Informe caçador 2480

  • View
    214

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Informe caçador 2480

  • O Tiro de Guerra (TG) de Caador realizou na tarde deste sbado, dia 24, uma formatura militar em comemorao ao Dia do Soldado. O evento, que reuniu familiares, amigos e autoridades locais, contou com o juramento dos soldados e tambm a entrega de certificados aos colaboradores do TG.

    CONTEDO TUDOCAADOR

    12 9Tempo Hoje

    REDE DE JORNAIS

    INFORMECAADOR (SC), SEGUNDA-FEIRA, 26 DE AGOSTO DE 2013 . ANO 12 . NO 2.479 | E-mail: opiniao@jornalinforme.com.br | http://issuu.com/jornal_informe | R$ 1,50

    Solenidade militar marcada por juramento e homenagens

    TIRO DE GUERRA

    PG A07

    Eles pedem asfalto em algumas ruas, segurana na escola do Mutiro, posto de sade e creche

    MORADORES REIVINDICAM MELHORIAS EM PASSEATA

    MANIFESTAO

    PG A03Evento teve o objetivo de arrecadar verbas para investimento na comunidade

    BUGRE REALIZA CODORNADA EM PROL DA COMUNIDADE

    INTERIOR

    PG A06

    O Caador Atltico Clube ganhou do Canoinhas por 2 a 0 na tarde deste domingo, 25, na penltima rodada do returno da Diviso Especial. Desta forma, o Tricolor chegou aos 26 pontos na tabela e segue com chances de classificao para o quadrangular final. No prximo domingo, 2, o CAC recebe o Brusque.

    Caador derrota Canoinhas por 2 a 0 e segue vivo na competio

    DIVISO ESPECIAL

    CADERNO CENTRAL

    CLERITON FREIRE

  • DIREO GERAL: Adriano RibeiroEMAIL: opiniao@jornalinforme.com.brTELEFONE:8843-4213

    POLITICAAdriano RibeiroEMAIL: opiniao@jornalinforme.com.brTELEFONE:8843-4213

    POLCIACleriton FreireEMAIL: cleriton.freire@hotmail.comTELEFONE:8858-9519

    JORNALISTA RESPONSVEL:Adriano Ribeiro 0002902SCCOMERCIAL:

    EMAIL: adm@jornalinforme.com.brEMAIL: comercial@jornalinforme.com.br

    PROJETO GRFICO:DDA DESIGN - www.dodadiagramador.com.br

    DIAGRAMAO:Lucas Lara GonalvesEMAIL: criacao@jornalinforme.com.brEMAIL: diagramacao@jornalinforme.com.br

    ASSINATURASAnual ................................................................R$ 180,00

    Semestral ..............R$ 95,00 vista ou 2 x de R$ 55,00

    Mensal na conta de luz .....................................R$ 13,90

    Venda Avulsa .......................................................R$ 1,50

    FALE COM O INFORMEFones: 3567-5699

    PLANTO 24 HORAS(49) 8843-4213

    PBLICAO:Referncia Editora Jornalistica Ltda

    CNPJ: 04.736.389/0001-99Inscrio Estadual: Isento

    ENDEREO: Rua Osorio Timmerman, 56Caador-SC CEP: 89500000

    CONTEUDO TUDOREPRESENTANTE

    COMERCIAL:CENTRAL DE

    COMUNICAO FILI

    AD

    O

    EXPLICAO: O governo da Bolvia afirmou neste domingo (25) que a chegada do senador boliviano Roger Pinto Molina ao Brasil no afetar

    a relao bilateral dos pases, mas espera uma explicao de Braslia sobre o caso.Geral

    A02 CAADOR (SC) SEGUNDA-FEIRA, 26 DE AGOSTO DE 2013

    Seguem em obrasas novas crechesO prefeito Beto Comazzetto esteve em duas destas construes, onde os investimentos passam de R$ 2,7 milhes

    EDUCAO

    A Prefeitura de Ca-ador coordena no momento atravs do Instituto de Pesquisa e Pla-nejamento Urbano de Caa-dor (IPPUC), trs importan-tes obras no municpio em se tratando da educao in-fantil. As obras compreen-dem novas creches atravs de convnio com o Governo Federal pelo Ministrio da Educao. O prefeito Beto Comazzetto esteve em duas destas construes, onde os investimentos passam de R$ 2,7 milhes.

    A primeira visita acon-teceu na nova Creche do bairro Alto Bonito, que teve incio em outra adminis-trao e por problemas no contrato com a empresa a obra atrasou e foi retoma-da este ano. A creche est orada em pouco mais de R$ 1,3 milho. A outra obra a Creche da Vila Santa Te-rezinha, no bairro Martello, com recursos que ultrapas-sam R$ 1,4 milho e segue em ritmo normal desde seu lanamento em 2013.

    As duas construes esto dentro do mesmo padro, com seis blocos distintos interligados por circulao coberta, con-tendo bloco de administra-o, bloco de servios, dois blocos pedaggicos, bloco

    multiuso, ptio coberto, an-fiteatro e playground. A rea total de cada creche com-preende 2.800 metros qua-drados e rea construda de 1.211 metros quadrados. Cada creche ir atender 224 crianas em dois turnos ou 112 se for optado pelo per-odo integral.

    Temos aqui duas im-portantes obras e ainda temos a creche do bairro Nossa Senhora Salete que est em andamento. Nosso maior objetivo com estas edificaes dar tranqili-dade aos pais e mes, para que tenham em seus bair-ros um local adequado para

    deixar seus filhos enquanto trabalham, sabendo que l esto recebendo educao de qualidade, alimentao e lazer. So investimentos com o apoio do Governo Federal que iro melhorara vida de muitos cidados, declara o prefeito Beto Co-mazzetto.

