Click here to load reader

Itaú Unibanco

  • View
    225

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Itaú Unibanco

  • ADMINISTRADORES DE

    CARTEIRAS DE VALORES MOBILIRIOS

    ITA UNIBANCO S.A.

    CNPJ/MF n. 60.701.190/0001-04

    1. Identificao das pessoas responsveis pelo contedo do formulrio

    Alessandro Lopes Superintendente responsvel pela Administrao Fiduciria

    1.1. Declaraes dos diretores responsveis pela administrao de carteiras de

    valores mobilirios e pela implementao e cumprimento de regras, procedimentos e

    controles internos e desta Instruo, atestando que:

    a. reviram o formulrio de referncia

    b. o conjunto de informaes nele contido um retrato verdadeiro, preciso e

    completo da estrutura, dos negcios, das polticas e das prticas adotadas

    pela empresa.

    Vide Anexo I a este Formulrio de Referncia.

    2. Histrico da empresa

    2.1. Breve histrico sobre a constituio da empresa

    Ita Administrao de Ativos

    Com a criao do Banco Ita de Investimentos, em meados dos anos sessenta, o

    primeiro de seu gnero no pas, o Banco Ita iniciou sua atuao no segmento de

    administrao de recursos de terceiros, vocao que se mostraria natural nos anos que

    se seguiram.

    A vocao de administrao de recursos rompeu fronteira e foi se instalar na Ita

    Corretora, que liderou a administrao de clubes de investimento, tanto em volume

    como em nmero de clubes administrados. Com a transformao dos Fundos 157 em

    Fundos Mtuos de Aes e a criao dos Fundos Mtuos de Renda Fixa, a indstria

    passou a ter novas e diferenciadas possibilidades de aplicao de recursos. Novamente,

    o Banco Ita mostrou-se inovador na criao de produtos voltados para pessoas fsicas

    e jurdicas, na busca por atender uma demanda crescente por produtos mais

    sofisticados.

  • Com o advento da lei 6435/77, que regulamentou em carter definitivo a figura dos

    Fundos de Penso no Brasil, o Banco Ita passou a estruturar uma rea voltada

    exclusivamente para o atendimento deste segmento.

    Nos ltimos anos, o Banco Ita avanou atendendo s novas necessidades do mercado,

    criando produtos especficos e adequados para cada segmento de atuao e

    oferecendo ampla gama de facilidades operacionais.

    Alguns destaques:

    1995 Aquisio do Banco Francs e Brasileiro;

    2000 Aquisio da operao de Asset Management do Banco Matrix;

    2001 Aquisio da operao de Asset Management e Private Bank do Lloyds TSB

    no Brasil;

    2002 Associou-se ao Banco BBA-Creditanstalt. Esta associao resultou no

    surgimento de uma nova instituio, o Banco Ita BBA, focado no segmento

    Corporate, na operao de incorporao da BBA Investimentos DTVM, operao de

    Asset Management do Banco BBA-Creditanstalt;

    2003 Aquisio do Banco Fiat e a assinatura do contrato com a AGF Brasil Seguros

    e AGF do Brasil Participaes;

    2006 O Ita Holding e o Bank of America Corporation (BAC) firmaram acordo

    visando aquisio, pelo Ita Holding, das operaes do BankBoston (BKB) e

    controladas no Brasil, Chile e Uruguai; e

    2008 Fuso das holdings do Ita com Unibanco.

    Unibanco Asset Management (UAM)

    Desde sua fundao em 1995, a UAM teve uma administrao independente do Banco

    Unibanco, seguindo a poltica de chinese wall. Sua criao, uma iniciativa pioneira no

    Brasil, deu continuidade longa e reconhecida trajetria do Unibanco na

    administrao de recursos de terceiros.

    Sua postura tica e rgidos princpios de controle sempre estiveram respaldados na

    tradio empresarial do Unibanco, um dos maiores grupos financeiros do Brasil, com

    mais de 80 anos de atuao no mercado brasileiro e internacional.

    Alguns destaques:

    1957 Unibanco lana o primeiro Fundo Mtuo de Aes no mercado brasileiro;

    1974 Incio da gesto de Carteiras Individuais para Pessoas Fsicas;

    1975 Implementao de Sociedades de Investimento (investimentos estrangeiros

    no mercado acionrio brasileiro);

    1979 Incio da administrao de recursos de Fundos de Penso;

    1995 Criao da Unibanco Asset Management;

    2002 Criao do Segmento Wealth Management;

    2008 Fuso das holdings do Ita com Unibanco.

  • Ita Unibanco

    Em novembro de 2008, Banco Ita e Unibanco assinaram contrato de associao

    visando unificao das operaes financeiras dos dois bancos, formando o maior

    conglomerado financeiro privado do Hemisfrio Sul.

    Toda esta dedicao sua vocao original de administrao de recursos faz com que

    atualmente o Ita Unibanco S.A. (Ita Unibanco) seja um dos maiores gestores

    privados de recursos de terceiros do pas, com posio destacada no segmento de

    fundos mtuos, situando-se entre os principais gestores de recursos de fundos de

    penso e com absoluta liderana no segmento de pessoas fsicas.

    Para mais informaes a respeito da histria do Ita e Unibanco, favor consultar o site

    https://www.itau.com.br/relacoes-com-investidores.

    2.2. Descrever as mudanas relevantes pelas quais tenha passado a empresa nos

    ltimos 5 (cinco) anos, incluindo:

    a. os principais eventos societrios, tais como incorporaes, fuses, cises,

    alienaes e aquisies de controle societrio

    No houve nenhum evento societrio relevante para a atividade de administrao de

    carteira de valores mobilirios envolvendo o Ita Unibanco nos ltimos 5 (cinco) anos.

    b. escopo das atividades

    No houve nenhuma mudana relevante nesse sentido nos ltimos 5 (cinco) anos.

    c. recursos humanos e computacionais

    O Ita Unibanco possui recursos humanos e computacionais adequados e suficientes

    ao desempenho das atividades de administrao fiduciria, gesto de carteiras de

    valores mobilirios e distribuio de fundos prprios.

    Relativamente aos recursos humanos, no houve nenhuma mudana relevante nos

    ltimos 5 (cinco) anos. A equipe do Ita Unibanco conta com uma slida experincia de

    mercado e possui baixo turn over, por proporcionar incentivos compatveis e ambiente

    em que as decises so tomadas de forma colegiada.

    O Ita Unibanco conta ainda com uma equipe tcnica com vasta experincia no

    mercado de capitais, que possui ampla disponibilidade para atender os clientes,

    permitindo que a equipe de gestores fique totalmente focada em sua atividade fim.

    Relativamente aos recursos computacionais, foi inaugurado em 13/03/2015 o novo

    centro de dados em Mogi Mirim, o Centro Tecnolgico Mogi Mirim (CTMM),

    responsvel por processar e armazenar todas as transaes do banco, incluindo as

  • operaes das reas de administrao fiduciria e gesto de recursos. O novo data

    center aumentar em 25 vezes a atual capacidade instalada de processamento de

    dados, preparando o Ita Unibanco para um futuro cada vez mais digital.

    d. regras, polticas, procedimentos e controles internos

    O conglomerado financeiro em que est inserido o Ita Unibanco (Conglomerado Ita

    Unibanco) possui estrutura interna de polticas e circulares. Esses documentos

    encontram-se publicados em portal corporativo e esto disponveis para consulta por

    todos os colaboradores.

    As reas de negcio do Conglomerado Ita Unibanco elaboram seus documentos

    respeitando as normas definidas na Poltica e no Procedimento para elaborao de

    documentos e solicitando a aprovao da alada competente.

    O Conglomerado Ita Unibanco tambm possui um procedimento especifico para

    publicao e controle de polticas relacionadas rea de compliance.

    Alm disso, cada rea pode ter manuais internos prprios, com o intuito de formalizar

    procedimentos internos que no precisam ser consultados pelas demais reas do

    Conglomerado Ita Unibanco.

    Com exceo das mudanas naturalmente necessrias manuteno das polticas,

    circulares e controles internos do Conglomerado Ita Unibanco sempre atualizados em

    relao legislao e regulamentao aplicvel e s melhores prticas de mercado,

    foco de constante ateno por parte dos seus colaboradores, no houve nos ltimos 5

    (cinco) anos mudana relevante em tais regras do Conglomerado Ita Unibanco.

    3. Recursos humanos

    3.1. Descrever os recursos humanos da empresa, fornecendo as seguintes

    informaes:

    a. nmero de scios

    1

    b. nmero de empregados

    518

    c. nmero de terceirizados

    0

  • d. lista das pessoas naturais que so registradas na CVM como administradores

    de carteiras de valores mobilirios e atuam exclusivamente como prepostos

    ou empregados da empresa

    FERNANDO MATTAR BEYRUTI

    CPF N 288.351.088-10

    MARCELLO SINISCALCHI

    CPF N 257.997.488-16

    MARCO ANTONIO SUDANO

    CPF N 077.938.298-67

    EDUARDO MAZZILLI DE VASSIMON

    CPF N 033.540.748-09

    STEPHAN KRAJCER

    CPF N 075.023.007-08

    NICHOLAS DENIS MC CARTHY

    CPF N 088.876.768-44

    4. Auditores

    4.1. Em relao aos auditores independentes, indicar, se houver:

    a. nome empresarial

    Pricewaterhousecoopers Auditores Independentes

    b. data de contratao dos servios

    08/03/2016

    c. descrio dos servios contratados

    Auditoria das demonstraes financeiras.

    5. Resilincia financeira

    5.1. Com base nas demonstraes financeiras, ateste:

    a. se a receita em decorrncia de taxas com bases fixas a que se refere o item

    9.2.a suficiente para cobrir os custos e os investimentos da empresa com a

    atividade de administrao de carteira de valores mobilirios

  • Sim.

    b. se o patrimnio lquido da empresa representa mais do que 0,02% dos

    recursos financeiros sob administrao de que trata o item 6.3.c e mais do

    que R$ 300.000,00 (trezentos mil reais)

    Sim.

