PROVA ATENÇÃO: VERIFIQUE SECÓDIGO E PROVA DESTE .Você só poderá levar este caso permaneça

  • View
    222

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROVA ATENÇÃO: VERIFIQUE SECÓDIGO E PROVA DESTE .Você só poderá levar este caso permaneça

  • LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES SEGUINTES:

    1. Este contm questes de mltipla escolha, cada uma com 5 opesA, B, C, D e

    E e a Prova de Redao.

    2. Ao receber o material, verifique no e a

    seu nome, nmero de inscrio, data de nascimento, cargo e prova. Qualquer irregularidade

    comunique imediatamente ao fiscal de sala. No sero aceitas reclamaes posteriores.

    3. Leia atentamente cada questo e assinale no a opo que responde

    corretamente a cada uma delas. O ser o nico documento vlido para a

    correo eletrnica. O preenchimento do e a respectiva assinatura

    sero de inteira responsabilidade do candidato. No haver substituio do

    e da , por erro do candidato.

    4. Observe as seguintes recomendaes relativas ao :

    - A maneira correta de marcao das respostas cobrir, fortemente, com esferogrfica de

    tinta azul ou preta, o espao correspondente letra a ser assinalada.

    - Outras formas de marcao diferentes implicaro a rejeio do .

    - Ser atribuda nota zero s questes no assinaladas ou com falta de nitidez, ou com

    marcao de mais de uma opo, e as emendadas ou rasuradas.

    5. O fiscal de sala no est autorizado a alterar qualquer destas instrues. Em caso de dvida,

    solicite a presena do coordenador local.

    6. Voc s poder retirar-se definitivamente do recinto de realizao da prova aps 1 hora

    contada do seu efetivo incio, .

    7. Voc s poder levar este caso permanea na sala at 2 horas

    antes do trmino da prova.

    8. Por motivo de segurana, s permitido fazer anotao durante a prova no

    , no e na . Qualquer

    outro tipo de anotao ser motivo de eliminao automtica do candidato.

    9. Aps identificado e instalado na sala, voc no poder consultar qualquer material, enquanto

    aguarda o horrio de incio da prova.

    10. Os trs ltimos candidatos devero permanecer na sala at que o ltimo candidato entregue o

    e a .

    11. Ao terminar a prova, de sua responsabilidade entregar ao fiscal o e a

    . No esquea seus pertences.

    12. O ser disponibilizado no site www.funcab.org,

    conforme estabelecido no Cronograma.

    Caderno de Questes

    Carto de Respostas Folha de Resposta da Prova deRedao

    Carto de RespostasCarto de Respostas

    Carto de RespostasCarto de

    Respostas Folha de Resposta da Prova de Redao

    Carto de Respostas

    Carto de Respostas

    sem levar o Caderno de Questes

    Caderno de Questes

    Caderno deQuestes Carto de Respostas Folha de Resposta da Prova de Redao

    Cartode Respostas Folha de Resposta da Prova de Redao

    Carto de RespostasFolha de Resposta da Prova de Redao

    Gabarito Oficial da Prova Objetiva

    CARGO: PEB ENSINO FUNDAMENTAL (6 AO 9 ANO) E MDIO

    QUMICA

    FRASE PARA EXAME GRAFOTCNICO (TRANSCREVA NO QUADRO DE SEU CARTO DE RESPOSTAS)

    Faamos da interrupo um caminho novo.

    S12 VATENO: VERIFIQUE SECDIGO E PROVA DESTECADERNO DE QUESTESCONFEREM COM O SEUCARTO DE RESPOSTAS

    PROVA

    MANH

    BOA PROVA!

    ESTADO DE SERGIPE

    SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO,ORAMENTO E GESTO - SEPLAG

  • 02

    Leia o texto abaixo e responda s questespropostas.

    Em seu caminho para Meca, um peregrinopassou por Bagd, e ali, com muito esforo, tentouvender um colar seu que valia mil moedas de ouro.No tendo encontrado comprador, foi at umperfumista de quem diziam ser um homem de bem ecom ele deixou o colar. Ento fez a peregrinao aMeca e retornou. Com um presente, foi at operfumista, que lhe perguntou:

    Quem voc? E o que isso?Ele respondeu: Sou o dono do colar deixado com voc.O peregrino nem bem terminou de falar e o

    perfumista lhe deu um pontap que o atirou para forada loja e lhe disse:

    Como voc faz semelhante alegao contramim?

    As pessoas se aglomeraram por ali edisseram ao peregrino:

    Ai de ti! Este um homem de bem! Voc noencontrou outra pessoa contra a qual fazeralegaes?

    Perplexo, o homem insistiu em falar com operfumista, que no fez seno aumentar as ofensas eagresses.

    Disseram-lhe ento: Seria bom que voc fosse ao sulto dud

    Addawla. Ele tem bons mtodos para resolver estascoisas.

    O peregrino escreveu a histria e foi levar opapel a 'dud Addawla. Ao l-lo, o sulto gritouchamando-o, e o peregrino se apresentou. Perguntousobre o que ocorrera, e o peregrino lhe relatou o caso.dudAddawla disse:

    V at o perfumista amanh pela manh esente-se no banco diante de sua loja. Se eleexpuls-lo, sente-se no banco do outro lado da rua, eali permanea desde o amanhecer at o entardecer.No lhe dirija a palavra. Repita essa ao por trsdias. No quarto dia, eu passarei por ali, pararei ecumprimentarei voc. No fique de p para mim nemfaa mais do que responder minha saudao e sperguntas que eu lhe dirigir.

