ministros j esto escolhidos... mas segredo

    Com data de 8 de Fevereiro, o primeiro-ministro Stephen

    Harper emitiu uma declarao, por ocasio do Ano Novo

    Chins.

    Em nome da Laureen e da nossa famlia - escreveu Stephen

    Harper - gostaria de estender os nossos melhores desejos

    para os que celebram o Ano Novo Chins, no Canad e em

    todo o mundo neste domingo.

    Segundo o Primeiro-Ministro canadiano, o Ano Novo

    Chins um tempo para que as famlias se renam, dar

    presentes, e reetir sobre os dois anos do passado e do que

    est para vir.

    Os muitos fogos de artifcio e desles marcam esta ocasio

    especial para lembrar como vive e bem a cultura chinesa,

    que vibrante em nosso pas. Ele tambm lembra-nos as

    enormes contribuies de chineses canadianos para construir

    a grande nao que temos hoje.

    Na inaugurao do Ano Novo Chins, eles podem ter

    certeza de que o nosso Governo est a trabalhar para criar

    os empregos e as condies econmicas que ajudaro a

    garantir que o Ano da Serpente marcada por uma boa sorte

    e prosperidade.

    especcas, Wynne, que vai servir como minist

    agricultura, riu e disse: Eu sei, mas eu vou esperar

    falar com eles primeiro. Vamos fazer os anncios so

    gabinete na segunda-feira 11 de fevereiro, e eu sei qu

    ser um dia muito emocionante, disse.

    Charles Sousa mencionado pelo nom

    A Premier designada Kathleen Wynne virou-se para os

    de sua liderana para posies-chave no seu novo gab

    que sero empossados hoje tarde, como soube ABC

    fecho da edio.

    Soubemos, assim, que o luso-canadiano Charles Sou

    ser Ministro das Finanas, assumindo o lugar de D

    Duncan, que renunciou, ocialmente, sua cade

    Windsor na quinta-feira.

    O nosso Jornal sempre admitiu que Charles Sousa viriministro das Finanas depois que ele abandonou a cor

    aps segunda votao, na conveno de liderana, para

    Wynne. Em boa verdade, o seu perl d, efectivament

    o lugar.

    Soubemos, entretanto, tambm, que a ex-conselheira e

    Liz Sandals vai ser ministro da educao, a tarefa de

    reconstruir as relaes dos liberais com os professor

    esto aborrecidos por ter contratos que lhes so impos

    Estou trabalhando no discurso do trono agora,

    entretanto, a chefe do Governo. O discurso, descrev

    sua agenda de governo, ser entregue a 19 de fevereir

    Wynne, que ganhou a liderana Liberal em 26 de japrometeu, desde logo, um governo mais estvel e pro

    trabalhar com o lder conservador Tim Hudak e com

    do NDP, Andrea Horwath, para evitar uma eleio.

    mesmo assim. Imagine a sua lha, a sua esposa ou a sua

    me a apanhar um txi, cujo condutor, j foi condenadopor ter agredido uma passageira, por ter ameaado algumde morte ou por conduzir de forma perigosa...

    Agora imagine que esse condutor continua a exercer aprosso e que , apenas um dos mais de 340 motoristasde txi da cidade.Segundos dados, recentemente divulgados, apenas 53condutores com tais caractersticas, perderam as suaslicenas, nos ltimos anos. Isto , com certeza, o suciente,

    para o fazer pensar duas vezes antes de entrar num txi.Existem 255 taxistas, em Toronto, que j praticaram actosilegais ou criminosos e que continuam nas estradas. E osactos ilegais vo de conduo sob a inuncia do lcool,assdio sexual e at mesmo violao.

    Motoristas de txis em Raios X

    Ferno Mendes Pintoem exposio

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    8/24

    11 Fevereiro 2018. Comunidades

    O Rancho Folclrico As Tricanas, agora com 33 anos deexistncia, e um passado bem interessante de acompanhar,continua a avanar na sua senda de dar mais visibilidadeao Folclore, que lhe d expresso. Ao longo dos tempos, defacto, As Tricanas tm vindo a contar por xitos todas assuas actuaes.

    Sbado, era no Europa Catering, uma festa de angariaode fundos. Objectivo: fazer com que o futuro seja, de facto,mais calmo e permitidor de mais altos voos. A festa era,igualmente, uma Festa de So Valentim, o patrono dosnamorados e do amor. Uma festa animada pelo DJ Non-Stop.

    Ildio Pereira, actual presidente do rancho, diz-nos que afesta uma sala cheia pretende ser de Valentines Day,mas igualmente uma festa de angariao de fundos, uma

    pequenina angariao de fundos para o prprio Rancho.Havia por ali muitos artigos para sortear, tambm, artigosque foram doados. Depois de 33 anos, o Rancho est afuncionar normalmente mas com muita dedicao e, claro,com muita ajuda dos pais daqueles que fazem parte doRancho.

    Jovens e Veteranos

    O Ranco As Tricanas continua com o Rancho dos Jovens,entre os 4 e os 22 anos, e o Rancho dos Veteranos.

    E quando perguntamos a Ildio Pereira se os jovens vocontinuar, acentua que ns tentamos isso mesmo e vamosempurrando, no melhor sentido do termo, mas continuamostodos a defender as nossas raizes. Diz-nos, desde logo, quedos fundadores j no h nenhum. Da segunda gerao,depois do Rancho ter os dez anos de idade, ainda temosmuitos no activo. Para ele, os mais velhos, uns deixaram

    por completo as lides folclricas, outros mudaram paraPortugal e alguns zeram o seu retirement completo.

    Ildio comeou agora, em Janeiro, o seu mandato. Emeu dcimo ano dez anos como presidente e parei

    passado, por motivos de doena e agora estou deoutra vez para continuar. Ainda dana, s vezes, comdiz.

    As Estrelas do Norte estavam por ali. Os amigopara as ocasies, disse-nos Lina Pedrosa, entendendvale a pena apoiar todo este gnero de trabalho comunAinda lhe perguntmos se tinha algumas ideias a ti

    organizao. No. Cada qual tem de levar por diante aideias...

    Rancho As Tricanas (33 anos)a avanar ainda mais*Angariao de fundos rumo ao futuro

    A necessidade de confessar o pecadoTodos ns estamos sujeitos a pecar contra

    o nosso prximo e contra Deus. Em Eclesiastes 7:20lemos o seguinte: Na verdade que no h homemjusto sobre a terra, que faa o bem, e nunca peque.

    Tambm em I Joo 1:8,10 se l: Se dissermos queno temos pecado, enganamo-nos a ns mesmos,e no h verdade em ns... Se dissermos que nopecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra noest em ns. Portanto toda a pessoa que diz que notem pecado mentiroso.

    Jesus Cristo foi a nica pessoa que nasceu sempecado e nunca pecou. O resto da humanidade quandopassa pelo exame da lei de Deus achada em falta. Porisso a lei de Deus testemunha dizendo: No h umjusto, nem um sequer...no h quem faa o bem, noh nem um s... porque todos pecaram e destitudosesto da glria de Deus (Romanos 3:10,12,23).