    5.2. Demonstraes financeiras e relatrio de que trata o 5 do art. 1 desta

    Instruo

    No se aplica.

    6. Escopo das atividades

    6.1. Descrever detalhadamente as atividades desenvolvidas pela empresa,

    indicando, no mnimo:

    a. tipos e caractersticas dos servios prestados (gesto discricionria,

    planejamento patrimonial, controladoria, tesouraria, etc.)

    Dentre as atividades autorizadas pela Instruo CVM 558/15, o Ita Unibanco exerce

    atualmente as atividades de administrao fiduciria, gesto discricionria e no-

    discricionria de carteiras de valores mobilirios e distribuio de fundos prprios.

    Na administrao fiduciria, o Ita Unibanco exerce atividades de tesouraria, de

    controle e processamento dos ativos financeiros, escriturao da emisso e resgate de

    cotas e custdia de ativos financeiros, tanto para fundos de investimento quanto para

    carteiras administradas.

    Na gesto de carteiras de valores mobilirios, o Ita Unibanco exerce atividades de

    gesto de fundos de investimento e carteiras administradas, sempre alinhada com os

    objetivos e restries das polticas de investimento especficas de cada produto e em

    consonncia com as normas e legislaes impostas pelo ambiente legal.

    As reas dedicadas gesto de carteiras de valores mobilirios e administrao

    fiduciria esto totalmente segregadas entre si.

    O Ita Unibanco conta ainda com rea de distribuio de fundos prprios, dedicada

    especificamente distribuio para clientes institucionais e corporate e

    relacionamento com distribuidores.

    Cabe mencionar que as reas de gesto, administrao fiduciria e distribuio de

    fundos prprios do Ita Unibanco encontram-se, ainda, totalmente segregadas das

  • atividades do Ita Unibanco no relacionadas administrao de carteiras de valores

    mobilirios, mencionadas em 6.2 abaixo.

    b. tipos e caractersticas dos produtos administrados ou geridos (fundos de

    investimento, fundos de investimento em participao, fundos de investimento

    imobilirio, fundos de investimento em direitos creditrios, fundos de ndice,

    clubes de investimento, carteiras administradas, etc.)

    O Ita Unibanco atualmente responsvel pela administrao fiduciria e/ou gesto

    de fundos de investimento regulamentados pela Instruo CVM 555/14, fundos de

    ndice, FAPI, alm de carteiras administradas.

    c. tipos de valores mobilirios objeto de administrao e gesto

    O Ita Unibanco desempenha as atividades de administrao fiduciria e gesto em

    relao a uma ampla gama de veculos de investimento.

    Neste sentido, possui sob administrao e gesto fundos de investimento e carteiras

    administradas que investem em variados tipos de ttulos e valores mobilirios,

    inclusive, mas no limitadamente, ttulos pblicos e privados, aes, cotas de fundos

    de investimento, instrumentos nos mercados derivativos e crditos de diferentes

    naturezas.

    Especificamente no que se refere gesto de carteiras, o Ita Unibanco conta com

    equipes prprias e especializadas na anlise dos diversos tipos de ativos financeiros

    passveis de investimentos pelos fundos de investimento e carteiras administradas.

    d. se atua na distribuio de cotas de fundos de investimento de que seja

    administrador ou gestor

    Conforme mencionado anteriormente, o Ita Unibanco conta com rea especfica

    dedicada distribuio de fundos prprios, voltada prospeco e captao de clientes

    institucionais e corporate e relacionamento com distribuidores no vinculados ao

    Conglomerado Ita Unibanco, alm de contar com a fora de venda do Conglomerado

    Ita Unibanco.

    6.2. Descrever resumidamente outras atividades desenvolvidas pela empresa que no

    sejam de administrao de carteiras de valores mobilirios, destacando:

    a. os potenciais conflitos de interesses existentes entre tais atividades; e

    A estrutura organizacional do Ita Unibanco foi concebida nos anos sessenta, com a

    criao do Banco Ita de Investimentos, primeiro banco brasileiro de investimentos, de

    forma a segregar integralmente as atividades da tesouraria, responsvel pela gesto

  • dos recursos prprios do Banco Ita poca, e as atividades da rea de administrao

    de ativos, responsvel pela gesto de recursos de terceiros.

    Dessa forma, sempre foi observado o rigor necessrio no cumprimento da poltica de

    gesto de conflitos de interesses, fundamental para a preservao dos interesses dos

    clientes e da boa imagem do Ita Unibanco.

    O Ita Unibanco mantm uma estrutura nas quais as atividades de superviso e

    controle esto claramente definidas e integralmente segregadas da tesouraria e de

    outras reas que possam representar conflito de interesses, propiciando-lhes uma

    adequada independncia.

    As responsabilidades sobre cada aspecto do negcio esto claramente definidas pela:

    Segregao comercial por segmento de mercado;

    Independncia entre gesto comercial e gesto de carteiras;

    Separao entre as atividades de administrao fiduciria e gesto de recursos;

    Atuao independente da Diretoria de Gesto de Riscos e da Superintendncia de

    Controles Internos e Compliance das reas de negcios e potenciais geradoras de

    riscos; e

    Segregao fsica e de sistemas.

    b. informaes sobre as atividades exercidas por sociedades controladoras,

    controladas, coligadas e sob controle comum ao administrador e os potenciais

    conflitos de interesses existentes entre tais atividades

    O Conglomerado Ita Unibanco, por meio do prprio Ita Unibanco, conforme

    mencionado acima, bem como de outras entidades, atua em uma gama variada de

    atividades financeiras, tais como banco de investimentos e corretora, que apresentam

    potenciais conflitos de interesses com as atividades de administrao fiduciria e

    gesto de recursos.

    No obstante, os mesmos critrios e rigor descritos em 6.2(a) acima relativamente

    segregao de atividades dentro do Ita Unibanco se aplicam a outras empresas do

    Conglomerado Ita Unibanco.

    Reforam ainda o comprometimento com as melhores prticas a existncia de

    polticas, circulares e controles internos, que buscam detalhar as regras e

    procedimentos a serem adotados em situaes de conflitos de interesses dentro do Ita

    Unibanco e com outras empresas do Conglomerado Ita Unibanco.

    Tais polticas, circulares e controles internos, para tais fins, vinculam e se aplicam a

    todos os scios, associados, administradores e colaboradores do Conglomerado Ita

    Unibanco, no melhor interesse dos clientes, do mercado e do prprio Conglomerado

    Ita Unibanco, devendo as regras e princpios neles descritos serem observados no

  • apenas em suas atividades dentro do Conglomerado Ita Unibanco, mas tambm em

    outros negcios nos quais eventualmente possuam participao de qualquer natureza.

    As atividades do Conglomerado Ita Unibanco, dessa forma, so conduzidas de forma

    independente das atividades de outras sociedades sob controle comum.

    6.3. Descrever o perfil dos investidores de fundos e carteiras administradas geridos

    pela empresa, fornecendo as seguintes informaes:

    a. nmero de investidores (total e dividido entre fundos e carteiras destinados a

    investidores qualificados e no qualificados)

    Investidor Qualificado = 29.113

    Investidor No Qualificado = 1.466.309

    Total = 1.495.422

    b. nmero de investidores, dividido por:

    i. pessoas naturais

    Investidor Qualificado = 24.432

    Investidor No Qualificado = 1.361.758

    Total = 1.386.190

    ii. pessoas jurdicas (no financeiras ou institucionais)

    Investidor Qualificado = 979

    Investidor No Qualificado = 104.500

    Total = 105.479

    iii. instituies financeiras

    Investidor Qualificado = 6

    Investidor No Qualificado = 0

    Total = 6

    iv. entidades abertas de previdncia complementar

    Investidor Qualificado = 797

  • Investidor No Qualificado = 0

    Total = 797

    v. entidades fechadas de previdncia complementar

    Investidor Qualificado = 534

    Investidor No Qualificado = 0

    Total = 534

    vi. regimes prprios de previdncia social

    Investidor Qualificado = 4

    Investidor No Qualificado = 26

    Total = 30

    vii. seguradoras

    Investidor Qualificado = 120

    Investidor No Qualificado = 0

    Total = 120

    viii. sociedades de capitalizao e de arrendamento mercantil

    Investidor Qualificado = 7

    Investidor No Qualificado = 0

    Total = 7

    ix. clubes de investimento

    Investidor Qualificado = 0

    Investidor No Qualificado = 12

    Total = 12

    x. fundos de investimento

    Investidor Qualificado = 1.894

    Investidor No Qualificado = 0

  • Total = 1.894

    xi. investidores no residentes

    Investidor Qualificado = 330

    Investidor No Qualificado = 0

    Total = 330

    xii. outros

    Investidor Qualificado = 10

    Investidor No Qualificado = 13

    Total = 23

    c. recursos financeiros sob administrao (total e dividido entre fundos e

    carteiras destinados a investidores qualificados e no qualificados)

    Total de recursos (R$)

    Administrao Fiduciria

    Investidor Qualificado = 862.780.035.459,05

    Investidor No Qualificado = 340.346.836.900,75

    Total = 1.203.126.872.359,80

    Gesto de Recursos

    Investidor Qualificado = 815.987.221.600,70

    Investidor No Qualificado = 336.376.854.518,90

    Total = 1.152.364.076.119,60

    d. recursos financeiros sob administrao aplicados em ativos financeiros no

    exterior

    Total de recursos no exterior (R$)

    Administrao Fiduciria = 1.399.057.139,77

    Gesto de Recursos = 280.222.252,11

  • e. recursos financeiros sob administrao de cada um dos 10 (dez) maiores

    clientes (no necessrio identificar os nomes)

