O Correio - ed 868

  • Published on
    13-Mar-2016

  • View
    218

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

Transcript

  • LAGUNA/SC - ANO XVIII - EDIO 868 - LAGUNA/SC 04/08/2012 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL O Senhor meu pastor, nada me faltar

    Laguna: 3646-5123 / 9926-6333Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor Tcnico

    Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    RQE 4329

    Agora em novo endereo px. a Colnia de Pescadores Sala de Vacinas

    Proteja-se: J recebemos vacina contra a catapora

    AGRADECIMENTO

    Familiares de Orgel vila, agradecem sensibilizados a todas as manifestaes de carinho e apreo, de parentes e amigos, durante o seu passamento ao mesmo tempo em que convidam para a Missa de 7 Dia, que ser celebrada nesta tera-feira, dia 7 de agosto, s 19:00h na Igreja Matriz Santo Antnio dos Anjos. Meno e agradecimento especial aos mdicos, enfermeiros e atendentes dos hospitais Senhor Bom Jesus dos Passos e SOCIMED.

    Ideli Salvatti vistoria canteiro de obras da ponte de Anita Garibaldi

    Licitao de obras complementares da duplicao da BR-101 ir acon-tecer no prazo de 30 dias. Palavras da ministra-chefe da secretaria de relaes institucionais, Ideli Salvatti, na visita desta sexta-feira no canteiro de obras da ponte Anita Garibaldi.No valor de R$ 70 milhes, as obras de travessia urbana, corresponde ao trecho de cinco quilmetros, incluin-do viaduto de entrada para o muni-cpio e arredores da ponte de Anita.Depois de um almoo com autorida-des da regio, a ministra visitou o canteiro de obras do consrcio Car-

    margo Corra/M. Martins/Constru-base, responsvel pela construo da ponte estaiada. Recebeu explicaes dos engenheiros sobre o andamento das obras.A ministra anunciou as obras que devero ser licitadas nos prximos meses como a duplicao das rodo-vias BR-280 (So Francisco do Sul Jaragu do Sul) e BR-470 (Navegantes Indaial), pavimentao da BR-285 (Timb do Sul a divisa SC/RS), tneis do Morro dos Cavalos (BR-101 Sul) e do Morro do Formigo (BR101 Sul).

    Na rea do canteiro sero construdos alojamentos para 700 pessoas, porto para embarque de caminhes de concreto at as balsas, campo de futebol, refeitrio, oficina e escritrio.

  • O CORREIO P. 02

    O PODER DA PALAVRA

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Atanazio Lameira atanaziolameira@brturbo.com.

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores. Circulao quartas e aos sbados :

    Laguna, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net

    Este jornal filiado:

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    LAGUNA/SC 04/08/2012

    Hora do cafezinho

    Paulo Srgio Silva

    Reinventando o Profissionalartigo

    Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

    Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

    As escolhas No desista. A vida o bem maior. A d-diva divina. Somos vencedores apenas e to somente por ter nascido. Estamos por nossa conta. Por isso no adianta culpar os outros das nossas in-competncias. Se no deu certo tudo bem vamos tentar nova-mente em outra frente. A vida feita de esco-lhas. s vezes erramos e precisamos retomar e continuar vivendo. No podemos ter tudo. Alguma coisa invaria-velmente vai ficar de fora. Quem sabe em outra oportunidade. Ser o que forsinceramente Se por acaso errar. Se sua atitude no agra-dar. Se no for o mais rico. Se no for o mais bonito. Se no for o mais inteligente. Se no for nada apenas algum neste mundo de meu Deus. Mesmo assim a vida genero-sa para todos aqueles que souberem viver intensamente sendo exatamente o que na mais profunda since-ridade. Quem sofre noesquece nem por trinta moedas O vivente insiste em ser transparente. Ser clarividente. Ter o dom de enxergar os mortos. E por falar em mortos nossos cemitrios esto abandonados. O povo est falando