    Devido ao facto que Deus v tudo o que fazemose sabe tudo o que pensamos no podemos esconderas nossas faltas diante do nosso Criador, comoAdo e Eva tentaram fazer no jardim do den, aps

    desobedecerem ao mandamento de Deus. Negardiante de Deus que pecamos acrescentar ao nossopecado e insultar o nosso Criador. Por isso Deusdiz: O que encobre as suas transgresses, nuncaprosperar; mas o que as confessa e deixa, alcanarmisericrdia (Provrbios 28:13).

    Portanto, o facto que todos transgredimos a lei deDeus exige a necessidade da consso. Reparem queDeus avisa que O que encobre as suas transgresses,nunca prosperar. Como que as pessoas tentamencobrir as suas transgresses? Ado e Eva tentaramencobrir o seu pecado escondendo-se da presena doSenhor Deus, entre as rvores do jardim (Gnesis3:8). Os ladres geralmente fazem os seus crimess escondidas para que ningum veja. Os adulteroscometem os seus actos imorais s escondidas.

    Mas quem que se pode esconder de Deus? Ningum!O plano de Ado e Eva, de se tentarem esconder deDeus entre as rvores, no prosperou, nem ningumprosper quando pensa que pode encobrir as suastransgresses.

    Quando Deus perguntou a Ado por que queele comeu do fruto probido, ele respondeu assim: Amulher que me deste por companheira, ela me deuda rvore, e comi(Gnesis 3:12). Ado, em vez deadmitir que foi responsvel pelo seu pecado, tentoupr as culpas da sua desobedincia em Eva. QuandoDeus perguntou a Eva qual foi a razo de ela tercomido do fruto probido, ela respondeu: A serpenteme enganou, e eu comi (Gnesis 3:13). A mulhertambm tentou encobrir a sua desobedincia, dizendoque a culpa no estava nela, mas na serpente que a

    enganou. Ora, Deus no aceitou as desculpas de Adoe Eva, nem aceitar as desculpas de ningum quetente encobrir as suas transgresses, pondo as culpasnos outros ou em circunstncias. Todos ns somosresponsveis pelos nossos pecados.

    Existe ento a necessidade de admitirmos a nossaculpa diante de Deus. Qualquer que tentar encobrir oseu pecado nunca prosperar. Reparem que Deus nosencoraja a confessarmos os nossos pecados: ...maso que as confessa e deixa, alcanar misericrdia(Provrbios 28:13). Deus no ouviu a orao dofariseu porque ele no admitiu que era um pecador(Lucas 18:14). Todavia Deus ouviu o publicanoporque ele orou assim: Deus tem misericrdia demim, pecador! (Lucas 18:13-14).

    Rev. Joo Duarte

    Religio e F

    T.L.DUTRA Professional Legal ServImmigration - Small Claims Court- Criminal Sum

    Landlord & Tenant / Ontario Court of Justice / La

    Tony L. Dutra533 College Street , Suite 306, Toronto ON,

    Canada M6G 1A8Telephone: (416) 532-8400 - Fax (416) 532-690

    E-Mail: [email protected] L.S.U.C - P0

    A MELHOR SOLUOSER ContactarManuel ou Mike

    telf: (416) 536 3828(416) 537 429

    (Uma diviso de EUROPA HEATING & AIR CONDITION

    EUROPA DUCT CLEANIN

    Alergias e doencas so provocadas pelo p,por pelos de animais, ou por bacterias

    e fungos que permanecem no sistema...

    Email - [email protected]@rogers.com

    Webpage - www.europaair.net

    Deslocaes a vrias cidades do Ontrio

    EUROPA DUCT CLEANIN

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    9/24

    11 Fevereiro 2013 Comunidades . 9

    Muitas Amigas juntas fazemcoisas maravilhosasSbado, 9 de Fevereiro, o salo da Local 183 recebeu maisuma grandiosa festa das amigas.

    H 10 anos que Sra. Maria Andrade e sua famlia celebramesta grande festa s mesmo de amigas, que foram cerca demil este ano. Maria Andrade, que h 10 anos infelizmente

    perdeu o seu marido a cancro e desde ento quis ajudar nocombate a esta terrvel doena como podia. Mas ajudarcomo? Ajudar a angariar fundos como muitos outros fazem,mas que ainda so poucos.

    Todos os anos os lucros so revertidos a uma fundaodiferente. Este ano foi escolhido o Hospital das Crianasem Toronto, Sick Childrens Hospital, que com muito dosnossos pais na nossa comunidade, tambm j la tive paratratar dos meus lhos. No meu caso concreto, graas aDEUS no foi nada de grave, mas para tanta outras crianasinfelizmente... o Hospital para eles como se fosse a suasegunda casa.

    Foi uma noite cheia de animo abrilhantada por diferentestalentos da nossa grande comunidade. O ano passado vimosl Nancy Costa mestre de cerimonias, com participao dofamoso conjunto Starlight, Steve Medeiros e outros.

    Este ano a aposta nos artistas comunitrios foi igual e vindodos Estados Unidos Marc Dinis que at danou em cima dasmesas!... e fez desta noite uma noite inesquecvel para tantasdas nossas Amigas. E se isto s por si no era suciente,

    este ano entra as muitas amigas na sala, tambm houve umaamiga mais nova chamada Daniela que cortou 6 inchasde cabelo para doar ao mesmo hospital para crianas que

    precisam de usar cabelo postio por causa dos tratamentosde radiao.Parabns especiais para Daniela que quis tirar uma foto paraABC junta com sua Me e um dos braos direitos da Maria

    Andrade, a sua lha, claro. Simplesmente fantstico foi vereste ano, mais novos a ajudar os mais novos.

    Varias ofertas e donativos oferecidos por muitos comerciantesda nossa comunidade mostram que a comunidade Portuguesatem corao saudvel. Foi um prazer ser mais uma amiga

    na sala e representar a famlia ABC outra vez, contarvimos para nossos leitores e festejar mais uma granfesta de sucesso. Muitos parabns a toda esta organ

    por um trabalho bem feito de mrito, para o Ano seQuiser la estaremos mais uma vez.

    Sonia Micael

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    10/24

    11 Fevereiro 20110. Comunidades

    PCC de Mississauga tem nova DirecoO Portuguese Cultural Centre of Mississauga, por ser o nicoclube portugus em Mississauga (sem querer ofender), no umrepresentante da Madeira, do Continente, ou das Ilhas, mas SIM detodos nos. O PCCM merece e continua a merecer respeito que lhe dado pelo trabalho que desenvolve naquela bonita cidade.

    Tivemos o prazer ao longo das varias reportagens que zemosdurante todo tempo de vida deste seu jornal ABC de conhecermelhor muitas das caras desta coletividade. Com tantos artistase espetculos que passam todas as semanas durante um anointeiro pelo PCCM especicamente, e tambm em outras casasna comunidade, temos prazer de conhecer os artistas por de trsdos artistas. Aqueles membros que trabalham incansavelmente

    para que tudo corra sempre da melhor forma mas nem sempre soreconhecidos.

