Ed. 818 O Regional

  • View
    253

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O Regional é um semanário distribuido em Curitiba, RMC e região da AMSULEP

Text of Ed. 818 O Regional

  • Sexta-feira, 13 de Abril de 2012 Edio 818 - Ano XVII

    Circulao: Pin, Agudos do Sul, Tijucas do Sul, Mandirituba, Quitandinha, Campo do Tenente, Contenda, Lapa, Fazenda Rio Grande, Rio Negro, Pinhais e So Bento do Sul.

    O Jornal da Regio

    @o_regional

    redacao@oregionalpr.com.br

    Interrupo de gravidez de feto sem crebro no ser crimeAps oito anos de tramitao e sob forte polmica, o Supremo Tribunal Federal STF julga a ao que decide se grvidas de bebs anencfalos, ou seja, sem crebro, tm o direito de interromper a gravidez. At ontem noite, dos 10 ministros do STF, 7 j haviam votado a favor da interrupo. PGINA 3

    Pin e Campo do Tenente tero moradias populares

    40 casas em cada municpio. Pin e Campo do Tenente foram contemplados ontem no programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida. PGINA 3

    Gustavo Fruet lidera pesquisa em Curitiba

    Pesquisa Ibope/CBN divulgada no final de semana em Curitiba coloca Gustavo Fruet lder em todos os cenrios na corrida pela prefeitura da capital. PGINA 4

    Hoje tem final do Festival de Msica de MandiritubaSero conhecidos hoje os vencedores do Festival de Msica de Mandirituba. O evento rene dezenas de artistas e o maior do gnero na regio. PGINA 13

    O Banco do Brasil anunciou na ltima semana reduo de juros e facilidades aos clientes. PGINA 16

    BB reduz taxas de juros

  • O REGIONAL - Sexta-feira, 13 de Abril de 2012 2

    Jornal Semanal de Pin e Regio Insc. Municipal - 0308 / 2422

    Rua Manaus, 500 Centro PinParan - Cep 83860-000

    Jornalista Responsvel:Heros Fanini DRT/PR 05111redacao@oregionalpr.com.br www.oregionalpr.com.br

    Telefone/fax: 41 3632 1256

    Editora J. O Regional LtdaCNPJ-01.276.217/0001-91T. B. R. S.CNPJ-05.526.452/0001-25

    EDITAL DE CONVOCAO N 004/2012.(Concurso Pblico)

    O Senhor ANTONIO MACIEL MACHADO, Prefeito Municipal de Mandi-rituba, no uso de suas atribuies legais, diante do resultado homologado do Concurso Pblico n. 001/2009, em conformidade com a legislao vigente:

    R E S O L V E:Art.1 - Para os cargos de Advogados e Auxiliar de Servios Gerais, sero

    exigidos os seguintes exames:1 Raios-X de Trax AP e Perfil; 09 - Triglicerdios:2 Eletrocardiograma; 10 - Creatinina 3 Exame Oftalmolgico; 11 Transaminase Oxalactica 4 Exame Audiomtrico; 12 Transaminase Pirvica 5 Hemograma; 13 Bilirrubinas (total, direta e indireta) 6 Glicemia de Jejum; 14 Acido rico:7 PCR; 15 Exame de Urina Parcial 8 Colesterol Total; 16 Parasitolgico de Fezes Art. 2 - So convocados neste momento para a realizao de exame

    admissional os seguintes candidatos:COD. 01 - AUXILIAR DE SERVIOS GERAISINSC - NOME0400 DENISE LIMA DOS SANTOS0142 ARIETE FERREIRA DE LIMA BOCHOSKICOD. 12 - ADVOGADOINSC - NOME0680 LUIZ FELIPE DA ROCHA0527 ALLINA GRACCO CRUVINELArt. 3 - A presente convocao para o cargo de Auxiliar de Servios Gerais

    procede-se pela vacncia de funcionrios do Quadro de Pessoal Efetivo e para o cargo de Advogado procede-se pela suficincia financeira explicitada pelo estudo de impacto financeiro apenso ao processo do Concurso.

    Art. 4 - Os candidatos acima relacionados devem agendar junto ao De-partamento de Recursos Humanos a realizao do exame pr-admissional a partir das 09h00 do dia 02 a 15 de abril de 2012, pelo telefone (41) 3626-1122 ramal 207.

    Art. 5 - O exame admissional ser realizado em duas etapas distintas: na primeira, os candidatos recebero a requisio dos exames anteriormente elencados. Na segunda etapa, de posse dos resultados dos exames, os candidatos realizaro o exame admissional perante a Junta Mdica oficial.

    Pargrafo nico: Os candidatos devero realizar os exames solicitados e a entrega da documentao exigida no prazo mximo de trinta (30) dias a contar da Publicao deste Edital.

    Art. 6 - Decorrido esse prazo, os candidatos que no realizarem os exames admissionais e no entregarem os documentos exigidos sero desclassificados.

    Art. 7 - Os casos omissos sero decididos pelo Departamento de RH e pela Procuradoria Geral.

    Prefeitura de Mandirituba, 02 de abril de 2012.ANTONIO MACIEL MACHADO - Prefeito Municipal

    Prefeitura Municipal de Mandirituba

    Uma iniciativa do cantor Felipe Moro (foto) deve lotar o salo da capela So Benedito, em Areia Branca dos Assis, amanh. O cantor mandiritubense tem o pro-psito de arrecadar alimen-tos e roupas s entidades de toda a regio e em especial s crianas carentes em seu primeiro show beneficente.

