Livro de Batismo

  • View
    51

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Teologia do Batismo

Text of Livro de Batismo

  • 1Livro de batismo

    2008

    OI OSE D I T O R A

  • 2 Igreja Evanglica de Confisso Luterana no Brasil 2008Rua Senhor dos Passos, 20290020-180 Porto Alegre/RSTel.: (51) 3284-5400 Fax: (51) 3284.5419secretariageral@ieclb.org.brpresidencia@ieclb.org.brwww.luteranos.com.br

    Organizao e redao final: Nelson Kirst

    Equipe de pesquisa e redao:Carla Irina Ostrowski, Carlos Dege, Cleonir Geandro Zimmermann, DlcioKllsten, Enrique Illarze, Erli Mansk, Felipe G. Koch Buttelli, Gottfried Brakemeier,Harry Boening, Jos Kowalska, Juan Alberto Gattinoni, Paulo Gerhard Pietzsch,Pedro Kalmbach, Romeu Ruben Martini, Roberto Schultz, Srgio Adrin Fritzler,Sissi Georg

    Equipe de estudos:Adenor Saatkamp, Anildo Wilbert, Ari Knebelkamp, Carlos Luiz Ulrich, CarlosNiewhner, Christiane Plautz, Cludio Herberts, Elpdio Carlos Hellwig, EuclsioSchieck, Evanice Adriana Beise, Hilton Jair Gorris, Isolde Herberts, Joo RubemStrauss, Marli Seibert, Mauri Schlsser, Mauro Alberto Schwalm, Mayke MarlieseKegel, Oswald Doege, Otto Porzel Filho, Pedro Puentes Reyes, Rolf Karl Jantsch,Sandra Helena Fanzlau, Ulrico Meyer, Vernei Hengen, Werner Kiefer

    Arte-finalizao: Jair de Oliveira Carlos

    Impresso: Evangraf

    Editora Oikos Ltda.Rua Paran, 240 B. ScharlauCaixa Postal 108193121-970 So Leopoldo/RSTel.: (51) 3568.2848 / Fax: 3568.7965contato@oikoseditora.com.brwww.oikoseditora.com.br

    Igreja Evanglica de Confisso Luterana no BrasilLivro de batismo / Organizao: Nelson Kirst. 2. ed. rev.

    e atual. So Leopoldo: Oikos, 2008.145 p. ; 15,5 x 22,5 cm.ISBN 978-85-7843-041-21. Batismo. 2. Liturgia batismal. 3. Modelo litrgico 4. Re-

    curso litrgico. II. Ttulo. II. Kirst, Nelson.

    CDU 265-1

    Catalogao na publicao:Bibliotecria Eliete Mari Doncato Brasil CRB 10/1184

    I24l

  • 3Apresentao

    Possivelmente nenhum outro assunto teolgico tenha sido maisdiscutido na IECLB nos ltimos anos do que o batismo. O debate foiparticularmente intenso em face de prticas no condizentes com abase confessional da IECLB, como o rebatismo. Foi benfico para a vidada igreja que a reflexo interna na IECLB tenha se concentrado na natu-reza e no proveito do batismo, em particular na relao entre graa ef. Com Lutero (no Catecismo Menor), lembramo-nos que o batismoopera a salvao eterna a quantos crem, conforme rezam as palavrase promessas de Deus.

    O batismo obviamente no se limita ao momento da realizaodo rito batismal. Um dos saldos positivos no embate teolgico havido uma maior clareza de que o batismo tambm uma realidade a servivenciada diariamente, por toda a vida. Lembrando-nos mais uma vezdo ensinamento de Lutero, reconhecemos: o batismo significa que ovelho homem em ns, por contrio e arrependimento dirios, deve serafogado e morrer com todos os pecados e maus desejos, e, por sua vez,sair e ressurgir diariamente novo homem, que viva em justia e purezadiante de Deus eternamente.

    O movimento ecumnico tem advertido, por exemplo no docu-mento Batismo Eucaristia Ministrio, que no pode haver na comu-nidade crist negligncia quanto ao significado e vivncia do batismo.O batismo no pode ser banalizado e, assim, desprezado. Nesse senti-do, est em andamento na IECLB um processo vivo de reflexo sobrequal o sentido e qual a melhor prtica batismal na vida comunitria.Esse processo precisa ser continuamente aprofundado.

    Para tanto, o Conselho de Liturgia tem se ocupado nos ltimosanos com o batismo, visando dar subsdios para a prtica comunitria eo exerccio do ministrio. O presente Livro de batismo est calcadonum amplo perodo de estudo e de experincia, tendo sido precedidopor uma edio de estudo, lanada no incio de 2007. Na seqncia,realizou-se um projeto-piloto desenvolvido no mbito do Snodo NorteCatarinense e que teve sua culminncia num seminrio, com participa-o de representantes de outros snodos, em agosto de 2008.

  • 4Este livro colhe os frutos desse processo de estudo e experimenta-o. Trata-se de uma verso revista e ampliada em alguns tpicos teol-gicos, mas particularmente com novos subsdios litrgicos. Publicadopor deciso da Presidncia da IECLB e do colgio da Pastora e dos Pas-tores Sinodais, o Livro de batismo um recurso indispensvel na prticaministerial.