    quem no gosta de vivo talvez no goste de morto. Ser que no tem nada de posi-tivo a comentar? Nos-sa abenoada Laguna sobrevive s intem-pries. O Lagunense conta os dias espera de uma nova ordem, onde as pessoas pos-sam ser prioridade mxima, mortas ou vivas. O que faz o homem ser rudegrosseiro? Algumas autoridades praticam o autorita-rismo e no so auto-ridades na essncia da palavra. Ningum absoluto. No pode-mos comprar todo mundo para agir ao nosso bel prazer. Em algum momento isto no funciona e o capa-cho vira homem e se rebela. As coisas no podem ser controla-das como se houvesse um coro cantando a mesma msica. Talvez a insegurana seja responsvel em fazer o homem ser rude - grosseiro e algoz do prprio homem. A insegurana causa o revide Atos covardes. Ho-mens pequenos. Ati-tude bestial. Suspeita de insegurana. Nin-gum em s consci-ncia tem prazer em humilhar. Somente aquele que detm al-guma patologia pode ter orgasmo em as-sistir algum cons-trangido ou sofrendo.

    es humanas e principalmen-te de vendas. Isso mesmo VEN-DAS! Entendo que cada caso um caso, mas importante possuir um mix de produtos que complementem de seus servios e possam incremen-tar o faturamento. Acreditar que o boca a boca vai ser eterno e esperar que o mer-cado simplesmente encontre sua clnica porque um cliente comentou que boa, que tem qualidade, bom atendimento, tica, profissionalismo estar contente com o resultado atual e transferir a responsabilidade de crescimento para seu clien-te. Conheo profissionais dos segmentos acima citado que no sabem quanto sua lucra-tividade, quanto custa manter seu escritrio ou consultrio e muito menos negociar com fornecedores. Tambm sei

    Vrios profissionais liberais e prestado-res de servio autnomo tm me perguntado o que devem fazer para melhorar resultados, j que so timos em sua especialidade mdico, advogado, odonto... e fico feliz Por ter a oportu-nidade de discutir o con-ceito que defendo, ou seja, precisam encarar sua profisso como um negcio. Precisam sab-er vender no s seus conhecimentos como tambm sua empresa, sua clinica, escritrio, consultrio, em resumo um profissional liberal hoje uma empresa. E como tal devem enten-der de custos, preos, compras, marketing, rela-

    que devemos cuidar do aspecto TICA para que o cliente no veja em voc um mercenrio, por isso treino suas equipe para serem os verdadei-ros vendedores deles. Mas se a questo como melhorar resultados, a palavra mgica para que se quebre este receio : CLIENTE. Um mdico, por exemplo, tem que atender seu paciente que cliente da sua clinica, cliente consome e se voc tem produtos voc vende.Respondendo ento as consultas sobre o assun-to deixo uma algumas dicas:Faa uma ps em gesto comercial;Pode fazer treinamentos

    rpidos de vendas;Marketing uma fer-ramenta a ser desco-berta;Relaes humanas com certeza auxiliar para que entenda sua equi-pe como instrumento de vendas;Aprenda a fazer cus-tos;Administrar um ne-gcio = ter novos re-sultados, entenda a diferena comparando o que voc faz hoje.No esquea de dese-jar ser o melhor na sua profisso, pois conhe-cimento sem clientes, sem mercado e com re-sultados medianos no fazem de um grande profissional um ven-cedor.