    Este m de semana o PCCM celebrou uma data importante, apassagem de uma direo. Uma data celebrada sempre a maneirado PCCM, bem passado e cheio de musica e animao. Alias JornalABC ca historicamente ligado a este honrado clube Portugus porser o clube onde o prprio jornal ABC celebrou o seu primeiroAniversario, j h alguns anos atrs. Em gria de futebol h umditado que diz que em equipa que ganhe no se mexe, a verdade que no Centro Portugus de Mississauga as mexidas no forammuitas. Diramos ate que com as poucas mexidas do plantel eaquisies novas e cirrgicas, parece que a equipa do PCCM esta

    preparada para mais sucesso.

    Outra razo de satisfao em Mississauga no Sbado vai para o factoque o seu Capito de equipa, Gilberto Moniz, receber a Medalhado jubileu de ouro da Rainha Isabel II. A medalha institudaem 1967 atribuda a Canadianos que fazem uma contribuiosignicativa para os seus concidados, sua comunidade ou para oCanad ao longo dos ltimos cinquenta anos.Para o Presidente do executivo, Gilberto Moniz, que esta sempre

    pronto para dar mos a obra como se diz em todas festas no clube,no se pode pr em causa o porqu de ter sido um dos escolhidos.Obrigado a ele e para todo o corpo diretivo por o divulgao dosnossas tradies e cultura. Os nossos mais novos e mais velhos,lhos e netos agradecem o esforo.

    S nos resta agora esperar para felicitar a nova direo e ajudarna divulgao de eventos to importantes para a sobrevivncia danossa cultura. Em vez de dizer Adeus a direo que acaba agora oseu termo dizemos Parabns. Parabns de ABC para o PortugueseCultural Centre of Mississauga, com os nossos desejos de sade,

    paz, e fora para todos voluntrios, dirigentes e suas famliasdo passado e do futuro, sigam o exemplo deixado por muitos

    dos fundadores colaboradores e dirigentes que j passaro por oPCCM...

    Aqui cam os nomes do novos Corpos Diretivos para o ano 2013;

    Assembleia Geral Presidente, Tibrio Branco; Vice Presidente,Victor Vieira; e Secretario, Alex Duarte.

    Conselho Fiscal Presidente, Alfredo Pita; Vice Presidente, OlgaOliveira; e Secretario, Carmine Balestra.

    Executivo Presidente, Gilberto Moniz; Vice Presidente, TonySousa; Secretaria, Angie Camara, Lisa Balestra, Valerie Da Silva;Tesouraria, Bill Da Costa e Ana Mateus; Arrendamentos, LusaSousa; Diretores, Jos Machado, Ilda Machado, Manuel Machado,Teresa Machado, Alfredo Machado, Margarida Machado, Hlio

    Da Silva, Luclia Da Silva, Leonel Moniz, Agueda Rafael Pereira, Odete Pereira, Orlando Santos, Esmeralda SFrancisco Antunes, Conceio Antunes, Jlia Pereira, JosInacia Bento, Pedro Pereira, Hermnio Ribeiro, Roslia RElisabete Borges, Jos Henriques, Isabel Henriques, FraMata, Ana Mata, Joo Barbosa, Aura Barbosa, Jorge MSandy Mouselo.

    Seces - Rancho Folclrico - Brian Vieira / Nancy Vieira; F- Jason Aguiar / Fernando Silva / Sam Botelho; CarassaugaOliveira / Nelia Oliveira; Terceira Idade - Jos Pereira / Travassos.SONIA MICAEL / ABC

    Assinada pela Presidente daAssembleia-Geral, LaudalinaEstrela Rodrigues, recebemos,com o pedido de publicao,uma nota de convocatriada Assembleia-GeralExtraordinria do Orfeo StellaMaris.Assim, nos termos dasdisposies combinadas dosartigos 46, 49, 53, e 75 eseguintes dos Estatutos doSTELLA MARIS, convocouma Assembleia GeralExtraordinria de todos os

    associados, para Tera-feira,26 de Fevereiro de 2013, s19h no Humber College coma seguinte ordem de trabalhos:

    1- Apresentao, discusso,votao e posterior aprovaodo Relatrio e contas do ano de20012/132- Tratar de outros assuntos de

    interesse para a Associao.Se hora prevista no houvera maioria de scios presentes,a reunio comear 30minutos depois com o quorumexistente.

    Esta semana, vamos falar sobre a dor citica. Espero que

    este artigo seja benco para todos.

    Citica (ou dor citica) uma condio, em geral, dolorosa

    que se irradia ao longo do

    trajeto do nervo citico (e s vezes ao nvel de suas razes).

    O que o nervo citico?

    O nervo citico, sem entrar em muitos detalhes anatmicos,

    um nervo que se encontra ao nvel da mdula espinhal,

    e descende verticalmente na face posterior da coxa e se

    divide em dois at a parte inferior da perna.

    Causas da citica - Em geral, a citica causada porleses da coluna vertebral. Voc deve saber que a coluna

    vertebral composta de vrias vrtebras separadas por

    discos. s vezes, esses discos intervertebrais tornam-se

    desgastadose causam a compresso de um nervo (que leva

    dor), por exemplo, causada por um movimento incomum.

    A hrnia de disco a principal causa da dor citica. Em

    alguns casos, a dor citica pode ser causada por artrose,

    luxao do quadril, um tumor, uma pelve fraturada, etc.

    No incio da citica ocorre, em geral, dor lombar aguda

    ou crnica. A dor, em seguida, vai para a perna, podendo

    irradiar at a parte inferior da perna.

    Em alguns casos, a dor pode se manifestar da ndega

    p, especialmente se as suas razes nervosas forem afet

    A dor citica pode ser muito forte e impedir o pacien

    dormir. A dor pode ser agravada pela tosse ou quan

    paciente est em p. Nota-se tambm a paralisia ci

    neste caso h uma paralisia da exo dorsal do p.

    Diagnstico citica - Em geral, o mdico ir fazer v

    perguntas sobre a dor (o mais importante) e far um e

    clnico. Em alguns casos raros, pode ser feito exames

    detalhados, como radiograa, tomograa computador

    ou ressonncia magntica, para identicar exatamente

    est a leso.

    Dicas citicas - O calor pode ajudar em casos de ci

    Por exemplo, voc pode aplicar compressas quente

    tomar um banho quente. Pode fazer sees de siote

    para melhorar o problema de citica (funciona apena

    alguns casos). Venha conversar connosco.

    Uma boa semana para todos vs!

    Dor Citica

    Assembleia Geral Extraordinriado Orfeo Stella Maris

    Por: Venessa Barros N.H.C

    (ERVANARIA MUNDIAL

    416 654-9133

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    11/24

    11 Fevereiro 2013 Desporto . 11

    J conhecendo a igualdade do Benca na Madeira, osdrages, que lideram com melhor diferena de golos,cederam os primeiros pontos em casa esta temporada,num encontro em que estiveram em desvantagem desdeos sete minutos, quando Tiago Targino inaugurou omarcador.

    O FC Porto e o Benca mantiveram-se ontem empatadosno topo da classicao da I Liga de futebol, apesar dasescorregadelas com Olhanense (1-1) e Nacional daMadeira (2-2), respetivamente, na 18. jornada.

