BRASIL IMPÉRIO (1822-1889). Império Brasileiro (1822-1889)

  • View
    131

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of BRASIL IMPÉRIO (1822-1889). Império Brasileiro (1822-1889)

  • Slide 1
  • BRASIL IMPRIO (1822-1889)
  • Slide 2
  • Imprio Brasileiro (1822-1889)
  • Slide 3
  • A independncia D.Pedro fica no Brasil aps o retorno da famlia real em decorrncia da Revoluo do Porto de 1820. D.Pedro fica no Brasil aps o retorno da famlia real em decorrncia da Revoluo do Porto de 1820. A consolidao de algumas prerrogativas da revoluo, como a diminuio das liberdades conquistadas pelos brasileiros atingiu em cheio o descontentamento de boa parte da elite brasileira que passa a se agrupar em torno de D.Pedro. A ideia de ruptura ganha fora, sendo qualquer possibilidade de recolonizao rejeitada. A consolidao de algumas prerrogativas da revoluo, como a diminuio das liberdades conquistadas pelos brasileiros atingiu em cheio o descontentamento de boa parte da elite brasileira que passa a se agrupar em torno de D.Pedro. A ideia de ruptura ganha fora, sendo qualquer possibilidade de recolonizao rejeitada.
  • Slide 4
  • Independncia ou Morte?
  • Slide 5
  • Primeiro Reinado (1822-1831) A consolidao da independncia: Combates entre os favorveis a independncia e as tropas portuguesas presentes no Brasil Combates entre os favorveis a independncia e as tropas portuguesas presentes no Brasil Os EUA reconhecem a independncia em 1824. Os EUA reconhecem a independncia em 1824. Portugal reconhecem formalmente a independncia em 1825, compensando a antiga metrople com a quantia de 2 milhes de libras esterlinas e a no permisso de unio com qualquer outra colnia. Portugal reconhecem formalmente a independncia em 1825, compensando a antiga metrople com a quantia de 2 milhes de libras esterlinas e a no permisso de unio com qualquer outra colnia.
  • Slide 6
  • Os ingleses retardaram o reconhecimento numa tentativa de forar o Brasil a imediata abolio do trfico, o que no ocorreu. Os ingleses retardaram o reconhecimento numa tentativa de forar o Brasil a imediata abolio do trfico, o que no ocorreu. No entanto, a Inglaterra obteve imensas vantagens com o reconhecimento da independncia No entanto, a Inglaterra obteve imensas vantagens com o reconhecimento da independncia Renovao dos Tratados de 1810 Renovao dos Tratados de 1810 Tomada de emprstimos com a Inglaterra para abater a dvida portuguesa herdada. Tomada de emprstimos com a Inglaterra para abater a dvida portuguesa herdada.
  • Slide 7
  • Slide 8
  • Particularidades do processo de Independncia A emancipao do Brasil no resultou em maiores alteraes da ordem social e econmica, ou da forma de governo. A emancipao do Brasil no resultou em maiores alteraes da ordem social e econmica, ou da forma de governo. Contraste com o modelo atribulado de emancipao da Amrica Espanhola Contraste com o modelo atribulado de emancipao da Amrica Espanhola A presena de D.Joo VI no Brasil nos anos anteriores auxilia na construo de uma tradio monrquica nas cidades mais importantes, como o Rio de Janeiro. A presena de D.Joo VI no Brasil nos anos anteriores auxilia na construo de uma tradio monrquica nas cidades mais importantes, como o Rio de Janeiro.
  • Slide 9
  • Constituinte de 1823 D.Pedro afirma defender a Constituio se fosse digna do Brasil e dele prprio. Isso reforava a ideia de que a palavra final seria dele. D.Pedro afirma defender a Constituio se fosse digna do Brasil e dele prprio. Isso reforava a ideia de que a palavra final seria dele. A maioria dos constituintes adotava uma postura liberal moderada A maioria dos constituintes adotava uma postura liberal moderada
  • Slide 10
  • Constituio da Mandioca Anteprojeto apresentado pela constituinte Anteprojeto apresentado pela constituinte Utilizao de alguns princpios iluministas como a soberania e o liberalismo econmico Utilizao de alguns princpios iluministas como a soberania e o liberalismo econmico Carter anticolonialista expresso no xenofobismo contra os portugueses. Carter anticolonialista expresso no xenofobismo contra os portugueses. Limitao do poder do monarca, para tanto a Cmara se tornaria indissolvel e as Foras Armadas ficariam sob o comando do Legislativo. Limitao do poder do monarca, para tanto a Cmara se tornaria indissolvel e as Foras Armadas ficariam sob o comando do Legislativo. Eleies indiretas e o voto censitrio baseado nos alqueires plantados de mandioca, o que garantiria a elite brasileira o domnio da vida poltica Eleies indiretas e o voto censitrio baseado nos alqueires plantados de mandioca, o que garantiria a elite brasileira o domnio da vida poltica O veto de D.Pedro I levou os constituintes ao episdio conhecido como Noite da Agonia O veto de D.Pedro I levou os constituintes ao episdio conhecido como Noite da Agonia
  • Slide 11
