of 60 /60
Cantigas.........................................................................................4 Abalou capoeira, abalou................................................................. 4 Abalou capoeira, abalou................................................................. 4 A benguela chamou pra jogar ......................................................... 4 A canoa virou, marinheiro .............................................................. 5 A capoeira me ensinou o quê é a vida .............................................. 5 Adão, Adão .................................................................................. 5 Adeus (Boa Viagem)...................................................................... 6 Ai ai ai ai ..................................................................................... 6 Ai ai ai ai ..................................................................................... 6 Ai ai ai ai ..................................................................................... 7 Ai ai ai ai ..................................................................................... 7 Ai ai ai ai doutor ........................................................................... 7 Ai ai ai ai, doutor .......................................................................... 7 Aí, ai, ai, ai, Doutor ....................................................................... 7 Ai, ai, aidê ................................................................................... 8 Ai ai, aidê .................................................................................... 8 Ai que saudade do calor do meu sertão ............................................ 8 Ajuda eu berimbau........................................................................ 9 ALÔ MARIA .................................................................................. 9 A Manteiga Derramou.................................................................... 9 ANGOLA Ê ................................................................................. 10 A Onda Rolou na Praia ................................................................. 10 A Palha do Coqueiro .................................................................... 10 Apanha laranja menino ................................................................ 11 Apanha a laranja no chão, tico tico ................................................ 11 Aruanda ê.................................................................................. 11 Avisa meu mano ......................................................................... 12 Bahia começa com B ................................................................... 12 BARAUNA CAIU .......................................................................... 12 Bate palma pra ele...................................................................... 12 Beijo na Boca ............................................................................. 12 Berimbau, berimbau.................................................................... 13 Bom Jesus da Lapa e ................................................................... 13 Brincadeira... ............................................................................. 13 Cajuê (Vou mandar eu vou) ......................................................... 13 Camugerê.................................................................................. 14 Camunjerê................................................................................. 14 Canarinho da Alemanha ............................................................... 14 Capitão do Mato ......................................................................... 14 Capoeira.................................................................................... 15 Capoeira De São Salvador ........................................................... 15 Capoeira é da nossa cor. ............................................................. 16 Capoeira me chama dá licença meu Senhor ................................... 16 Capoeira na beira do mar ............................................................ 16 Capoeira prá estrangeiro ............................................................. 17 Chico........................................................................................ 17 Chora capoeira. ......................................................................... 18 Chora Maria chora ...................................................................... 19 Chora viola................................................................................ 19 chuê chuê chuê chuà .................................................................. 19 Cobra Malvada ........................................................................... 19 Cochilou jacaré te abraçou........................................................... 19 Corta cana ................................................................................ 20 Cruz-Credo, Ave Maria ................................................................ 20 Cuidado moço............................................................................ 21 Curva de Rio ............................................................................. 21 Dà dà dà no negro...................................................................... 22 Devagar, devagar....................................................................... 22 Dim, dim, dim, lá vai Viola........................................................... 22 Dona Maria como vai você? ......................................................... 22 Dona maria do camboatá ............................................................ 22 Dona Maria do Camboatà ............................................................ 23 É com o pé que se bate ............................................................... 23 E' de manhã, Idalina tà me chamando........................................... 23 Ê Dona Alice, não me pegue não .................................................. 23 É legal, é legal ........................................................................... 24 Ê Paraná ................................................................................... 24 Ê Paraná. .................................................................................. 24 Era , era, era, eu sou mais a capoeira ........................................... 25 Eu Aprendi Capoeira La Na Rampa E No Cais Da Bahia..................... 25 Eu sou Angoleiro ........................................................................ 25 Eu sou angoleiro ........................................................................ 25 Eu vi a Cutia com coco no dente ................................................... 26 Faca de Ponta ............................................................................ 26 Festa da Penha .......................................................................... 26 Gamelera no chão ...................................................................... 27 Gunga é meu............................................................................. 27 IAIAIOIO .................................................................................. 27 I na hora ê (Maculelê)................................................................. 28 Isso é coisa da gente .................................................................. 28 Jogador, jogador ........................................................................ 28 1

Cantigas - casadacapoeirasa.co.za · Cantigas.....4 Abalou capoeira, abalou.....4

  • Author
    buicong

  • View
    259

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Cantigas - casadacapoeirasa.co.za · Cantigas.....4 Abalou capoeira, abalou.....4

  • Cantigas.........................................................................................4 Abalou capoeira, abalou.................................................................4 Abalou capoeira, abalou.................................................................4 A benguela chamou pra jogar .........................................................4 A canoa virou, marinheiro ..............................................................5 A capoeira me ensinou o qu a vida ..............................................5 Ado, Ado ..................................................................................5 Adeus (Boa Viagem)......................................................................6 Ai ai ai ai .....................................................................................6 Ai ai ai ai .....................................................................................6 Ai ai ai ai .....................................................................................7 Ai ai ai ai .....................................................................................7 Ai ai ai ai doutor ...........................................................................7 Ai ai ai ai, doutor ..........................................................................7 A, ai, ai, ai, Doutor.......................................................................7 Ai, ai, aid ...................................................................................8 Ai ai, aid ....................................................................................8 Ai que saudade do calor do meu serto ............................................8 Ajuda eu berimbau........................................................................9 AL MARIA ..................................................................................9 A Manteiga Derramou....................................................................9 ANGOLA .................................................................................10 A Onda Rolou na Praia.................................................................10 A Palha do Coqueiro ....................................................................10 Apanha laranja menino................................................................11 Apanha a laranja no cho, tico tico................................................11 Aruanda ..................................................................................11 Avisa meu mano.........................................................................12 Bahia comea com B ...................................................................12 BARAUNA CAIU ..........................................................................12 Bate palma pra ele......................................................................12 Beijo na Boca .............................................................................12 Berimbau, berimbau....................................................................13 Bom Jesus da Lapa e...................................................................13 Brincadeira... .............................................................................13 Caju (Vou mandar eu vou) .........................................................13 Camuger..................................................................................14 Camunjer.................................................................................14 Canarinho da Alemanha...............................................................14 Capito do Mato .........................................................................14 Capoeira....................................................................................15

    Capoeira De So Salvador ........................................................... 15 Capoeira da nossa cor. ............................................................. 16 Capoeira me chama d licena meu Senhor ................................... 16 Capoeira na beira do mar ............................................................ 16 Capoeira pr estrangeiro ............................................................. 17 Chico........................................................................................ 17 Chora capoeira. ......................................................................... 18 Chora Maria chora ...................................................................... 19 Chora viola................................................................................ 19 chu chu chu chu .................................................................. 19 Cobra Malvada........................................................................... 19 Cochilou jacar te abraou........................................................... 19 Corta cana ................................................................................ 20 Cruz-Credo, Ave Maria ................................................................ 20 Cuidado moo............................................................................ 21 Curva de Rio ............................................................................. 21 D d d no negro...................................................................... 22 Devagar, devagar....................................................................... 22 Dim, dim, dim, l vai Viola........................................................... 22 Dona Maria como vai voc? ......................................................... 22 Dona maria do camboat ............................................................ 22 Dona Maria do Camboat ............................................................ 23 com o p que se bate............................................................... 23 E' de manh, Idalina t me chamando........................................... 23 Dona Alice, no me pegue no .................................................. 23 legal, legal ........................................................................... 24 Paran ................................................................................... 24 Paran. .................................................................................. 24 Era , era, era, eu sou mais a capoeira ........................................... 25 Eu Aprendi Capoeira La Na Rampa E No Cais Da Bahia..................... 25 Eu sou Angoleiro ........................................................................ 25 Eu sou angoleiro ........................................................................ 25 Eu vi a Cutia com coco no dente................................................... 26 Faca de Ponta............................................................................ 26 Festa da Penha .......................................................................... 26 Gamelera no cho ...................................................................... 27 Gunga meu............................................................................. 27 IAIAIOIO .................................................................................. 27 I na hora (Maculel)................................................................. 28 Isso coisa da gente .................................................................. 28 Jogador, jogador ........................................................................ 28

    1

  • Jogar Capoeira de Angola.............................................................28 Jogo da basula ...........................................................................29 Jogo de dentro, jogo de fora.........................................................29 L na Bahia................................................................................30 Lavadeira ..................................................................................30 La vai viola ................................................................................30 Le La Lae Lae La.........................................................................31 Le le le baiana............................................................................31 Lembrana de Bimba...................................................................31 Leva Morena me leva ..................................................................32 Minha......................................................................................32 Marinheiro sou ...........................................................................33 Mestre Bimba se foi.....................................................................33 Meu Berimbau est tocando .........................................................33 Meu berimbau , Instrumento genial ...............................................34 Meu senhor so bento .................................................................34 Minha Bahia ...............................................................................35 Moa Bonita ...............................................................................35 Moleque tu ..............................................................................36 Morena da cor de canela ..............................................................36 No me abandone, meu bem........................................................37 Na Bahia Tem, Vou Mandar Buscar ................................................37 Na vida se cai.............................................................................38 Navio Negreiro ...........................................................................38 Nhem Nhem Nhem......................................................................38 Oi sim sim sim ...........................................................................39 , lel.......................................................................................39 Olha o Nego Sinh ......................................................................39 O Me Da Meu Dinheiro.................................................................40 O menino ..................................................................................40 Ona Pintada..............................................................................40 Onde vai caima ..........................................................................41 O nega que vende ai?..................................................................41 Para a roda, capoeira ..................................................................41 Parabns pra voc ......................................................................42 Paran ......................................................................................42 Paran ....................................................................................42 Paran ....................................................................................42 Paran ....................................................................................43 Paranau...................................................................................43 Pega esse ngo derruba no cho ...................................................43

