Como receber o batismo com o Espírito Santo - GORDON LINDSAY

  • View
    1.413

  • Download
    27

Embed Size (px)

Text of Como receber o batismo com o Espírito Santo - GORDON LINDSAY

Digitalizado por: PREGADOR JOVEM Lanamento

http://semeador.forumeiros.com/portal.htm

Nossos e-books so disponibilizados gratuitamente, com a nica finalidade de oferecer leitura edificante a todos aqueles que no tem condies econmicas para comprar. Se voc financeiramente privilegiado, ento utilize nosso acervo apenas para avaliao, e, se gostar, abenoe autores, editoras e livrarias, adquirindo os livros. Semeadores da Palavra e-books evanglicos

Como receber o batismo com o Esprito Santo

Gordon Lindsay

1 edio

ORIGINAL: "How to receive the batism in the Holy Spirit" Gordon Lindsay Christ for the Nations, Inc. P. O. Box 769000 Dallas, Texas 75376-9000

Reviso, impresso e fotolito: Graa Editorial

SUMRIO Captulo 1Sete razes por que preciso do batismo com o Esprito Santo.

Captulo 2Ocorre o batismo com o Esprito Santo durante a converso?

Captulo 3E a respeito de falar em outras lnguas?

Captulo 4Como se preparar para receber o Esprito Santo?

Captulo 5Como receber o batismo com o Esprito Santo.

Captulo 1SETE RAZES POR QUE PRECISO DO BATISMO COM O ESPRITO SANTO O grande missionrio Dr. John G. Lake, fora testemunha da cura milagrosa de diversos membros da sua famlia. Desejava agora, mais do que qualquer outra coisa no mundo, receber o batismo com o Esprito Santo. Pregava quase todas as noites, e Deus lhe concedera um incomum ministrio de curar. Mas ele ainda no tivera esse batismo. Um dia, ps-se de joelhos e orou a Deus nestes termos: "Senhor, se me batizares com o Esprito Santo e me deres o poder do Alto, no permitirei que coisa alguma se interponha minha total obedincia a Ti". Assim relata o Dr. Lake os acontecimentos que se seguiram a essa consagrao: "Algum tempo depois, eu acompanhava um colega no intuito de orar por uma senhora invlida acometida de reumatismo articular inflamatrio, e que estava nessa condio havia dez anos. Enquanto o colega palestrava com ela, sentei-me em uma poltrona do lado oposto do aposento. Minha alma clamava em um anseio profundo demais para descrever, quando tive a impresso de haver passado sob uma tpida e densa chuva tropical que, porm, no caa sobre mim, mas por meu intermdio. Envolveu-me o esprito, alma e corpo, sob essa influncia, uma intensa e tranqila calma, como jamais conhecera. Meu crebro, sempre to altivo, aquietou-se por completo. Sobreveio-me um xtase da presena de Deus. Eu sabia que essa manifestao era de Deus. Quantos momentos transcorreram, no o saberia dizer. O Esprito disse-me: 'Ouvi as tuas oraes e vi tuas lgrimas. Ests agora batizado com o Esprito Santo'. Correntes de poder comearam, ento, a fluir pelo meu ser, desde o alto da cabea at a planta dos ps. O fluxo desse poder aumentava em rapidez e fora. Era to intenso que meu corpo ps-se a vibrar intensamente e, se eu no estivesse sentado em uma poltrona baixa, creio que teria cado. Meu amigo, neste ponto, acenou-me para unir-me a ele em orao em favor da enferma. Ao levantar-me, eu tremia to violentamente que tive dificuldade em atravessar o quarto. Ao tocar as pontas dos meus dedos na cabea da' paciente, correntes de santo poder atravessaram o meu corpo e eu sabia que tambm o da enferma. Os punhos cerrados dela abriram-se, e as juntas comearam a articular-se. Em seguida o pulso, o cotovelo e ombros puseram-se a mover. Aquela senhora, invlida havia tantos anos, ergueu-se da cadeira de rodas completamente restaurada! O resultado desse batismo foi mostrar-me uma nova revelao da natureza do Senhor Jesus Cristo. Despertou-me na alma uma nova compaixo pelos perdidos. Eu via a humanidade por meio de novos olhos. Parecia-me qual ovelha desgarrada, a vagar distante e confusa, errante e a tatear de um lado para outro. Dessa maneira, cresceu em mim o desejo de proclamar a mensagem de Cristo e de demonstrar o Seu poder para salvar e abenoar, e de divulgar que minha vida foi varrida por essa subjugante paixo.