    O colombiano Jackson Martinez empatou a partida, aos55 minutos, e 10 minutos depois poderia ter colocado oFC Porto em vantagem e feito o seu 20. golo na prova,mas falhou uma grande penalidade.Antes o Benca tinha escorregado na visita ao Nacional,empatando a dois, com os insultares a adiantarem-sepor Diego Barcellos aos seis minutos, mas o Bencadeu a volta a marcador ainda na primeira parte, comum autogolo do moambicano Mexer (15) e um golodo uruguaio Urreta (37), tendo o angolano Mateusempatado aos 53.

    A partida teve um nal polmico com trs expulses,dos benquistas Cardozo e Matic e do nacionalistaMaral.

    O FC Porto e o Benca seguem isolados no comando,com 46 pontos, j a 15 do terceiro classicado, Paos

    de Ferreira, que na segunda-feira defende o ponto deavano que tem sobre o Sporting de Braga.Em crise, o Sporting somou mais uma derrota, a stimana prova e a terceira em casa, sendo batido em Alvaladepelo Martimo, graas a um golo do sul-coreano Suk,aos 18 minutos, com os insulares a subirem ao stimoposto, enquanto os lees, que tm o pior ataque daprova, caram para dcimos.

    O Rio Ave consolidou o quinto posto, depois de vfora a Acadmica, por 2-1 (nona), tendo agorpontos de avano sobre o Estoril-Praia, que venVitria de Guimares no sbado (2-0), e o Martim

    O Moreirense, ltimo classicado, consegusegundo triunfo consecutivo, derrotando o Beiraem casa, por 3-0, com os aveirenses a carem pzona de despromoo, com 15 pontos, apenas mado que os vimaranenses.Com mais um ponto do que os aurinegros, o Vde Setbal est um ponto acima da linha de depois de vencer o Gil Vicente (12.).

    FC Porto e Benca escorregame seguem colados no topo da I Liga

    Po quente de hora a horaBroa de milho como se faz na terra

    Pastelaria FinaSalo de ch

    Ambiente acolhedor

    Uma casacom a tradiode bem servirporque sabe

    produzir melhor!

    Para encomendas ligue-

    416 - 652 - 86662189 Dufferin St. Toronto(Entre a Rogers e Eglinton)

    Agoratambem

    emB

    radford!

    DOCE MINHO

    AS PORTAS ABREM S 6:30 - JANTAR S 7:30

    53 QUEEN STREET NORTH, MISSISSAUGA

    905-286-1311

    PORTUGUESE CULTURAL CENTRE OF MISSISSAUG

    905-286-1311

    SBADO DIA 16 DEFEVEREIRO - 2013

    Com o Romntico

    Carlos kanto

    JANTAR NAMORADODOSJANTAR NAMORADODOS

    Vindo da Venezuela

    NO PERCA ESTEGRANDE ESPECTCULNO PERCA ESTEGRANDE ESPECTCUL

    SBADO DIA 16 DEFEVEREIRO - 2013

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    12/24

    11 Fevereiro 201312 . Desporto

    guias escorregam na MadeiraO Benca perdeu dois pontos na Madeira, depois de empatar (2-2),na Choupana, com o Nacional, em jogo da 18. jornada da Liga.Diego Barcellos adiantou os madeirenses, Mexer (prpria baliza)e Urreta deram a volta para os encarnados e, j na segunda parte,Mateus empatou para o Nacional.

    O encontro cou marcado por um nal polmico, com PedroProena a expulsar trs jogadores: Cardozo, Maral e Matic, comambos os benquistas a verem o carto vermelho direto.

    Ningum esperava um incio to forte do Nacional. Os primeirosdez minutos foram dos insulares. Diego Barcellos e Keita estiveram

    perto do golo e avisaram para o que se ia seguir: defesa do Benca apedir fora de jogo, passe de Claudemir para Diego Barcellos e golo.

    As guias reagiram ao golo sofrido a frio, embora com algumafortuna. O azar pertenceu a Mexer, que acabou por marcar na

    prpria baliza. A partir daqui s deu Benca. Depois de Lima atirarao poste, Urreta apontou o golo da tarde, num livre superiormenteexecutado.

    J com Gaitn em campo, o Benca andou prximo do terceirogolo, mas acabou por permitir o empate em contra-ataque, numlance em que Artur pareceu mal batido no remate de Mateus.

    O nal foi intenso, com as guias a pressionarem, mas conseguirem bater Gottardi. Perto do nal, Cardozo e Membrulharam-se na rea e acabaram os dois expulsoentendimento do rbitro, o paraguaio ter agredido o late

    Nacional, depois de este atrasar a marcao de um canto.

    J com os nimos quentes, as guias acabaram com nove, de Matic ver o carto vermelho direto, depois de um lance dcom Candeias.

    RESULTADOS GERAIS

    Prxima Jornada

    FC Porto empatacom Olhanensee desperdialiderana isoladaO FC Porto empatou ontem 1-1 com o Olhanense, no Estdiodo Drago, e desperdiou a oportunidade de tirar partido doempate do Benca com o Nacional (2-2) para se isolar no

    comando da I Liga de futebol.

    No jogo da 18. jornada, os portistas estiveram a perderpor 0-1, com um golo de Tiago Targino, aos sete minutos,empataram por Jackson Martinez (1-1), aos 55, e viramainda o hoje perdulrio goleador colombiano falhar umagrande penalidade aos 65.

    Aos sete minutos, contra o sentido do jogo, o Olhanenseadiantou-se no marcador com uma arrancada fortssima deTiago Targino ainda antes da linha do meio-campo, que s

    parou com um remate certeiro para o fundo da baliza doguarda-redes Helton.

    A formao portista, que j no sofria um golo em casa paraa I Liga desde a nona jornada, com a Acadmica de Coimbra(2-1), acusou algum nervosismo face desvantagem e

    principalmente perante a diculdade em criar situaes deperigo.O quarto de hora do encontro foi atingido debaixo de uma

    enorme carga de gua, que levou o arbitro Cosme Machadoa mandar as equipas recolher aos balnerios, embora que porescassos minutos.A formao portista manteve a mesma toada ofensiva noincio da segunda parte, com tentativas de visar a balizado Olhanense protagonizadas por Lucho, aos 47 minutos,Danilo, aos 50, e Otamendi, aos 54.A resistncia defensiva do Olhanense acabou por cair aos 55minutos, com o FC Porto a alcanar o golo do empate porJackson Martinez (1-1), na recarga sobre a linha a um desviode Varela para o poste.O mesmo Jackson Martinez, aos 65 minutos, desperdioua oportunidade para elevar a vantagem, ao falhar aconcretizao de uma grande penalidade, com um remate

    por cima da trave, a punir mo de Jander dentro da rea.O encontro chegou ao m com o FC Porto a carregar,mas a pecar no captulo da concretizao e a embater,sucessivamente, na muralha Bracali.

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    13/24

    11 Fevereiro 2013 Desporto . 13

    Os alarmes soaram h muito mas so cada vez maisestridentes em Alvalade. Parece que o 11 leonino se embrulhacada vez mais na crise e no consegue dar a volta. Provadisso foi a derrota com o Martimo, num jogo em que oslees no demonstraram nada que zesse merecer a vitria,ao contrrio do Martimo, que foi pragmtico e de formasimples venceu por 1-0, com golo do reforo Suk.