    Pela Capoeira eu poder jogar ....................................................... 44 Pela capoeira eu poder jogar........................................................ 44 Pelo sinal .................................................................................. 44 Perer Perer Perer................................................................... 44 Pisa no massap escorrega.......................................................... 45 Pe no cho .............................................................................. 45 Pra lutar ................................................................................... 45 Quem voc ............................................................................. 45 Quem manda no mundo Deus ................................................... 46 Quem vem l - sou eu ................................................................ 46 Rio de Janeiro............................................................................ 46 Roda boa, roda boa. ................................................................... 47 Saia do mar marinheiro............................................................... 47 Sai sai Catarina.......................................................................... 47 Santa Barbara de Relampue ........................................................ 48 So Bento ................................................................................. 48 So Bento proteja a capoeira e a mim........................................... 48 Segura i i............................................................................... 48 Serra pau, serra madeira ............................................................ 49 sinh so bento ......................................................................... 49 Solta a mandinga . ................................................................... 49 Tabaru que vem do serto ......................................................... 49 Tim, tim tim Aruand.................................................................. 49 Tocador de berimbau .................................................................. 50 Topei quero ver cair.................................................................... 50 Valha-me Deus, Senhor So Bento ............................................... 51 Vamos Comear a Brincadeira...................................................... 51 Vamos jogar capoeira, o l, l ...................................................... 51 Vem, comeou a roda ii ........................................................... 51 Vem jogar mais eu ..................................................................... 52 Vim Da Bahia Pra Lhe V............................................................. 52 X x meu canario ..................................................................... 52 Zum, zum, zum, Capoeira mata um!............................................. 52

    Ladainhas.................................................................................... 53 Arte Secular .............................................................................. 53 Bahia Ax ................................................................................. 53 Cem anos de Mestre Bimba ......................................................... 53 Dente De Ouro........................................................................... 54 E Capoeira, capoeir. ............................................................... 54 Era um domingo de muito alegria ................................................. 55 Eu sou la da ribera ..................................................................... 55

    2

  • Eu vou ler o b-a-ba (Mestre Pastinha) ..........................................56 Igreja do Bomfim (Gato)..............................................................56 Maior Deus (Mestre Pastinha) ....................................................56 Mestre Bimba.............................................................................56 Mestre Bimba ele morreu .............................................................57 Mestre Pastinha..........................................................................57 O Berimbau ...............................................................................57 Quando eu venho de Iluanda........................................................58 Quem voc que acaba de chegar ................................................59 Tava l em casa .........................................................................59 Uma vez perguntaram a Seu Pastinha (Tony Vargas) .......................59

    Maculel ......................................................................................60 Dou boa noite ..........................................................................60 Minaora sou de angola ...............................................................60

    3

  • Cantigas

    Abalou capoeira, abalou

    Abalou capoeira, abalou Abalou, deixa abalar Abalou capoeira, abalou Oi, quem quiser moa bonita Abalou capoeira, abalou Oi, v na Ilha de Mar Abalou capoeira, abalou Oi, de uma mo quebro bolacha Abalou capoeira, abalou Oi, com a outra bebo caf Abalou capoeira, abalou , em casamento eu no falei Abalou capoeira, abalou Oi, mas fica quando Deus quiser Abalou capoeira, abalou Oi, cada cavalo uma mula Abalou capoeira, abalou Oi, da donzela Teodora Abalou capoeira, abalou Oi, quem no pode com mandinga Abalou capoeira, abalou Oi, no carrega patu Abalou capoeira, abalou Mas se abalou, deixa abalar Abalou capoeira, abalou Oi, se abalou, deixa cair Abalou capoeira, abalou Oi, abalou, deixa abalar... Abalou capoeira, abalou

    Abalou capoeira, abalou.

    Abalou capoeira abalou, o abalou vem abalar. Abalou capoeira, abalou. E abalou vem abalar. Abalou capoeira, abalou. E abalou vai abalar. Abalou capoeira, abalou. E agradeo a Deus do cu. Abalou capoeira, abalou. A balou deixa abalar. Abalou capoeira, abalou.

    A benguela chamou pra jogar

    A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar, capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira Tudo comeou assim hoje eu tenho que lembrar que Maria Martinha do Bonfim, Lus Cndido Machado eram os pais de Mestre Bimba Manoel dos Reis Machado a benguela chamou pra jogar a benguela chamou pra jogar , capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira foi em 1900 que esse facto aconteceu em 23 de novembro Mestre Bimba nasceu a benguela chamou pra jogar a benguela chamou pra jogar , capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira Bimba assim dizia tocando seu berimbau sentado num velho banco ensinado a regional a benguela chamou pra jogar

    4

  • a benguela chamou pra jogar , capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira no dia de formatura era obrigatrio jogar do so bento grande ao toque de iuna a benguela no podia sujar a benguela chamou pra jogar a benguela chamou pra jogar, capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira foi no ano de 74 que a tristeza aconteceu na cidade de Goina Mestre Bimba morreu a benguela chamou pra jogar a benguela chamou pra jogar, capoeira A benguela chamou pra jogar A benguela chamou pra jogar , capoeira

    A canoa virou, marinheiro

    A canoa virou, marinheiro No fundo do mar tem dinheiro A canoa virou, marinheiro No fundo do mar tem segrdo A canoa virou, marinheiro No fundo do mar tem malcia A canoa virou, marinheiro No fundo do mar tem capoeira A canoa virou, marinheiro Mas se virou, deixa virar A canoa virou, marinheiro Oi est l, no fundo do mar A canoa virou, marinheiro

    A capoeira me ensinou o qu a vida

    A capoeira me ensinou o qu a vida e voc menina me ensinou o qu amar Na roda de Capoeira Ao som do Berimbau tocando Essa morena entrou na roda Joguei com ela e fez meu corpo arrepiar No podia imaginar Me apaixonei por essa morena que foi se em bora Para nunca mais voltar A capoeira me ensinou o qu a vida e voc menina me ensinou o qu amar Chora Capoeira chora Adeus morena voc foi se em bora Saudade fica e eu lamento E me arrependo mas no vou te perdoar O Berimbau tocou e Pandeiro respondeu E o Atabaque bateu para confirmar A capoeira me ensinou o qu a vida e voc menina me ensinou o qu amar

    Ado, Ado

    Ado, Ado Oi cad Salom, Ado? Oi cad Salom, Ado? Salom foi passear Ado, Ado Cad Salom? Ado Cad Salom?

    5

  • Ado (Salom) Foi pra Ilha de Mar Ado, Ado Mas cad Salom? Ado Mas cad Salom? Ado (Salom) Saiu foi passear Ado, Ado Oi cad Salom? Ado Oi cad Salom? Ado Salom foi mandingar Ado, Ado...

    Adeus (Boa Viagem)

    Adeus Boa viagem Adeus, adeus Boa viagem Eu vou Boa viagem Eu vou, eu vou Boa viagem Eu vou-me embora Boa viagem Eu vou agora Boa viagem Eu vou com Deus Boa viagem E com Nossa Senhora Boa viagem Chegou a hora Boa viagem

    Adeus... Boa viagem

    Ai ai ai ai

    E ai, ai, ai, ai, o So Bento me chama. Ai, ai, ai, ai, So Bento me quer. Ai, ai, ai, ai, Pra jogar capoeira Ai, ai, ai, ai, E me joga no cho Ai, ai, ai, ai, E apanha a cengonha, Ai, ai, ai, ai, E se joga no cho.

    Ai ai ai ai

    (Oi) So Bento me chama Cro: Ai ai ai ai So Bento chamou Cro: Ai ai ai ai So Bento me leva Cro: Ai ai ai ai So Bento me pega Cro: Ai ai ai ai So Bento me prende Cro: Ai ai ai ai So Bento me quer Cro: Ai ai ai ai Mas me quer, mas me quer Cro: Ai ai ai ai Senhor So Bento Cro: Ai ai ai ai

    6

  • Meu sinh me chamou Cro: Ai ai ai ai So Bento est chamando Cro: Ai ai ai ai Meu sinh est chamando Cro: Ai ai ai ai...

    Ai ai ai ai

    Ai ai ai ai So bento me chama Ai ai ai ai So bento me quer Ai ai ai ai Pra jogar capoeira Ai ai ai ai Conforme a razao

    Ai ai ai ai

    Ai ai ai ai So bento me chama Ai ai ai ai So bento chamou Ai ai ai ai Olha a cobra lhe morte Ai ai ai ai Olha a cobra mordeu Ai ai ai ai Ai ai ai ai ai Ai ai ai ai Ai ai ai ai ai

    Ai ai ai ai doutor

    Ai ai ai ai doutor General foi pro mar, eu tambm vou Ai ai ai ai doutor Na onda do mar eu tambm vou Ai ai ai ai doutor Velejando no mar eu tambm vou Ai ai ai ai doutor

    Ai ai ai ai, doutor

    Ai ai ai ai, doutor Velejando no mar eu vou, eu vou Cro: Ai ai ai ai, doutor Navegando no mar eu vou, eu vou Cro: Ai ai ai ai, doutor General foi pro mar, eu tambm vou Cro: Ai ai ai ai, doutor Nas ondas do mar eu vou, eu vou Cro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Cro: Ai ai ai ai, doutor...

    A, ai, ai, ai, Doutor

    Ai, ai, ai, ai, doutor, Velejando no mar eu vou, eu vou Ai, ai, ai, ai, doutor, Navegando no mar eu vou eu vou, Ai, ai, ai, ai, doutor, Berimbau t tocando, E a roda formando, Eu sou capoeira, Me chama que eu vou

    7

  • Ai, ai, ai, ai, doutor, Velejando no mar eu vou, eu vou Ai, ai, ai, ai, doutor, Navegando no mar eu vou eu vou,

    Ai, ai, aid

    ai, ai, aid, aid, aid, aid. Ai, ai, aid. aid, aid, aid Ai, ai, aid. aid, cad voc. Ai, ai, aid. Joga bonito que eu quero aprender.

