MINISTRIO DA DEFESA MODELO EXRCITO BRASILEIRO P ARA O PREENCHIMENT O DO CAR TO DE RESPOST AS MINISTRIO DA DEFESA EXRCITO BRASILEIRO ESCOLA PREPARATRIA DE CADETES DO

  • View
    219

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of MINISTRIO DA DEFESA MODELO EXRCITO BRASILEIRO P ARA O PREENCHIMENT O DO CAR TO DE RESPOST AS...

  • Pg. 1Provas de Portugus, Redao e Fsica-Qumica Modelo A

    Provas de Portugus, Redao e Fsica-QumicaCONCURSO DE ADMISSO

    INSTRUES PARA O PREENCHIMENTO DO CARTO DE RESPOSTAS

    MINISTRIO DA DEFESAEXRCITO BRASILEIRO

    ESCOLA PREPARATRIA DE CADETES DO EXRCITO (EPSP/1940)

    Ateno transcreva para o Carto de Respostas, com o mesmo tipo de letra que voc usar para escrever a redao, a frase:Exrcito Brasileiro: brao forte, mo amiga.

    (Sbado, 14 de setembro de 2013)

    1. Confira a Prova Sua prova contm 16 (dezesseis) pginas impressas, numeradas de 1 (um) a 16 (dezesseis). Nesta prova existem 20 (vinte) questes de Portugus impressas nas pginas de 2 (dois) a 5 (cinco), 24 (vinte e quatro) questes deFsica e Qumica impressas nas pginas de 6 (seis) a 14 (catorze). Na pgina 15 (quinze) est impressa a orientao para a Prova deRedao. Na pgina 16 (dezesseis), h uma folha de rascunho para a redao. Em todas as pginas, na margem superior, h a indicao do Modelo da Prova. O candidato dever conferir se o carto de respostaspossui a mesma indicao. Caso contrrio, deve imediatamente avisar ao Fiscal da Prova e solicitar a troca do caderno de questes. Os Modelos de Prova diferenciam-se apenas quanto ordem das questes e/ou alternativas. Voc poder usar, como rascunho, as folhas em branco deste caderno.

    2. Condies de Execuo da Prova O tempo total de durao da prova de 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos. Os 15 (quinze) minutos iniciais so destinados leiturada prova e ao esclarecimento de dvidas. Os 15 (quinze) minutos finais so destinados ao preenchimento das opes selecionadaspelo candidato no Carto de Respostas. Em caso de alguma irregularidade, na impresso ou montagem da sua prova, chame o Fiscal de Prova. Somente nos primeiros 15(quinze) minutos ser possvel esclarecer as dvidas ou solicitar a troca do caderno de questes. Os candidatos somente podero sair do local de prova aps transcorridos 2/3 (dois teros) do tempo total destinado realizao daprova. Ao terminar a sua prova, sinalize para o Fiscal de Prova e aguarde em seu local, sentado, at que ele venha recolher o seu Cartode Respostas e a sua Folha de Redao. O caderno de questes permanecer no local da prova, sendo-lhe restitudo nas condiesestabelecidas pela Comisso de Aplicao e Fiscalizao.

    3. Carto de Respostas e Folha de Redao Para o preenchimento do Carto de Respostas, siga a orientao do Oficial Aplicador da Prova e leia atentamente as instruesabaixo. Fique atento para as instrues do Oficial Aplicador quanto impresso digital do seu polegar direito no espao reservadopara isso no Carto de Respostas e na Folha de Redao. Escolha a nica resposta certa dentre as opes apresentadas em cada questo, assinalando-a, com caneta esferogrfica de tintaazul ou preta, no Carto de Respostas.

    Instrues para Realizao das Provas

    Leia as instrues constantes do corpo do Carto de Respostas e assine no local indicado. Observe o quadro abaixo para evitar que sua marcao, ainda que indique a alternativa correta, seja invalidada pela leitora ptica:

    ou

    ou

    Como voc marcou sua opo noalvolo circular

    O software de leitura ainterpretou como

    Opo avaliada Observao

    Uma marcao Vlida Marcao correta

    Nenhuma marcao Invlida Marcao insuficiente

    Dupla marcao Invlida Marcao fora do limite doalvolo circular

    MODELO

    A

  • Pg. 2 Provas de Portugus, Redao e Fsica-Qumica Modelo A

    PROVA DE PORTUGUSEscolha a nica alternativa correta, dentre as opes apresentadas, que responde ou

    completa cada questo, assinalando-a, com caneta esferogrfica de tinta azul ou preta, noCarto de Respostas.

    1

    4Assinale a alternativa em que o trecho sublinhado pode ser substitudo por lhe, sem modi-

    ficar o sentido original.

    [A] A governanta batia no menino constantemente.[B] A moa aspirou com gosto o suave perfume.[C] Como o auxiliar via o fiscal de campo, Armando agiu com calma.[D] Ainda pensou em chamar o atendente.[E] Faltou informar o homem sobre o horrio de visitas.

    Assinale a alternativa que contm um grupo de palavras cujos prefixos possuem o mesmosignificado.

    [A] compartilhar - sincronizar [B] hemiciclo - endocarpo [C] infeliz - encfalo

    [D] transparente - adjunto [E] benevolente - difano

    2 Assinale o sujeito do verbo forjar no perodo abaixo.

    Chama ateno das pessoas atentas, cada vez mais, o quanto se forjam nos meios de comunicaomodelos de comportamento ao sabor de modismos lanados pelas celebridades do momento.

