Jornal Viva Leste - Edição 37 - Agosto 2013

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Segunda Quinzena de Agosto de 2013.

Text of Jornal Viva Leste - Edição 37 - Agosto 2013

  • 01Jornal Viva Leste, agosto de 2013jornalvivaleste@gmail.com

    VIVA LESTEA SERVIO DO DESENVOLVIMENTO E DA QUALIDADE DE VIDA

    Um novoJornal para uma nova Zona Leste

    Agosto de 2013 Edio 37

    Dir. ResponsvelLuiz Antonio Cruz

    Artigo de Andrea Matarazzo: Uma experincia fascinante Pg. 5 Especial Parques da Zona Leste Pg. 4

    So Paulo ter Conselho Participativo em todas as subprefeituras

    Senac em So Miguel Paulista ter mais de 26 mil metros quadrados de rea construda

    Com inaugurao prevista para 2015, a unidade destinar 80% de sua oferta para vagas gratuitas. Pg. 02

    Foto: Luiz Guadagoli/SECOM

    Foto: DivulgaoFoto: Gilberto Travesso

    Oferecemos servios de coleta de resduos para voc comerciante ateder a nova lei dos grandes geradores de lixo.

    Consulte nossos valores, cobrimos oramentos de outras empresas.

    Evite multas!

    ESPECIALIZADA EM SOLUES AMBIENTAIS, GERENCIAMENTO, COLETA, TRANSPORTE,

    TRATAMENTO E DESTINAO DE RESDUOS

    RESTAURANTES, BARES E PADARIAS

    2671-8685 - contato@reciclalix.com.br

    Pg. 3

    Divulgao

  • 02 Jornal Viva Leste, agosto de 2013 jornalvivaleste@gmail.com jornalvivaleste@gmail.com

    Nosso Bairro

    A Comisso de Ad-ministrao Publica, da Cmara Municipal de So Paulo se posicio-nou nesta quarta-feira (07), favorvel ao subs-titutivo da Comisso de Constituio e Jus-tia referente ao Proje-to de Lei n 346/12, de autoria do vereador Jos Amrico Dias. O Projeto de Lei deter-mina o fornecimento de Kits de higiene Bu-cal na Farmcia Bsi-ca Municipal com o objetivo de ampliar as polticas pblicas e fa-vorecer a realizao de campanhas Educativas

    peridicas de Sade e Higiene Bucal, por par-te do Poder Executivo. O projeto segue para a avaliao da Comisso Permanente de Sade, Promoo Social, Tra-balho e Mulher.

    De acordo com o Pro-jeto de Lei, o Kit de Higiene Bucal dever ser composto por uma escova de dente, um fio dental e um creme den-tal com flor, fornecido pelo Poder Executivo atravs da Secretaria Municipal de Sade. A iniciativa atende os princpios bsicos de-finidos pela Organiza-

    o Mundial da Sade, como: o desenvolvi-mento de habilidades pessoais, ao comu-nitria, implantao de polticas pblicas sau-dveis e reorientao dos servios de sade.

    importante que ci-rurgies dentistas e mdicos se familiari-zem com essa grande mudana no modelo de melhora da sade para que sejam capazes de ver seus papis numa melhor perspectiva e, assim definir metas mais apropriadas para os cuidados clnicos.

    ExpedienteJORNAL VIVA LESTEDiretor Resposvel - Luiz Antonio CruzAnncios - 98062-5204 - jornalvivaleste@gmail.comTiragem 20 mil exemplares distribudos gratuitamente15/08 a 30/08 - Agosto de 2013

    Conselho Municipal de Habitao tem inscries at 28 de agosto para entidades e movimentos populares de moradia. So 16 vagas para os interessados em participar do processo eleitoral do CMH no binio 2013-2015. Inscreva-se http://www.prefeitura.sp.gov.br

    Comisso aprova Kit de Higiene Bucal

    Em 26 de junho, o Senac So Paulo apresentou, em solenidade realizada na unidade Itaquera, a maquete da nova uni-dade que ser instalada em So Miguel Paulista. No distrito de 369.496 habitantes, o Senac So Miguel Paulista desen-volver as suas ativida-des na Avenida Marechal Tito, 1.500, em uma rea construda de mais de 26 mil metros quadrados.

    Com inaugurao pre-vista para 2015, a unida-de destinar 80% de sua oferta para vagas gratui-tas, por meio da Polti-ca Senac de Concesso de Bolsas de Estudo. Sero ambientes plane-jados - dentro e fora das salas de aula e labora-trios para serem uti-

    lizados como recursos didticos contribuindo com o processo de ensi-no-aprendizagem.

    Alm disso, a tecnolo-gia est incorporada a todo o projeto, com aces-so internet por wi-fi em todas as dependncias da unidade. As salas de aula e os laboratrios tero modernos computadores e sistemas de projeo e/ou lousas interativas. Os ambientes foram planeja-dos de forma a atender s necessidades cres-centes quanto ao uso de tecnologias mveis auxiliares nos processos de aprendizagem.

    O Senac So Miguel Paulista oferecer cursos bsicos e tcnicos de for-mao profissional com o objetivo de auxiliar a

    Divulgao

    Senac em So Miguel Paulista ter mais de 26 mil metros quadrados de rea construda

    A histria do guar-da municipal Ricardo Cruz, contada por um amigo, um exemplo de quanto urgente e necessrio criar o SA-MUV. Ricardo do Recife e transformou seu carro em ambu-lncia depois que viu uma senhora choran-do porque seu animal morreu por falta de so-corro.

