Consأ³rcio Mobilidade Automotiva ... automotiva, surgem como plataformas adaptativas de competitividade,

  • View
    2

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Consأ³rcio Mobilidade Automotiva ... automotiva, surgem como plataformas adaptativas de...

  • DETALHAMENTO DO PROJETO

    Consórcio Mobilidade Automotiva Inteligente

    Avaliação Dinâmica de Veículos Elétricos em

    Multiplas Condições de Uso

    Coordenador do projeto: Dr. Fernando Augusto Silva Marins

    São Paulo - SP, Abril de 2019

  • INSTITUIÇÃO PROPONENTE

    Nome: Universidade Estadual Paulista CNPJ: 48.031.918/0001-24

    Nome Empresarial: Universidade Estadual Paulista

    Júlio de Mesquita Filho

    Natureza Jurídica (nos termos do art.7º, III): Autarquia Estadual ou do Distrito

    Federal.

    Endereço: Rua Quirino de Andrade, 215, Centro. Cidade: São Paulo Estado: São Paulo CEP: 01049-010

    Pessoa de contato: Fernando Augusto Silva Marins Telefone: 12 99785 7957 E-mail: fernando.marins@unesp.br

    PROGRAMA PRIORITÁRIO 3. aumento dos investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação na cadeia de

    fornecedores do setor automotivo, incluindo máquinas agrícolas e rodoviárias

    autopropulsadas;

    5. estímulo à produção de novas tecnologias relacionadas a biocombustíveis, segurança

    veicular e propulsão alternativa à combustão.

  • Nome do Projeto/Programa

    Consórcio Mobilidade Automotiva Inteligente:

    Avaliação Dinâmica de Veículos Elétricos em

    Múltiplas Condições de Uso

    Captação Pretendida:R$196.680.000,00

    Público Alvo: Montadoras e Cadeia de Fornecedores

    do Setor Automotivo (Autopeças, Sistemistas e

    Serviços de Engenharia)

    Dados Bancários para depósito: Nome do Banco: Banco do Brasil

    Banco: Banco do Brasil

    Código do Banco: 001

    Prazo de Vigência: 05 anos (60 meses) Agência: 1897x

    Conta Corrente Específica: aberta conforme

    aprovação do Projeto

  • Objetivo Geral:

    Avaliar o ciclo de vida e desgaste de componentes de múltiplas plataformas de veículos elétricos em múltiplas condições de uso.

    Objetivos Específicos:

     Avaliação de desempenho geral de veículos elétricos (tempo de carregamento, potência efetiva, torque efetivo e eficiência energética);

     Avaliação de desgaste de componentes em diferentes aplicações (rodovia, urbano e estrada não pavimentada) com 50 mil km, 100 mil

    km, 150 mil km, 200 mil km e 250 mil km;

     Avaliação do ciclo de vida dos principais componentes/sistemas (e-Motor, baterias, módulo de resfriamento da bateria, compressor de

    ar de alta voltagem, DC-DC, Inversores, BMS, arrefecimento, sistema de direção elétrica, e sistema de alta voltagem) em diferentes

    ciclos de uso e carga (100% DC / 50% AC-DC / 100% AC), e aplicação rodoviária e urbana em diferentes regiões/microclimas;

     Desenvolvimento, teste e validação de componentes e soluções integradas locais para mobilidade elétrica.

    Linhas de Atuação:

     Veículos elétricos

     Componentes elétricos

     Durabilidade

  •  Mobilidade Elétrica

     Aprendizado de máquinas e inteligência artificial

     Big data e data analytics

    Resultados Esperados:

     Espera-se como resultado a aquisição de dados fundamentais para a criação de modelos computacionais de predição de desgaste

    baseado em comportamento/perfil de direção, dados referentes às curvas de desempenho dos veículos em diferentes condições de

    uso, parâmetros de eficiência energética e ciclo de vida de bateria, que são fundamentais para o desenvolvimento de componentes e

    soluções sistêmicas locais.

     Com respeito à avaliação de desgaste, espera-se a aferição do desgaste de componentes e estabelecimentos de parâmetros que

    possam ser utilizados pela indústria de autopeças e montadoras, além de auxiliar operadores desses veículos na previsão de custos

    operacional em construção de modelos de Custo Total de Propriedade (Total Cost of Ownership - TCO).

  •  Espera-se aferir o desempenho em ambiente real de uso dos veículos e seus componentes até o atingimento do nível de fadiga. E assim

    criar parâmetros de padrões de uso e aplicação, criando uma massa de dados que auxilie o desenvolvimento de componentes locais,

    considerando aspectos comportamentais e ambientais das estradas brasileiras.