    Obras na creche do Alto Bonito recebeu a visita do prefeito

    ASCOM PREFEITURA

    Reabilitao de dependentes

    DROGAS QUMICAS

    O governador Raimundo Colombo (PSD) e o presidente da Comisso de Combate s Drogas, deputado Ismael dos Santos (PSD), assinam nesta tera-feira (27) o convnio para viabilizar o Projeto Reviver. O projeto fruto de um trabalho de dois anos realizado pela Assembleia Legislativa e vai ofertar 1.200 vagas para trata-mento de reabilitao a depen-dentes qumicos. A assinatura est marcada para s 10 horas, no auditrio Antonieta de Bar-ros, e contar com a presena de entidades parceiras, como SST, FAPESC, UDESC E UFSC.

    O deputado informou que o aporte de recursos ser da Secretaria da Sade atravs da Fapesc, que deve gerenciar a rede de atendimento a depen-dentes qumicos. A proposta prev que 60% sejam investi-dos na qualificao dos profis-sionais atendentes e 40% para a manuteno das entidades. Para serem habilitadas, elas precisam seguir normas fede-rais estabelecidas pela RDC 29. As vagas devem ser oferecidas a partir de outubro, sendo 900 para adultos e 300 para meno-res de idade. Em 2013, sero investidos R$ 5,9 milhes.

    Campanha de multivacinao

    IMUNIZAR CRIANAS

    Comeou, neste sbado, em todo o Estado a Campa-nha de Multivacinao, com o objetivo de imunizar crianas menores de cinco anos contra at 18 tipos de doenas, dentre elas sarampo, rubola, caxum-ba, hepatite B, poliomielite, co-queluche, pneumonia, ttano, alguns tipos de meningites e formas graves de tuberculose. A campanha segue at sexta--feira, dia 30 de agosto. A orien-tao da Secretaria de Estado da Sade para que os pais levem seus filhos aos postos de vacinao dos 295 municpios do Estado, portando a caderne-ta de vacinao.

    O dia D de mobiliza-o nacional foi neste sbado. Conforme explica o gerente de imunizao da Diretoria de Vigilncia Epidemiolgica (DIVE), Eduardo Macrio, em

    Santa Catarina, 425.388 crian-as menores de 5 anos de idade devero comparecer aos pos-tos de vacinao. As crianas sero avaliadas em relao a sua situao vacinal e aquelas que estiverem com alguma vacina em atraso sero vacina-das, destaca Macrio.

    Os 1.087 postos de vacina-o do Estado funcionaro das 8h s 17h durante o perodo da campanha. Sero disponi-bilizados 11 tipos de vacinas que fazem parte do calendrio bsico infantil do Programa Nacional de Imunizao (PNI): BCG, hepatite B, pentavalente, poliomielite inativada (VIP), po-liomielite oral (VOP), rotavrus, pneumoccica 10-valente, me-ningoccica C conjugada, febre amarela, trplice viral (sarampo, rubola e caxumba) e DTP (dif-teria, ttano e coqueluche).

  • A03CAADOR (SC), SEGUNDA-FEIRA, 26 DE AGOSTO DE 2013

    MORTES: Ao menos duas pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas durante um acidente de nibus no km 608 da BR-365, nas proximidades do

    municpio de Curvelo (MG), na manh deste domingo (25). Geral

    Moradores reivindicam melhorias em passeataEles pedem asfalto em algumas ruas, segurana na escola do Mutiro, posto de sade e creche

    MANIFESTAO

    Uma manifestao de poucas pessoas, tmida e sem muita empolga-o. Apesar disso, a passeata realizada na manh deste s-bado, por cerca de dez pesso-as, conseguiu chamar a aten-o da sociedade. Desta vez, quem levantou as faixas de protesto foram os moradores do Cerro Bonito, Joo de Barro e Mutiro, os quais reivindi-caram questes como sade, segurana e pavimentao as-fltica. Se no surtir soluo, eles prometem se mobilizar em frente Prefeitura.

    Este foi o segundo final de semana consecutivo que hou-ve manifestao em Caador, sendo o quarto somente neste ano. No caso deste ltimo s-bado, alguns moradores qui-seram demonstrar o desgosto quanto aos servios pblicos, que, segundo eles, h dcadas no atendem satisfatoriamen-te aquela comunidade.

    Uma das pautas solicita-das, que para os protestantes a mais preocupante, diz res-peito s ruas daquela rea que no possuem nenhum tipo de pavimentao, resultando em barro e poeira, alm de proble-mas respiratrios em crianas

    e idosos. Entre as vias que foram reivindicadas asfalto esto: a avenida Albino Feli-pe Potrich (a principal via de acesso e sada), e as ruas Lau-ro Ruppel, Gilberto da Silva e Joceli Frana.

    Miguel Paulo de Souza, um morador daquela regio, disse que, em relao segu-rana, a escola Ulisses Gui-mares sofre constantemente

    atos de vandalismo, onde alu-nos ameaam, at mesmo, os educadores. Ele destaca ain-da a necessidade de um posto de sade englobando estas comunidades.

    Em uma salinha impro-visada no prdio de uma cre-che, o mdico atende duas vezes por semana, mas no raro ficarmos de dois a trs meses sem mdico na co-

    munidade. Isto inaceitvel, porm nos obrigam a aceitar, relata Miguel.

    O morador ainda acres-centa a importncia da insta-lao de uma creche local. A creche atual s atende crian-as de dois anos, e isso obri-ga estas famlias a sobreviver s com o salrio do homem, tornando a sobrevivncia um exerccio de mgica, explana.

    Apesar do baixo nmero de participantes, passeata cumpriu o objetivo de chamar a ateno da sociedade

    Moradores pedem mais sade, segurana e pavim