    Alm desta contribuio s entidades, o cantor apre-senta seu novo show, com a participao de Jssica Gruel, Banda Engrenagens do Rock e Beatriz Soczek.

    Felipe Moro far show beneficente amanh

    Com a presena de outros artistas convidados, o cantor Felipe Moro far em casa seu primeiro show beneficente

    Felipe Moro e toda a organizao do evento es-peram a presena macia das comunidades nesta apresen-tao. Neste show, alm de ajudar os que mais precisam, estarei apresentando cenrio e repertrio novo e uma su-per produo que estamos preparando j h trs me-ses. Tenho certeza que iro danar, cantar e se divertir muito, convidou.

    Os ingressos para o evento custam um quilo de alimento no perecvel ou um agasalho.

  • O REGIONAL - Sexta-feira, 13 de Abril de 2012 3

    O governo federal pre-tende ampliar o programa Minha Casa, Minha Vida, passando de 2 para 2,4 milhes de moradias at 2014. O anncio foi fei-to ontem na capital fede-ral pela presidente Dilma Rousseff durante encontro com centenas de prefeitos. Ns estamos concluindo o processo de avaliao de colocar alm dos 2 milhes de moradias, mais 400 mil, disse a presidente.

    O governo selecionou 2.582 municpios com at 50 mil habitantes para cons-truir novas unidades habi-

    Pin e Campo do Tenente vo ter moradias popularesDurante encontro com prefeitos, a presidente Dilma Rousseff anunciou que o Minha Casa,

    Minha Vida ser ampliado. Cada cidade receber 40 moradias populares

    tacionais do programa. Do total de selecionados, 1.163 esto sendo contemplados pela primeira vez dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

    Da regio, dois muni-cpios esto selecionados pelo Ministrio das Cidades para receber as moradias populares. Trata-se de Pin e Campo do Tenente, que vo receber 80 casas, sendo 40 em cada cidade.

    O prefeito de Pin, Gil-berto Dranka, esteve ontem em Braslia e participou do encontro com a presidente Dilma. Embora o munic-

    pio tenha bons ndices de desenvolvimento humano e econmico, h inteno em receber as casas. Sabemos que h em nosso munic-pio famlias que sonham com a casa prpria e que dependem da contribuio do poder pblico, por isso um projeto bem vindo, declarou.

    O programa nessa mo-dalidade visa atender fa-mlias que possuem renda mensal de at R$ 1.600,00, residentes em reas urbanas. Os municpios e estados interessados nas moradias apresentaram propostas

    PREFEITO DE PIN, Gilberto Dranka, participou ontem em Braslia do anncio das moradias

    citando a possibilidade de contrapartida para facilitar a execuo do empreendi-mento, como terreno, por exemplo, item obrigatrio que poder ser de posse do beneficirio ou cedido pelo proponente.

    Na primeira fase do pro-grama, foram contratadas mais de 60 mil moradias em quase dois mil municpios e a meta para essa nova etapa contratar mais 220 mil moradias nesta modalidade at 2014. O governo fede-ral vai conceder subsdio de R$ 25 mil por unidade construda.

    At o fechamento dessa edio, na noite de ontem, 8 dos 10 ministros do Su-premo Tribunal Federal STF j haviam votado no julgamento que permite a interrupo antecipada de gravidez em caso de anen-cefalia do feto. O placar era de 7 a 1 por essa possibili-dade e o resultado estava praticamente decidido.

    Atualmente, a legislao permite a prtica do aborto em duas ocasies: em caso de estupro ou quando a mu-lher corre risco de morrer. Agora, com a deciso do STF, tambm passa a ser

    Supremo Tribunal Federal vota por liberar aborto de feto sem crebro

    Deciso do STF d direito de escolha para que a me decida se quer ou no dar a luz criana sem crebro

    permitido o aborto quando identificado que a criana no possui crebro. Ser direito da me escolher pelo nascimento ou no da crian-a nesta circunstncia.

    O mdico Francisco Mar-ques comenta que no caso de fetos anencfalos, hoje pos-svel, atravs do ultrassom, ter um diagnstico definitivo e sem dvidas. Segundo ele, do ponto de vista mdico, a partir disso no h condies de sobrevida aps o nascimento e considerado o mesmo ra-ciocnio de quando h morte cerebral de uma pessoa.

    Francisco explica que

    os ministros votaram o livre arbtrio e no a obrigao da interrupo da gravidez nes-tes casos. A me que desejar continuar podendo prosse-guir com a gravidez e a que optar por interromper poder faz-lo com acompanhamen-to do sistema de sade, re-fora a explicao. Francisco destaca que sempre a favor da vida, principalmente na funo de mdico, e no caso da anencefalia prevalecer a deciso da famlia.

    Durante toda a semana houve protestos contr-rios principalmente de re-ligiosos. O padre Clayton

    Scabia enfatiza que, para os catlicos, o embrio j uma pessoa com alma imortal e por isso a igreja defende a sua dignidade de ser humano. Portanto, sempre estaremos contra qualquer tipo de aborto, explica. Ele diz que o feto de anencfalos tambm um ser humano e que, com esta lei, o homem estar se dando ao direito de escolher quem pode viver ou no.

    Definio* - A chamada anencefalia uma grave malformao fetal que re-sulta da fal