    1. R$ 135.053.157.972,90

    2. R$ 26.723.009.845,49

    3. R$ 21.241.074.038,50

    4. R$ 20.619.048.755,34

    5. R$ 15.466.830.980,08

    6. R$ 14.868.255.170,78

    7. R$ 12.783.127.166,73

    8. R$ 12.697.395.570,62

    9. R$ 12.047.070.589,63

    10. R$ 11.409.851.150,29

    f. recursos financeiros sob administrao, dividido entre investidores:

    i. pessoas naturais

    R$ 299.960.529.758,29

    ii. pessoas jurdicas (no financeiras ou institucionais)

    R$ 325.174.968.101,90

    iii. instituies financeiras

    R$ 14.107.537,87

    iv. entidades abertas de previdncia complementar

    R$ 258.444.049.905,70

    v. entidades fechadas de previdncia complementar

    R$ 45.956.475.879,24

    vi. regimes prprios de previdncia social

  • R$ 1.916.046.026,89

    vii. seguradoras

    R$ 10.915.034.406,13

    viii. sociedades de capitalizao e de arrendamento mercantil

    R$ 3.504.103.783,06

    ix. clubes de investimento

    R$ 1.602.657,34

    x. fundos de investimento

    R$ 196.838.341.985,65

    xi. investidores no residentes

    R$ 4.007.492.565,87

    xii. outros

    R$ 5.631.323.511,66

    6.4. Fornecer o valor dos recursos financeiros sob administrao, dividido entre:

    a. aes

    R$ 117.898.333.234,82

    b. debntures e outros ttulos de renda fixa emitidos por pessoas jurdicas no

    financeiras

    R$ 19.395.628.470,22

    c. ttulos de renda fixa emitidos por pessoas jurdicas financeiras

    R$ 161.458.202.674,19

    d. cotas de fundos de investimento em aes

  • R$ 8.744.810.074,48

    e. cotas de fundos de investimento em participaes

    R$ 8.291.939,01

    f. cotas de fundos de investimento imobilirio

    R$ 605.863,48

    g. cotas de fundos de investimento em direitos creditrios

    R$ 301.118.423,02

    h. cotas de fundos de investimento em renda fixa

    R$ 480.743.106.251,78

    i. cotas de outros fundos de investimento

    R$ 5.094.415.902,73

    j. derivativos (valor de mercado)

    R$ 1.035.959.633,91

    k. outros valores mobilirios

    R$ 0,00

    l. ttulos pblicos

    R$ 369.898.396.631,82

    m. outros ativos

    R$ 0,00

    6.5. Descrever o perfil dos gestores de recursos das carteiras de valores mobilirios

    nas quais o administrador exerce atividades de administrao fiduciria

  • O Ita Unibanco somente atua como administrador fiducirio de fundos de

    investimento e carteiras administradas dos quais o prprio Ita Unibanco ou empresas

    do Conglomerado Ita Unibanco sejam gestores.

    6.6. Fornecer outras informaes que a empresa julgue relevantes

    No se aplica.

    7. Grupo econmico

    7.1. Descrever o grupo econmico em que se insere a empresa, indicando:

    a. controladores diretos e indiretos

    Controladores Diretos

    Ita Unibanco Holding S.A.

    Controladores Indiretos

    Alfredo Egydio Arruda Villela Filho

    Alfredo Egydio Nugent Setubal

    Alfredo Egydio Setubal

    Ana Lcia de Mattos Barretto Villela

    Beatriz de Mattos Setubal da Fonseca

    Bruno Rizzo Setubal

    Camila Setubal Lenz Cesar

    Carolina Marinho Lutz Setubal

    Cia. E.Jonhston de Participaes

    Companhia ESA

    Fernando Roberto Moreira Salles

    Fernando Setubal Souza e Silva

    Gabriel de Mattos Setubal

    Guilherme Setubal Souza e Silva

    Itasa - Investimentos Ita S.A.

    IUPAR - Ita Unibanco Participaes S.A.

    Joo Moreira Salles

    Jos Luiz Egydio Setubal

    Julia Guidon Setubal

    Luiza Rizzo Setubal Kairalla

    Marcelo Ribeiro do Valle Setubal

    Maria Alice Setubal

    Maria de Lourdes Egydio Villela

    Mariana Lucas Setubal

  • Marina Nugent Setubal

    O.E. Setubal S.A.

    Olavo Egydio Setubal Jnior

    Olavo Egydio Mutarelli Setubal

    Patrcia Ribeiro do Valle Setubal

    Paula Lucas Setubal

    Paulo Egydio Setubal

    Paulo Setubal Neto

    Pedro Moreira Salles

    Ricardo Egydio Setubal

    Ricardo Villela Marino

    Roberto Egydio Setubal

    Rodolfo Villela Marino

    Rodrigo Ribeiro do Valle Setubal

    Rudric ITH S.A.

    Tide Setubal Souza e Silva Nogueira

    Walther Moreira Salles Jnior

    b. controladas e coligadas

    Banco Investcred Unibanco S.A.

    Banco Ita Argentina S.A.

    Banco Ita Consignado S.A.

    Banco Ita Paraguay S.A.

    Banco Itaubank S.A.

    Banco Itauleasing S.A.

    BSF Holding S.A.

    Cmara Interbancria de Pagamentos - CIP

    Cia. Ita de Capitalizao

    Cibrasec Cia. Brasileira de Securitizao

    CR2 Empreendimentos Imobilirios S.A.

    Dibens Leasing S.A. Arrend. Mercantil

    Estrel Servios Administrativos S.A.

    E-Platform Venture Partners Empreend. e Part. S.A.

    Financeira Ita CBD S.A. Crd, Financ. e Invest.

    Galgo Sistemas de Informaes S.A.

    Hipercard Banco Mltiplo S.A.

    IGA Participaes S.A.

    Intrag DTVM Ltda.

    Ita Administrao Previdenciria Ltda.

    Ita Administradora de Consrcios Ltda.

    Ita Asset Management S.A. SGFCI

  • Ita BBA Colombia S.A. Corporacion Financiera

    Ita BBA Mxico, S.A. de C. V.

    Ita Gesto de Vendas Ltda.

    Ita Participao Ltda.

    Ita Cia. Securitizadora de Crditos Financeiros

    Ita Corretora de Valores S.A.

    Ita DTVM S.A.

    Ita Global Asset Management Limited

    Ita Midle East Limited

    Ita Rent Administrao e Participaes Ltda.

    Ita UK Asset Management Limited

    Ita Vida e Previdncia S.A.

    Itauseg Participaes S.A.

    Itauseg Sade S.A.

    Itauvest DTVM S.A.

    ITB Holding Brasil Participaes Ltda.

    ITB Holding Ltd.

    Itrust Servicios Inmobiliarios SACI

    Kinea Investimentos Ltda.

    Kinea Private Equity Investimentos S.A.

    Marcep Corretagem de Seguros S.A.

    Olmpia Promoo e Servios S.A.

    Porto Seguro Ita Unibanco Participaes S.A.

    Proserv - Promociones Y Servivios S.A. de C. V.

    Provar Negcios de Varejo Ltda.

    Recovery do Brasil Consultoria S.A.

    Redecard S.A.

    c. participaes da empresa em sociedades do grupo

    Banco Itaubank S.A. 100,00% Dibens Leasing S.A. Arrend. Mercantil 100,00% Ita Global Asset Management Limited 100,00% Ita Midle East Limited 100,00% Ita UK Asset Management Limited 100,00% Banco Ita Consignado S.A. 99,99% Banco Ita Paraguay S.A. 99,99% Estrel Servios Administrativos S.A. 99,99% Hipercard Banco Mltiplo S.A. 99,99% Intrag DTVM Ltda. 99,99% Ita Administradora de Consrcios Ltda. 99,99% Ita BBA Mxico, S.A. de C. V. 99,99% Ita Cia. Securitizadora de Crditos Financeiros 99,99% Ita DTVM S.A. 99,99%

  • Itauvest DTVM S.A. 99,99% ITB Holding Brasil Participaes Ltda. 99,99% Proserv - Promociones Y Servivios S.A. de C. V. 99,99% Provar Negcios de Varejo Ltda. 99,99% Banco Ita Argentina S.A. 98,99% Banco Itauleasing S.A. 98,24% Recovery do Brasil Consultoria S.A. 96,00% Itrust Servicios Inmobiliarios SACI 94,33% Ita BBA Colombia S.A. Corporacion Financiera 94,00% Kinea Investimentos Ltda. 79,99% Kinea Private Equity Investimentos S.A. 79,99% ITB Holding Ltd. 58,87% Itauseg Participaes S.A. 57,85% Banco Investcred Unibanco S.A. 50,00% Financeira Ita CBD S.A. Crd, Financ. e Invest. 50,00% Olmpia Promoo e Servios S.A. 50,00% Ita Administrao Previdenciria Ltda. 49,00% Cia. Ita de Capitalizao 47,50% Ita Vida e Previdncia S.A. 34,33% Marcep Corretagem de Seguros S.A. 22,95% IGA Participaes S.A. 20,62% Porto Seguro Ita Unibanco Participaes S.A. 19,06% Galgo Sistemas de Informaes S.A. 13,33% Ita Asset Management S.A. SGFCI 13,00% Ita Gesto de Vendas Ltda. 2,00% Ita Rent Administrao e Participaes Ltda. 1,85% Redecard S.A. 0,06% Ita Participao Ltda. 0,01% Ita Corretora de Valores S.A. 0,01% Itauseg Sade S.A. 0,01%

    d. participaes de sociedades do grupo na empresa

    Ita Unibanco Holding S.A. 100,00%

    e. sociedades sob controle comum

    Ita Administrao Previdenciria Ltda.

    Ita Corretora de Valores S.A.