    A Bola que noticia.

    Verdade seja dita, o Sporting conseguiu apenas dominardurante... os primeiros cinco minutos. O restante tempo foiuma sucesso de erros, falta de criatividade e discernimento,tentando cada jogador livrar-se da bola como se estivesseincandescente.

    Mas tambm no se pode culpar os jogadores do Sporting

    de tudo, que parecem reger-se pela lei de Murphy quediz que quando algo corre mal vai correr da pior maneirapossvel. Como por exemplo aos 15 minutos, quando VanWolfswinkel cabeceia a um metro da baliza e Salin conseguetirar em cima da linha com a ponta do p. A lei de Murphyaplicou-se no minuto seguinte, quando Sami cruza para area e Suk vence Pedro Mendes no car cabeceando para ogolo ao primeiro poste.

    A partir da o Martimo entrou em misso destruidora,construindo apenas venenosos contra-ataques.

    Martimo desarruma a casa aos leesDepois foi aguentar e os madeirenses conseguiram-nda melhor forma. Remates, cruzamentos, ataques, a defMartimo limpou tudo. E foi tentando aumentar a vancom Suk, Sami e Danilo Dias a controlarem as jogada

    Salin ainda salvou o empate, com destaque para o lance do jogo em que impede o cabeceamento a Rubilees, destaque apenas para Bruma. Mais um jovem laem Alvalade.

    Santana Lopes o diz:

    Ir a eleies prefervel do que haver a guerraque se anunciavaO provedor da Santa Casada Misericrdia, PedroSantana Lopes, escusou-se,na quarta-feira, a comentara situao atual do Sporting,cingindo-se a dizer queacha prefervel havereleies antecipadas do quea guerra que se previacom a assembleia geral, que

    estava marcada para estesbado.

    [O Sporting] vai paraeleies, o que eu acho

    prefervel do que haver aguerra que se anunciava,armou Santana Lopes aos

    jornalistas, margem daassinatura de um protocolo

    com a Universidade de

    Lisboa para a edio daObra Completa e Dicionriode Padre Antnio Vieira.

    O antigo presidentedo Sporting adiantouque espera sentido deresponsabilidade dos queagora se candidatam seleies, marcadas para odia 23 de maro.

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    14/24

    11 Fevereiro 201314 . Desporto

    Nigria vence CANpela terceira vezA seleo da Nigria aoderrotar, ontem, o BurkinaFaso (1-0) venceu pelaterceira vez no seu historialo Campeonato das NaesAfricanas (CAN2013).

    Depois de terem ganho estetrofu em 1980 e 1994, a

    Nigria garantiu a vitriacom o golo solitrio deSunday Mba, aos 40 minutosde jogo.

    A seleo do Burkina Fasotambm est de parabns porter conseguido pela primeiravez atingir a nal do CAN.

    Mali garante terceiro lugarao vencer o Gana (3-1)

    O Mali conquistou o terceirolugar do CAN 2013, aovencer, sbado, o Gana por2-1.

    Samassa inaugurou omarcador para a seleomaliana aos 21 minutose Keita, ex-jogador doBarcelona, ampliou-a aos

    48. Do lado do Gana, Atsu,jogador do FC Porto, foititular e viu o companheirode equipa Wasako Mubarakfalhar um penalty aos 58minutos. A seleo ganesaainda viria a marcar, porKwadwo Asamoah, aos 82

    minutos mas Diarra acaboucom quaiquer dvidas aomarcar o terceiro do Mali nacompensao.

    O Mali, que nas meias-naisfoi derrotado por 4-1 pela

    Nigria, ca assim com amedalha de bronze.

    Miguel Mendes, de ABola, escreveu este ttulo.Interessante. Sintomtico. que, de facto, foi um jogoatpico em Guimares. Commuitos altos e baixos. Deeuforia e de apreenso. Demomentos de pura beleza e deerros fatais. Enm, de tudo um

    pouco.

    Minuto 1 e a primeira grandeocasio de perigo paraPortugal com Hlder Postiga adesperdiar um lance claro. Osmuitos adeptos esfregavam asmos, ansiando por uma grandenoite da equipa nacional.Pois bem, puro engano...Dois minutos depois, o golodo Equador. Um lance emque cou evidente algumas

    fragilidades defensivas.Primeiro por Coentro, que

    permitiu o cruzamento perfeitode Montero para o golo deValncia de cabea, perantetoda a passividade dos centrais

    portugueses.

    Pensou-se... foi um lancefortuito. Pois bem, puro enganooutra vez.

    Chegou-se ao intervalo com umempate. Sinal mais, ainda assim,

    para a equipa portuguesa, maisaudaz, com um futebol maisapelativo, de maior criatividade,sobretudo na primeira meiahora de jogo. O segundotempo, esse, foi bem diferentee Portugal afundou-se em novadesconcentrao defensiva.Falta de comunicao entreJoo Pereira e Eduardo ditou osegundo golo do Equador. Umauto-golo do lateral do Valnciaque deixou bem claro a falta deorganizao neste setor.

    Portugal Cai... cedo em Guimares*Portugal perde e regista a pior srie da era Bento

    Vinhos oferecidos por Macedo Wine GrapeJuice Ltd, no 1381 da Dufferin St.,

    com o telefone 416 535 0416 .Os queijos so oferta de Portuguese CheeseCompany , 2 da Buckingham St.,com o telefone 416 259 4349.

    Tony Damascelli conta queesteve com o treinador noDubai e que Mourinho lhegarantiu que est de sada dosmerengues, por uma questo...poltica.Tony Damascelli, jornalistado Il Giornale, de Itlia,garante que Jos Mourinho lheconfessou que est de sada doReal Madrid. A conversa surgiudurante a 7 cerimnia da GlobeSoccer, no Dubai, que decorreunos ltimos dias de 2012.Falei com Mourinho

    pessoalmente e a ss no Dubai.

    Ele disse-me: uma qpoltica: no posso cono Real Madrid. Perlhe poltica em que sDisse que com poltica referir-se ao ambiente,

    parte dos adeptos, outrdo clube, e outra ain

    balnerio. Ento perlhe se gostava de Parisrespondeu textualmenteser, recordou Damascel

    Mourinho conrma

    sada do Real?

    Para reservas : Contactar, por favor, at ao dia 16 de Fevereiro

    Jose dos Santos- (416) 621-9057Ana Dias (416) 537-1556Beatriz Macedo (416) 457-4135

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    15/24

    11 Fevereiro 2013 Ainda a tempo . 15

    Comentrio Semanal de Economia e Mercados Parceria ABC/MonteP Semana de 4 a 8 de fevereiro

    Economia europeia*BCE mantm re rate inalterada nos 0.75%, mas continuando-se a defender um corte de taxas no 1T2013, com a previsveldescida a curto-prazo da inao abaixo do target de 2% e os riscos que a apreciao do euro comea a representar para ocrescimento a deverem ser sucientes para o click da autoridade

    essa deciso, ainda que a reduo da presso sobre a dvidados pases perifricos tenha constitudo um argumento

    para conservar essa arma em mos, dado que a partir dasomente se poderia avanar para a derradeira arma, jusada pelos outros principais bancos centrais: a compramassiva de dvida pblica atravs de criao de moeda ochamado quantitative easing e que os tratados europeusaparentemente probem. Trata-se, de resto, de uma decisoque poder voltar a no ser tomada na reunio de maro,embora as prximas previses do seu staff sejam conhecidas

    precisamente nessa reunio.