    Especializao

    As mais de 18 mil urnas que sero utilizadas nas eleies municipais deste ano em todo o estado comearam a ser distribudas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Cata-rina nesta semana.Na ltima segunda-feira (30), foi enviado o 1 lote que inte-gra um dos 22 roteiros de distribuio, trabalho que dever estar concludo at 30 de agosto. Todas as urnas partem do local de armazenamento, que fica em um depsito alugado pela Justia Eleitoral em So Jos, na Grande Florianpolis.A ministra Ideli Salvatti, das Relaes Institucionais, cumpriu agenda em Laguna, na sexta-feira (03/08), para manifestar apoio candidatura de Tanara Cidade (PT) prefeitura municipal.Ideli participou de uma reunio-almoo, s 12 horas, na sede do Iate Clube, no bairro Magalhes. Em seguida, a ministra vistoriou a instalao do canteiro de obras, localizado no bairro Mato Alto, para construo do Ponte Anita Garibaldi, que faz parte da duplicao da BR-101.Nesta semana alm dos candidatos a prefeito de Gro-Par, Valdir Dacorgio (PMDB), e de Santa Rosa de Lima, Bertilo Heidemann (PMDB), em nossa regio outros dois concorren-tes majoritria tambm tiveram suas candidaturas indefe-ridas uma Laguna e outro em Pescaria Brava. Em Laguna, o impugnado Tono Laureano (DEM) e no novo municpio, Maristela Francisco Goulart (PHS). No caso de Valdir e de Bertilo, os processos esto com o Minis-trio Pblico e eles podem entrar com recursos no Tribunal Regional Eleitoral. A avaliao dos pedidos deve ser feita at o dia 23 pelo TRE. Depois desta data, os casos que subirem para o TSE devem ser julgados at a eleio, em 7 de outubro.

    A justificativa para a impugnao de Tono foi devido a desincompatibilizao fora do prazo previsto. O candidato era presidente do Conselho Penitencirio de Santa Catarina (Copen) e deveria ter se afastado do cargo trs meses antes, o que no teria ocorrido. Ele justificou que o cargo no se enquadrava no previsto pela legislao eleitoral, o que no foi aceito pela juza Lara Maria Souza da Rosa Zanotelli. Em pescaria Brava a no observao da legislao eleitoral tambm levou impugnao da candidata de Pescaria Brava. O problema foi a idade do candidato a vice-prefeito, Rafael de Oliveira Brito (PHS). O jovem tem 18 anos e a idade mnima para ocupar o cargo 21 anos. Com esta idade (18), ele s poderia ser can-didato a vereador.O nosso abrao especial ao companheiro Arnoldo Durval de Medeiros, que optou por encerrar sua car-reira no rdio lagunense na ltima sexta-feira. Seus companheiros de profisso realizaram nas dependn-cias da Rdio Difusora uma solenidade de despedida. Parabns e fique com o respeito e o carinho de todos os seus colegas.

  • O CORREIO P. 03

    AUTO POSTO BELA IGUABA

    Avenida Getlio Vargas, 381Magalhes - Laguna / SC

    Atendimento de alta qualidade

    (48) 3644-0381 / 9109-1803 / 105-4040

    LAGUNA/SC 04/08/2012

    VIUQREPRTER

    Estava como costumo fazer, ou seja, lendo inversamente, isto , de trs para adiante, a extinta REVISTA DO GLOBO, Rio de Janeiro, e, para a minha imensa satisfao, valendo a minha atenta leitura, como uma inesquecvel viagem sentimental ao passado.Folheando as pginas da referida Revista, experimentei uma in-descritvel sensao de gostosas reminiscncias, uma interessante, histrica e, sobretudo, curiosa ma-tria alusiva ao ilustre ex-jogador de futebol o lagunense MENGLVIO.Ento vamos l, nesta foto, eis o Se-lecionado Gacho num dos prlios

    RECORDAR VIVER...

    Se existe um profissional vinculado ao jornalismo na nossa vizinha e simptica cidade de Imbituba pelo qual eu tenho profundo respeito e admirao, chama-se JORGE CARDOSO, responsvel pela meritria existncia do aludido e conceituado veculo de co-municao.O CARDOSO -, como mais conhecido nos meios jornalsticos, sempre foi uma pessoa de grande viso em assuntos desta natureza.CARDOSO, antes de mais nada, quero manifestar o meu orgulho e alegria pela credibilidade e prestgio jornalstico desfrutado na nossa regio, atravs da cir-culao deste dinmico POVO DO SUL.Vestido com uma roupagem jor-nalstica, dinmica, fugindo aos velhos formatos jornalsticos, o Jornal POVO DO SUL, caiu como uma luva aos mais exigentes gostos.Parabns, CARDOSO e VITOR, editores-chefes do Jornal POVO DO SUL.