    ITB Holding Brasil Participaes Ltda.

    7.2. Caso a empresa deseje, inserir organograma do grupo econmico em que se

    insere a empresa, desde que compatvel com as informaes apresentadas no item 7.1.

    Vide Anexo II a este Formulrio de Referncia.

  • 8. Estrutura operacional e administrativa

    8.1. Descrever a estrutura administrativa da empresa, conforme estabelecido no seu

    contrato ou estatuto social e regimento interno, identificando:

    a. atribuies de cada rgo, comit e departamento tcnico

    DIRETORIA GESTO DE INVESTIMENTO

    Responsvel pela gesto de fundos de investimento e carteiras administradas, de

    acordo com as caractersticas de cada produto, nos mercados nacional e internacional.

    DIRETORIA DE INVESTIMENTO, DISTRIBUIO E INOVAO

    Responsvel pelo desenvolvimento da estratgia comercial com investidores

    institucionais, clientes corporate e distribuidores no que tange fundos de investimentos

    e carteiras administradas, abrangendo prospeco e manuteno de clientes.

    DIRETORIA PRODUTOS DE INVESTIMENTOS

    Responsvel pela criao e acompanhamento dos produtos, alm da elaborao do

    oramento de recursos, identificando oportunidades e planejando a oferta de produtos

    de investimento e previdncia por meio de distribuio ttica e estratgica,

    desenvolvendo solues para a assessoria financeira alinhada proposta de valor de

    cada segmento e em cada canal de negociao.

    DIRETORIA DE ATENDIMENTO WMS E SERVIOS COMPARTILHADOS ATACADO

    Responsvel pelo clculo e processamento de cotas, middle office, liquidao fsica e

    financeira das posies, atribuio de preos aos ativos financeiros, cadastro, controle

    de documentao e passivo; conciliao fsica e financeira dos ativos (onshore e

    offshore), demonstraes financeiras, informaes para rgos reguladores e

    controladoria contbil dos fundos e carteiras.

    DIRETORIA DE SECURITIES & PENSION SERVICES

    Responsvel pela metodologia, gesto e controle fiducirios e enquadramento dos

    fundos, pelo monitoramento de prestadores de servios e provises de crdito em

    fundos.

    DIRETORIA DE CONTROLE DE RISCO DE MERCADO E LIQUIDEZ

    Responsvel pela metodologia, gesto e controle de risco da atividade de gesto de

    recursos, incluindo risco de mercado, liquidez e apreamento de ativos.

    DIRETORIA EXECUTIVA DE CONTROLES INTERNOS E COMPLIANCE

    Responsvel pela gesto de risco operacional, controles internos e compliance;

    definio dos mtodos para identificao, avaliao e monitoramento do grau de

    exposio a riscos operacionais e aderncias (interna e externa) dos processos

    realizados pelas reas s legislaes e regulamentaes vigentes.

  • COMIT DE CENRIOS ITA ASSET

    Frum para anlise e discusso do cenrio macroeconmico atual e dos possveis

    cenrios projetados para diferentes horizontes temporais. A anlise e discusso dos

    cenrios atual e projetado contribui para a formao de expectativas dos participantes

    do comit para cada mercado.

    COMIT DE ADMINISTRAO FIDUCIRIA

    O comit tem por objetivo a formalizao e acompanhamento de assuntos ligados s

    responsabilidades do Diretor de Administrao e das atividades desempenhadas pelo

    Diretor de Riscos de Mercado e Liquidez (viso administrador).

    COMIT DE CRDITO ASSET

    Responsvel por avaliar e aprovar risco de crdito de emisses pblicas e privadas para

    potencial alocao nos fundos de investimento, propor e revisar classificao de risco

    e limites de crdito de emissores financeiros e no financeiros.

    COMIT DE PRODUTOS DE INVESTIMENTOS ITA ASSET

    Responsvel pela aprovao de novos produtos, de gesto Ita Unibanco, bem como

    reviso da definio e estratgias dos produtos existentes.

    COMIT DE APREAMENTO E RISCOS

    O comit tem por objetivo definir e/ou revisar as taxas dos ttulos privados e dos preos

    de ativos ou derivativos com risco de crdito e aprovar novos cenrios de stress.

    Adicionalmente so deliberadas questes relacionadas avaliao e monitoramento

    dos riscos das carteiras de valores mobilirios e situaes no contempladas na poltica

    de risco de mercado e liquidez.

    COMIT INTERNO DE RISCO OPERACIONAL

    Frum para apresentao de diagnsticos e discusso de assuntos relativos a Riscos

    Operacionais, Controles Internos e Compliance de cada Unidade de Negcio.

    b. em relao aos comits, sua composio, frequncia com que so realizadas

    suas reunies e a forma como so registradas suas decises

    COMIT DE CENRIOS ITA ASSET

    Participam do Comit de Cenrios os responsveis pelas reas de Anlise

    Macroeconmica, Gesto e Comercial. O Comit ocorre mensalmente e, tendo em vista

    que no so tomadas decises em seu mbito, as discusses no so obrigatoriamente

    registradas.

    COMIT DE ADMINISTRAO FIDUCIRIA

    O comit composto por representantes do Diretor de Administrao Fiduciria, de

    Riscos, Compliance e Controles Internos, e de Operaes WMS com qurum mnimo do

    Diretor de Administrao Fiduciria, ocorrendo no mximo a cada dois meses, e suas

    decises so registradas por meio de pauta e ata de reunio.

  • COMIT DE CRDITO ASSET

    O Comit ocorre semanalmente, podendo ser convocado em periodicidade diversa,

    extraordinariamente. Participam do Comit os responsveis pela rea de Gesto e

    integrantes das equipes de Gesto, Risco de Crdito, Administrao Fiduciria e Anlise

    de Crdito, e suas decises so registradas por meio de pauta e ata de reunio.

    COMIT DE PRODUTOS DE INVESTIMENTOS ITA ASSET

    So membros deste comit representantes das reas de Gesto, Produtos, Comercial,

    Risco, Compliance, Jurdico e Operacional. O Comit ocorre mensalmente, e suas

    decises so registradas por meio de pauta e ata de reunio.

    COMIT DE APREAMENTO E RISCOS

    O comit composto por representantes das reas de Risco, Administrao Fiduciria

    e de Operaes, ocorrendo no mximo a cada dez dias teis, e suas decises so

    registradas por meio de pauta e ata de reunio.

    COMIT INTERNO DE RISCO OPERACIONAL

    Participam do comit o diretor de Controles Internos e Riscos, o diretor da rea de

    negcio e seus diretos, os representantes das reas com assuntos relacionados em

    pauta, o OCIR dedicado ao negcio, alm de convidados como Auditoria, Segurana

    Corporativa, representantes de TI, alm de OCIR de outras reas, quando necessrio.

    O comit ocorre a cada 45 dias, e suas decises so registradas por meio de pauta e

    ata de reunio.

    c. em relao aos membros da diretoria, suas atribuies e poderes individuais

    Conforme estatuto social, compete aos membros da diretoria: (i) cumprir e fazer

    cumprir as diretrizes e deliberaes da Assembleia Geral; (ii) promover o exerccio das

    atividades da Companhia; (iii) representar a Companhia e administrar seus negcios; e

    (iv) declarar e distribuir, ad referendum da Assembleia Geral, dividendos

    intermedirios, intercalares e/ou juros sobre o capital prprio. Aos Diretores compete

    a gesto das reas ou carteiras especficas da sociedade que lhes forem atribudas pelo

    grupo executivo ou pelos acionistas.

    8.2. Caso a empresa deseje, inserir organograma da estrutura administrativa da

    empresa, desde que compatvel com as informaes apresentadas no item 8.1.

    No se aplica

    8.3. Em relao a cada um dos diretores de que tratam os itens 8.4, 8.5, 8.6 e 8.7 e

    dos membros de comits da empresa relevantes para a atividade de administrao de

    carteiras de valores mobilirios, indicar, em forma de tabela:

    a. nome

  • b. idade

    c. profisso

    d. CPF ou nmero do passaporte

    e. cargo ocupado

    f. data da posse

    g. prazo do mandato

    h. outros cargos ou funes exercidos na empresa

    Diretor responsvel pela administrao de carteiras de valores mobilirios:

    Nome: FERNANDO MATTAR BEYRUTI

    Idade: 38

    Profisso: Administrador de Empresas

    CPF ou nmero do passaporte: 288.351.088-10

    Cargo Ocupado: Diretor

    Data da Posse: 14/06/2016

    Prazo do Mandato: Indeterminado

    Outros Cargos: No h

    Nome: MARCELLO SINISCALCHI

    Idade: 41

    Profisso: Engenheiro Civil

    CPF ou nmero do passaporte: 257.997.488-16

    Cargo Ocupado: Diretor

    Data da Posse: 14/06/2016

    Prazo do Mandato: Indeterminado

    Outros Cargos: No h

    Diretor responsvel pela implementao e cumprimento de regras, polticas,

    procedimentos e controles internos:

    Nome: FERNANDO BARANTE TOSTES MALTA

    Idade: 48

    Profisso: Analista de Sistemas

    CPF ou nmero do passaporte: 992.648.037-34

    Cargo Ocupado: Diretor

    Data da Posse: 14/06/2016

    Prazo do Mandato: Indeterminado

  • Outros Cargos: No h

    Diretor responsvel pela atividade de distribuio de cotas de fundos de

    investimento:

    Nome: CLAUDIO CESAR SANCHES

    Idade: 52

    Profisso: Engenheiro

    CPF ou nmero do passaporte: 044.295.098-59

    Cargo Ocupado: Diretor

    Data da Posse: 14/06/2016

    Prazo do Mandato: Indeterminado

    Outros Cargos: No h

    8.4. Em relao aos diretores responsveis pela administrao de carteiras de

    valores mobilirios, fornecer:

    a. currculo, contendo as seguintes informaes:

