Distrbios Da Gl¢ndula Tireoide

  • View
    228

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Distrbios Da Gl¢ndula Tireoide

  • 7/26/2019 Distrbios Da Glndula Tireoide

    1/17

    BRUNO GARRETT BENTO2013.1

    DISTRBIOS DA GLNDULA TIREOIDE

    A tireoide produz dois hormnios semelhantes, a

    tiroxina (T4) e a triiodotironina (T3). Esses hormnios

    desempenham um papel extremamente importante

    na diferenciao celular durante o desenvolvimento

    e ajudam a manter a homeostase termognica e

    metablica no adulto.

    As doenas autoimunes da tireoide podem estimular

    a superproduo de hormnios tireoidianos

    (tireotoxicose) ou causar a destruio da glndula e a

    deficincia hormonal (hipotireoidismo). Alm disso,

    os ndulos benignos e vrias formas de cncer da

    tireoide so relativamente comuns, podendo ser

    identificados pelo exame fsico.

    ANATOMIA

    A tireoide consiste em dois lobos conectados por umistmo. Est localizada adiante da traquia, entre a

    cartilagem cricide e a incisura supraesternal. A

    tireoide normal pesa 12-20g, sendo altamente

    vascularizada e de consistncia macia.

    Quatro glndulas paratireoides, que produzem o

    paratormnio, esto localizadas atrs de cada polo da

    tireoide. Os nervos larngeos recorrentes atravessam

    as bordas laterais da tireoide, devendo ser

    identificados durante a cirurgia dessa glndula para

    evitar a leso e a paralisia das cordas vocais.

    A origem da glndula a partir do assoalho da faringe

    primitiva e sua posterior migrao pelo ducto

    tireoglosso explica a rara localizao ectpica do

    tecido tireoidiano na base da lngua (tireoide lingual)

    assim como pela ocorrncia de cistos do ducto

    tireoglosso. Um 3 loboo lobo piramidal- pode ser

    encontrado fixado ao istmo, de forma alongada,

    como remanescente do ducto tireoglosso.

    As clulas C medulares, que so derivados da cristaneural, se espalham por toda a glndula e produzem

    calcitonina, um hormnio redutor do clcio. Nos

    seres humanos, a calcitona desempenha uma papel

    mnimo na homeostase do clcio, porm as clulas C

    so importantes devido ao seu envolvimento no

    cncer medular de tireoide.

    Mutaes em diversos fatores de transcrio

    desenvolvimentais ou de seus genes-alvo so causas

    raras de agenesia de tireoide, embora a maioria das

    causas de hipotireoidismo congnito continuaremdesconhecidas. A passagem transplacentria de

    hormnio tireoidiano materno ocorre antes de a

    tireoide fetal comear a funcionar e proporciona um

    suporte hormonal parcial ao feto com hipotireoidismo

    congnito. A reposio precoce do hormnio

    tireoidiano em recm-nascidos com hipotireoidismo

    congnito previne anormalidades desenvolvimentais

    potencialmente graves.

    A tireoide consiste em inmero folculos esfricos

    constitudos por clulas folicurares tireoidianas que

    circundam o coloide secretado, um lquidoproteinceo que contm grandes quantidades de

    tireoglobulina, o precursor proteico dos hormnios

    tireoidianos.

    As clulas foliculares tireoidianas so polarizadasa

    superfcie basolateral se justape a corrente

    sangunea, e a superfcie apical se ope ao lmen

    folicular. A demanda aumentada de hormnio

    tireoidiano regulada pelo hormnio

    tireoestimulante (TSH), que se liga ao seu receptor

    na superfcie basolateral das clulas foliculares,

    resultando em reabsoro da Tg a partir do lmem

    folicular e protelise dentro do citoplasma da clula,

    produzindo os hormnios tireoidianos para a

    secreo na corrente sangunea.

    REGULAO DO EIXO TIREOIDIANO

    O TSH, que secretado pelas clulas tireotrpicas da

    adeno-hipfise, desempenha um papel primordial no

    controle do eixo tireoidiano e funciona como

    marcador fisiolgico mais til da ao dos hormnios

    tireoidianos.

    O eixo tireoidiano um exemplo clssico de ala de

    retroalimentao endcrina. O TRH hipotalmico

    estimula a produo hipofisria de TSH, o qual, por

    sua vez, estimula a sntese e secreo dos hormnios

    tireoidianos. O T3e T4exercem seu efeito de

    retroalimentao para inibir a produo de TRH e TSH.

    O ponte de ajuste nesse eixo estabelecido pelo TSH.

    O TRH o principal regulador positivo da sntese esecreo de TSH; o pico de secreo de TSH ocorre

    cerca de 15 minutos depois da administrao de TRH

    exgeno.

    A dopamina, glicocorticides e somatostatina

    suprimem o TSH, porm no comportam uma grande

    importncia fisiolgica, exceto quando esses agente

    so administrados em doses farmacolgicas. Os

    nveis reduzidos de hormnio tireoidiano elevam a

    produo basal de TSH e realam a estimulao de

    TSH mediada por TRH. Os altos nveis de hormniotireoidiano suprimem rpida e diretamente a

    expresso gnica de TSH e inibem a estimulao do

    TSH pelo TRH, indicando que os hormnios

  • 7/26/2019 Distrbios Da Glndula Tireoide

    2/17

    BRUNO GARRETT BENTO2013.1

    tireoidianos constituem os hormnios dominantes

    da produo de TSH.