    Um ltimo ponto a apreciao do euro constituiu, deresto, uma das primeiras questes a que o Presidente doBCE, Mario Draghi, teve que dar resposta na conferncia deimprensa que se seguiu reunio. Na prtica, os jornalistas

    pretendiam saber de que lado se colocava Draghi: se do ladoda Frana depois do Presidente Franois Hollande ter, nosdias anteriores, se insurgido contra o que diz ser um eurosobrevalorizado, que penaliza a competitividade e a retomada economia europeia, tendo inclusive sugerido a criao deum target cambial ; se do lado da Alemanha, depois de oGoverno alemo ter feito saber que, no seu entendimento,a cotao do euro no est elevada tendo em conta as

    perspetivas econmicas de longo prazo para a regio.

    Contudo, na prtica, Draghi parece ter tentado agradara gregos e troianos. Primeiro defendeu que a apreciao

    Na semana passada teve lugar a segunda reunio doConselho de Governadores do BCE em 2013, que notrouxe, como esperado, grandes novidades. No obstante,os ltimos desenvolvimentos macroeconmicos na regio

    ao nvel da atividade, das presses inacionistas, dascondies monetrias e de crdito, bem como da evoluocambial devero, a nosso ver, ser sucientes para que, nareunio de maro (quando sero conhecidas as prximas

    projees macroeconmicas do staff do BCE), se d oclick na autoridade monetria e esta opte, nalmente,

    por efetuar uma derradeira descida das taxas de juro naregio, indo de encontro ao que temos vindo a defender

    desde o nal de 2012.

    Regressando reunio do passado dia 7 de fevereiro, aautoridade manteve inalterada a taxa de juro aplicvel soperaes principais de renanciamento da Zona Euro,a re rate, no mnimo histrico de 0.75%, pela 7 vezconsecutiva, depois de na reunio de julho a ter cortado

    pela nica vez em 2012, em 25 p.b..

    Na verdade, em termos prospetivos, e ao nvel das medidasde carcter convencional, continuamos a defender aocorrncia de um ltimo corte de 25 p.b. na re rate, que acoloque nos 0.50% durante o 1T2013.Essa teria sido uma excelente oportunidade para cortartaxas, j que as previses de crescimento econmicoforam revistas em baixa, o que mais facilmente legitimaria

    da moeda nica um sinal de conana no euro. Mmais tarde admitiu que a taxa de cmbio inuencicrescimento. Posteriormente, lembrou que o BCE tem um target para a cotao do euro, reconhecendomesmo tempo que suposto o valor da moeda nreetir os fundamentais, tendo terminado, a este respe

    por recordar que o BCE independente e que o mandato o de garantir a estabilidade de preos na reg

    parecendo estar a sugerir no fazer sentido pensar-seestabelecimento de qualquer target cambial, porm co seu discurso a no deixar de reconhecer o facto de ser, de facto, uma varivel a dever ser tido em conta

    conduo da poltica monetria na regio.

    Do nosso ponto de vista, ser tambm prefervel quBCE mantenha a atual abordagem, considerando a taxcmbio como mais um input da atuao do banco cenno sentido de assegurar a estabilidade de preos a m

    prazo. Da mesma forma que os bancos centrais devemonitorizar mais frequentemente os preos de ouativos da economia, nomeadamente os preos das ado imobilirio, de modo a no gerar bolhas especulatque coloquem em causa a estabilidade econmica e

    preos no mdio prazo, este ltimo, o verdadeiro e tavezes recordado mandato do BCE.

    Jos Miguel Moreira (JoseMoreira@Montepio

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    16/24

    11 Fevereiro 20116 . Ainda a tempo

    Novos Medalhados com Jubileude Diamante da RainhaA Medalha de Jubileu de Diamante da Rainha foi h diasoutorgada a diversas entidades comunitrias. Entregue pelodeputado do NDP, Andrew Cash (do crculo da Dvenport), amedalha pretende galardoar alguns dos feitos comunitriosde relevo. No foi de estranhar, portanto, que muitos luso-canadianos fossem contemplados.

    O deputado ia chamando pelos nomes. E ia, ao mesmotempo, dando nota dos trabalhos comunitrios levados acabo. Os presentes e a sala do Lula Lounge estava repleta

    entendiam assim melhor as actuaes dos recipientes.

    Destaque para Salom Gonalves, da Casa da Madeira, embreve a fazer 50 anos, Armando Viegas, da Casa do Alentejo,centro de muitas actividades sociais, e Rui Gomes, do FirstPortuguese, o mais antigo clube da comunidade.

    Entre os laureados digamos assim vrios dirigentes deassociaes comunitrias porgtuguesas, entre os quais RuiGomes, Armando Viegas, Salom Gonalves, Maria daConceio, Mathew Correia, Marcie Ponte, Srgio Dias,Maria Zlia Tavares, Elizabete Dias e Carine Araujo.Andrew Cash, ajudado por um comit de seleco, pareceter escolhido bem...

    De resto, ele prprio, estava excitado. Pelo menos assim ovimos, numa sala repleta de gente que, ou recebia a medalhaou saudava os que a recebiam.

    Mathew Correia um jovem muito envolvido em tarefascomunitrias, quer na Casa dos Aores, quer noutrosdomnios. Foi tambm um dos recipientes, manifestando-se, desde logo, em que a medalha fosse como que emhomenagem aos jovens luso-canadianos que se integram emmuitos servios voluntrios.

    Armando Viegas foi outro dos galardoados. Entende ahomenagem como quem entende as tarefas voluntrias danossa gente.

    De facto, foi uma sesso interessante de seguir. Sobpelo que representou de incentivo a muitos dos galardForam uns trinta medalhados, digamos assim, creconhecimento pelos trabalhos levados a cabo.

    www.sunfest.on.ca

    Saturday, April 6, 8:00 pmAeolian Performing Arts Centre, 795 Dundas St., London

    $30 Advance ~ $35 Door

    Co-sponsored by

    Direct from Portugal

    World Music & Jazz Series 2012-13

    Available at , , (Masonville),

    (Wortley Village), (Masonville Place), and online at

    Aeolian Box Office Centennial HallBox Office Chapters North Long & McQuade/Belle Air Music,

    Village Idiot Walters Music aeolianhall.caOnly the (519-672-7950), (519-672-1967) and accept Visa & MasterCardAeolian Box Office Centennial Hall Box Office , aeolianhal l.ca

    Information: 519-672-7950 519-672-1522 info sunfest.on.ca, or @

    Ana Moura

    Ms. Mouras fado never forgets about the musics past, but lives in the moment...her

    lush alto voice can be smoky and hesitant or clear and pointed - The New York Times

    Special Concert & Dinner Package with AROMA MEDITERRANEAN RESTAURANT ~ $55 Advance

    Includes dinner (5:00 pm), shuttle bus from Aroma to The Aeolian & return, reserved concert seating, and reception with Ms. Moura after her performance.