    Ai ai, aid

    Ai ai, aid (Olha) Joga bonito que eu quero ver Cro: Ai ai, aid (Oia) Jogo uma coisa que eu quero aprender Cro: Ai ai, aid Aid, aid, aid, aid Cro: Ai ai, aid Joga menino que eu quero aprender Cro: Ai ai, aid Joga pra mim que eu jogo pra voc Cro: Ai ai, aid era eu, era voc Cro: Ai ai, aid Joga bonito que o bom voc Cro: Ai ai, aid Joga certinho pra mim aprender Cro: Ai ai, aid Joga pra l que eu no quero apanhar Cro: Ai ai, aid

    Jogar capoeira bonito pra ver Cro: Ai ai, aid Capoeira malcia, mandinga, prazer Cro: Ai ai, aid Como vai, como passou, como vai vosmec? Cro: Ai ai, aid Eu venci a batalha de Camuger Cro: Ai ai, aid era eu, era meu mano Cro: Ai ai, aid Aid aid, cad voc Cro: Ai ai, aid...

    Ai que saudade do calor do meu serto

    Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao O canto do boiadeiro faz a boiada chorar O canto do capoeira faz a gente arrepiar Na roda de capoeira e sob o claro do luar Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao As moas da minha terra usam vestida de chita No cabelo um coc laado por uma fita se arrumando e se perfumando para poder ir na missa Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao Se a saudade queimar o peito como Sol queima o serto Um dia eu sei que volto pra alegrar meu corao Tocando berimbau e cantando essa cano

    8

  • Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao Ai que saudade do calor do meu serto Onde o sol brilha mais forte queimando meu corao

    Ajuda eu berimbau

    Coro: Ajuda eu berimbau Ajuda eu a cantar Ajuda eu berimbau Ajuda eu a cantar Preto velho no tempo do cativeiro Trabalhava o dia inteiro Na senzala madrug Numa maneira De domingo no terreiro Capoeira e sua danca Ocult Negro africano Que de sangue nosso irmo Em terras brasileiras Criou a Capoeira Pra sua libertao E na provincia Quisera la acab Plantou muito broto de cana Planto e mando brot Coro: Ajuda eu berimbau Ajuda eu a cantar Ajuda eu berimbau Ajuda eu a cantar

    AL MARIA

    Vou ligar pra voc (coro) Alo, alo Maria (coro)

    Vou dizer que te amo (coro) No final do ano (coro) Eu vou pra Bahia (coro) E Maria, capoeira eu no largo no J tentei mas meu corao No vive sem ela no Tinha que perder a viso E nunca escutar ento A voz do lamento Ver um jogo de So Bento Explode meu corao Vou ligar pra voc (coro) Alo, alo Maria (coro) Vou dizer que te amo (coro) No final do ano (coro) Eu vou pra Bahia (coro) Capoeira angola, regional, samba de roda e maculele Isso t no meu sangue T perto de mim S falta voc Vou ligar pra voc, Alo, alo Maria (coro) Dizer que te amo (coro) No final do ano (coro) Eu vou pra Bahia

    A Manteiga Derramou

    Vou dizer a meu sinh Que a manteiga derramou E a manteiga no minha E a manteiga de ioi Vou dizer a meu sinh Que a manteiga derramou E a manteiga no minha E a manteiga de ioi

    9

  • Vou dizer a meu sinh Que a manteiga derramou A manteiga de ioi Caiu na gua e se molhou Vou dizer a meu sinh Que a manteiga derramou A manteiga do patro Caiu no cho e derramou Vou dizer a meu sinh Que a manteiga derramou A manteiga no minha pra filha de ioi...

    ANGOLA

    Angola -e-e, angola -a-a Meu berimbau t me chamando pra jogar. Angola -e-e, angola -a-a (coro) Meu berimbau t me chamando pra jogar.

    A Onda Rolou na Praia

    A onda rolou na praia e voltou correndo ao mar A onda rolou na praia e voltou correndo ao mar Capoeira balanou no rol voltou a jogar Capoeira balanou no rol voltou a jogar Meia-lua cortou o vento Rasteira foi l buscar Capoeira balanou no rol voltou a jogar Capoeira balanou no rol voltou a jogar

    Segura seu moo Deixa o corpo balanar no toque do berimbau Capoeira vai ter que rolar na cadncia do atabaque Quero ver nego pular Capoeira balanou no rol voltou a jogar Capoeira balanou no rol voltou a jogar

    A Palha do Coqueiro

    Vento balanou a palha do coqueiro Vento balanou a palha do coqueiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro L na praia tem coqueiro Quem plantou foi lemanj Se o coco tiver maduro O vento vai derrubar Vento balanou a palha do coqueiro Vento balanou a palha do coqueiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Coco maduro tomara que voc caia Mais no quebre a sapucaia quando o vento balanar

    10

  • Vento balanou a palha do coqueiro Vento balanou a palha do coqueiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Na praia de Amaralina Na sombra do coqueiral Tem roda de capoeira No toque do berimbau Vento balanou a palha do coqueiro Vento balanou a palha do coqueiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro Coco que tava maduro Despencou caiu primeiro

    Apanha laranja menino

    Apanha laranja menino Apanha laranja do cho Defende o seu reino szinho Com a forca do seu corao Apanha laranja menino Apanha laranja do cho Defende o seu reino szinho Com a forca do seu corao Procurei meu amigo No veio Sera que meu amigo Eu no sei

    Me pediu amizidade Eu dei Me deixou na saudade Outra vez Quem faz uma faz duas Faz tres Ouem faz quatro faz cinco Faz seis Apanha laranja menino Apanha laranja do cho Defende o seu reino szinho Com a forca do seu corao Apanha laranja menino Apanha laranja do cho Defende o seu reino szinho Com a forca do seu corao

    Apanha a laranja no cho, tico tico

    Apanha a laranja no cho, tico tico Se meu amor foi embora eu no fico Apanha a laranja no cho, tico tico Meu abada de renda, e de fita Apanha a laranja no cho, tico tico No se apanha com a mo, se apanha com bico Apanha a laranja no cho, tico tico

    Aruanda

    Aruanda Aruanda , Aruanda Aruanda camar Aruanda Aruanda , Aruanda

    11

  • Aruanda camar Vem de dentro do peito Essa chama que acende Meu corpo inteiro no pode parar Eu sou mandingueiro de l da Bahia Ax capoeira salve Abad Aruanda Aruanda , Aruanda Aruanda camar Oxal que me guie Por todo caminho No deixe na roda a f me faltar Sou vento que sopra eu sou capoeira A luta de um povo pr se libertar Aruanda Aruanda , Aruanda Aruanda camar

    Avisa meu mano

    Avisa meu mano Avisa meu mano Avisa meu mano Capoeira mandou lhe chamar Avisa meu mano Avisa meu mano

    Bahia comea com B

    Bahia comea com B (bis) Bahia termina E IA (bis) bero e mae da capoeira meu amigo era a Bahia Bahia comea com B (bis) Bahia termina E IA (bis)

    vim falar dos velhos mestres que viveram na Bahia Bahia comea com B (bis) Bahia termina E IA (bis) Bahia, eee, Bahia, aaa (bis)

    BARAUNA CAIU

    Barauna caiu, quanto mais eu Quanto mais eu, cuanto mais eu Barauna caiu, quanto mais eu Cuanto mais eu, colego velho

    Bate palma pra ele

    O menino bom Coro: Bate palma pra ele bom bom Coro: Bate palma pra ele O menino bom Coro: Bate palma pra ele bom bom Coro: Bate palma pra ele

    Beijo na Boca

    Berimbau de ouro que eu mandei buscar L na Vereda, na serra do luar L na chapada cachoeira, no serto arapu Morena case comigo Que eu nasci s pra te amar Se eu pedir voc me d morena Um beijo na boca D, me d, me d, morena

    12

  • Um beijo na boca Mas se eu pedir voc me d morena Um beijo na boca

    Berimbau, berimbau

    Da Bahia mandei vir Berimbau, berimbau Um capoeira legal Berimbau, berimbau Se voc for na Bahia Berimbau, berimbau Nosso senhor do bfim Berimbau, berimbau Me traga um berimbau maneiro Berimbau, berimbau Um viola pra mim Berimbau, berimbau

    Bom Jesus da Lapa e

    Oi bom Jesus da Lapa e oi bom Jesus da Lapa a oi bom Jesus da Lapa e oi bom Jesus da Lapa a Oi bom Jesus da Lapa e oi bom Jesus da Lapa a

    Brincadeira...

    Mas hoje dia de festa eu jurei que no vou me importar se o batuque no sai como eu gosto

    se a morena no vai me olhar hoje eu quero jogar capoeira ver mandinga pra l e pra c esse luta, essa dana guerreira faz meu corpo se arrepi brincadeira... Brincadeira, manding no molejo do corpo, mamolej.

    Caju (Vou mandar eu vou)

    Vou mandar eu vou Caju Eu mandar Boi Caju menina linda Caju Venha me buscar Caju Mas eu vou Caju Boi Caju Mandar eu vou Caju Eu mandar Boi... Caju...