    Como outros hormnios hipofisrios, o TSH

    liberado de maneira pulstil e exibe um ritmo

    diurno; seus nveis mais altos ocorrem a noite.

    Entretanto, essas excurses do TSH so moderadas

    em comparao quelas dos outros hormnios

    hipofisrios,em parte porque o TSH possui meia-vidaplasmtica relativamente longa (50 minutos).

    Consequentemente, as mensuraes isoladas de TSH

    so adequadas para determinar seu nvel circulante;

    assim, o TSH pode ser usado para fazer diagnstico

    de hipertireoidismo (TSH baixo) assim como para

    hipertireoidismo (TSH alto).

    SNTESE, METABOLISMO E AO DOS HORMNIOS

    TIREOIDIANOS

    Os hormnios tireoidianos derivam da Tg, umagrande glicoprotena iodada. Aps ser secretada no

    folculo tireoidiano, a Tg iodada aos resduos de

    tirosina. A recaptao de Tg dentro da clula folicular

    da tireoide torna possvel a protelise e a liberao

    de T4e T3recm-sintetizados.

    METABOLISMO E TRANSPORTE DO IODO

    A captao de iodo uma primeira etapa

    extremamente importante na sntese dos hormnios

    tireoidianos. O iodo srico fixa-se as protenassricas, particularmente a albumina. O iodo livre

    excretado na urina principalmente e, em menor

    quantidade, nas fezes. A tireoide extrai o iodo da

    circulao de maneira altamente eficiente, por meio

    do NIS, que expresso na membrana basolateral das

    clulas foliculares da tireoide.

    Os baixos nveis de iodo fazem aumentar a

    quantidade de NIS e estimulam a captao,

    enquanto os altos nveis de iodo suprimem a

    expresso e captao de NIS. A expresso seletiva deNIS na tireoide torna possvel o escaneamento

    isotpico, tratamento do hipertireoidismo e ablao

    do cncer de tireoide com os radioistopos de iodo,

    sem efeitos significativos sobre outros rgos. A

    mutao do gene para NIS uma causa rara de

    hipotireoidismo congnito. Outro transpotador de

    iodo, a pendrina, localiza-se na superfcie apical das

    clulas tireoidianas e medeia o efluxo de iodo para

    dentro do lmen.

    Em reas de relativa deficincia de iodo, observa-se

    maior prevalncia do bcio e, quando a deficincia

    acentuada, hipotireoidismo e cretinismo, que se

    caracteriza por deficincia mental e do crescimento,

    ocorrendo quando as crianas que vivem na regies

    com deficincia de iodo no so tratadas com iodo

    ou hormnio tireoidiano para restaurar os nveis

    normais desse hormnio durante o incio da vida. A

    deficincia concomitante de selnio tambm pode

    contribuir para as manifestaes neurolgicas do

    cretinismo.

    Lamentavelmente, porm, a deficincia de iodocontinua sendo a causa mais comum de deficincia

    mental previnvel. Alm do cretinismo evidente, uma

    ligeira deficincia de iodo pode acarretar sutil

    reduo do QI. O suprimento de iodo, por meio de

    alimento enriquecidos com iodo (moluscos, algas

    marinhas) est associado a maior incidncia de

    doena autoimune da tireoide.

    ORGANIFICAO, ACOPLAMENTO, ARMAZENAMENTO

    E LIBERAO

    Depois que o iodo penetra na tireoide, captado e

    transportado at a membrana apical das clulas

    foliculares tireoidianas, onde oxidado em uma

    reao de organificao que envolve TPO e perxido

    de hidrognio.

    O tomo de iodo reativo acrescentado a Tg e a

    seguir as iodotirosinas na Tg so acopladas por meio

    de uma reao catalisada pela TPO. Tanto T4quanto

    T3podem ser produzidos por essa reao,

    dependendo do nmero de tomos de iodo

    presentes nas iodotirosinas. Aps seu acoplamento,

    a Tg levada de volta para a clula tireoidiana onde

    processada nos lisossomos para liberar T3e T4.

    As monoiodotirosinas e diiodotirosina (MIT e DIT)

    no acopladas so desiodadas, reciclando desse

    modo qualquer iodo que no tenha sido

    transformado em iodos tireoidianos.

    Os distrbios da sntese de hormnios tireoidianos

    so causas raras de hipotireoidismo congnito. Agrande maioria desses distrbios decorrente de

    mutaes recessivas na TPO ou Tg. Por causa do

    defeito biossinttico, a glndula incapaz de

    sintetizar quantidades adequadas de hormnios

    tireoidianos.

    FATORES INFLUENCIADORES DA SNTESE E LIBERAO

    DOS HORMNIOS

    O TSH regula a funo da tireoide por meio de

    protena G estimuladora, que ativa adenilil ciclase,resultando em maior produo de AMP cclico, assim

    como estimula a renovao de fosfatidil-inositol por

    ativar a fosfolipase C.

  • 7/26/2019 Distrbios Da Glndula Tireoide

    3/17

    BRUNO GARRETT BENTO2013.1

    O TSH o regulador hormonal dominante do

    crescimento e da funo da tireoide, porm ampla

    variedade de fatores de crescimento, a maioria deles

    produzida localmente