of 17 /17
ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA

ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA

Page 2: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

O QUE FOI?

○ A Arte pré-colombiana é uma designação que compreende todas as manifestações artísticas levadas a cabo pelos povos nativos mesoamericanos, anteriores à conquista da América Latina pelos espanhóis e portugueses.

Page 3: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 4: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

DESCRIÇÕES○ Objetos com funções definidas, em geral mágica ou religiosa;○ Padrões geométricos e zoomórficos;○ Avançados sistemas numéricos e astronômicos;○ Templos edificados em plataformas;○ Os ritos e a arte litúrgica envolvem o sacrifício de prisioneiros;○ Os artistas e artesãos têm grande habilidade manual: trabalham os metais e as pedras preciosas; dedicam-se à arte plumária e à fabricação de tecidos com motivos geométricos num rico colorido; ○ Trabalhos refinados com ourivesaria.

Page 5: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 6: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

Machu Picchu

Machu Picchu (em quíchua Machu Pikchu, "velha montanha"), também chamada "cidade perdida dos Incas", é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, atual Peru. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti.

O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, quer devido à sua original localização e características geológicas, quer devido à sua descoberta tardia em 1911. Apenas cerca de 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído. As áreas reconstruídas são facilmente reconhecidas, pelo encaixe entre as pedras. A construção original é formada por pedras maiores, e com encaixes com pouco espaço entre as rochas.

Consta de duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem de alimentos; e a outra urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais.

6

Page 7: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

Características de Machu Picchu

A disposição dos prédios, a excelência do trabalho e o grande número de terraços para agricultura são

impressionantes, destacando a grande capacidade daquela sociedade.

Consta de duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem

de alimentos; e a outra urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais.

O lugar foi elevado à categoria de Património mundial da UNESCO, tendo sido alvo de preocupações devido à

interação com o turismo por ser um dos pontos históricos mais visitados do Peru.

7

Page 8: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 9: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 10: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 11: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 12: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 13: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

Profª Isabe la Alves

Page 14: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 15: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 16: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca
Page 17: ARTE PRÉ-COLOMBIANA OU AMERÍNDIA · se à arte plumária e à fabricação de tecidos com ... o símbolo mais típico do Império Inca, quer ... artefatos da Maia e Asteca

AZUL MAIA- Em murais, cerâmica, possivelmente até mesmo pintados nos corpos infelizmente oferecidos como sacrifícios humanos, uma cor azul-celeste foi encontrado em artefatos da Maia e Asteca. Desapareceu por volta dos tempos coloniais na América Central, assim como as próprias civilizações pré-colombianas. Conhecido como Maia azul, é há muito reconhecida como uma mistura de uma argila natural e um corante a partir da planta de índigo, mas como foi tão durável e não ser sujeitos a atenuação ou mesmo à deterioração dos solventes e ácidos, tal durabilidade tem-se tornado um mistério. No início deste ano alguns cientistas anunciaram que podem ter encontrado o segredo em variações cuidadosas nas temperaturas de preparação.