Escrita e fotografia de viagens

  • View
    227

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Workshop de escrita e fotografia de viagens

Text of Escrita e fotografia de viagens

  • Informao sobre o curso Nota Introdutria ou uma carta de marear... SSobre isto de viajar, devia haver nos boletins de entrada nos pases junto aos quadradinhos de lazer, turismo, contrabando... os quadradinhos unir e partilhar. Dito de uma forma mais sentimental: abrir o corao e deix-lo pensar livremente sobre o que acontece durante a viagem. Antes de Herdoto (o pai dos viajantes da era moderna) viajava-se para fazer guerra ou prolong-la por outros meios. Hoje viaja-se para pagar (ou esquecer) as guerras por outros meios.

    DiDiz-se tambm que quanto mais se viaja, mais se acham as pessoas parecidas. Por exemplo, todos, minhotos ou chineses querem ir de frias, e todos secretamente invejam quem leva uma vida como a minha (um equvoco perdovel, pois nem tudo so nenfares na vida de um viajante). Neste caso, recomendo que se antecipem aos chineses e reservem j os toldos... imagine-se que um canto decide fazer frias em Bazaruto ou na ilha da Boavista... Enquanto candidatos a viajantes todos temos um sonho comumcomum que gozar umas frias merecidas e que no se use a desculpa da falta de dinheiro, pois h vrios vagabundos viajantes de nomeada (Kerouac, Lazarillo de Tormes, Ferno Mendes Pinto, to name a few). H depois a parte metasica, a iniciao. Uma viagem sempre uma descoberta. Uma peregrinao. Coisa pessoal. E um caderno de viagens, a escrita de viagens, sempre um palimpsesto. A escrita de artigos ou narrativas de viagem pode abrir caminhos para os exploradores de papel. Diz-se que antes de deixar Palos, em 1492, Cristvo Colombo estudou a Bblia e a Geograia de Ptolomeu. Talvez quem vos leia v um dia a Bazaruto jogar bola com o menino Reis-Pedro, ou trepar montanhas com Pavel RajtaRajtar, o alpinista eslovaco que escalou o Evereste com Sir Edmund Hillary.

    Biograa do FormadorTiago Salazar

    Nasceu em Lisboa, em 1972.Formou-se em Relaes Internacionais e estudou Guionismo e Dramaturgia em Londres. Trabalha como jornalista desde 1991, tendo publicado, entre outros ttulos, no Dirio de Notcias, Grande Reportagem, Vogue e na revista Egosta. Foi vencedor do prmio Jovem Reprter do Centro Nacional de Cultura, em 1995. Em 2010 foi bolseiro da Fundao Luso-Americana, em Washington, ao abrigo da Bolsa Jos Rodrigues Miguis. Publicou quatro livros de viagens, Viagens Sentimentais (2007), A Casa do Mundo(2008), As RotasRotas do Sonho (2010) e Endereo Desconhecido (2011). Actualmente cronista da revista Viso & Viagens e do suplemento Fugas, do jornal Pblico, guia de Viagens Literrias na agncia de viagens Nomad e formador de Escrita de Viagens. ainda autor e apresentador do programa Endereo Desconhecido, em exibio na RTP2.

    6 e 7 | outubro

    ESCRITA EFOTOGRAFIADE VIAGENSTiago SalazarEste curso destina-se a toda a classe de viajantes da econmica Este curso destina-se a toda a classe de viajantes da econmica executiva, dos turistas de sof aos andarilhos radicais, dos que preferem fazer quilmetros em linhas de papel a embarcar numa estao ou apeadeiro. Aqui no se requer taxas de

    aeroporto nem se cobra excesso de bagagem. Basta a vontade de chegar aos outros, e sobretudo a disponibilidade do olhar.

    Salo Nobre do Edicio Fernando Tvora | Aveiro

    Contedos do curso Dia 1 - Histria abreviada da literatura de viagens - Autores portugueses do sculo XVI aos nossos dias- Conside- Consideraes tericas e tcnicas de escrita- Escrita e Fotograia no terreno (UMA VIAGEM PELA CIDADE)- As fases da escrita (do bloco de notas at ao livro)- 1 linha: uma questo do pensamento-sentimento- Progresso e desenlace Dia 2 - O que no a escrita de viagens- O improviso premiado- Escrita, reescrita e reviso (a arte de contar o que se viveu para contar)- Os trs ts: tcnica/talento/trabalho- Problemas, erros, sintaxe- Recursos (notas bibliogricas, sites, blogues, etc)- A - A fotograia de viagem

    Planos de trabalho propostos Plano 1 Histria da Literatura de Viagens. (obje(objectivo: divulgao da literatura de viagens - grandes autores do mundo: consideraes sobre as obras de Herdoto, Gustav Flaubert, Henry Miller, Lawrence Durrell, Orhan Pamuk, entre outros) Autores portugueses do sculo XVI aos nossos dias. (obje(objectivo: histria das grandes narrativas de viagens em lngua portuguesa; Consideraes sobre as obras de Ferno Mendes Pinto, Ramalho Ortigo, Ea de Queiroz, Raul Brando, Ferreira de Castro, entre outros) Plano 2 Consideraes tcnicas da escrita de viagens.(obje(objectivo: como se escreve um texto de viagens? da narrativa crnica, da reportagem poesia) A fotograia de viagem.(objectivo: noes bsicas de fotograia de viagens; o retrato; paisagens)

    Condies Horrios10:30h s 18:00h. PreoEsEste curso tem o preo de 75. InscrioPode ser feita por e-mail ou telefone.A inscrio s efectiva aps a conirmao do pagamento do curso. Nos seguintes casos, no feita a devoluo do valor pago:1. 1. Desistncia nos 3 dias teis antes do incio do curso.2. No comparecncia no curso. PagamentosAt 3 dias teis antes do incio do curso.Por transferncia bancria para a conta NIB 0010 0000 40821690001 21Neste caso, o comprovativo deve ser enviado por mail. AtendimentoPor e-mail ou telefone: tcacao@gmail.com Tel. 96 299 8438