    Assim, toda a IECLB, em particular seus obreiros e obreiras, soconvidados e incentivados a fazer uso responsvel e intensivo do mate-rial aqui apresentado. Estendo o sincero agradecimento da IECLB aosintegrantes da equipe que trabalhou com tanta dedicao e competn-cia nesse empreendimento, em especial a seu coordenador e inspira-dor, Nelson Kirst.

    H um s Senhor, uma s f, um s batismo. (Efsios 4.5)

    Estrela, 15-19 de outubro de 2008(26.o Conclio da Igreja IECLB)

    Walter AltmannPastor Presidente

  • 5Introduo

    Este livro divide-se em trs partes. Na primeira, intitulada O batis-mo, traz as consideraes e os fundamentos que embasam suas propos-tas. Na segunda, apresenta Modelos litrgicos para ocasies variadas.Na terceira, oferece Recursos litrgicos, ou seja, opes diversas paradiferentes segmentos da liturgia. Nesta parte no so repetidos elemen-tos litrgicos que j se encontram em algum dos diversos modelos daParte II.

    O contedo deste livro fruto de um intenso trabalho de pesqui-sa, do qual participaram e para o qual contriburam principalmente aspessoas mencionadas na folha de rosto sob equipe de pesquisa e reda-o. As obreiras e os obreiros arroladas e arrolados sob equipe de estu-do, participaram de um curso de batismo no Snodo Norte Catarinenseda IECLB, de 2004 a 2006, e de um perodo de experincia piloto, de2007 a 2008, contribuindo significativamente para o contedo e a con-figurao deste livro.

    Sinto-me privilegiado por ter podido compartir com tantas e tantoscolegas a intensa jornada de pesquisas, descobertas, ensaios e vivnciade f que desaguou neste livro. A experincia da companhia de tantagente abnegada e fiel me faz transbordar de indizvel gratido. Maisuma vez, a descoberta de nossas razes deu-nos asas (White).

    170 Domingo aps Pentecostes de 2008.O organizador

  • 6

  • 7Sumrio

    Parte I O batismo

    Definies fundamentais1. O termo batismo pode designar dois fenmenos distintos:

    num sentido mais restrito, o rito com gua que parte daliturgia batismal; num sentido mais amplo, todo o complexode iniciao crist ......................................................................... 12

    2. O batismo, ou iniciao crist, um conjunto de aes eestgios, atravs do qual uma pessoa conduzida a ser crist ...... 12

    3. Batismo um sacramento, um meio da graa, assim como aceia do Senhor e a pregao da Palavra ....................................... 12

    4. O batismo proclama e outorga pessoa aquilo que Deus estfazendo para conduzi-la a uma vida de f, incorpor-laao seu povo, integr-la ao seu Reino ............................................ 13

    5. Batismo no o ponto final, mas o ponto inicial de umaexistncia de f .............................................................................. 13

    6. A Igreja nasce do batismo ............................................................. 13

    7. A prtica do batismo se fundamenta no batismo de Jesus e naprtica da primeira comunidade crist, registrada na Escritura .... 13

    Aspectos antropolgicos8. Numa perspectiva antropolgica, o batismo um rito de

    passagem; mais especificamente, um rito de iniciao a umasociedade alternativa ..................................................................... 14

    Aspectos bblicos, histricos e confessionais9. O principal marco de referncia para a prtica batismal

    da igreja crist o Novo Testamento .......................................... 15

    10. Outro importante marco de referncia para a prtica batismalde uma igreja luterana em nossos dias a igreja antiga ............. 16

  • 811. Ainda outro marco de referncia importante para a prticabatismal de uma igreja luterana em nossos dias a prticabatismal do prprio Lutero ......................................................... 22

    Aspectos teolgicos12. Batismo e Esprito Santo ............................................................. 2613. Batismo e salvao ...................................................................... 2814. Batismo e f ................................................................................ 2915. Batismo o ponto de partida de uma vivncia crist que se

    estende pela vida inteira ............................................................. 2916. Batismo e educao .................................................................... 3117. Batismo: sacramento dirigido a cada pessoa, individualmente .. 3218. Batismo e a insero igualitria no corpo de Cristo ................... 3219. Batismo, diaconia e misso ........................................................ 3220. A dimenso ecumnica do batismo ............................................ 3321. A prtica do rebatismo inadmissvel ........................................ 34

    A situao atual22. O reducionismo sacramental um dos fatores que prejudicam

    uma vivncia adequada do batismo ........................................... 3623. Outro fator que prejudica uma vivncia adequada do batismo

    a fragmentao do rito ............................................................. 3624. A prtica batismal atual sugere que o batismo seja muito mais

    um rito de nascimento ou maternidade/paternidade, do queum rito de iniciao .................................................................... 37

    25. A confirmao veio a tornar-se condio para a participaona ceia do Senhor, introduzindo uma separao entre estae o batismo ................................................................................. 37

    Aspectos pastorais26. A comunidade far bem em desenvolver uma ao pastoral

    integral a partir do batismo, em assumir plenamente suaresponsab