    Desenvolver com fornecedores locais os principais sistemas de veículos elétricos (e-Motor, baterias, módulo de resfriamento da bateria,

    compressor de ar de alta voltagem, DC-DC, Inversores, BMS, arrefecimento, sistema de direção elétrica, e sistema de alta voltagem) e assim

    fomentar a indústria local e reduzir o custo de inserção de novas tecnologias.

    Metas e Indicadores de Acompanhamento:

    Os indicadores de desempenho desse projeto se baseiam na sexta edição do PMBOK. Assim, serão aplicados os indicadores apresentados na

    seção 4 em todas as fases do projeto: iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle; e encerramento.

  • Durante o encerramento de cada fase do projeto será feita uma avaliação dos indicadores de desempenho, focando a respectiva fase, e seus

    resultados serão documentados no livro de registro do projeto. Além disso, semanalmente os indicadores serão atualizados, visando identificar

    eventuais desvios do projeto e nortear as ações corretivas.

    Contrapartidas da Coordenadora:

     Oferta de Cursos de Pós-Graduação lato sensu e stricto sensu

     Capacitação de mão-de-obra da indústria

     Capacitação da comunidade acadêmica e científica

    Contrapartida de Parceiros ICTs:

     Oferta de Cursos de Pós-Graduação lato sensu e stricto sensu

     Capacitação de mão-de-obra da indústria

  •  Capacitação da comunidade acadêmica e científica

    Contrapartida de Parceiros (estimativa ao longo de 5 anos):

     Provedores de serviços de engenharia, fornecedores de soluções de software e automação, fornecedores de componentes e sistemas

    automotivos, além de parceiros unidades Embrapii: R$270.000.000,00 em cooperação para o desenvolvimento de novas tecnologias,

    transferência de conhecimento e tecnologias;

     Outros Centros de Pesquisa e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICT): R$30.000.000,00 em projetos cooperativos e co-financiamento;

    Outros: R$65.000.000,00 outros projetos

  • Instituição Proponente: UNESP Síntese técnica da proposta:

    A proposta visa a avaliação dinâmica de veículos elétricos por meio de ensaios

    destrutivos voltado à avaliação de desempenho/ciclo de vida de tecnologias emergentes

    de mobilidade e cadeia de fornecedores automotivos.

    As atividades envolverão a rodagem de até 250 mil km de veículos disponível no

    mercado em diferentes situações de operação, incluindo cargas extremas e aplicações

    em terrenos severos.

    A avaliação servirá como base para o desenvolvimento de componentes locais,

    aplicação de Inteligência Artificial (IA) e Aprendizado de Máquina (Machine Learning)

    para predição de desgaste de peças/componentes, servindo para a criação de massa

    crítica voltada ao desenvolvimento local de soluções para a cadeia automotiva

    (montadoras, autopeças e fornecedores de serviços/tecnologias).

    1. OBJETIVOS DO PROJETO

    O objetivo geral do projeto é compreender os limites estruturais e operacionais

    dos veículos elétricos disponíveis no mercado, oferecendo assim acesso fácil à

    informações críticas para o desenvolvimento de componentes locais a sedimentação da

    cadeia de fornecedores.

    Os objetivos específicos são:

     Avaliação de desempenho geral de veículos elétricos (tempo de carregamento,

    potência efetiva, torque efetivo e eficiência energética);

     Avaliação de desgaste de componentes em diferentes aplicações (rodovia,

    urbano e estrada não pavimentada) com 50 mil km, 100 mil km, 150 mil km, 200

    mil km e 250 mil km;

  •  Avaliação do ciclo de vida dos principais componentes/sistemas (e-Motor,

    baterias, módulo de resfriamento da bateria, compressor de ar de alta voltagem,

    DC-DC, Inversores, BMS, arrefecimento, sistema de direção elétrica, e sistema de

    alta voltagem) em diferentes ciclos de uso e carga (100% DC / 50% AC-DC / 100%

    AC), e aplicação rodoviária e urbana em diferentes regiões/microclimas;

    Desenvolvimento, teste e validação de componentes e soluções integradas locais para

    mobilidade elétrica.

    O projeto terá 4 fases:

    Fase 1 → Rodagem dos veículos em condições operacionais reais, com desmontagem

    de amostras a cada 50 mil km, com o objetivo de avaliar o desgaste dos componentes

    de acordo com seu uso e mensurar desempenho (autonomia, custo operacional e

    segurança) e ciclo de vida dos produtos em diferentes condições de uso.

    Fase 2 → A partir dos dados coletados durante a execução das Fase 1, desenvolver e

    aplicar ferramentas de Big Data, Data Analytics, IA e Machine Learning para a criação

    de modelos de predição de desgaste de componentes e aperfeiçoamento dos sistemas

    avançados de assistência à direção. A partir disso desenvolver