    FERNANDO MATTAR BEYRUTI

    i. cursos concludos;

    MBA em Finanas IBMEC (Instituto Brasileiro do Mercado de Capitais), maio 2003 a

    dezembro 2005;

    Administrao de Instituies Financeiras Banking (extensivo) FGV (Fundao Getlio

    Vargas), So Paulo, um semestre, 2001;

    Curso Superior em Administrao de Empresas Universidade Mackenzie, So Paulo,

    1996 a 2000.

    ii. aprovao em exame de certificao profissional

    Certificado como Advanced Strategic Management pelo IMD 2015;

    Certificate in International Management (CIM) pela Rotman School of business no

    Canada, Toronto;

    Certificado como Financial Planner (CFP), conferido pelo Instituto Brasileiro de

    Certificao de Profissionais Financeiros, autoridade licenciada pelo Certified Financial

    Planner Board of Standards Inc. fundado nos Estados Unidos em 1985 (CFP Board);

    Certificado pela ANBIMA CPA-20 (Associao Brasileira das Entidades dos Mercados

    Financeiros e de Capitais).

    iii. principais experincias profissionais durante os ltimos 5 anos,

    indicando:

  • nome da empresa

    cargo e funes inerentes ao cargo

    atividade principal da empresa na qual tais experincias

    ocorreram

    datas de entrada e sada do cargo

    Novembro/2015 Atual Ita Unibanco

    Cargo: Diretor

    Responsvel perante a CVM pela atividade de administrao de carteira de valores

    mobilirios, administrao fiduciria.

    Abril/2013 a Novembro/2015 Conglomerado Ita Unibanco

    Cargo: Diretor

    Durante este perodo atuou em atividades relacionadas a produtos de Securities

    Services do conglomerado, administrao fiduciria de empresas do Conglomerado

    Ita Unibanco, custdia e controladoria de fundos de terceiros e escriturao de ativos.

    Fevereiro/2012 a Abril/2013 Ita Unibanco

    Cargo: Superintendente

    Atuao no segmento Ita Private Bank.

    Responsvel pela gesto da equipe de bankers/prospectors do segmento Ita

    Private Bank;

    Responsvel pelo relacionamento com investment bank;

    Participao em comits de risco e de gesto de pessoas;

    Responsvel pela gesto da equipe de business intelligence da rea de novos

    negcios.

    Maro/2003 a Fevereiro/2012 Ita Unibanco

    Cargo: Gerente

    Atuao no segmento Ita Private Bank voltado ao atendimento a estruturas multi

    Family office, focado na assessoria na alocao e realizao de investimentos

    financeiros, fornecimento de informaes que auxiliam o cliente na tomada de

    deciso.

    Planejamento financeiro com foco na anlise de investimentos, prestao de

    servios bancrios e financeiros e gesto de riscos.

    Anlise e consolidao global dos recursos do cliente Private.

    a. currculo, contendo as seguintes informaes:

    MARCELLO SINISCALCHI

  • i. cursos concludos;

    Faculdade de Economia e Administrao FEA USP - Mestrado em Modelagem

    Matemtica para Finanas, de Janeiro de 2002 a Maro de 2004;

    Fundao Getlio Vargas de So Paulo - GEAG Ps-Graduao em Administrao de

    Empresas com nfase em Banking, de Janeiro de 1999 a Julho de 2001;

    Escola Politcnica da Universidade de So Paulo - Curso: Engenharia Civil, de Janeiro de

    1993 a Dezembro de 1997.

    ii. aprovao em exame de certificao profissional

    FRM Financial Risk Manager pela GARP (Global Association of Risk Professionals)

    desde Novembro de 2001.

    iii. principais experincias profissionais durante os ltimos 5 anos,

    indicando:

    nome da empresa

    cargo e funes inerentes ao cargo

    atividade principal da empresa na qual tais experincias

    ocorreram

    datas de entrada e sada do cargo

    Cargo: Diretor

    Responsvel perante a CVM pela atividade de gesto de recursos de carteira de valores

    mobilirios do Ita Unibanco.

    Junho/2013 Atual - Ita Unibanco

    Cargo: Diretor

    Responsvel por equipes de gesto especializada, no Brasil e em Nova York, nas

    estratgias ativas, alternativas e indexadas.

    Abril/2003 Junho/2013 - Ita Unibanco

    Cargo: Superintendente

    Responsvel pelas mesas de gesto e Head PM de estratgias de Retorno Absoluto,

    atuando com anlise dos fundamentos de diferentes classes de ativos para

    alocao em diferentes mercados, inclusive com operaes em ativos e derivativos

    ligados ao mercado de renda varivel, montando posies compradas e vendidas.

    Gesto de fundos de investimento com estratgias diversificadas.

  • 8.5. Em relao ao diretor responsvel pela implementao e cumprimento de

    regras, polticas, procedimentos e controles internos e desta Instruo, fornecer:

    a. currculo, contendo as seguintes informaes:

    FERNANDO BARANTE TOSTES MALTA

    i. cursos concludos;

    Tecnologia da informao PUC RIO DE JANEIRO (1989)

    MBA Fundao D. Cabral (1999)

    Extenso em Estratgia Kellogg School of Management (2003)

    Extenso em Gesto de Bancos Swiss Finance Institute (2010)

    Professor Licenciado da PUC RJ Tecnologia da Informao (1989-1993)

    ii. aprovao em exame de certificao profissional

    No h.

    iii. principais experincias profissionais durante os ltimos 5 anos,

    indicando:

    nome da empresa

    cargo e funes inerentes ao cargo

    atividade principal da empresa na qual tais experincias

    ocorreram

    datas de entrada e sada do cargo

    Cargo: Diretor

    Responsvel perante a CVM pela implementao e cumprimento de regras, polticas,

    procedimentos e controles internos e da Instruo CVM 558/15 e de gesto de risco do

    Ita Unibanco, a partir de junho/2016.

    2003 Atual Conglomerado Ita Unibanco

    Cargo: Diretor

    Responsvel por Controles Internos e Compliance de todo Conglomerado Ita

    Unibanco (2016 a Atual);

    Gesto das reas operacionais de Cartes, Rede (Redecard), Imobilirio,

    Financiamento de Veculos, Consrcio, Cobrana, Operaes Jurdicas e de todas as

    centrais de atendimento (2015/2016);

  • Gesto das reas operacionais, de atendimento e de cobrana das reas de

    Operaes e Servios de Cartes, Imobilirio, Financiamento de Veculos, Consrcio,

    Seguros e Capitalizao (2013 / 2015);

    Gesto das reas operacionais e de atendimento da rea de Crdito ao Consumo

    (Cartes e Financeira) (2009/2013);

    Gesto de centrais de atendimento de todo Conglomerado Ita Unibanco, dos

    canais eletrnicos (Internet, ATM, URA etc) e das plataformas de trabalho das

    agncias, e rea de CRM (2003/2009);

    Em 28 de carreira, participao em diversos projetos/iniciativas, tais como fuses,

    migraes, otimizao de reas operacionais e de negcios, alm de

    desenvolvimento de modelos de funcionamento para agncias, BackOffice, reas

    de projetos e de crdito, e tambm em conselhos de administrao.

    8.6. Em relao ao diretor responsvel pela gesto de risco, caso no seja a mesma

    pessoa indicada no item anterior, fornecer:

    a. currculo, contendo as seguintes informaes:

    FERNANDO BARANTE TOSTES MALTA (conforme 8.5 acima)

    i. cursos concludos;

    ii. aprovao em exame de certificao profissional

    iii. principais experincias profissionais durante os ltimos 5 anos,

    indicando:

    nome da empresa

    cargo e funes inerentes ao cargo

    atividade principal da empresa na qual tais experincias

    ocorreram

    datas de entrada e sada do cargo

    8.7. Em relao ao diretor responsvel pela atividade de distribuio de cotas de

    fundos de investimento, caso no seja a mesma pessoa indicada no item 8.4, fornecer:

    a. currculo, contendo as seguintes informaes:

    CLAUDIO CESAR SANCHES

  • i. cursos concludos;

    1994/1996 - J. L. KELLOGG GRADUATE SCHOOL OF MANAGEMENT NORTHWESTERN

    UNIVERSITY - Chicago, US Master of Management Degree, Junho 1996 - Foco em

    Finanas, Marketing e Comportamento Organizacional.

    1985/1989 - INSTITUTO TECNOLGICO DE AERONUTICA - So Paulo, Brasil -

    Engenharia Aeronutica.

    ii. aprovao em exame de certificao profissional

    No h.

    iii. principais experincias profissionais durante os ltimos 5 anos,

    indicando:

    nome da empresa

    cargo e funes inerentes ao cargo

    atividade principal da empresa na qual tais experincias

    ocorreram

    datas de entrada e sada do cargo

    Cargo: Diretor

    Responsvel perante a CVM sob a ICVM 558 pela distribuio de fundos prprios (a

    partir de junho/2016).

    Janeiro/2009 Atual Ita Unibanco

    Cargo: Diretor

    Responsvel pelo desenvolvimento de Produtos de Previdncia PF, Poupana e Fundos

    (PF e PJ - Mdio Mercado). Responsvel pela rea Operacional de Wealth Management

    tanto no Brasil como no Exterior.

    8.8. Fornecer informaes sobre a estrutura mantida para a gesto de recursos,

    incluindo:

    a. quantidade de profissionais

    106

    b. natureza das atividades desenvolvidas pelos seus integrantes

    A equipe de investimento do Ita Unibanco conta com cerca de 106 profissionais, que

    administra uma variedade de produtos de renda fixa, renda varivel e estratgias

  • alternativas. Tal equipe de gesto dividida entre gestores de recursos e analistas de

    pesquisa, organizados de acordo com as diferentes estratgias de investimentos, o que

    gera especializao e excelncia. A anlise tcnica proprietria, realizada por uma

    equipe de pesquisa altamente qualificada, a chave de nosso processo de

    investimento.