    13

  • Camuger

    Dei um passeio com a filha de dona Benta Chama ela de pimenta boa de rebolar Sou capoeira tambm gosto de um esquenta E de tanto esquenta, esquenta eu tive que me casar Camuger, como t como t Camuger Como vai vos mic Camuger Eu vou bem de sade Camuger Vim aqui pra lhe ver Camuger Inheco inheco tico tico mela mela Eu passei pela capela e vi dois padres no altar Eu dei um pulo, dei dois pulos, dei trs pulos Acabei pulando o muro, no parei mais de pular Camuger Voc me disse que esse jogo brincadeira Que esse jogo besteira e qualquer um pode jogar Mas outro dia vi voc cair na asneira De entrar na roda brava e cansar de apanhar Camuger Eu vinha descendo, descendo pela ladeira Tomei um tombo de bobeira, um tombo de arrepiar Tava de branco e cho sujo de poeira Mas eu sou bom capoeira e safei sem me sujar Camuger

    Camunjer

    Como vai, como t Camunjer como vai vosmic? Camunjer Como vai de saude

    Camunjer Para mim um prazer Camunjer

    Canarinho da Alemanha

    Canarinho da Alemanha Quem matou meu curi Eu jogo capoeira Na Bahia e Macei Canarinho da Alemanha Quem matou meu curi Eu jogo capoeira Mas meu mestre melhor Canarinho da Alemanha Quem matou meu curi Quem tem f em Deus Nunca cai em boz Canarinho da Alemanha Quem matou meu curi O segredo da lua

    Capito do Mato

    Eu vou fugir eu vou capito do mato Eu vou fugir eu vou capito do mato Minhas mo to calejadas minha alma est cansada j no aguento esse lugar o Quilombo dos Palmares ajude a me curar

    14

  • Eu vou fugir eu vou capito do mato Sem mim no tinha riqueza conheci fome e tristeza e o chicote a me espancar vou pr perto de Zumbi ele est a me esperar Eu vou fugir eu vou capito do mato

    Capoeira

    Coro: Capoeira E' defesa, ataque A ginga de corpo E a malandragem So Francisco Nunes Preto velho meu av Ensinou para o meu pai Mas meu pai no me ensinou Coro: Capoeira E' defesa, ataque A ginga de corpo E a malandragem O Maculel a danca do pau A roda da Capoeira no toque do berimbau Coro: Capoeira E' defesa, ataque A ginga de corpo E a malandragem

    Eu ja tive em Moambique Eu ja tive em Guin T voltando de Angola Com o jogo de Mal Coro: Capoeira E' defesa, ataque A ginga de corpo E a malandragem Se voc quiser aprende Vai ter que praticar Mas na roda de Capoeira E' gostoso de jogar Coro: Capoeira E' defesa, ataque A ginga de corpo E a malandragem

    Capoeira De So Salvador

    O, meu mano. O que foi que tu viu l Eu vi capoeira matando Ora meu deus, Tambm vi maculel Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador Mas sou discpulo que aprendo E mestre que d lio Na roda de capoeira Nunca dei meu golpe em vo jogo praticado na terra de So Salvador

    15

  • Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador Manuel dos Reis Machado Ele fenomenal Ele o Mestre Bimba Criador da Regional jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador Ei capoeira luta nossa Da era colonial E nasceu foi na Bahia a Angola e Regional jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador No dia que eu amanheo Danado da minha vida Planto cana descascada Com seis dias t nascida jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador jogo de liberdade Jogo de libertao Praticado na Senzala No tempo da escravido jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador Jogo de muita mandinga Do escravo sofredor Que queria se livrar Do chicote do feitor jogo praticado na terra de So Salvador Capoeira! jogo praticado na terra de So Salvador

    Capoeira da nossa cor.

    Au , au , au . E l l l l l l l l o Au , au , au . E l l l l l l l l o cultura da raa brasileira, Capoeira, da nossa cor. Berimbau da nossa cor. Atabaque da nossa cor.

    Capoeira me chama d licena meu Senhor

    I a , I, Capoeira me chama, d licena meu Senhor I a , I, Capoeira me chama d licena meu Senhor Capoeira me chama E eu vou atender Entro na roda sem medo Com malcia e segredo Pronto pra me defender I a , I, Capoeira me chama d licena meu Senhor Com um pouco de molejo Vou de encontro ao berimbau Quem no canta bate palma Cabaa, arame, e um pedao de pau

    Capoeira na beira do mar

    Foi no samba de roda, que eu vi minha nega chorar

    16

  • Perguntei, o que foi minha preta Agora voc vai me falar E ela com muita emoo chegou bem pertinho para me falar Hoje sonhei com capoeira Jogada bonita na beira do mar Sonhei.eu fui sonhar Capoeira na beira do mar* Joguei eu fui jogar Capoeira na beira do mar* O balano de coco na beira do mar (bis) Se o coqueiro e a baiana balanar (bis) E la vou eu,la vou eu e La vou eu Vou com as ondas do mar (bis) Vou jogar capoeira na beira do mar(bis) O coqueiro e a baiana balanar (bis)

    Capoeira pr estrangeiro

    Capoeira pr estrangeiro, meu irmo, mato Capoeira brasileira, meu compadre, de mat Capoeira pr estrangeiro, meu irmo, mato Capoeira brasileira, meu compadre, de mat Berimbau t chamando a roda formando Vai se benzendo pr entrar O So Bento de Angola, So Bento Pequeno, Cavalaria, Ina A mandinga do jogo O molejo da esquiva pr no cochilar Capoeira ligeira

    Ela brasileira Ela de mat Capoeira pr estrangeiro, meu irmo, mato Capoeira brasileira, meu compadre, de mat Olha o rabo de arraia Olha a a ponteira E a meia lua pr matar O mortal e o a O macaco e a rasteira E o arasto pr derrubar Galopante faceiro Vai se preparando pra voar Capoeira pr estrangeiro, meu irmo, mato Capoeira brasileira, meu compadre, de mat Olha o rabo de arraia Olha a a ponteira...

    Chico

    Chico Parau Raura, Chico Parau Rau Chico Parau Raura Rr Raura ura ura u Chico Parau Raura, Chico Parau Rau Chico Parau Raura Rr Raura ura ura u Prepare o corpo que o chico chegou Nego velho e tm histrias pra contar Chico eu quero ver jogar Eu quero ver jogar Angola en Regional Chico Parau Raura, Chico Parau Rau Chico Parau Raura Rr Raura ura ura u Mandinga disfarada em dana A dana da Carnavial Chico eu quero ver jogar

    17

  • Eu quero ver jogar Angola en Regional

    Chora capoeira.

    Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. O Mestre Bimba foi se embora, Por favor tire o chapu, Mas no vai chorar agora, Mestre Bimba foi pro cu. Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. O Mestre Bimba foi se embora, Mas deixou jogo bonito, Deve estar jogando agora, Numa roda no infinito. Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. O Mestre Bimba foi se embora, No tem virtude, nem mistrio, Berimbau tocou sereno, Na porta do cemitrio. Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora.

    Mestres de capoeira Existem muitos por a Mas igual ao Mestre Bimba Nunca mais vai existir Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. Mestre Bimba foi-se embora Para nunca mais voltar Disse adeus capoeira E foi pro cu descansar Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. Ateno capoeirista Por favor tire o chapu E Mestre Bimba est jogando Numa roda l no cu Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. No dia de sua morte Berimbau silenciou Sete dias de luto Toda Bahia ficou Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira Mestre Bimba foi se embora. O chora. Chora capoeira, Capoeira chora, O chora capoeira

    18

  • Mestre Bimba foi se embora.

    Chora Maria chora

    E Maria tava chorando porque seu amor foi embora Ele foi, Foi l pr beira do cais Jog Capoeira de Angola Coro: Chora Maria chora Chora Maria seu bem foi embora Coro: Chora Maria chora Oi pr beira do cais jogador de Angola Coro: Chora Maria chora Chora Maria porque a roda demora Coro: Chora Maria chora A roda s para no romper da aurora Coro: Chora Maria chora Chora Maria, Maria agora Coro: Chora Maria chora Quem mandou tu querer Capoeira de Angola Coro: Chora Maria chora

    Chora viola

    E chora viola, chora, Chora viola. Chora Chora viola. Chora Chora viola. Chora Chora viola. Chora Chora viola. Chora

    chu chu chu chu

    Eu pisei na folha seca De fazer chu chu Coro: chu chu chu chu Eu vim fazer chu chu Coro: chu chu chu chu Eu vim fazer chu chu Coro: chu chu chu chu

    Cobra Malvada

    Queria ir, Mas agora no vou mais, Queria ir, Mas agora no vou mais, No caminho apareceu, Duas cobras de Corais. Essa cobra me morde Sinho So Bento Ela vai me morder Sinho So Bento Ela venenosa Sinho So Bento Ela perigosa Sinho So Bento Ela vai me pegar Olhe que cobra malvada Olhe o veneno da cobra A cobra danada Ela vai te matar.

    Cochilou jacar te abraou.

    Voc quis entrar no rio, Mas o rio fundo e no d p,

    19

  • Seu moo toma cuidado, Com o bote do jacar. O cochilou, cochilou, Cochilou, jacar te abraou Cochilou, cochilou Na beirada do rio o bicho te pegou Cochilou, cochilou Quem mandou cochilar, jacar te abraou Cochilou, cochilou Na beirada do rio o bicho te pegou Voc quis entrar no rio, Mas o rio fundo e no d p, Seu moo toma cuidado, Com o bote do jacar. O cochilou, cochilou, Cochilou, jacar te abraou Cochilou, cochilou Na beirada do rio o bicho te pegou Cochilou, cochilou Quem mandou cochilar, jacar te abraou Cochilou, cochilou Na beirada do rio o bicho te pegou

    Corta cana

    Trabalha negro escravo, corta cana no canavial. O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial Eu tive pai, eu tive me eu tive filha, mas perdi toda a famlia, a liberdade e o amor, E hoje em dia eu s tenho dor e calo, trabalhando no embalo, do chicote do feitor. O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial

    Eu j fui Rei, a minha mulher foi Rainha, pela mata eu ia em dia, livre como animal, Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado, trabalhando acorrentado, preso no canavial O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial A alma negra nunca foi escravizada, correu menina levada, brincado no cu de l, Roubaram o Sol, roubaram a noite e meu dia, s no roubaram a poesia que eu trago no meu cantar. O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial Eu sou guerreiro tenho f e tenho crena, porque me firmo na beno, que ganhei do orixs, Sou cana forte, sou memb cana caiana, minha doura de cana, ruim de me derrubar O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial

    Cruz-Credo, Ave Maria

    Cruz-Credo, Ave Maria Quanto mais eu cantava Ningum respondia Cruz-Credo, Ave Maria Essa roda de mudo e eu no sabia Cruz-Credo, Ave Maria Quanto mais eu rezava Assombrao aparecia Cruz-Credo, Ave Maria Eu rezava de noite Erezava de dia Cruz-Credo, Ave Maria Eu rezava e gritava E ningum respondia

    20

  • Cruz-Credo, Ave Maria

    Cuidado moo

    Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Pela rama que da a arvore Sei da fruta que ela da Essa fruta tem caroo Ela pode lhe engasgar Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Mais vale nossa amizade Que dinheiro no meu bolso Para quem sabe viver Essa vida um colosso Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Ando com o corpo fechado E um rosario no pescoo Fui criado la na roa Tomando agua de poo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo

    Que essa fruta tem caroo Voc jogava muito No tempo que era moo J t ficando velho Olha as rugas no seu rosto Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cachorro que esperto Come a carne e roi o osso A mulher quando no presta Mata o cabra de desgosto Cuidado moo Que essa fruta tem caroo Cuidado moo Que essa fruta tem caroo

    Curva de Rio

    Curva de rio Ponta de areia Andei pela praia no rastro da sereia Pr jogar Capoeira, tem idade no senhor Gordo, velho, magro, moo, tem que ser improvisador Berimbau comanda o jogo, com pandeiro e agog O atabaque no sentido que esse jogo me provoca Macio feito uma mola, Capoeira de valor Pe mandinga nesse jogo, berimbau j reclamou A ona turrou na mata, boi malhado assustou No galho da seringueira, macaco j pulou Na beira do rio eu vi sucuri laar um boi

    21

  • no meio da guas eu vi a sereia cantar Do outro lado eu vi um Mutum a voar

    D d d no negro

    No negro voc no d Coro: D d d no negro Mas se der vai apanhar Coro: D d d no negro No negro voc no d Coro: D d d no negro Jogue o negro para cima Coro: D d d no negro Deixa o negro vadiar Coro: D d d no negro No negro voc no d Coro: D d d no negro

    Devagar, devagar

    Devagar, devagar Devagar, devagarinho Cro: Devagar, devagar Cuidado com o seu pezinho Cro: Devagar, devagar Capoeira de Angola devagar Cro: Devagar, devagar Esse jogo devagar Cro: Devagar, devagar Eu falei devagar, devagarinho Cro: Devagar, devagar Esse jogo bonito devagar Cro: Devagar, devagar Falei devagar, falei devagar Cro: Devagar, devagar...

    Dim, dim, dim, l vai Viola

    Dim, dim, dim, l vai viola, Segura esse nego no jogo de angola, Dim, dim, dim, l vai viola E viola meu bem viola Dim, dim, dim, l vai viola, Segura menino esse corpo de mola

    Dona Maria como vai voc?

    Vai voc, vai voc Cro: Dona Maria como vai voc? Mas como passou, como vai voc? Cro: Dona Maria como vai voc? Joga bonito que eu quero aprender Cro: Dona Maria como vai voc? Quero aprender a jogar com voc Cro: Dona Maria como vai voc? Faa jogo de baixo que eu quero ver Cro: Dona Maria como vai voc? Como vai voc, como vai voc? Cro: Dona Maria como vai voc? Joga bonito que o mestre quer ver Cro: Dona Maria como vai voc? Capoeira no karat Cro: Dona Maria como vai voc? Joga bonito pra mim aprender Cro: Dona Maria como vai voc? como vai, como passou Cro: Dona Maria como vai voc?...

    Dona maria do camboat

    Dona maria do camboat ela chega na venda ela manda botar

    22

  • dona maria do camboat (coro) ela chega na venda ela manda botar dona maria do camboat (coro) ela chama o menino e manda comprar dona maria do camboat (coro) se no tem, se no acha ela manda trocar dona maria do camboat (coro) do camboat, do camboat dona maria do camboat (coro) volta na venda pra reclamar dona maria do camboat (coro) ela chega na venda e comea a gritar dona maria do camboat (coro) ela chega na venda e comea a gingar dona maria do camboat (coro) ela chega na venda e d salto mortal dona maria do camboat (coro) do camboat, do camboat dona maria do camboat (coro)

    Dona Maria do Camboat

    Coro: Dona Maria do Camboat Ela chega na venda, ela manda bot Coro: Dona Maria do Camboat Ela chega na venda e d sarto mortal Coro: Dona Maria do Camboat Ela chega na venda e comea a gingar Coro: Dona Maria do Camboat

    com o p que se bate

    Quem nunca jogou capoeira, Ainda no sabe o que bom, cultura brasileira, Ensina o Folclore,

    E luta da gente, Quando se escuta o pandeiro, Rimando com o atabaque, O berimbau vem dizendo, No com a mo, com o p que se bate No com a mo com o p que se bate No com a mo com o p que se bate No com a mo com o p que se bate No com a mo com o p que se bate

    E' de manh, Idalina t me chamando

    Idalina tem o costume De chamar e vai andando Coro: E' de manh, Idalina t me chamando O Idalina meu amor Idalina t me esperando Coro: E' de manh, Idalina t me chamando De mandar e se vai andando Coro: E' de manh, Idalina t me chamando Idalina tem o costume Danado de falar de homem Coro: E' de manh, Idalina t me chamando Idalina meu amor Idalina t me esperando Coro: E' de manh, Idalina t me chamando

    Dona Alice, no me pegue no

    Dona Alice, no me pegue no No me pegue, no me agarre

    23

  • No me pegue no Dona Alice, no me pegue no No me pegue, no me pegue No me pegue no Dona Alice, no me pegue no No me pegue, no me pegue Me deixe de mo Dona Alice, no me pegue no No me pegue, no me abrace Que eu no gosto no Dona Alice, no me pegue no No me pegue ou s me pegue No meu corao Dona Alice, no me pegue no...

    legal, legal

    legal, legal Jogar capoeira um negcio legal Cro: legal, legal Oi tocar berimbau um negcio legal Cro: legal, legal Tocar o pandeiro um negcio legal Cro: legal, legal O som da Bahia um negcio legal Cro: legal, legal Jogar capoeira e tocar berimbau Cro: legal, legal Oi tocar atabaque um negcio legal Cro: legal, legal Pernas pro Ar um grupo legal Cro: legal, legal...

    Paran

    , Paran

    Paran, Paran , Paran Cro: , Paran Eu no vou na sua casa, Paran Cro: , Paran Pra voc no ir na minha, Paran Cro: , Paran Porque voc tem boca grande, Paran Cro: , Paran Vai comer minha galinha, Paran Cro: , Paran Puxa, puxa, leva, leva, Paran Cro: , Paran Paran est me chamando, Paran Cro: , Paran Me chamando pra jogar, Paran Cro: , Paran Minha me est me chamando, Paran Cro: , Paran V que vida de moleque, Paran Cro: , Paran...

    Paran.

    Paran, e Paran, Terra da boa madeira, Paran Paran, e Paran, Eu vim aqui aqui no vou voltar, Paran Paran, e Paran, Eu quero ver voc jogar, Paran. Paran, e Paran, Eu quero ver voc cantar,Paran. Paran, e Paran, Eu vim aqui aqui no vou voltar, Paran Paran, e Paran, Paran, Paranau, Paran. Paran, e Paran,

    24

  • Era , era, era, eu sou mais a capoeira

    Era, era, era, eu sou mais a capoeira. Era, era, era. Ai essa luta brasileira Era, era, era. Mas eu sou mais acapoeira Era, era, era. Mas essa luta brasileira. Era, era, era

    Eu Aprendi Capoeira La Na Rampa E No Cais Da Bahia

    Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia (chorus) Vim da ilha de mar na saveiro do mestre Joo Fui morar la na preguia me criei na conceio Eu descia o pelourinho eu subia a gamaleira Eu passava o dia inteiro na roda de capoeira Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia (chorus) Camafeu e pastinha jogava Valdemar jogava com seu Zacharias Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia (chorus) O gringo filmava me fotografava eu pouco ligava tambm no sabia

    Que minha foto ia sair no jornal Na Russia na Frana e at na Hungria Capoeira uma arte, capoeira uma luta capoeira um bal mais lindo da minha Bahia Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia Eu aprendi capoeira La na rampa e no cais da Bahia (chorus)

    Eu sou Angoleiro

    Eu sou angoleiro, e angoleiro o que eu sou Eu sou angoleiro Eu vim de Salvador. Eu sou angoleiro E angoleiro o que eu sou. Eu sou angoleiro Eu vim l de Salvador. Eu sou angoleiro E angoleiro, Angola.

    Eu sou angoleiro

    Eu sou angoleiro Angoleiro que eu sou Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro jogador Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro na Bahia Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro de valor Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro sim sinh Cro: Eu sou angoleiro

    25

  • Angoleiro de Angola Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro, sou angoleiro Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro, jogo Angola Cro: Eu sou angoleiro Em Angola fiz meu nome Cro: Eu sou angoleiro Meu pai angoleiro Cro: Eu sou angoleiro Angola jogo maneiro Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro meu nome Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro imperador Cro: Eu sou angoleiro Angoleiro do Brasil Cro: Eu sou angoleiro...