Pouco depois dessa experincia, John G. Lake partiu como missionrio para a frica do Sul, onde o seu ministrio foi instrumento para dar incio a um reavivamento apostlico sem precedentes desde os dias do primeiro sculo. O Esprito Santo: a grande ddiva de Cristo A grande ddiva de Cristo aos Seus seguidores foi a poderosa infuso do Esprito Santo. Estando Ele com o seu pequeno grupo de discpulos no monte das Oliveiras, pouco antes da Sua partida para o cu, falou-lhes que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque, na verdade, Joo batizou com gua, mas vs sereis batizados com o Esprito Santo, no muito depois destes dias. (At 1.4-5). Aps pronunciar estas palavras, o Senhor ascendeu ao cu. Os discpulos voltaram a Jerusalm onde passaram os dez dias seguintes em orao e adorao. Ento, de sbito-, o Esprito Santo caiu sobre eles. Vieram lnguas de fogo e um forte e impetuoso vento. Encheu o aposento onde estavam assentados, e comearam todos a falar em lnguas, conforme o Esprito lhes concedia que falassem. Esse maravilhoso dom que lhes foi dado revolucionou a vida deles e fez arder uma chama neles para Deus. Embora leigos indoutos, saram a pregar a mensagem que revolucionou o mundo (At 4.13). Qual a natureza da experincia do batismo com o Esprito Santo? Que razes poderiam induzir o indivduo a desejar receb-lo? Que far por ele? Procuremos, nas pginas que se seguem, responder a algumas dessas perguntas apresentando sete razes por que todo cristo deve receber esse poderoso batismo com o Esprito. 1. Se Cristo e os apstolos precisaram do batismo com o Esprito, ento tambm precisamos Cristo, o Filho de Deus, desceu do cu. E porque se fez homem, estava sujeito s enfermidades do homem (Hb 5.7-9). No seu papel de Filho do homem, Ele precisou do batismo com o Esprito Santo. Portanto, antes de dar incio. Ao Seu primeiro ato de ministrio pblico, recebeu o Esprito Santo ao ser batizado por Joo Batista nas guas do Rio Jordo (Mt 3.16). Os apstolos receberam, no cenculo, o batismo com o Esprito Santo. As mulheres que seguiram Jesus receberam o Esprito Santo (At 1.8,14). Maria, me de Jesus, que, pelo Esprito, concebeu o Salvador, recebeu o Esprito Santo. Cada um dos 120 que estava presente no cenculo recebeu o Esprito Santo. Cada uma das trs mil pessoas que ouviu Pedro pregar o sermo do dia de Pentecostes recebeu a promessa do dom do Esprito Santo (At 2.37-39). Se todos aqueles precisaram do batismo com o Esprito, ento voc e eu tambm precisamos dessa bno. 2. O Esprito Santo d poder para testemunhar Mas recebereis a virtude do Esprito Santo, que h de vir sobre vs; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalm como em toda a Judia e Samaria e at aos confins da terra. Atos 1.8

A primeira coisa em que se pensa para alcanar uma vitoriosa vida crist a necessidade de ter poder. Precisamos dele a fim de estarmos aptos a dar um testemunho eficaz, e para desempenharmos a nossa principal funo na qualidade de cristo. O propsito do batismo com o Esprito Santo dar-nos esse poder. A prova mais espantosa da verdade do cristianismo est no fato de que um pequeno grupo de humildes pescadores que, pelos padres dos lderes religiosos daqueles dias, no passavam de homens iletrados e incultos (At 4.13), foi capaz de enfrentar a mais severa oposio e, sob a proteo de Deus, criou o mais poderoso movimento religioso d histria. Repete-se o fato no derramamento do Esprito que ocorre nestes ltimos dias, Meio sculo antes, o Pentecostes era pregado em tendas, armazns e igrejas abandonadas. Hoje, todavia, ele tornou-se um poderoso movimento que, segundo um artigo escrito para a revista Life por um proeminente lder religioso, ocupa o terceiro lugar na cristandade, juntamente com o protestantismo e o catolicismo romano. 3. O Esprito Santo d poder para levarmos uma vida de santidade Portanto, agora, nenhuma condenao h para os que esto em Cristo Jesus, que no andam segundo a carne, mas segundo o esprito. Porque a lei do Esprito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo esprito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Romanos 8.1,2, 13 Aqui nos dito que o Esprito Santo liberta-nos da lei do pecado e da morte. Sem Ele, as tentativas do homem no sentido de viver uma vida de santidade, so fteis e vs. Por suas prprias foras, ele incapaz de viver uma vida vitoriosa. Cair vez aps outra, conforme descreve Paulo na experincia da sua vida, em Romanos 7. Na verdade, a justia do homem so trapos imundos aos olhos de Deus. Ora, todo cristo tem certa medida do Esprito de Cristo, do contrrio no seguidor do Mestre (Rm 8.9). Porm, a experincia do Dia de Pentecostes representa medida ainda mais cheia. O Esprito, antes, estava com o crente, mas agora est nele. o Esprito Santo que capacita o homem a viver uma vida de santidade. 4. O Esprito Santo o Consolador que habita para sempre E eu rogarei ao Pai, e ele vos dar outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco. Joo 14.16 O Esprito Santo o Consolador que veio habitar conosco para sempre. Sempre nos causa comoo pensar que esse Esprito que Se movia nas trevas que antecederam a Criao e fez existir a luz, tenha vindo conosco habitar, no apenas por um dia, um ms, ou um ano, mas para sempre! Daqui a 1 milho de anos de hoje estar Ele ainda conosco para nos guiar, consolar e proporcionar eterna comunho com Deus.

Como se retraem a uma total insignificncia todas as bnos materiais ao lado desse grande Consolador! Os prazeres terrenos podem satisfazer apenas por curto tempo, ao passo que a permanente presena do Esprito faz parecerem ninharias todos os trofus do mundo. A nica coisa que pode plenamente satisfazer o esprito humano a infuso do Esprito Santo. O homem foi criado de tal modo que no est completo em si mesmo. H um vazio na sua alma, que, se no for preenchido por Deus, ser pelo maligno (Lc 11.2426). 5. O Esprito Santo vivificar nosso corpo mortal E, se o Esprito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vs, aquel