    A equipe de analistas e gestores apoiada por 11 economistas, 16 profissionais

    dedicados exclusivamente execuo de ordens (traders) e 6 analistas quantitativos.

    c. os sistemas de informao, as rotinas e os procedimentos envolvidos

    As atividades de gesto de recursos contam com uma estrutura de pesquisa prpria

    fundamentalista, econmica, quantitativa e de crdito, alm de sistemas e servios

    contratados que auxiliam no processo de anlise.

    Essas anlises se formalizam na elaborao de modelos financeiros para cada

    companhia, considerando simulaes em cenrios base e cenrios de stress,

    culminando na atribuio de um rating de crdito com base em um sistema

    proprietrio. O volume de cada emisso no portflio definido pelo risco de crdito

    atribudo pelo Comit de Crdito Asset e pela taxa de retorno de cada emisso, sempre

    respeitando o mandato da estratgia.

    A rea de Renda Fixa possui fruns dirios, semanais e mensais onde so

    implementadas as vrias etapas do processo de investimento: gerao de ideia,

    discusso de cenrios, construo do portflio e gesto de riscos. Vale ressaltar que a

    equipe de Renda Fixa conta com um forte apoio da equipe econmica e quantitativa

    para desenvolver projees das principais variveis macroeconmicas, traar cenrios

    econmicos (base e alternativos) e identificar oportunidades de investimento.

    O processo de investimento de Renda Varivel inicia-se com a gerao de ideias atravs

    de uma disciplina de reunies dirias, semanais e mensais. As reunies so desenhadas

    para cobrir diferentes aspectos do processo de investimento como seleo de papis,

    posicionamento ttico, gesto de risco e cenrio macro. Os analistas mantm contato

    constante com provedores de relatrios de pesquisa externo (sell side), as quais ajudam

    a complementar o rigoroso processo de monitoramento interno.

    A pesquisa quantitativa prov suporte s mesas de gesto para modelagem de

    estratgias mais sofisticadas. A rea tambm atua no desenvolvimento de tecnologias

    de Portfolio Solutions.

    Os principais sistemas contratados para apoio da anlise so: Bloomberg, Thomson,

    Economtica, Reuters e Broadcast.

    Para que a operao se faa em escala de forma eficiente, o sistema de gesto e

    trading utilizado pelo Ita Unibanco o Charles River Development, que unifica os

    processos de gesto, compliance e trading.

  • J as corretoras so selecionadas por um processo de votao, onde so julgadas

    diferentes categorias, tais como: Analistas, Sales e Sales Traders, Economia, Trading e

    Middle Office. Uma vez selecionadas as corretoras, os critrios que orientam a diviso

    de ordens entre elas so: 1) posicionamento da corretora no ranking de votao; 2)

    melhor execuo esperada naquele momento, levando-se em considerao aspectos

    de liquidez.

    8.9. Fornecer informaes sobre a estrutura mantida para a verificao do

    permanente atendimento s normas legais e regulamentares aplicveis atividade e para

    a fiscalizao dos servios prestados pelos terceiros contratados, incluindo:

    a. quantidade de profissionais

    19

    b. natureza das atividades desenvolvidas pelos seus integrantes

    Gesto do ambiente normativo e atendimento a reguladores (captura de novas

    normas, avaliao de impacto do normativo ao negcio, coordenao de grupos de

    trabalho, gesto dos planos de ao para aderncia, aprovao de projetos de TI

    (regulatrio), reporte de informaes gerenciais de compliance, atendimento de

    requisies de rgos (auto)reguladores e aes de fiscalizao, acompanhamento do

    fluxo de respostas). Avaliao do ambiente de controle, compliance, segurana da

    informao e continuidade, bem como gesto de riscos operacionais, mercado, crdito

    e liquidez de parceiros contratados para distribuio de fundos e intermediao de

    valores mobilirios.

    Responsvel pela anlise e controle de riscos fiducirios de todos os produtos

    administrados e/ou geridos pelo Ita Unibanco, anlise de produtos e de mandatos,

    participando dos respectivos processos de aprovao, atuao em situaes que geram

    riscos fiducirios e regulatrios, desenvolvimento de metodologia e controle de

    enquadramento e atuao no processo de Proxy Voting.

    c. os sistemas de informao, as rotinas e os procedimentos envolvidos

    A Plataforma IBM OpenPages GRC o sistema onde as atividades de controles

    internos, compliance e riscos operacionais so documentados.

    Charles River Investment Manager System (CRIMS) no processo de enquadramento dos

    fundos; SAC, Economtica, Bloomberg como sistemas de apoio e base de dados, alm

    de sistemas proprietrios.

    O processo de controle de enquadramento realizado diariamente para os fundos de

    investimento atravs da anlise das posies dos fundos em comparao s

    especificaes de cada produto do ponto de vista regulatrio, de regulamento e

  • mandato. Caso seja evidenciado descumprimento, o apontamento ser registrado no

    sistema de follow up de desenquadramentos para acompanhamento, e reportado ao

    gestor do fundo e CVM.

    d. a forma como a empresa garante a independncia do trabalho executado

    pelo setor

    Os profissionais envolvidos no processo no reportam para os gestores ou

    administradores de fundos.

    8.10. Fornecer informaes sobre a estrutura mantida para a gesto de riscos,

    incluindo:

    a. quantidade de profissionais

    16

    b. natureza das atividades desenvolvidas pelos seus integrantes

    Gesto e controle de risco de mercado, crdito e liquidez para as carteiras de valores

    mobilirios que o Conglomerado Ita Unibanco atue como gestor de recursos e/ou

    administrador fiducirio.

    c. os sistemas de informao, as rotinas e os procedimentos envolvidos

    Sistemas de controle fiducirio e de anlise de crdito: Charles River CRIMS.

    O processo de controle de risco de crdito dos fundos com investimento em ativos de

    crdito realizado diariamente em duas etapas: 1 CRIMS on line e 2 CRIMS batch.

    Na primeira etapa o gestor pode verificar se a compra ou venda dos ativos de crdito

    est condizente com os parmetros de controle da poltica de crdito ou da definio

    interna de cada produto. Na segunda etapa, as reas de controle de risco verificam no

    dia seguinte se h desenquadramentos de regras de concentrao e exposio por

    rating e prazo conforme definio interna de comit de produtos. Caso haja algum

    desenquadramento realizado registro em workflow interno para acompanhamento.

    Sistemas de risco de mercado: Sophis/Fusion Invest (fornecedor Misys) e Port

    (fornecedor Bloomberg).

    O processo de gesto e controle de risco de mercado realizado diariamente para as

    carteiras de valores mobilirios com base na posio de fechamento do dia anterior. O

    sistema calcula o risco de mercado, caso o resultado extrapole o limite definido

    internamente para cada produto, o apontamento ser registrado no sistema de follow

    up de desenquadramentos para acompanhamento.

  • Sistema de risco de liquidez: Sistema proprietrio. O processo de controle de liquidez

    realizado diariamente para os fundos de investimento com base na posio de

    fechamento do dia anterior. O sistema calcula o ndice de liquidez (valor dos ativos

    passveis de liquidao financeira disponvel no prazo de pagamento de resgates), caso

    o resultado fique abaixo da liquidez mnima requerida em definio interna, o

    apontamento ser registrado no sistema de follow up de desenquadramentos para

    acompanhamento.

    d. a forma como a empresa garante a independncia do trabalho executado

    pelo setor

    Os profissionais envolvidos no processo no reportam para os gestores ou

    administradores de fundos.

    8.11. Fornecer informaes sobre a estrutura mantida para as atividades de tesouraria,

    de controle e processamento de ativos e da escriturao de cotas, incluindo:

    a. quantidade de profissionais

    276

    b. os sistemas de informao, as rotinas e os procedimentos envolvidos

    Sistemas: SAC e sistemas proprietrios.

    Rotinas e procedimentos: processos de clculo de cotas, cadastro e precificao de

    ativos, cadastro de cotistas e controladoria de passivos, elaborao de demonstraes

    financeiras, contabilidade, gesto das despesas, taxas de fundos e carteiras de

    investimentos, clculo de ganho de capital, recolhimento de impostos, interpretao e

    processamento de eventos corporativos, liquidao de operaes com ativos

    mobilirios realizadas por fundos e carteiras, validao de cotas, conciliao de

    posies e financeiro e envio de informaes reguladores.

    c. a indicao de um responsvel pela rea e descrio de sua experincia na

    atividade

    Adicionalmente ao diretor responsvel perante a CVM pela atividade de administrao

    fiduciria:

    Cristiano Rogrio Cagne Diretor de Operaes: formado em Engenharia Qumica pela

    Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), com ps-graduao pela FGVSP (CEAG) e

    MBA na Harvard Business School. Atua h 19 anos no mercado financeiro, com

    passagens pelas reas de RH, Planejamento Estratgico de Operaes, Operaes

  • Ativas, Controles Internos e Compliance, Middle Office de Operaes Ativas at o posto

    atual de Diretor da rea de Operaes WMS e Servios Compartilhados do Atacado.

    8.12. Fornecer informaes sobre a rea responsvel pela distribuio de cotas de

    fundos de investimento, incluindo:

    a. quantidade de profissionais

    19

    b. natureza das atividades desenvolvidas pelos seus integrantes

    Prospeco de clientes institucionais e corporate e relacionamento com distribuidores

    e promoo de oportunidades de negcios que contribuam para os objetivos da rea

    comercial por meio de constante anlise, estudo e prospeco da base de clientes,

    visando atender suas necessidades e incrementar o resultado.