    [A] meios de comunicao [B] modelos de comportamento [C] modismos

    [D] celebridades do momento [E] pessoas atentas

    3 Evadiu-se do acampamento durante uma tempestade terrvel.Assinale a alternativa cujo fragmento sublinhado possui a mesma classificao sinttica do

    termo terrvel, sublinhado no trecho acima.[A] Bastou um telefonema para deix-lo arrasado.[B] Bastou uma tacada mais forte para derrub-lo.[C] Bastou um aceno para ench-lo de esperanas.[D] Bastou a composio de um trecho para consagr-lo.[E] Bastou um elogio do chefe para reanim-lo.

    5 Ao se alistar, no imaginava que o combate pudesse se realizar em to curto prazo, embora oribombar dos canhes j se fizesse ouvir ao longe.

    Quanto ao processo de formao das palavras sublinhadas, correto afirmar que sejam,respectivamente, casos de

    [A] prefixao, sufixao, prefixao, aglutinao e onomatopeia.[B] parassntese, derivao regressiva, sufixao, aglutinao e onomatopeia.[C] parassntese, prefixao, prefixao, sufixao e derivao imprpria.[D] derivao regressiva, derivao imprpria, sufixao, justaposio e onomatopeia.[E] parassntese, aglutinao, derivao regressiva, justaposio e onomatopeia.

    6 Assinale a alternativa em que a palavra bastante(s) est empregada corretamente, deacordo com a norma culta da Lngua.

    [A] Os rapazes eram bastantes fortes e carregaram a caixa.[B] H provas bastante para condenar o ru.[C] Havia alunos bastantes para completar duas salas.[D] Temos tido bastante motivos para confiar no chefe.[E] Todos os professores estavam bastantes confiantes.

  • Pg. 3Provas de Portugus, Redao e Fsica-Qumica Modelo A

    7 Assinale a alternativa que contm um complemento verbal pleonstico.

    [A] Assistimos missa e festa.[B] As moedas, ele as trazia no fundo do bolso.[C] Deste modo, prejudicas-te e a ela.[D] Atentou contra a prpria vida e dos passageiros.[E] Tcnica e habilidade sobram-lhe e aos adversrios.

    9 Leia o fragmento abaixo:

    AO LEITORQue Stendhal confessasse haver escrito um de seus livros para cem leitores, cousa que

    admira e consterna. O que no admira, nem provavelmente consternar se este outro livro notiver os cem leitores de Stendhal, nem cinquenta, nem vinte, e quando muito, dez. Dez? Talvezcinco. Trata-se, na verdade, de uma obra difusa, na qual eu, Brs Cubas, se adotei a forma livre deum Sterne, ou de um Xavier de Maistre, no sei se lhe meti algumas rabugens de pessimismo.Pode ser. Obra de finado. Escrevi-a com a pena da galhofa e a tinta da melancolia, e no difcilantever o que poder sair desse conbio. Acresce que a gente grave achar no livro umas aparn-cias de puro romance, ao passo que a gente frvola no achar nele o seu romance usual, ei-lo afica privado da estima dos graves e do amor dos frvolos, que so as duas colunas mximas daopinio.

    O fragmento acima parte da obra Memrias Pstumas de Brs Cubas, publicada em fo-lhetim em 1880 e editada em livro em 1881. Essa obra, de autoria de

    [A] Machado de Assis, uma das mais conhecidas do Naturalismo no Brasil.[B] Guimares Rosa, tida como a mais importante produo do Modernismo no Brasil.[C] Alusio Azevedo, lanou no Brasil o movimento denominado Naturalismo.[D] Machado de Assis, apontada como o marco inicial do Realismo no Brasil.[E] Alusio Azevedo, encerra o Romantismo e inicia o Realismo brasileiro.

    10Leia os versos abaixo:

    Se no tivermos ls e peles finas,podem mui bem cobrir as carnes nossas

    as peles dos cordeiros mal curtidas,e os panos feitos com as ls mais grossas.

    Mas ao menos ser o teu vestido por mos de amor, por minhas mos cosido.

    A caracterstica presente na poesia rcade, presente no fragmento acima,

    [A] aurea mediocritas.[B] cultismo.[C] ideias iluministas.[D] conflito espiritual.[E] carpe diem.

    8Epopeia uma longa narrativa em versos que ressalta os feitos de um heri, protagonista de

    fatos histricos ou maravilhosos. A maior das epopeias da Lngua Portuguesa Os Lusadas, deCames, em que o grande heri celebrado

    [A] Diogo lvares Correia.[B] Ferno de Magalhes.[C] O Gigante Adamastor.[D] Vasco da Gama.[E] Cristvo Colombo.

  • Pg. 4 Provas de Portugus, Redao e Fsica-Qumica Modelo A

    11Em No sei, sequer, se me viste... a alternativa que classifica corretamente a palavra em

    destaque

    [A] conjuno subordinativa condicional. [B] conjuno substantiva subjetiva.

    [C] conjuno subordinativa temporal. [D] conjuno coordenativa explicativa.

    [E] conjuno subordinativa integrante.

    12 A alternativa que apresenta vocbulo onomatopeico :

    [A] Os ramos das rvores brandiam com o vento.[B] Hum! Este prato est saboroso.[C] A fera bramia diante dos caadores.[D] Raios te partam! Voltando a si no achou que dizer.[E] Mas o tempo urgia, deslacei-lhe as mos...

    14 Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase:

    Este o autor ___ obra tenho simpatia e ___ gosto muito.

    [A] cuja que [C] por cuja de quem

    [D] cuja a que [E] por cuja a de quem

    15No fragmento: A designao gtico, na literatura, associa-se ao universo cadente.... A ex-

    presso na literatu

Recommended

View more >