    Eu vi a Cutia com coco no dente

    Eu vi a Cutia com coco no dente, com coco no dente com coco no dente. Eu vi a Cutia com coco no dente, Comendo farinha, olhando pra gente. Eu vi a Cutia com coco no dente, com coco no dente com coco no dente. Eu vi a Cutia com coco no dente, Comendo farinha, olhando pra gente. Eu vi a Cutia com coco no dente, com coco no dente com coco no dente. Eu vi a Cutia com coco no dente,

    Faca de Ponta

    Faca de ponta quer lhe furar

    Cuidado moo que o negro quer lhe pegar Faca de ponta quer lhe furar Cuidado moo que o negro quer lhe pegar Esse negro mandingueiro t lhe armando uma emboscada Espera voc passar sozinho pela estrada Escondido numa moita Com sua faca amolada Faca de ponta quer lhe furar Cuidado moo que o negro quer lhe pegar No toque do berimbau o jogo alei do co o negro levou rasteira na roda caiu no cho Agora jura vingana Com sua faca na mo Faca de ponta quer lhe furar Cuidado moo que o negro quer lhe pegar Berimbau tocou So Bento Hoje o jogo pra valer Se voc no der no negro Ele vai dar em voc Faca de ponta quer lhe furar Cuidado moo que o negro quer lhe pegar Mas voc capoeira E tem que usar mandinga No molejo da esquiva Pra que a faca no te atinja Faca de ponta quer lhe furar Cuidado moo que o negro quer lhe pegar

    Festa da Penha

    Quatro domingos de outubro Quatro domingos de outubro tem festa da padroeira tem camel vendendo argola

    26

  • tem beata rezadeira e no meio da pracinha tem roda de capoeira pau pau, madeira pra lenha so quatro domingos de roda da Penha pau pau, madeira pra lenha vem chegando a roda da Penha pau pau, madeira pra lenha quando chega o ms de outubro voc tem que preparar reza pro santo, acende vela pra pode ir l jogar pau pau, madeira pra lenha vem chegando a roda da Penha pau pau, madeira pra lenha vem gente pagar promessa vem gente pr passear eu que sou capoerista vou pra roda jogar pau pau, madeira pra lenha quatro domingos de roda na Penha pau pau, madeira pra lenha

    Gamelera no cho

    Bentivi jogou Coro: Gamelera no cho Bentivi jogou Coro: Gamelera no cho Jogo que eu vi Coro: Gamelera no cho Jogo jogou Coro: Gamelera no cho

    Gunga meu

    Gunga meu gunga meu gunga meu meu, meu, meu Gunga meu gunga meu

    IAIAIOIO

    Quando o meu mestre se foi Toda a Bahia chorou Iaia ioio Iaia ioio iaia ioio (coro) Oi menino comigo aprendeu (2x) Aprendeu a jogar capoeira aprendeu Quem me ensinou j morreu (2x) O seu nome esta gravado Na terra onde ele nasceu Salve o mestre Bimba A Bahia de Mar Salve o mestre que me ensinou A mandinga de bater com o p Iaia ioio Iaia ioio iaia ioio (coro) Mandingueiro Venho de Mal Bolncia Era ligeiro o meu mestre Que jogava conforme a cadncia No bater do berimbau Salve o mestre Bimba Criador da regional Salve o mestre Bimba Iaia ioio Iaia ioio iaia ioio (coro) Aprendeu meia-lua aprendeu

    27

  • Oi martelo, rabo-de-arraia Jogava no p da ladeira Muitas vezes na beira da praia Salve So Salvador A Bahia de Mar Salve o mestre que me ensinou A mandinga de bater com o p Iaia ioio Iaia ioio iaia ioio (coro) Quando meu mestre se foi Toda a Bahia chorou Iaia ioio Iaia ioio iaia ioio (coro)

    I na hora (Maculel)

    I na hora i na hora a i na hora eu sou de angola i na hora i na hora a i na hora eu sou de angola i na hora i na hora a i na hora da licena pra eu passar i na hora i na hora a i na hora eu sou de angola

    Isso coisa da gente

    Se voc faz um jogo ligeiro d um pulo pra l e pra c no se julgue to bom capoeira Que a capoeira no to vulgar para ser um bom capoeirista pra ter muita gente que lhe d valor voc tem que ter muita humildade Tocar instrumentos, ser um bom professor

    O capoeira faz chula bonita canta um lamento com muito emoo quando v seu mestre jogando Sente alegria no seu corao ele joga angola miudinho se a coisa esquenta no corre do pau Tem amigos por todos os lados um grande sorriso tambm no faz mal isso coisa da gente, ginga pra l e pra c mexe o corpo ligeiro, a mandinga no pode acabar isso coisa da gente, ginga pra l e pra c mexe o corpo ligeiro, a mandinga no pode acabar isso coisa da gente, ginga pra l e pra c

    Jogador, jogador

    Coro: Jogador, jogador Jogador de Capoeira Coro: Jogador, jogador Jogue e no faa besteira Coro: Jogador, jogador Jogador de Capoeira Coro: Jogador, jogador

    Jogar Capoeira de Angola

    Jogar Capoeira de Angola No brincadeira Menino vem ver lel Com a cabea no cho

    28

  • Vai saindo de a Completando rol Jogar Capoeira de Angola No brincadeira Menino vem ver lel Com a cabea no cho Vai saindo de a Completando rol Eu fui l no cais da Bahia Jogar Capoeira Lembrei de Pastinha de Seu Aber lel Capoeira de Angola No brincadeira menino vem ver Jogar Capoeira de Angola No brincadeira Menino vem ver lel Com a cabea no cho Vai saindo de a Completando rol Porquinho sempre falou Solte o corpo menino Deixe de falar Tem que ter sentimento Para Capoeira de Angola jogar Jogar Capoeira de Angola No brincadeira Menino vem ver lel Com a cabea no cho Vai saindo de a Completando rol Voc diz que entra na roda

    Com ginga de corpo sabe balanar Tem que ser mandingueiro Para Capoeira de Angola jogar

    Jogo da basula

    L na ilha de Luanda L na ilha de Luana Pescador ja vem do mar Vem trazendo bom pescado Graas velha que anda Iemanj, nossa rainha do mar No jogo da basula negro vai te derrubar Cuidado menino, Pescador j vem do mar No jogo da basula negro vai te derrubar Pescador tem tradio Para seu filho ensinar Vem trazendo bom pescado Para mucequa prepara No jogo da basula negro vai te derrubar Do tronco do imbondeiro Faz-se casa para morar

    Jogo de dentro, jogo de fora

    Jogo de dentro, jogo de fora

    29

  • Valha-me Deus, minha Nossa Senhora Cro: Jogo de dentro, jogo de fora Toma cuidado com o jogo de Angola Cro: Jogo de dentro, jogo de fora No tem falsidade no jogo de Angola Cro: Jogo de dentro, jogo de fora ste jogo manhoso, o jogo de Angola Cro: Jogo de dentro, jogo de fora Jogo de dentro de jogo de Angola Cro: Jogo de dentro, jogo de fora Jogo bonito pra Nossa Senhora Cro: Jogo de dentro, jogo de fora Jogo bonito quero ver agora Cro: Jogo de dentro, jogo de fora...

    L na Bahia

    L na Bahia Corre gua sem chover L na Bahia Corre gua sem chover A gua doce do coco doce Eu tambm quero beber gua do coco doce Eu tambm quero beber Na fazenda Estiva Nas terras de Jacobina Comecei a Capoeira Do famoso Mestre Bimba E foi morar l no bairro da Lapinha Conhecendo velhos mestres Valdemar e Seu Trara L na Bahia Corre gua sem chover Treinou sequncia Fez cintura desprezada

    Jogo duro esquenta banho Junto da rapaziada Depois de duro trabalho Depois de muito treinar Veio pro Rio de Janeiro L na Bahia Corre gua sem chover

    Lavadeira

    Lava, lava, lavadeira ( CORO ) A roupa do capoeira ( CORO ) Porque hoje Domingo Amanh Segunda feira Hoje a festa no Bonfim Amanh na Ribeira Oi, vai Ter roda de samba E jogo de capoeira Moleque, tome cuidado Com o tombo da ladeira Sua roupa est limpa Coitada da lavadeira Lava, lava, lavadeira ( CORO ) A roupa do capoeira ( CORO )

    La vai viola

    I l vai viola Tin , tin , tin , tin la vai viola mas que jogo bonito esse jogo de Angola Tin , tin , tin , tin la vai viola I l vai viola Tin , tin , tin , tin la vai viola Viola meu bem viola Tin , tin , tin , tin la vai viola

    30

  • Le La Lae Lae La

    Le La Lae Lae La La Lae Lae La Le Le Le Le La La Le La Lae Lae La La Lae Lae La Le Le Le Le La La Berimbau chamou pro jogo Pandeiro me respondeu O Atabaque j entrou Mestre Bimba apareceu La Lae Lae La Le La Lae Lae La La Lae Lae La Le Le Le Le La La Manoel dos Reis Machado Criador da Regional Espalhando pelo mundo Essa cultura national La Lae Lae La Le La Lae Lae La La Lae Lae La Le Le Le Le La La L no cais se batizou A Capoeira Regional Espalhando pelo mundo Essa arte marcial La Lae Lae La Le La Lae Lae La

    La Lae Lae La Le Le Le Le La La La Lae Lae La Le La Lae Lae La La Lae Lae La Le Le Le Le La La

    Le le le baiana

    A baiana me pega Me leva pro samba Eu sou do samba Eu vim samb Le le le baiana Minha baiana que deu o sinal Le le le baiana Pra' danar o carnaval Le le le baiana Tambem jogar capoiera Le le le baiana Angola e regional Le le le baiana

    Lembrana de Bimba

    Quando eu toco meu pandeiro, iai No terreiro de Jesus Quando eu toco meu pandeiro No terreiro de Jesus Eu me lembro de Mestre Bimba Ajoelhado ao p da cruz Eu me lembro de Mestre Bimba Ajoelhado ao p da cruz A capoeira De Bimba A Regional

    31

  • De Bimba So Bento Grande De Bimba Ajoelhado ao p da cruz A desprezada De Bimba Toque de Ina De Bimba A Cavalaria De Bimba Mestre Bimba foi maior h, h, h Mestre Bimba foi maior, camar h, h, h Mestre Bimba foi maior

