Santa Rosa 1445

  • View
    419

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Santa Rosa 1445

  • Pg . 3 Pg. 13

    Jornal tem nova coluna.

    sobre Sade Mental.

    Nesta edio a vez da

    depresso

    Pg. 12

    Problemas estruturais em

    prdio no Campus

    assustam estudantes de

    Biologia da UFF

    ANO 36 N 1.445 R$ 1,00 2a

    QUINZENA DE AGOSTO 2014 O JORNAL DE NITERI

    No dia 2 de setembro de 1996,

    surgia, em Niteri, um espao que

    passaria a ser smbolo da cidade,

    conhecido internacionalmente. Um

    museu que tem o desenho de uma

    flor, mas para muitos lembra um

    disco voador. Em setembro haver

    exposies especiais.

    Pgina 5

    MAC comemora

    18o aniversrio com

    muitas atividades

    culturais

    Prefeito e secretrio

    estadual de Obras se

    renem para agilizar

    parcerias em andamento

    Foto: J.C.Xavier

  • SANTA ROSA 2a

    QUINZENA DE AGOSTO 20142

    NO PLANO ANUAL

    Scios R$ 50,00

    No scios R$ 58,00

    Academia de Ginstica Musculao e Ergonometria

    Praia de Icara, 335 Niteri RJ

    Tels.: 2711-0899 ou 7780-6161

    O Teatro Municipal de Ni-

    teri recebe de 05 a 14 de se-

    tembro (sextas e sbados,

    20h; domingos, 19h), a Cia

    de Teatro Manual com espe-

    tculo o Hominus Brasilis,

    utilizando uma linguagem

    cnica indita no Brasil, com

    a tcnica da Plataforma. Qua-

    tro atores como, Diogo Ca-

    valcanti, Helena Marques,

    Matheus Cavalcanti e Patr-

    Hominus Brasilis faz temporada na cidade

    cia Ubeda, sobem em um palco

    e conduzem o espectador atra-

    vs de uma fantstica viagem

    pela histria da humanidade.

    O espetculo pincela momen-

    tos marcantes da passagem do

    homem na Terra, recriando em

    cena uma seleo dos principais

    eventos histricos do Brasil e do

    mundo. Desde o Big Bang at

    hoje em dia, a pea recria os

    momentos mais marcantes da

    histria, com foco no Brasil

    aps a colonizao. Vemos o

    nascimento e extino dos

    dinossauros, o surgimento

    das grandes civilizaes, a

    expanso martima, as revo-

    lues industriais, as gran-

    des guerras e os mais recen-

    tes avanos tecnolgicos.

    Momentos imperdveis!

    Rua Quinze de Novembro

    35, Centro/Niteri.

  • SANTA ROSA2a

    QUINZENA DE AGOSTO 2014 3

    CORRIDA PRESIDENCIAL

    Andr Santa Rosa

    O prefeito de Niteri, Rodrigo

    Neves, se reuniu nesta quinta-fei-

    ra 28, com o secretrio estadual

    de Obras, Jos Iran Peixoto Juni-

    or, para tratar de quatro projetos

    prioritrios em parceria entre o

    municpio e o governo estadual,

    que j esto em andamento. Um

    dos assuntos foi sobre o progra-

    ma de pavimentao e drenagem

    de ruas da Regio Ocenica. O

    prefeito destacou que, em setem-

    bro, sero entregues cerca de dez

    ruas do Bairro Peixoto e que o tra-

    balho nas vias da localidade de

    Maravista ser intensificado nos

    prximos meses. A meta que,

    at o fim do ano, 140 ruas estejam

    recuperadas.

    "Esse programa o maior in-

    vestimento em infraestrutura e

    pavimentao da histria da RO.

    Cerca de 40 ruas j foram entre-

    gues em Piratininga e Camboi-

    nhas. Esses investimentos me-

    lhoraro muito a qualidade ur-

    bana e de vida dos moradores",

    disse o prefeito.

    Rodrigo e Jos Iran tambm

    conversaram sobre o novo Mer-

    cado Municipal da cidade. De

    acordo com o secretrio, o proje-

    to licitatrio para a obra est

    em andamento.

    O empreendimento, com pre-

    viso de concluso em 2015,

    ocupar uma rea de 8.020 m.

    As eleies j se avizi-

    nham, mas o povo bra-

    sileiro parece que ainda

    no entrou no clima. Ao

    que tudo indica, a Copa

    do Mundo deixou um misto de

    desesperana e indiferena. A

    fragorosa derrota sofrida diante

    da seleo alem ainda no foi

    devidamente digerida pelo cida-

    do que sonhava com o sexto

    ttulo mundial.

    Porm, queiramos ou no,

    ano eleitoral e teremos demo-

    crticas eleies em outubro.

    tempo de comear a prestar

    ateno nos candidatos que se

    apresentam e pedem seu voto.

    Nesta hora, devemos tentar

    descobrir quais so as inten-

    es do ilustre pleiteante ao car-

    go pblico. Sua histria pessoal,

    sua trajetria poltica at este mo-

    mento, suas propostas em prol da

    sociedade que deseja representar,

    so passos significativos para que

    o votante saiba a quem destinar

    seu precioso voto.

    Assim como a mulher, que entre-

    ga sua virgindade quele que lhe

    parece ser merecedor de tal honra,

    deve se portar o eleitor, ao entregar

    a joia preciosa da democracia, o

    voto, ao vido postulante.