    GARIBA ENALTECE VIU Q REPRTERA sua eterna predis-posio para qualquer atividade em ajudar o seu semelhante, assim como possuir a sua principal qualidade em no saber dizer no, predicados es-ses inerentes no com-portamento do nosso estimado leitor AL-FREDO GARIBA ,mo-tivo mais do que sufi-ciente em ter amigos, onde no raras vezes, em contato com a sua agradvel presena, ele, GARIBA -, mais conhecido nos meios martimos por RAPO-SA DO MAR, possuidor de um enorme senso de humor e grande disposio para contar histrias gozadssimas onde, alis, fazendo parte de uma imensa platia de ouvintes, damos gostosas gar-galhadas.Por outro lado, den-tre a bondade e, so-bretudo, dos efusivos e verdadeiros elogios ao meu despretensioso trabalho neste bi-se-manal veculo de co-municao, aproveito para transmitir a voc, GARIBA, o seguinte: Suas palavras sero para mim infinita-

    mente acredite ou no, o maior incentivo na continuao desta misso profissional voltada este rgo de imprensa.E m b o r a i m e n s o nmero de leitores ao se depararem com as mais ingnuas e inofensivas matrias por mim abordadas neste espao, se diver-tem, soltando gargal-hadas, a sobriedade de outros artigos s-rios aqui abordados, voc, GARIBA, sempre

    preliminares. Da esquerda para a direita: em p: ORTUNHO, NIO RODRIGUES, SULI, MENGLVIO, AIRTON e SOLIGO. Agachados: ALFEU, GESSI, IVO DIOGO, MILTON e DERALDO.Ainda na mesma Revista, a ttulo de curiosidade, nesta foto, destacamos um jogo de cartas, passatempo dos jogadores em questo, os quais, identificamos.Da esquerda para a direita: MENGLVIO, SULI, GESSI e OR-TUNHO. Vale lembrar que este aconteci-mento esportivo referente d-

    soube aplaudi-los com a sua dispensada ateno aos mesmos, respei-tando de maneira in-condicional tudo aquilo escrito por mim.Da, tendo em vista esta sua postura de leitor, rendo a voc, GARIBA, os meus sinceros agra-decimentos, renovando infinitamente votos de inmeras felicidades, mormente em se fa-lando na sua imorre-doura unio com a sua simptica e distinta cara-metade.

    JORNAL POVO DO SUL EST DE PARABNS

  • O CORREIO P. 04LAGUNA/SC 04/08/2012

    Rua Voluntrio Fermiano 60 - Centro - Laguna / SC Fone 3646-2488Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva

    Diretor TcnicoDr. Mauro Srgio Fernandes da Silva

    CRM 8789 - PediatraRQE 4329

    No hesite em esclarecer suas dvidas conosco!

    Dr Cleber Guedes MattosCirurgio Dentista CRO/SC 6109ESPECIALIZANDO EM PRTESE DENTRIA - FlorianpolisESPECIALISTA em IMPLANTES DENTAIS UNIVALIAPERFEIOAMENTO em CIRURGIA e IMPLANTES DENTAIS - EAP/ABO/PG/PRMEMBRO DO C.C do HOSPITAL N.S.B.J.P, de Laguna

    GRADUADO em ODONTOLOGIA UFSC

    cgmattos@hotmail.comDr Cleber Guedes Mattos

    n

    Qual a durabilidade das prteses?Durante um certo perodo de tempo, sua prtese precisar ser reajustada, refeita ou recolocada de-vido ao desgaste normal. Recolocar significa fazer uma nova base, mantendo os dentes existentes na prtese. Tambm, com o passar do tempo, sua boca muda naturalmente. Estas mudanas fazem com que sua prtese fique solta, dificultando a mastigao e irritando a gengiva. Voc deve con-sultar seu dentista, no mnimo uma vez ao ano, para uma avaliao, estas prteses no devem ser utilizadas por mais de cinco anos.Estas so algumas dicas para cuidar de sua pr-tese: Quando manusear sua prtese, coloque--a sobre uma toalha dobrada ou um recipiente com gua. As prteses so delicadas, e podem se quebrar se sofrerem uma q...