    Available only from Aroma, 717 Richmond St. at Piccadilly, London - Phone 519-435-0616

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    17/24

    11 Fevereiro 2013 Ainda a tempo . 1

    Um convite que valeu a pena

    Angariao de fundospara o Precious Foundation

    Enzo Iunni e John Bevand foram os membros presentes nareunio.Enzo do Heavy Civil, um membro da LIUNA Local 183

    e Bevand John, Shop Stewart em Framing, tambm ummembro de longa data da LIUNA Local 183, foram ambosentrevistados.Estes so trabalhadores muito bem conhecidos no mbito do

    processo a longo prazo do Local 183.Estamos perante tomadas de posies muito fortes, assumidas

    por dois importantes membros da Local 183.Comemos por registar as declaraes feitas por EnzoIunni:Eu comecei a trabalhar em 1987. No queria ir para a escola,o meu pai j era membro da Local 183, e ele disse-me paracomear a trabalhar. Na poca, eu tinha 16 anos. Foi entoque entrei para a Unio, sempre no Bridge Sector e semprefui membro da Local 183.-Quais as principais diferenas que encontrou ao longo dasua liao, com as mudanas que aconteceram desde quecomeou at hoje?Agora totalmente diferente. O acordo coletivo passoua ser muito mais aplicado. Se eu tiver um problema,fao uma chamada telefnica e o problema resolvidoimediatamente. No passado, era muito mais ao jeito dodeixa andar, enquanto que agora, sempre que h um

    problema, cam logo em cima da situao.E, claro que isso positivo.Sem dvida. Mais pessoas e vejo as suas caras com muito

    mais frequncia. Os problemas so resolvidos de imediato.Ningum espera pelo dia seguinte para tentar resolver osproblemas.Entretanto, existem outras possibilidades?Atualmente estou a trabalhar para uma empresa que estavaligada Local 27. Oio o que me dizem colegas de trabalhoque costumavam ser da Local 27 e que agora so membrosda Local 183. Contudo, no que me diz respeito, nunca fuicontactado.

    Como v as mudanas entre o atual mandato e o anterior?

    Algumas alteraes signicativas. Recordo opagamento do subsdio de frias, por exemplo, muitosso os membros que me perguntam sobre o subsdio defrias. Antes tnhamos que esperar at ao dia 15 de junhoe agora podemos receb-lo quando quisermos, umagrande mudana. Mas a grande mudana que vejo coma situao do meu pai, que aposentado. Ele costumavapagar $109.60/ms pelos seus benefcios, e agora acabade ser reduzido para $ 65/ms, recebendo os mesmosbenefcios que qualquer trabalhador.

    Este um programa muito bem nanciado, qucontinuar a melhorar.Outra grande mudana est relacionada co

    assistncia sade. Antigamente, se estivsdoentes teramos que apresentar recibos para recepagamento, enquanto agora temos um carto queas nossas necessidades imediatas.Antes diziam-nos que no podia ser feito, alegando qum movimento fraudulento.Eu sempre tive problemas em aceitar essa situao. Qse comea uma conversa assumindo que os membrouns bandidos, sabia que no iramos a lado nenhum. tecnologia suciente no local para se certicarem dno tinham que se preocupar com eventuais fraudeno estava feliz com nada, mas quando Jack Oliveiseu Executivo assumiram a liderana, os cheques esno correio no prazo de trinta dias. No passado isto nfeito, por razes que no entendo. Isso foi uma mumuito positiva e torna tudo muito mais fcil para Trabalhadores com famlias jovens no tm sempre odlares ou mais para pagar por uma receita mdica.Mesmo o nosso plano odontolgico subiu para $3.0por ano, quando era de $2.500,00.Houve muitas mudanas, muitas melhorias. O queque Jack Oliveira e o Conselho Executivo prometna sua campanha, cumpriram.O que quer que eles digam, apresentam aos membros escondido. Avanam. Cumprem. Prometem e cumprO conselho executivo anterior fez muitas promessano eram mais do que promessas vazias.Durante este Raiding Period, quais as preocupaos vossos colegas de trabalho possam eventualmente que possam lev-los a uma ideia errada?Se eles se aproximarem de um trabalhador nos semana ou aps o horrio de trabalho e tentem entrcontacto com quatro ou cinco membros que esto noisso afeta toda a empresa. Estou preocupado com ode que isso possa ser feito. Estou preocupado, porqque espalharo falsos rumores, alegando que o seu de reforma melhor do que o nosso. Eles podero difalsas alegaes e as pessoas podero cair na armadilhEu sou dos que me envolvo. Sempre que h uma reeu estou l, mas muitos trabalhadores no aparecem.

    Receio que caiam nas declaraes falsas.Ser que j algum colega vosso tenha mencialguma coisa ou que possam mesmo j ter assinado compromisso?O meu trabalho agora um pouco diferente. At ningum mencionou nada. Mas isso vai acontecempresa em que trabalho agora tem alguns trabalhacomo membros da Local 27.

    Receio que tentem convencer os mais jov

    H seis anos eu fazia parte do Acordo Coletivo. Lemme de ver Durval entrar na sala e dizer mal do sindEle era o Business Manager e armou que at um poderia gerir o sindicato. Para mim, era como estivesse a dizer mal de si prprio. O que me incomfoi a falta de prossionalismo, contra o que temmomento, com Jack Oliveira e o seu Grupo Execque so muito transparentes.

    Para alm do fato de que, no nal, eles eram arrogantes. Eu era um membro h muito tempo. O mfoi membro durante muito tempo. E agora at o meu en membro. Na altura da gerncia anterior eu sentia-mese no existisse. Agora, sob a nova gerncia, a orientfamiliar.

    Ser que existe algo que possa melhorar?

    Enzo respondeu: Eu acho que o nosso Centro de Formdeve ter mais ateno. Ultimamente, est a ter uma formmelhor. Eu sei que so muitos os membros que saeCentro muito rapidamente para o campo de trabalho. que tm o Programa de Aprendizagem, o que muito Foi ento que o John interveio, dizendo que os trabalhso enviados para os locais de trabalho para ganexperincia, alegando que o programa muito melhor

    Continua na prxima semana

    LIUNA de 7 em 7*O auscultar importante daquilo que os trabalhadores pensam!

    Anteontem, no Renaissence by the creek, situadono 3045 Southcreek Rd., em Mississauga, houveum enorme angariao de fundos para o HospitalSunnybrook. Diramos enorme porque, quando lchegmos, deparamos com um salo cheio, mais de400 pessoas aderiram a uma iniciativa nobre, que analfoi de louvar.

    Recebemos um telefonema de um leitor e amigo, pertodas 9 horas da noite, e j os reprteres deste seu jornalcaminhavam pelas estradas para dar conta do que sepassava pela provncia. Porm, no pudemos resistir,e fomos at la para encontrar os mais de 400 pessoasna sala e o mestre de cerimonias, Jos Amorim, aomicrofone. Tudo ali reunido e levado a cabo por alma daPrima da quem nos telefonou. Era para ter mandadomais cedo mas deixei o vosso email em cima da mesado dj junto com minha pasta esta manha... Chamei,chamei mas nada apenas me devolveu a chamada agoramas de todos modos cou contente de vos ver por c,como nos disse Adrito, nosso leitor e amigo.