    Essa senhora, j bas-tante idosa, morava sozinha e tinha no ca-chorro um amigo de muitos anos. Foi ento que Ricardo decidiu

    criar o servio de aten-dimento de urgncia para ces. Ele atende aos chamados e enca-minha para o hospital veterinrio da Univer-sidade Federal do Re-cife.

    No cobra nada por isso, mas no consegue atender toda a deman-da. Seu carro antigo e j quebrou mais de uma vez. Alm disso, so muitos os chama-dos, e ele no d con-ta de todos. natu-ral. Hoje, so muitos animais, quase toda famlia tem um co ou um gato, e h muitos animais abandonados na rua.

    Por isso, estou lu-tando pela criao do SAMUV em So Pau-lo. Com a lei criando o SAMUV, o servio no sofrer interrupo. Alm disso, h outro

    aspecto do projeto que precisa ser destacado: diminuir o nmero de animais na rua, por levar at os bairros mais distantes a cas-trao.

    O SAMUV tambm far controle de doen-as, com vermifugao e vacinao, e prestar socorro com ambuln-cias a animais doentes. No um servio caro, pois j temos o apoio da universidade. possvel.

    Precisamos ter von-tade poltica e seguir-mos o exemplo de pessoas como Ricardo Cruz. O que ele faz so-zinho uma lio a to-dos, e a prova de que a sociedade reclama por um servio como o SAMUV.

    Nelo Rodolfo, radia-lista, vereador na ci-dade de So Paulo.

    O SAMUV QUE NS QUEREMOS Por Nelo Rodolfo

    populao no incio da carreira, com profissio-nalizao e aplicao imediata no mercado de trabalho.

    A unidade ir oferecer cursos nas reas de pu-blicidade e propaganda, rdio e udio, modela-gem, paisagismo, turis-mo, cozinha, eventos, alimentao coletiva, hotelaria, enfermagem, segurana e sade no trabalho, esttica, podo-logia, massoterapia, for-mao educacional, meio ambiente, trabalho e renda, desenvolvimento local, sade pblica, apli-cativos, computao gr-fica, desenvolvimento de sistemas, administrao geral, logstica, marke-ting e vendas, finanas e contabilidade.

    Endereo: Rua Rgo Freitas, 344 Vila Buarque - So Paulo

    www.requintefechaduras.com.br

    CadeadosFechaduras

    CofresLixeiras

    Telefone: 3258-1989

    Frente Verso

    www.vivaleste.com.br

    http://facebook.com/vivaleste

    Nossos contatos

    Fique informado sobre a Zona Leste tambm pelas redes socias.

    Curta nossa pgina no facebook

  • Jornal Viva Leste, agosto de 2013 03Jornal Viva Leste, agosto de 2013jornalvivaleste@gmail.com

    Cidade

    No dia 8 de dezembro, 1.125 conselheiros sero eleitos pela populao para representar as 32 subprefeituras da cida-de. O anncio foi feito pelo prefeito Fernando Haddad na manh des-ta quinta-feira (1), du-rante o lanamento do Conselho Participativo Municipal, organismo autnomo formado ex-clusivamente por mem-bros da sociedade civil para a representao de cada regio da capital. Nos dias 24 e 31 de agos-to, cada uma das sub-prefeituras promover audincias pblicas para

    a composio de comis-ses eleitorais, respons-veis por publicar o edital da eleio, receber a ins-crio dos candidatos e organizar, efetivamente, o pleito em sua regio.

    Ao anunciar a dinmica do Conselho, o prefeito lembrou da importncia da participao popular em seu governo, desta-cando iniciativas geradas a partir do Conselho da Cidade. A concepo de um conselho especfico para a rea de transpor-tes, por exemplo, foi uma das pautas levantadas em uma dessas reunies.

    Os conselhos das sub-

    prefeituras tero a mes-ma misso e talvez sero at mais importantes, pois esto no cho da ci-dade, mais perto da po-pulao, disse. Os con-selhos regionais tero a funo de exercer o con-trole social, assegurando a participao da socie-dade no planejamento e fiscalizao de aes e gastos pblicos de suas regies. Caber a eles tambm sugerir aes e polticas pblicas nos ter-ritrios que ocupam.

    O subprefeito do Butan-t, Luiz Felippe de Mora-es Neto, tambm acredita que os novos conselhos

    podem ter um peso ain-da maior do que os que j existem. J temos vrios conselhos funcionando na cidade, todos eles com bastante participao po-pular. Este ser um dos mais importantes, pois vai cuidar da sua casa, do seu bairro. mais prxi-mo do que os outros, que cuidam de polticas glo-bais, afirmou.

    O nmero de conse-lheiros em cada uma das regies vai variar de 19 a 51, de acordo com a dis-tribuio da populao nas subprefeituras e seus distritos. O menor deles ser o de Parelheiros e os

    maiores, os das subpre-feituras de Campo Lim-po, Capela do Socorro, Itaquera e MBoi Mirim - estes ltimos com 51 membros cada.

    Na opinio de Mau-rcio Piragino, diretor da Escola de Governo e coordenador do grupo de trabalho Democracia Participativa da Rede Nossa So Paulo, a cen-tralizao de gesto aca-ba interferindo direta e negativamente na vida dos cidados da cidade. Sempre alguns paga-ro por isso. No caso de So Paulo, quem sempre paga a conta so as pes-soas menos includas, que vivem nas franjas da cidade e que tm mais dificuldade de exercer e ocupar os espaos da ci-dadania, afirmou. Para ele, a mudana na admi-nistrao essencial para a melhoria da qualidade de vida de seus munci-pes. Uma ideia pensada por um grande grupo de pessoas sempre melhor do que um pensamento de poucos, concluiu.

    O vereador e presi-dente da Cmara Muni-cipal de So Paulo, Jos