    Gerenciamento das carteiras de clientes prprios efetuando o acompanhamento dos

    resultados obtidos, definindo estratgias de atuao, mantendo-os atualizados com

    relao aos fundos de investimento.

    c. programa de treinamento dos profissionais envolvidos na distribuio de

    cotas

    A instituio dispe de cursos especficos, para os segmentos, tais como:

    Preparao para o CPA 20: curso preparatrio para a certificao, realizado

    atravs de treinamento presencial e distncia.

    Asset Management Review - curso especializado no mercado financeiro e

    produtos de investimento.

    Preparatrio CFP - curso preparatrio para a certificao, realizado atravs de

    treinamento presencial e distncia.

    d. infraestrutura disponvel, contendo relao discriminada dos equipamentos e

    servios utilizados na distribuio

    Os colaboradores lotados nos centros administrativos contam na sua estao de

    trabalho com microcomputador, telefone e impressora.

    Para a distribuio dos fundos de investimentos eles possuem acesso s principais

    transaes de investimento.

    e. os sistemas de informao, as rotinas e os procedimentos envolvidos

  • Sistemas de informao: os gerentes e assistentes tem disponvel na sua estao de

    trabalho todas as informaes cadastrais e de perfil de risco de seus clientes, registro

    de contatos e compromissos, alm das informaes relativas aos fundos de

    investimento que o cliente possui e o portflio de investimentos oferecido pela

    instituio (rentabilidade, comparaes com benchmarks, etc.). Adicionalmente, os

    colaboradores contam com sistemas de informao que trazem notcias no Brasil e no

    mundo sobre economia, relatrios, finanas pessoais e cotaes.

    Procedimentos: O gerente tem a disposio as rotas para verificao da posio,

    extrato com movimentao dos cotistas (aplicao/ resgate de fundos) alm das

    informaes de saldo, quantidade de cotas, certificados, tributos, suitability, entre

    outros.

    8.13. Fornecer outras informaes que a empresa julgue relevantes

    Alm das reas descritas nos itens 8.8 a 8.12, esto envolvidas na administrao de

    carteiras de valores mobilirios as reas de Produtos, Middle-Office da Gesto e

    Paralegal.

    9. Remunerao da empresa

    9.1. Em relao a cada servio prestado ou produto gerido, conforme descrito no item

    6.1, indicar as principais formas de remunerao que pratica

    A receita da empresa relacionada aos servios abrangidos pela ICVM 558/15 advm da

    taxa de administrao, taxa de performance, taxa de entrada e taxa de sada, quando

    aplicvel, dos fundos de investimentos. Parcela da receita desses servios tambm

    decorre dos contratos de administrao de carteiras.

    9.2. Indicar, exclusivamente em termos percentuais sobre a receita total auferida nos

    36 (trinta e seis) meses anteriores data base deste formulrio, a receita proveniente,

    durante o mesmo perodo, dos clientes em decorrncia de:

    a. taxas com bases fixas

    99,4%

    b. taxas de performance

    0,6%

    c. taxas de ingresso

    0,0%

  • d. taxas de sada

    0,0%

    e. outras taxas

    0,0%

    9.3. Fornecer outras informaes que a empresa julgue relevantes

    10. Regras, procedimentos e controles internos

    10.1. Descrever a poltica de seleo, contratao e superviso de prestadores de

    servios

    O Conglomerado Ita Unibanco possui polticas e procedimentos internos para o

    processo de preveno lavagem de dinheiro, combate corrupo e financiamento

    ao terrorismo. No processo de Know Your Partner (Conhea seu Parceiro), avaliamos

    as empresas contratadas para distribuio de fundos, gestores independentes e

    intermediao de valores, considerando o ambiente de controle, governana, tica,

    conflito de interesses, segurana da informao, continuidade de negcios, preveno

    lavagem de dinheiro, metodologia de suitability, certificao profissional, alm da

    gesto dos riscos (mercado, crdito, operacional), controle de limites operacionais.

    10.2. Descrever como os custos de transao com valores mobilirios so

    monitorados e minimizados

    Os custos com corretagem so monitorados diariamente por equipe responsvel pela

    informao, considerando o montante pago pelos fundos para cada corretora

    relativamente ao volume de operaes. Os gestores dos fundos selecionam corretoras

    com base nos critrios descritos anteriormente, buscando sempre a melhor relao

    custo-benefcio para os fundos, conforme abaixo.

    10.3. Descrever as regras para o tratamento de soft dollar, tais como recebimento de

    presentes, cursos, viagens etc.

    O Ita Unibanco entende como soft dollars a prtica de mercado na qual gestores de

    fundos utilizam a taxa de corretagem paga pelos clientes para obter, junto s

    corretoras com as quais operam, produtos e/ou servios relacionados execuo de

    ordens e anlise de valores mobilirios (feeders, corporate access, conferncias,

    sistemas para clculo de risco de mercado, assinatura de peridicos, etc.).

  • O Ita Unibanco possui regras no restritivas a respeito de soft dollars. No obstante,

    possui um processo robusto de avaliao de corretoras, acima descrito, por meio do

    qual persegue sempre a melhor relao custo-benefcio na contratao de servios de

    intermediao de operaes, bem como controles para monitorar e limitar a

    concentrao de operaes entre intermedirios.

    Adicionalmente poltica de soft dollars, o Ita Unibanco tambm tem um cdigo de

    conduta e polticas internas que estabelecem as regras para que as cortesias (ex.

    brindes, presentes, convites para eventos esportivos, culturais e artsticos, etc.)

    eventualmente oferecidas ou concedidas aos colaboradores do Ita Unibanco no

    influenciem o processo de tomada de deciso de contratao de quaisquer prestadores

    de servio, incluindo-se a os intermedirios de operaes.

    10.4. Descrever os planos de contingncia, continuidade de negcios e recuperao

    de desastres adotados

    O Programa de Continuidade de Negcios do Ita Unibanco tem por objetivo proteger

    seus colaboradores, assegurar a continuidade das funes crticas de suas linhas de

    negcio, salvaguardar as receitas e sustentar tanto a estabilidade dos mercados em

    que atua quanto confiana de seus clientes e parceiros estratgicos em sua prestao

    de servios e produtos.

    composto pelos procedimentos para realocao e/ou recuperao de operaes em

    resposta a uma variedade de nveis de interrupo, e pode ser dividido em dois

    elementos chave:

    Gesto de Crises: processo de comunicao centralizada e procedimentos de resposta

    para gerenciar eventos de interrupo de negcios e tambm quaisquer outros tipos

    de ameaas imagem e reputao de sua identidade perante seus colaboradores,

    clientes, parceiros estratgicos e reguladores. A estrutura conta com um comando

    central que monitora constantemente as operaes dirias, bem como canais de mdia

    em que o Ita Unibanco seja citado. O xito da Gesto de Crises se d por meio de

    agentes focais, que so representantes nomeados junto s reas de negcios e que

    atuam no monitoramento de potenciais problemas, na resoluo de crises, na

    retomada dos negcios, na melhoria dos processos e na busca por aes de preveno;

    Planos de Continuidade de Negcios (PCN): documentos com procedimentos e

    informaes desenvolvidos, consolidados e mantidos disposio para utilizao em

    eventuais incidentes, possibilitando a retomada das atividades crticas em prazos e

    condies aceitveis. Para que a retomada ocorra de forma rpida e segura, o Ita

    Unibanco tem definido em seu PCN aes corporativas e customizadas para suas linhas

    de negcio, por meio de:

  • - Plano de Disaster Recovery: foco na recuperao de seu data center primrio,

    assegurando a continuao do processamento de sistemas crticos dentro de perodos

    mnimos pr-estabelecidos;

    - Plano de Contingncia de Local de Trabalho: colaboradores responsveis pela

    execuo de funes crticas contam com instalaes alternativas, para conduzirem

    suas atividades em caso de indisponibilidade dos prdios em que trabalham

    diariamente. Existem aproximadamente 2.000 posies de contingncia totalmente

    equipadas para atender as necessidades das reas de negcio em situaes de

    emergncia;

    - Plano de Emergncia: procedimentos destinados a minimizar os efeitos de situaes

    emergenciais que possam ter impactos sobre as instalaes do Ita Unibanco, com foco

    preventivo;

    - Plano de Contingncia de Processos: alternativas (Planos B) para execuo de

    processos crticos identificados nas reas de negcio.

    No intuito de manter as solues de continuidade alinhadas aos requerimentos de

    negcios (processos, recursos mnimos para execuo, exigncias legais, etc.), o

    Programa prev a aplicao das seguintes anlises para entendimento da instituio:

    - Anlise de Impacto nos Negcios (BIA): avaliao da criticidade e exigncia de

    recuperao dos processos, que suportam a entrega de produtos e servios. Por meio

    desta anlise, so definidas as prioridades de retomada do ambiente de negcio;

    - Avaliao de Vulnerabilidades e Ameaas (AVA): identificao das ameaas s

    localidades, onde os prdios utilizados pelo Ita Unibanco esto localizados. A eficcia

    dos controles existentes avaliada em relao s ameaas para fins de identificao

    de vulnerabilidades, fortalecimento das solues e estabelecimento de novos controles.

    Para avaliar a eficincia das aes de contingenciamento frente aos cenrio de

    interrupo descritas nos planos e identificar pontos de melhoria dessas aes, so

    realizados exerccios de contingncia, cuja periodicidade varia conforme o plano, sendo

    realizado, minimamente, anualmente.

    Os resultados dos exerccios so publicados em formato de relatrio interno. O BIA,

    PCN e Resultado dos Exerccios ficam disponveis para consulta no Portal de

    Continuidade de Negcios.