  • Constituio de 1824 A constituio vai ser Outorgada, ou seja imposta pelo imperador A constituio vai ser Outorgada, ou seja imposta pelo imperador Mantm alguns princpios do antigo projeto como a noo de soberania Mantm alguns princpios do antigo projeto como a noo de soberania Criao de uma nobreza de ttulo Criao de uma nobreza de ttulo Religio catlica como sendo a oficial Religio catlica como sendo a oficial Senado Vitalcio, cujos membros eram escolhidos pelo imperador Senado Vitalcio, cujos membros eram escolhidos pelo imperador Voto indireto e censitrio Voto indireto e censitrio O pas foi dividido em provncias cujos presidentes eram nomeados pelo imperador O pas foi dividido em provncias cujos presidentes eram nomeados pelo imperador Criao do Conselho de Estado Criao do Conselho de Estado Poder Moderador, concentrava poderes nas mos do rei Poder Moderador, concentrava poderes nas mos do rei
  • Slide 12
  • Confederao do Equador (1824) Inspirados pelos levantes de 1817, um grupo de habitantes de Pernambuco iniciou um movimento antimonarquista. Tal oposio originou-se nas constantes crises da economia regional e as cargas tributrias impostas pelo governo. Inspirados pelos levantes de 1817, um grupo de habitantes de Pernambuco iniciou um movimento antimonarquista. Tal oposio originou-se nas constantes crises da economia regional e as cargas tributrias impostas pelo governo. Os pernambucanos sentiram o peso do autoritarismo real quando D. Pedro I deps o ento governador, Manuel de Carvalho Paes de Andrade, e indicou um substituto para o cargo. Os pernambucanos sentiram o peso do autoritarismo real quando D. Pedro I deps o ento governador, Manuel de Carvalho Paes de Andrade, e indicou um substituto para o cargo.
  • Slide 13
  • A Confederao, que se iniciou com a ao de lideranas e populares pernambucanos, logo tomou corpo e conseguiu a adeso de outros estados do nordeste. Rio Grande do Norte, Cear e Paraba tambm se juntaram ao movimento. Impassveis s tentativas de negociao do Imprio, os revoltosos buscaram criar uma constituio de carter republicano e liberal. Alm disso, o novo governo resolveu abolir a escravido e organizou foras contra as tropas imperiais. A Confederao, que se iniciou com a ao de lideranas e populares pernambucanos, logo tomou corpo e conseguiu a adeso de outros estados do nordeste. Rio Grande do Norte, Cear e Paraba tambm se juntaram ao movimento. Impassveis s tentativas de negociao do Imprio, os revoltosos buscaram criar uma constituio de carter republicano e liberal. Alm disso, o novo governo resolveu abolir a escravido e organizou foras contra as tropas imperiais. Frei Caneca, Cipriano Barata e Emiliano Munducuru acreditavam que a ampliao de direitos polticos e reformas no campo social eram medidas urgentes no novo poder estabelecido. Com isso, os integrantes da elite que apoiaram a Confederao se retiraram do levante Frei Caneca, Cipriano Barata e Emiliano Munducuru acreditavam que a ampliao de direitos polticos e reformas no campo social eram medidas urgentes no novo poder estabelecido. Com isso, os integrantes da elite que apoiaram a Confederao se retiraram do levante
  • Slide 14
  • Dom Pedro I pediu emprstimos Inglaterra e contratou mercenrios ingleses para que lutasse contra os revoltosos. No resistindo ao enfraquecimento interno do movimento e a dura reao imperial, a Confederao do Equador teve seu fim. Dezesseis envolvidos foram acusados e executados pelas instituies judicirias do Imprio. Entre eles, Frei Caneca teve como pena a morte por fuzilamento. Dom Pedro I pediu emprstimos Inglaterra e contratou mercenrios ingleses para que lutasse contra os revoltosos. No resistindo ao enfraquecimento interno do movimento e a dura reao imperial, a Confederao do Equador teve seu fim. Dezesseis envolvidos foram acusados e executados pelas instituies judicirias do Imprio. Entre eles, Frei Caneca teve como pena a morte por fuzilamento.
  • Slide 15
  • Abdicao de D. Pedro I Guerra Cisplatina (1825-1827) Provncia Cisplatina proclama independncia do Brasil e incorpora-se s Provncias Unidas do Rio do Prata, futura Argentina Provncia Cisplatina proclama independncia do Brasil e incorpora-se s Provncias Unidas do Rio do Prata, futura Argentina A guerra se desenvolve entre o Brasil e Buenos Aires, sendo um desastre militar para os brasileiros A guerra se desenvolve entre o Brasil e Buenos Aires, sendo um desastre militar para os brasileiros A Inglaterra vai mediar a situao garantindo a independncia do Uruguai como pas independente. A Inglaterra vai mediar a situao garantindo a independncia do Uruguai como pas independente.
  • Slide 16
  • Dificuldades econmicas: Gastos com militares, decadncia do Banco do Brasil, desvalorizao da moeda brasileira, aumento dos preos de produtos importados. Dificuldades econmicas: Gastos com militares, decadncia do Banco do Brasil, desvalorizao da moeda brasileira, aumento dos preos de produtos importados. O Exrcito foi