of 1/1
A B D U Ç Ã O E L E V A Ç Ã O Movimento Ocular Neuroanatomia bupah.com.br Patrocínio desta ficha de estudo 14 3232-4882 Praça Rui Barbosa 2-80 Loja 5 Centro-Bauru www.oticaluxbauru.com.br Qualidade em 1º lugar Armações promocionais c/ 25% de desconto à vista! 6x sem juros no cartão! N. Óptico N. II N. III N. IV N. VI N. Oculomotor N. Troclear N. Abducente M. Elevador da pálpebra superior M. Reto superior M. Reto medial M. Reto inferior M. Reto lateral M. Reto lateral Músculos extrínsecos do olho - Vista Lateral Movimentos oculares e seus músculos respectivos M. Oblíquo inferior N. Óptico M. Oblíquo superior M. Oblíquo superior Músculos ciliar, esfíncter da pupila e extrínsecos do olho, exeto os listados para os nervos IV e VI Sentido da visão M. Reto lateral M. Reto lateral M. Reto lateral M. Oblíquo superior Vista posterior da contração do músculo oblíquo superior. M. Oblíquo superior M. Oblíquo superior M. Reto medial M. Reto medial M. Reto superior M. Reto superior M. Reto superior M. Reto inferior M. Oblíquo inferior Tróclea Anel de Zinn Vista Superior N. VI N. III N. III N. III N. III N. III N. IV O sentido da visão é proporcionado pela interação da luz com os receptores especializados que se encontram na retina. A imagem projetada na retina provoca uma reação de potenciais de ação que emergem pelo nervo óptico em direção as regiões visuais do encéfalo, situadas no mesencéfalo, diencéfalo e em diversas áreas do córtex cerebral. Os músculos sinergistas de cada olho apresentam resultado da ação de contração na mesma direção. O reto inferior e o oblíquo superior são depressores sinergistas. O reto superior e o oblíquo inferior são elevadores sinergistas. O reto medial, reto superior e reto inferior, são adutores sinergistas. O reto lateral, oblíquo superior e o oblíquo inferior são abdutores sinergistas. Setas representam direções de movimentos. Os músculos conjugados são músculos sinergistas contralaterais, pois agem em pares (um em cada olho) nos movimentos do globo ocular. D E D E D E Oblíq. Inf. Reto Lat. Oblíq. Sup. Reto Inf. Reto Med. Reto Sup. Os músculos antagonistas são músculos que no mesmo olho realizam ações opostas. Reto superior antagonista Reto inferior Reto medial antagonista Reto lateral Oblíquo superior antagonista Oblíquo inferior D E P R E S S Ã O A D U Ç Ã O O Músculo Oblíquo Superior tem origem anatômica no ápice orbitário e dirige-se para a tróclea que age como uma polia, mudando a direção de ação do músculo. Por esse motivo denomina-se que a tróclea é a origem funcional do Músculo Oblíquo Superior. é um anel tendinoso que recobre e envolve o forame óptico e a porção central da fenda orbitária superior, de onde os quatros músculos retos se originam. Músculos e Nervos

Movimento Ocular Neuroanatomia Músculos e Nervos · Movimentos oculares e seus músculos respectivos M. Oblíquo inferior N. Óptico M. Oblíquo superior M. Oblíquo superior Músculos

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Movimento Ocular Neuroanatomia Músculos e Nervos · Movimentos oculares e seus músculos...

  • AB

    DU

    O

    ELEVAO

    Movimento Ocular Neuroanatomia

    bupah.com.br

    Patrocnio desta ficha de estudo

    14 3232-4882Praa Rui Barbosa 2-80

    Loja 5 Centro-Bauruwww.oticaluxbauru.com.br

    Qualidade em 1 lugar

    Armaes promocionaisc/ 25% de desconto vista!6x sem juros no carto!

    N. ptico N. II

    N. III

    N. IV

    N. VI

    N. Oculomotor

    N. Troclear

    N. Abducente

    M. Elevador da plpebra superior

    M. Reto superiorM. Reto medial

    M. Reto inferiorM. Reto lateral

    M. Reto lateral

    Msculos extrnsecos do olho - Vista Lateral

    Movimentos oculares e seus msculos respectivos

    M. Oblquo inferior

    N. ptico

    M. Oblquo superiorM. Oblquo superior

    Msculos ciliar, esfncter da pupila e extrnsecos do olho, exeto os listados para os nervos IV e VI

    Sentido da viso

    M. Reto lateral

    M. Reto lateral

    M. Reto lateral

    M. Oblquo superior

    Vista posterior da contrao do msculo oblquo superior.

    M. Oblquo superior

    M. Oblquo superior

    M. Reto medial

    M. Reto medial

    M. Reto superior

    M. Reto superior

    M. Reto superior

    M. Reto inferior

    M. Oblquo inferior

    Trclea

    Anel de ZinnVista Superior

    N. VIN. III

    N. III

    N. III

    N. III

    N. III

    N. IV

    O sentido da viso proporcionado pela interao da luz com os receptores especializados que se encontram na retina. A imagem projetada na retina provoca uma reao de potenciais de ao que emergem pelo nervo ptico em direo as regies visuais do encfalo, situadas no mesencfalo, diencfalo e em diversas reas do crtex cerebral.

    Os msculos sinergistas de cada olho apresentam resultado da ao de contrao na mesma direo.

    O reto inferior e o oblquo superior so depressores sinergistas. O reto superior e o oblquo inferior so elevadores sinergistas.

    O reto medial, reto superior e reto inferior, so adutores sinergistas. O reto lateral, oblquo superior e o oblquo inferior so abdutores sinergistas.

    Setas representam direes de movimentos.

    Os msculos conjugados so msculos sinergistas contralaterais, pois agem em pares (um em cada olho) nos movimentos do globo ocular.

    D E D ED E

    Oblq. Inf. Reto Lat.Oblq. Sup.Reto Inf.Reto Med.Reto Sup.

    Os msculos antagonistas so msculos que

    no mesmo olho realizam aes opostas.

    Reto superior antagonista Reto inferior

    Reto medial antagonista Reto lateral

    Oblquo superior antagonista Oblquo inferio

    r

    DEPRESSO

    A

    DU

    O

    O Msculo Oblquo Superior tem origem anatmica no pice orbitrioe dirige-se para a trclea que age como uma polia, mudando a direo de ao do msculo. Por esse motivo denomina-se que a trclea aorigem funcional do Msculo Oblquo Superior.

    um anel tendinoso que recobre e envolve o forame ptico e a poro central da fenda orbitria superior, de onde os quatros msculos retos se originam.

    Msculos e Nervos