    10.5. Descrever as polticas, prticas e controles internos para a gesto do risco de

    liquidez das carteiras de valores mobilirios

    Os processos de controle de risco de liquidez devem observar rigorosamente os

    princpios definidos abaixo, segundo os quais a estrutura de gesto e controle de risco

    de liquidez para carteiras de valores mobilirios deve:

  • - assegurar que os processos e sistemas adotados para medir, monitorar e controlar a

    exposio ao risco de liquidez sejam compatveis com a natureza e a complexidade das

    operaes;

    - assegurar que a dimenso da exposio a risco esteja adequada a cada carteira de

    valores mobilirios, abrangendo todas as fontes de risco de liquidez;

    - gerar relatrios tempestivos de exposio de riscos para as unidades de negcios e

    para a diretoria da instituio.

    Os limites de risco de liquidez so modelados pela rea de Risco em consonncia com

    o mandato de cada produto. O valor de limite dever ser alinhado entre as reas de

    Risco, Gesto e Produtos. A formalizao do limite pode acontecer atravs do Comit

    de Produtos de Investimento Ita Asset, ou atravs de contrato entre administrador e

    gestor.

    O controle realizado diariamente, pela rea de risco, para as carteiras de valores

    mobilirios, em consonncia com o mandato de cada produto e com base na posio

    de fechamento do dia anterior.

    O processo de envio de alertas de exposio excessiva ou inobservncia dos limites de

    risco de liquidez relativamente a cada produto realizado atravs de registro interno

    em sistema proprietrio. As reas de negcio respondem com a justificativa do

    ocorrido, data prevista de reenquadramento e/ou um plano de ao, competindo

    rea de risco avaliar o plano de ao proposto e acompanhar a sua efetivao.

    10.6. Descrever as polticas, as prticas e os controles internos para o cumprimento

    das normas especficas de que trata o inciso I do art. 30, caso decida atuar na

    distribuio de cotas de fundos de investimento de que seja administrador ou

    gestor

    Relativamente ao cadastro de clientes, de conduta e de pagamento e recebimento de

    valores aplicveis intermediao de operaes realizadas com valores mobilirios em

    mercados regulamentados de valores mobilirios, o Ita Unibanco dispe da Poltica

    Corporativa de Cadastro de Clientes onde faz a classificao dos clientes de forma geral

    em cliente permanente e cliente eventual. A atualizao cadastral contempla processos

    passivos (por iniciativa do cliente) ou ativos (por iniciativa do Ita Unibanco) pelos quais

    as informaes cadastrais dos Clientes registradas anteriormente so revalidadas ou

    alteradas. As periodicidades de atualizao cadastral obedecidas esto de acordo com

    as legislaes em vigor e definies das reas de negcio, as quais devem considerar

    os nveis de risco de lavagem de dinheiro ou financiamento ao terrorismo. No caso de

    diversidade de prazos estipulados em diferentes normativos, prevalecer o de menor

    periodicidade. Os testes de adequao cadastral devem ter periodicidade mxima

    anual, levar em considerao o nvel de risco de lavagem de dinheiro e/ou

    financiamento ao terrorismo, ter seus resultados utilizados para o aprimoramento dos

  • processos de captura, atualizao e armazenamento de informaes cadastrais e ser

    realizados em trs dimenses: teste conceitual, teste fsico e teste lgico. O

    monitoramento das transaes dos clientes tambm considerado no teste de

    adequao cadastral continuado e seus resultados tambm devem subsidiar processos

    ativos de atualizao cadastral.

    Relativamente s normas que dispem sobre o dever de verificao da adequao dos

    produtos, servios e operaes ao perfil do cliente, o Ita Unibanco mantm um

    conjunto de procedimentos que disciplinam a recomendao de produtos, servios e

    operaes de investimento e de derivativos pelo Conglomerado Ita Unibanco e que

    possibilitam a verificao da compatibilidade de tais produtos, servios e operaes

    com o perfil de risco do cliente, atravs do Processo de Suitability. A metodologia de

    Suitability de investimentos do Conglomerado Ita Unibanco baseia-se em modelo de

    atribuio de pontuao aos produtos, servios ou operaes objetos da

    recomendao, com base nos riscos - de crdito, de mercado, de liquidez e operacional

    - a que tais produtos expem o cliente. A cada categoria de perfil de investidor

    atribuda uma faixa de pontuao, que identifica o grau de tolerncia a risco daquela

    categoria. A avaliao e classificao do cliente em uma categoria de perfil de

    investidor so realizadas por meio da aplicao de um questionrio de anlise do perfil

    de investidor. O conceito de enquadramento, para o Processo de Suitability, advm da

    adequao do produto, servio ou operao de investimento ao perfil de investidor ou

    nota de derivativo do cliente.

    O Conglomerado Ita Unibanco possui Poltica Corporativa de Preveno e Combate a

    Atos Ilcitos, que consolida os princpios e as diretrizes para a preveno e combate

    lavagem de dinheiro, o financiamento do terrorismo e s fraudes, em consonncia com

    a legislao e regulamentao vigente e com as melhores prticas de mercado

    nacionais e internacionais. O programa corporativo de preveno a atos ilcitos

    contempla o processo de Identificao de clientes e trata-se de um conjunto de aes

    que deve ser adotado, incluindo a captura, atualizao e armazenamento de

    informaes cadastrais, alm de procedimentos especficos para identificao de

    beneficirios finais e de pessoas expostas politicamente (PEP). O programa tambm

    adota outros processos tais como "Conhea Seu Cliente" (KYC), "Conhea Seu Parceiro"

    (KYP), "Conhea Seu Fornecedor" (KYS), "Conhea Seu Funcionrio" (KYE), avaliao de

    novos produtos e servios, monitoramento de transaes, comunicao de transaes

    suspeitas aos rgos reguladores e um programa de treinamento de PLD/CFT contnuo

    e aplicado a todos os colaboradores elegveis. O Ita Unibanco no admite a abertura

    e manuteno de contas annimas. proibido o incio ou a manuteno de

    relacionamento com indivduos ou entidades mencionadas nas listas de sanes

    financeiras das Naes Unidas (ONU), US Office of Foreign Assets Control (OFAC) e

    Unio Europeia.

  • 10.7. Endereo da pgina do administrador na rede mundial de computadores na qual

    podem ser encontrados os documentos exigidos pelo art. 14 desta Instruo

    Os documentos podem ser acessados atravs do link:

    http://itau.com.br/investimentos-previdencia/fundos/informacoes-cotistas/

    11. Contingncias

    11.1. Descrever os processos judiciais, administrativos ou arbitrais, que no estejam

    sob sigilo, em que a empresa figure no polo passivo, que sejam relevantes para

    os negcios da empresa, indicando:

    a. principais fatos

    No houve.

    b. valores, bens ou direitos envolvidos

    No houve.

    11.2. Descrever os processos judiciais, administrativos ou arbitrais, que no estejam

    sob sigilo, em que o diretor responsvel pela administrao de carteiras de

    valores mobilirios figure no polo passivo e que afetem sua reputao

    profissional, indicando:

    a. principais fatos

    No houve.

    b. valores, bens ou direitos envolvidos

    No houve.

    11.3. Descrever outras contingncias relevantes no abrangidas pelos itens anteriores

    No houve.

    11.4. Descrever condenaes judiciais, administrativas ou arbitrais, transitadas em

    julgado, prolatadas nos ltimos 5 (cinco) anos em processos que no estejam sob sigilo,

    em que a empresa tenha figurado no polo passivo, indicando:

    a. principais fatos

    http://itau.com.br/investimentos-previdencia/fundos/informacoes-cotistas/

  • No houve.

    b. valores, bens ou direitos envolvidos

    No houve.

    11.5. Descrever condenaes judiciais, administrativas ou arbitrais, transitadas em

    julgado, prolatadas nos ltimos 5 (cinco) anos em processos que no estejam sob sigilo,

    em que o diretor responsvel pela administrao de carteiras de valores mobilirios

    tenha figurado no polo passivo e tenha afetado seus negcios ou sua reputao

    profissional, indicando:

    a. principais fatos

    No houve.

    b. valores, bens ou direitos envolvidos

    No houve.

    12. Declaraes adicionais do diretor responsvel pela administrao, atestando:

    a. que no est inabilitado ou suspenso para o exerccio de cargo em instituies

    financeiras e demais entidades autorizadas a funcionar pela CVM, pelo

    Banco Central do Brasil, pela Superintendncia de Seguros Privados

    SUSEP ou pela Superintendncia Nacional de Previdncia Complementar

    PREVIC

    b. que no foi condenado por crime falimentar, prevaricao, suborno,

    concusso, peculato, lavagem de dinheiro ou ocultao de bens, direitos e

    valores, contra a economia popular, a ordem econmica, as relaes de

    consumo, a f pblica ou a propriedade pblica, o sistema financeiro

    nacional, ou a pena criminal que vede, ainda que temporariamente, o acesso

    a cargos pblicos, por deciso transitada em julgado, ressalvada a hiptese

    de reabilitao

    c. que no est impedido de administrar seus bens ou deles dispor em razo de

    deciso judicial e administrativa

    d. que no est includo no cadastro de servios de proteo ao crdito

  • e. que no est includo em relao de comitentes inadimplentes de entidade

    administradora de mercado organizado

    f. que no tem contra si ttulos levados a protesto

    g. que, nos ltimos 5 (cinco) anos, no sofreu punio em decorrncia de

    atividade sujeita ao controle e fiscalizao da CVM, do Banco Central do

    Brasil, da Superintendncia de Seguros Privados SUSEP ou da

    Superintendncia Nacional de Previdncia Complementar PREVIC

    h. que, nos ltimos 5 (cinco) anos, no foi acusado em processos

    administrativos pela CVM, pelo Banco Central do Brasil, pela

    Superintendncia de Seguros Privados SUSEP ou pela Superintendncia

    Nacional de Previdncia Complementar PREVIC

    Vide Anexo III a este Formulrio de Referncia.

  • ANEXO II - ORGANOGRAMA DO GRUPO ECONMICO