    Leva Morena me leva

    Leva Morena me leva leva p'ro seu bangalo Leva morena me leva Que sou Capoeira ja disse que sou LEVA MORENA ME LEVA LEVA P'RO SEU BANGALO Leva morena me leva Oue hoje faz frio amanha faz calor LEVA MORENA ME LEVA LEVA P'RO SEU BANGALO Leva morena me leva Me leva p'ra baixo do seu cobertor LEVA MORENA ME LEVA LEVA P'RO SEU BANGALO Leva morena me leva Que. hoje sou pobre amanha sou doutor LEVA MORENA ME LEVA LEVA P'RO SEU BANGALO

    Minha

    Minha E madrugada eu vou pro mar Navegando pro horizonte No reino de lemanj Minha E madrugada eu vou pro mar mar cheia Tempestade sem parar Peo a Deus que me proteja Do mistrio desse mar Minha E madrugada eu vou pro mar Peo a Deus que me proteja Do mistrio desse mar O mandingueiro Que chegou de velejar Pede licena pro Mestre Reza pr seu Orix A roda j est formada O jogo vai comear Minha E madrugada eu vou pro mar Navegando pro horizonte No reino de lemanj Nome do Pai Berimbau chama pr jogar Roda pio de cabea Rasteira pr derrubar Meia-lua e cabeada Voc tem que mandingar Minha E madrugada eu vou pro mar

    32

  • Marinheiro sou

    Eu no sou daqui Coro: Marinheiro sou Eu no tenho amor Coro: Marinheiro sou Eu sou da Bahia Coro: Marinheiro sou De So Salvador Coro: Marinheiro sou O marinheiro marinheiro Coro: Marinheiro sou Quem te ensinou a nad Coro: Marinheiro sou O foi o tombo do navio Coro: Marinheiro sou O foi o balano do mar Coro: Marinheiro sou La vem la vem Coro: Marinheiro sou Ele vem faceiro Coro: Marinheiro sou Todo de branco Coro: Marinheiro sou Com seu bonezinho Coro: Marinheiro sou

    Mestre Bimba se foi

    Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi

    Est jogando angola com pastinha No berimbau com Aberre Cantando com Valdemar Ensinando a Mucung Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi Quando eu falo de Mestre Bimba Eu sinto o corpo arrepiar Vejo o dia escurecer Vejo a noite clarear Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi O nome de Mestre Bimba Pra sempre ser louvado Porque foi bom capoeirista Homem muito respeitado Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi No cantar de um pssaro Criou um jogo bem bonito Deve estar jogando agora Numa roda no infinito Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi Mestre Bimba se foi para o cu Mestre Bimba se foi

    Meu Berimbau est tocando

    Mas era de manh

    33

  • L no mercado E o tempo nublado O dia clarear Vai Berimbau tocar Vai na roda de l Oh l vai capoeira No p da ladeira E na beira do mar Coro: Meu Berimbau est tocando At o dia clarear Se no clareou, seu moo, Vai clarear

    Meu berimbau , Instrumento genial

    Meu berimbau Instrumento genial Meu berimbau Voc fenomenal! Meu berimbau Instrumento genial Meu berimbau Voc fenomenal! Berimbau, Instrumento que tem som Toca a paz e toca a guerra E tambm chula de amor Entro na roda Logo vou me encaminhando

    Com a baqueta e arruela A minha chula eu vou cantando Meu berimbau Instrumento genial Meu berimbau Voc fenomenal! Meu berimbau Instrumento genial Meu berimbau Voc fenomenal!

    Meu senhor so bento

    Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Meu senhor so bento Meu senhor so bento Esse nego danado Esse nego violento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Jararaca deu um bote Bem na perna do jumento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento J perdi uma vaquinha Agora foi meu jumento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Ainda mas eu Que s um pssimo elemento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento A mulher e a cobra

    34

  • So dois bichos peonhentos Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Abandonei a minha noiva No dia do casamento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Jararaca deu um bote Nesse nego mal elemento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Esse jogo manhoso Esse jogo violento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento Ate mesmo Jesus Cristo Teve muito sofrimento Tira a cobra do caminho Meu senhor so bento A mulher quando no presta

    Minha Bahia

    O Brasil canta minha Bahia Mais s quem sabe quem j foi l um dia Ir na Ribeira Ver regata no mar Subir a colina sagrada Pr Oxal abenoar O Brasil canta minha Bahia Mais s quem sabe quem j foi l um dia Descendo o Carmo A Ladeira do Pel Tem a Bica do Pilar Que Santo Antnio abenoou O Brasil canta minha Bahia

    Mais s quem sabe quem j foi l um dia Em Santo Amaro da Purificao Nasceu o maculel Tem Candombl pr se ver terra tradio O Brasil canta minha Bahia Mais s quem sabe quem j foi l um dia J foi seu Bimba Pastinha e Aber Valdemar do Pero Vaz Pop do Maculel O Brasil canta minha Bahia Mais s quem sabe quem j foi l um dia

    Moa Bonita

    Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola Eu vou embora, mas vou voltar quem sabe um dia agente vai poder se amar Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola O gunga marca, o mdio dobra E olha a a revirada do viola Moa bonita, V se no chora

    35

  • Eu vou embora Com meu berimbau viola O meu viola tem harmonia pro capoeira ele passa energia Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola O meu viola de biriba Foi um presente que eu ganhei de Mestre Bimba Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola Sou capoeira, sou mandigueiro Com meu viola j rodei o mundo inteiro Moa bonita, V se no chora Eu vou embora Com meu berimbau viola

    Moleque tu

    (Oi) tu que moleque Moleque tu tu que moleque Moleque tu Cala boca, moleque Moleque tu Oi que eu te bato, moleque Moleque tu Eu te pego, moleque Moleque tu

    Te castigo, moleque Moleque tu Conforme a razo Moleque tu Oi aqui t o moleque Moleque tu Quem me chamou de moleque Moleque tu Eu te derrubo, moleque Moleque tu Eu te jogo no cho Moleque tu voc que moleque Moleque tu

    Morena da cor de canela

    O morena da cor de canela, Cor da minha perdio, Se eu soubesse do perigo, Eu no lhe queira no, Fiquei esperando o vento, Voc me deu vendaval, Eu pedi chuva mida, Voc se fez temporal, Quando eu esperei silncio, Voc se fez berimbau, E me fez jogar mansinho, Adiantando pra mandinga, Me prendeu na sua teia, Me envolveu na sua ginga Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Me deixa morena maldita, me d volta a vida que voc tirou. Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Me ensina essa mandinga forte, que mudou a sorte, desse cantador.

    36

  • Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, E eu que era bom de ginga, ca na mandinga, que me enfeitiou. Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Voc sempre que vai eu deixo, me cobre de beijo, e eu fico onde estou. Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Na mo da morena faceira, o bravo capoeira, perdeu, se entregou. Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Me deixa morena, menina eu j dei minha vida pelo seu amor. Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangal, Morena maldita, me d volta a vida que voc levou.

    No me abandone, meu bem

    No me abandone, meu bem No v embora E no me troque por ningum No me abandone, meu bem No v embora E no me troque por ningum O capoeira um cabra muito forte Que no tem medo da morte E nem de se lamentar Mas quando sente o amargo da solido D uma dor no corao E uma vontade de chorar No me abandone, meu bem No v embora E no me troque por ningum Um dia desses voc disse que me amava Mas voc estava errada e machucou meu corao Agora eu vivo sozinho, desamparado

    Com meu berimbau do lado E vou cantando essa cano No me abandone, meu bem No v embora E no me troque por ningum Foi pra voc que eu fiz essa cano Pra tocar seu corao E voc no me escutou Escute agora o que eu vou lhe dizer Pois s largo a capoeira no dia em que eu morrer No me abandone, meu bem No v embora E no me troque por ningum

    Na Bahia Tem, Vou Mandar Buscar

    Nada Bahia tem Vou mandar buscar Um Berimbau de ouro E ferro de engomar Na Bahia tem, vou mandar buscar Um Berimbau de ouro E ferro de engomar Na Bahia tem petrleo Tem cacao e tem Dend Mas tambem tem Capoeira Basta tu ir l pra ver Nada Bahia tem Vou mandar buscar

    37

  • Um Berimbau de ouro E ferro de engomar

    Na vida se cai

    Na vida se cai Se leva rasteira Quem nunca caiu no capoeira Na vida se cai Se leva rasteira Quem nunca caiu no capoeira Na capoeira Eu cresci com o passado Desse tempo to ligeiro Rpido como um piscar Ontem eu era um menino iniciante Um capoeira errante Mais no parei de treinar Na vida se cai Se leva rasteira Quem nunca caiu no capoeira Eu ca sim Eu ca me levantei Tropecei ca de novo Consegui me afirmei Na vida se cai Se leva rasteira Quem nunca caiu no capoeira A vaidade ruim pro capoeira Faz ele se achar o bom No escapa da rateira

    Navio Negreiro

    Que navio esse que chegou agora

    o navio negreiro com os escravos de Angola Que navio esse que chegou agora o navio negreiro com os escravos de Angola vem gente de Cambinda Benguela e Luanda eles vinham acorrentados pra trabalhar nessas bandas Que navio esse que chegou agora o navio negreiro com os escravos de Angola aqui chegando no perderam a sua f criaram o samba a capoeira e o candombl Que navio esse que chegou agora o navio negreiro com os escravos de Angola acorrentados no poro do navio muitos morreram de banzo e de frio

    Nhem Nhem Nhem

    Eh menino chorou Nhem Nhem Nhem Eh menino chorou Nhem Nhem Nhem Porque no mamou Nhem Nhem Nhem Sua me t na feira Nhem Nhem Nhem Ela ainda, no voltou Nhem Nhem Nhem

    38

  • Cala a boca' menino Nhem Nhem Nhem Eh menino danado Nhem Nhem Nhem Eh menino malvado Nhem Nhem Nhem