    Maria Graa Gonalves, Natural de Montouro emCantanhede, lha de Antnio Neto e Norvinda ReiNeto, com idade de 47 anos foi a razo que levaram seumarido Antnio Gonalves e famlia a resolver fazer afesta e porque no angariar fundos para este hospital.Maria Graa Gonalves que no dia 5, faria 48 anos sefosse viva e agora dia 12 fazia 30 anos de casada e quedeixou trs lhos, Amanda Gonalves, Tim Gonalvese Sara Gonalves caria certamente muito sentida porver o que se fez em seu nome.

    Com alguns dos artistas fabulosos que comunidadese devia orgulhar de ter entre si a marcarem presenaa festa foi animada, e sempre positiva. Foi umacelebrao que valeu a pena assistir. Artistas presentesforam: Victor Martins, Adrito Rei com o suas anedotasde comdia, Lus Loureno, Carlos Martins e PeterAzenha. Os que estiveram presentes passaram umanoite agradvel.

    Os nossos agradecimentos ao Adrito por se terlembrado do ABC. Os nossos sentimentos para todafamlia.

    Sonia Micael / ABC

  • 7/29/2019 ABC n 139 Compact

    18/24

    Com a saudade da nossa Terra, e de tudo que envolvea nossa ausncia, h coisas, mais do que outras, quenos aproximam do torro distante, e uma delas o nossomodo de falar. H grias e expresses que usamos,constantemente, e que por muitos anos que vivamos forado nosso Pas, nada nem ningum pode modicar.

    Lembro-me, que, durante muitos anos, em convviocom gentes de outras regies, a gria e sotaque da minharegio, eram considerados de falar mal, mas hoje... e

    porque aprendi a ver de outro modo... penso que a lnguapode ser um espao de possibilidades de expresso depensamento, como tambm pode tornar-se limitada,sempre que condicionada por regras e imposies quenos obrigam a falar de determinada maneira.Quando submetida a essas regras, que o Povo, comrazo, chama de falar poltico, a lngua deixa deexprimir sentimentos e perde a riqueza da raz popular.

    E estou convicta, que precisamente a maneira brejeirada expresso da nossa gente, que d colorido ao nossomodo de falar.

    Em muitas das nossas regies, mantm-se a pronnciae a expresso que bem caracteristica, assim,orgulhosamente, mostrando a importncia da identidadede um Povo! Identidade que a Lngua tambm mostrae sublima. Identidade que tentamos e ainda bem transmitir aos mais novos.

    Agora, pelo Carnaval, e por aqui mesmo, atravs datradio das nossas Danas Carnavalescas, ver os

    jovens, e so muitos, a participar, falando com sotaquebem acentuado, muito mais acentuado, por vezes, do queo de seus pais. E v-los, com lindos trajes tpicos, e omodo de falar a acompanhar, numa perfeita harmonia,que nos faz voltar terra... por algumas horas, e chorarlgrimas de saudades...

    E por falar no Carnaval... aproveito para enaltecer a ricacultura aoriana. E, tambm, felicitar todos aquelesque trabalham e defendem a promoo dos nossoscostumes que, como sempre, envolve centenas de

    jovens, na alegria desta quadra e em busca de razes,que os far conhecer melhor as suas origens!

    Falar nisto, aqui e agora a dois passos do Carnaval , anal, abrir um Livro de recordaes, minhas, e demuitos de ns. Talvez a levar-nos at terra de ondeviemos. Talvez a dar a entender que somos diferentes.Ainda que, no dia-a-dia deste Pas que tambm nosso,sejamos iguais.

    A linguagem do Povo. Do Povo que, vindo de longesterras, sabe espelhar por c tambm a sua riqueza culturale (deixem-me dizer)... de Lngua. Uma riqueza que hquem teime em no entender. E que, muitas vezes, ns

    prprios no queremos entender.

    A temos o Ano da Serpente...*Preparem-se para guerras, convulses e feitos histricos!

    Conceio Baptista

    Bendito Povo... o nosso!

    11 Fevereiro 20118 . Ler e contar

    A 10 de fevereiro, entramos no signo da Serpente, de acordo como zodaco chins. Recorde nove acontecimentos ocorridos sob osigno da Serpente, e que incluem a Revoluo Bolchevique naRssia, o grande crash bolsista de 1929, a queda do muro de Berlime o ataque terrorista de 11 de Setembro de 2011Os chineses entram ocialmente, a 10 de fevereiro, no ano daSerpente, que durar at 30 de janeiro de 2014. A data de inciodo novo ano determinada pelo calendrio lunar - primeiro diada segunda Lua nova aps o solstcio de inverno. Na tradio

    chinesa, a Serpente est tradicionalmente associada sabedoria, cultura, reexo e criatividade. Mas para os analistas dobanco de investimento J. P. Morgan, dos EUA, a Serpente no propriamente uma boa notcia para os investidores de WallStreet: aps um estudo aos resultados nanceiros dos ltimos 141anos, eles concluram que, entre os doze animais que compemo calendrio chins, no da Serpente que se registam os pioresresultados para os investidores.Uma coisa certa: quando se recordam os anos da Serpente, doltimo sculo, fcil perceber que o mundo no ca indiferente aomisterioso animal do zodaco chins.

    1905 - O ANO DE EINSTEIN. Sob o signo da Serpente,Albert Einstein publicou alguns dos seus mais importantesartigos cientcos, como os que estabeleceram as fundaes daFsica Quntica, introduziu a Teoria Especial da Relatividade eestabelecer a equivalncia entre massa e energia (Ano da Serpente:de 4 fevereiro de 1905 a 24 de janeiro de 1906).1917 - REVOLUES RUSSAS. Em fevereiro, nos primeiros diasdo Ano da Serpente, uma revoluo deps o czar russo. Depois, emoutubro (novembro, segundo o calendrio actual), os bolcheviquesde Lenine tomaram o poder, transformando a Rssia em Uniodas Repblicas Socialistas Soviticas (Ano da Serpente: de 23 de

    janeiro de 1917 a 10 de fevereiro de 1918).

    1929 - GRANDE DEPRESSO. O dia 24 de outubro couconhecido como a quinta-feira negra, quando a bolsa de valoresde Nova Iorque caiu vertiginosamente, provocando inmerasfalncias e iniciando uma crise nanceira que acabou por alastrara todo o mundo (Ano da Serpente: de 10 de fevereiro de 1929 a 29de janeiro de 1930)

    1941 - ATAQUE A PEARL HARBOR. Para os americanos, dezembro cou conhecido como o Dia da Infmia, quandesquadrilha japonesa atacou a bombardeou a frota da Mdos EUA na base de Pearl Harbor, no Haway. Esse ataque entrada dos EUA na II Guerra Mundial (Ano da Serpente: de

    janeiro a 14 de fevereiro de 1942).1953 - CONQUISTA DO EVERESTE. A 29 de maio, ozelands Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay tornam

    primeiros homens a alcanar o cume do Everest, nos Him

    o ponto mais alto sobre a Terra. No mesmo ano, Francise James Watson anunciaram a