    Sem desmerecer as candidatu-

    ras menos provveis, o Brasil pos-

    sui trs fortes candidatos ao cargo

    de presidente do pas. A atual pre-

    sidente da Repblica, Dilma Rous-

    seff (PT) buscando a reeleio, o

    senador Acio Neves (PSDB), ex-

    governador de Minas Gerais por

    duas vezes, onde deixou o cargo

    com aprovao superior a 90%,

    tendo feito, portanto, excelentes

    governos, lembrando que Acio

    Neves neto do ex-presidente do

    Brasil, Tancredo Neves, um dos

    maiores polticos que esta nao j

    produziu e, por fim, com a morte do

    presidencivel Eduardo Campos, a

    sua candidata a vice-presidente, a

    ex-senadora Marina da Silva, assu-

    me a cabea de chapa e ser a can-

    didata do PSB presidncia da

    Repblica.

    As pesquisas eleitorais, ainda

    com Eduardo no preo, indicavam

    que Dilma e Acio seriam os con-

    tendores em um segundo turno elei-

    toral. Com a sada traumtica do

    poltico pernambucano, e a entrada

    de Marina da Silva na disputa, A-

    cio sofre leve recuo e Marina, talvez

    catapultada pelo apelo emocional

    causado pelo ocorrido com Eduar-

    do Campos, avana e ultrapassa

    Acio nas pesquisas.

    Enquanto isto, Dilma perde im-

    portantes pontos junto ao eleitorado

    feminino, que agora tem mais uma

    opo do gnero na disputa. Ocorre

    que Marina se parece muito com

    Dilma e dificilmente seria uma alter-

    nativa que representasse mudana

    real na forma de governar o pas.

    Sua origem petista no permite que

    se escondam suas posies seme-

    lhantes ao que pensa a atual presi-

    dente. De fato, a candidata do PSB

    no opo para quem quer mudar

    os rumos do Brasil.

    A verdade deve ser dita, o Brasil

    foi alado condio de pas a ser

    respeitado no conceito das grandes

    naes, a partir do governo de Fer-

    nando Henrique Cardoso (PSDB).

    Os governos que se seguiram ao do

    tucano (Lula e Dilma) se beneficia-

    ram de polticas deixadas prontas

    pelo antecessor. O ex-presidente

    FHC, como era chamado pela im-

    prensa, foi um grande estadista,

    como h muito no se tinha no

    Brasil e, depois dele, s nos

    cabe lamentar os que tivemos.

    Hodiernamente, observamos

    um pas descendo ladeira abai-

    xo quando o assunto credibi-

    lidade internacional, governos

    de contas maquiadas, sade

    pblica que mata seus cida-

    dos, educao pfia (vide ndi-

    ces internacionais); h mais se-

    gurana em viver no conflagra-

    do Iraque do que nas cidades

    brasileiras, onde morre mais

    gente que nas guerras pelo

    mundo afora.

    Como mudar este quadro

    cruel e desumano? Com mais

    do mesmo? A deciso sua,

    caro leitor/eleitor.

    Andr Santa Rosa Ator e

    Advogado

    santarosa.ator@gmail.com

    Prefeito se rene com secretrio estadual de

    Obras para agilizar parcerias em andamentoRodrigo Neves e Jos Iran Peixoto conversaram sobre programa de pavimentao e drenagem na RO, RJ-100, Rio Imagem 2 e Mercado Municipal

    Est prevista a recuperao da

    estrutura metlica e restaurao

    da fachada, preservando o estilo

    arquitetnico original da edifi-

    cao, a implantao de 63 bo-

    xes para a comercializao de

    produtos, espaos para a instala-

    o de restaurantes, reas inter-

    nas de convivncia, paisagismo

    e estacionamento.

    Outro projeto discutido foi o

    Rio Imagem 2. Ser realizada

    uma reunio entre a prefeitura, as

    secretarias estadual de Obras e

    municipal de Sade para agilizar

    o desenvolvimento do projeto.

    A obra j foi iniciada e j teve

    concluda a primeira etapa de

    terraplanagem e canteiros. O

    Rio Imagem 2 ocupar uma rea

    total de cerca de 5 m e contar

    com trs salas de raio-X, duas de

    ressonncia, duas de tomogra-

    fia, cinco salas de ultrassonogra-

    fia, quatro de eletrocardiograma

    e duas de mamografia. Vai ofe-

    recer populao exames gra-

    tuitos, como tomografia compu-

    tadorizada de artrias coronri-

    as e ressonncia de mama.

    A recuperao da RJ-100 tam-

    bm esteve em pauta. O prefeito

    solicitou ao secretrio apoio e

    orientao junto ao Departamen-

    to de Estradas e Rodagem do Rio

    de Janeiro, para acompanhar a

    obra, que dever ser concluda

    ainda este ano. Segundo Rodrigo,

    a interveno muito importante

    para a mobilidade e qualidade de

    vida de moradores da regio de

    Pendotiba e de So Gonalo.

    "Essa integrao entre a prefei-

    tura e o governo estadual tem

    sido decisiva para a retomada de

    investimentos em infraestrutura

    e qualidade urbana da cidade",

    disse Neves. O secretrio Jos

    Iran afirmou que as parcerias

    so firmes e duradouras.

    CISP Ainda na quinta-feira,

    o prefeito acompanhou