    E assim o peregrino foi at o perfumista, que oimpediu de sentar-se no banco em frente da loja.Durante os trs dias seguintes, ele se sentou nobanco do outro lado da rua. No quarto dia, dudAddawla passou por ali com seu magnfico cortejo e,ao avistar o peregrino, parou e disse:

    Que a paz esteja convosco!Sem se movimentar, o peregrino respondeu: Convosco esteja a paz!

    O peregrino, o colar e o perfumista

    - Lngua Portuguesa

    FUNCAB - Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt

    dudAddawla perguntou: Meu irmo, voc vem at Bagd e no vai

    nos visitar nem nos dizer quais so as suasnecessidades?

    O peregrino respondeu:Assim foi!E no esticou a conversa, por mais que o

    sulto perguntasse e demonstrasse preocupao.Ele parara, e com ele todos os soldados do seucortejo. O perfumista quase desmaiou de medo.Quando o cortejo se retirou, o perfumista se voltoupara o peregrino e perguntou:

    Ai de ti! Quando voc deixou o colar comigo?Em que estava enrolado? Ajude-me a recordar, quemsabe assim eu me lembro!

    O peregrino disse:As caractersticas do colar eram tais e tais.O perfumista comeou a vasculhar tudo.

    Esbarrou em uma jarra que havia na loja e o colar caiude cima dela.

    Ento ele disse: Eu tinha me esquecido. E se agora voc no

    me tivesse feito recordar, eu no teria lembrado!(JAROUCHE, Mamede Mustaf. .So Paulo: Globo, 2008. pp. 13-14.)

    Histrias para ler sem pressa

    As pessoas de Bagd se referem ao perfumista comoum homem de bem. Que caractersticas soassociadas a um homem de bem?

    A) perseverana, justia, solidariedade.B) esperteza, perspiccia, arrogncia.C) disposio, depreciao, assiduidade.D) idoneidade, responsabilidade e honestidade.E) soberba, relevncia, suavidade.

    Questo 01

    CONHECIMENTOS BSICOS

    A expresso Ai de ti! aparece em duas passagensdo texto e, nas duas manifestaes, expressa:

    A) dor.B) aflio.C) repdio.D) surpresa.E) contentamento.

    Questo 02

  • 03

    Acerca dos aspectos sinttico-semnticos do texto, possvel afirmar corretamente que:

    I. Em Perguntou sobre o que OCORRERA [...] overbo em destaque est no pretr i tomais-que-perfeito do indicativo e, por isso, refere-se a um fato ocorrido no passado, anterior a outrofato tambm passado.

    II. A preposio destacada em SEM se movimentar,o peregrino respondeu:[...] estabelece relao delugar.

    III. O termo destacado em [...] com ELE deixou ocolar., morfologicamente, um pronome pessoaloblquo.

    A alternativa que aponta a(s) afirmativa(s) correta(s):

    A) somente a I est correta.B) somente a II est correta.C) somente I e II esto corretas.D) somente I e III esto corretas.E) somente II e III esto corretas.

    FUNCAB - Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt

    Questo 03

    Na primeira vez que aparecem no corpo do texto, aspalavras PEREGRINO, COLAR e PERFUMISTA sodeterminadas por artigos indefinidos. No restante dotexto, um artigo definido as antecede. Sobre isso, possvel afirmar corretamente que:

    I. No incio do texto, os artigos indefinidos indicamgenericamente esses elementos, criando umuniverso discursivo em que existe um peregrino,um colar e um perfumista. Em seguida, ele retomaesses referentes com o uso do artigo definido, queindica que se trata dos elementos apresentadosanteriormente.

    II. O artigo indefinido usado no incio do textoporque no h, ainda, especificao doselementos 'peregrino', 'colar' e 'perfumista'.Depois, esses elementos so especificados, ouseja, no se trata de peregrino qualquer, de umcolar qualquer ou de um perfumista qualquer; massim daqueles narrados na progresso do texto.

    III. Os artigos definidos e indefinidos especificam, demodo particular, individualizando as palavras'peregrino', 'colar' e 'perfumista', permitindo que oleitor associe os fatos ocorridos a essaspersonagens, conferindo-lhes carter universal.

    A alternativa que aponta a(s) afirmativa(s) correta(s):

    A) somente a I est correta.B) somente a II est correta.C) somente I e II esto corretas.D) somente I e III esto corretas.E) somente II e III esto corretas.

    Questo 06

    Assinale a alternativa que reescreve um trecho noqual o QUE uma conjuno integrante.

    A) E o QUE isso?B) [...] o perfumista lhe deu um pontap QUE o atirou

    para fora da loja [...]C) No fique de p para mim nem faa mais do que

    responder [...] s perguntas QUE eu lhe dirigir.D) Em QUE estava enrolado?E) Seria bom QUE voc fosse ao sulto

    dudAddawla.

    Questo 04

    Assinale a opo em que o uso do pronomedestacado est em DESACORDO com a norma culta.

    A) Com um presente, foi at o perfumista, que LHEperguntou:

    B) Ele tem bons mtodos para resolver ESTAScoisas.

    C) [...] o sulto gritou chamando-O [...]D) Ao l-LO, o sulto gritou [...]E) Com um presente, foi at o perfumista, QUE lhe

    perguntou:

    Questo 05

    No LHE dirija a palavra. Assinale a alternativa queapresenta justificativa correta quanto colocao dopronome em destaque na orao.

    A) O pronome oblquo tono assume a posioencltica, atrado pela palavra de sentidonegativo.