    Oi sim sim sim

    Coro: Oi sim sim sim Oi no no no Mas hoje tem amanh no Mas hoje tem amanh no Coro: Oi sim sim sim Oi no no no Mas hoje tem amanh no Olha a pisada de lampio Coro: Oi sim sim sim Oi no no no Mas hoje tem amanh no Mas hoje tem amanh no Coro: Oi sim sim sim Oi no no no Olha a pisada de lampio Olha a pisada de lampio Coro: Oi sim sim sim Oi no no no Oi no no no Oi sim sim sim Coro: Oi sim sim sim Oi no no no

    , lel

    Luanda pandeiro (luanda ) , luanda par

    oi tereza canta sentada oi idalina samba de p oi l no cais da bahia na roda de capoeira no tem lel, no tem nada no tem lel, nem lal , la, lael , lel (coro) , la, lael , lel (coro)

    Olha o Nego Sinh

    Olha o Nego Sinh Olha l o ngo Olha o ngo Sinh Mas que ngo danado Olha o ngo Sinh Esse ngo e valente Olha o ngo Sinh Mas me pega esse ngo Olha o ngo Sinh Derruba no cho Olha o ngo Sinh Esse ngo e valente Olha o ngo Sinh Esse ngo o co Olha o ngo Sinh Mas castiga esse ngo Olha o ngo Sinh Conforme a razo Olha o ngo Sinh Ele capoeira Olha o ngo Sinh Ele da Bahia

    39

  • Olha o ngo Sinh Olha l o ngo Olha o ngo Sinh Olha l o nego Olha o negro sinh Mas castiga esso nego Olha o negro sinh Mas conforme a razo Olha o negro sinh Esse nego ligeiro Olha o negro sinh Esse nego limo Olha o negro sinh Esse nego safado Olha o negro sinh Esse nego co Olha o negro sinh

    O Me Da Meu Dinheiro

    O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valento me da meu dinheiro, valento, que no meu dinheiro ninguem pe a mo, etc. O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valento me da meu dinheiro, valento, que dou uma rasteira e lhe jogo no cho O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valento

    O menino

    O menino avisa a seu patro que a onca pegou o boi na descida do groto

    O menino avisa a seu patro que a onca pegou o boi na descida do groto A onca pintada valente e traicoeira pegou o boi malhado no meio da capoeira O menino avisa a seu patro que a onca pegou o boi na descida do groto patro est chorando com razo que est sentido a falta do malhado campeo O menino avisa a seu patro que a onca pegou o boi na descida do groto

    Ona Pintada

    Ona pintada Matrinx e mico estrela j descobriram o que a capoeira Oi Mestre Bimba que saiu de Salvador pr ensinar no centro-oeste capoeira aqui criou Ona pintada Matrinx e mico estrela j descobriram o que a capoeira ensinou armada meia-lua e rateira galopante e pontap e o tombo da ladeira Ona pintada Matrinx e mico estrela j descobriram o que a capoeira A capoeira no mato e nem cerrado uma luta da bailado

    40

  • uma dana guerreira Ona pintada Matrinx e mico estrela j descobriram o que a capoeira Lobo guar, jacar se entristeceu quando ouviram l na mata que seu Bimba faleceu Ona pintada Matrinx e mico estrela j descobriram o que a capoeira

    Onde vai caima

    Meu camarada venha ver A brincadeira nego planta bananeira E joga as pernas pro ar J me disseram que essa coisa brasileira que se chama capoeira E na bahia eu vou jogar Onde vai caima, caima, caima Onde vai caima Pra ilha de mar Onde vai caima Vai jogar a capoeira Onde vai caima Na lagoa do abaet Onde vai caima Vamos embora, vamos embora Onde vai caima L da ilha de mare

    O nega que vende ai?

    O nega que vede ai,

    o que vende ai, o que vende ai. O nega que vende ai. Vende farinha, olha vende ai. O nega que vende ai. Vende ai, vende ai, vende ai, vende ai. O nega que vende ai. O que vende ai, o que vende ai. O nega que vende ai. O que vende ai, o que vende ai.

    Para a roda, capoeira

    Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar. Eu no paro, eu j disse que no Eu s paro essa roda se o meste mandar (olha ) Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar. Eu no paro, eu j disse que no Eu s paro essa roda se o mestre mandar Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar. Eu jogo capoeira aqui em qualquer lugar O meu mestre foi seu Bimba, criador da regional (eu falei) Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar. Tu no me agarre, faa um jogo legal Isso no jiu-jitsu, isso aqui regional Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar. Mestre Bimba no morreu, isso muito natural, Ele t em qualquer roda, se o jogo regional Para a roda, capoeira Para, vai ter que parar.

    41

  • Parabns pra voc

    Parabns pra voc Oi nessa data querida Muitas felicidades E muitos anos de vida Parabns pra voc

    Paran

    Oi ligeiro, oi ligeiro Coro: Paran Pudim ligeiro Coro: Paran Oi ligeiro, oi ligeiro Coro: Paran A Simona ligeira, Coro: Paran Oi ligeiro, oi ligeiro Coro: Paran O Fifi ligeiro Coro: Paran Oi ligeiro, oi ligeiro Coro: Paran Eu tambem sou ligeiro Coro: Paran

    Paran

    Paran e, paran e paran Paran e, paran e paran Vou me embora pra bahia, Paran porque l o meu lugar, paran Paran e, paran e paran Vou me embora enquanto dia, paran Que de noite tenho medo, paran

    Paran e, paran e paran No cu tem tres estrelas, paran Todas tres em carrerinha, paran Paran e, paran e paran Uma minha outra sua,paran A outra vai ficar sozinha, paran Paran e, paran e paran Quem no pode no entima,paran Deixe quem pode entimar, paran Paran e, paran e paran So pedro ouviu um grito,paran E respondeu com um trovo, paran Paran e, paran e paran Minha me mulher velha,paran Fecha a casa dorme cedo, parana Paran e, paran e paran Parana parana e parana Parana parana e parana

    Paran

    Vou dizer minha mulher, Paran Capoeira me venceu, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Ela quis bater p firme, Paran Isso no aconteceu, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Oh Paranu, Paran Paranu, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Assim dera que o morro, Paran Se mudou para a cidade, Paran Coro: Paran , Paran , Paran E' batuque todo dia, Paran Mulata de qualidade, Paran Coro: Paran , Paran , Paran

    42

  • Vou mimbora pra Bahia, Paran Eu aqui no fico no, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Se no for essa semana, Paran E' a semana que vem, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Dou no escondo a ponta, Paran Ninguem sabe desatar, Paran Coro: Paran , Paran , Paran Eu sou brao de mar, Paran Mas eu sou mar sem fim, Paran Coro: Paran , Paran , Paran

    Paran

    Ave Maria meu deus, Paran Vou embora pelo mar, Paran Paran , Paran , Paran Vou dizer minha mulher, Paran Capoeira me venceu, Paran Paran , Paran , Paran Ela quis bater p firme, Paran Isso no aconteceu, Paran Paran , Paran , Paran Vou jogar enquanto cedo, Paran Que de noite eu tenho medo, Paran Paran , Paran , Paran E' batuque todo dia, Paran Mulata de qualidade, Paran Paran , Paran , Paran Dei um tiro no escuro, Paran Respondeu com o trovo, Paran Paran , Paran , Paran

    Paranau

    Paranau, Paranau, Paran Paran , Paran , Paran Vou me embora pra favela-Paran Como eu j disse que vou-Paran Paran , Paran , Paran Diz Vera que o morro-Paran Se mudou para a cidade- Paran Paran , Paran , Paran Batuque todo dia-Paran Mutata de qualidade Paran Paran , Paran , Paran Vou me embora, vou me embora- Paran Como eu j disse que vou-Paran Paran , Paran , Paran eu aqui no sou querido-Paran Na minha terra eu sou- Paran Paran , Paran , Paran cantando com alegria -Paran Mocidade estimada, Paran Paran , Paran , Paran A mulher pra ser bonita-Paran No precisa se pintar-paran Paran , Paran , Paran

    Pega esse ngo derruba no cho

    Pega esse ngo derruba no cho Esse nego valente ese ngo o co Pega esse ngo derruba no cho Esse nego valente ese ngo o co

    43

  • Pela Capoeira eu poder jogar

    Ao meu mestre muito obrigado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Pelo au, pelo "s" dobrado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Ao meu Deus muito obrigado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Pelo au, pelo "s" dobrado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Aos meus amigos muito obrigado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Pelo au, pelo "s" dobrado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Ao Mestre Bimba muito obrigado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar Pelo au, pelo "s" dobrado Coro: Pela Capoeira eu poder jogar

    Pela capoeira eu poder jogar

    Nada tenho neste mundo, ai meu Deus nada tive a vida inteira, S a emoo no peito, e o jogo da capoeira, O meu Deus muito obrigado pela capoeira eu poder jogar, Oxal seja louvado, Pela capoeira eu poder jogar. Hoje est longe o passado Pela capoeira eu poder jogar. O meu mestre respeitado Pela capoeira eu poder jogar. Olha meu Deus muito obrigado Pela capoeira eu poder jogar. Pelo a e "S" dobrado Pela capoeira eu poder jogar. O meu mestre respeitado

    Pelo sinal

    Marimbondo marimbondo Coro: Pelo sinal Marimbondo me mordeu Coro: Pelo sinal Oi me mordeu foi no umbigo Coro: Pelo sinal Mas se fosse mais pr baixo Coro: Pelo sinal O mundo estava perdido Coro: Pelo sinal Marimbondo que danado Coro: Pelo sinal Marimbondo venenoso Coro: Pelo sinal

    Perer Perer Perer

    Foi meu avo que me disse Que foi na Bahia ele viu na ribeira O moleque de uma perna s Que gingava pulava e dava rasteira Cabeada, rabo de arraia, martelo cruzado No era brincadeira Foi ai que eu acreditei Ele viu foi Saci jogando Capoeira Coro: Perer Perer Perer Moleque Saci no era brincadeira Coro: Perer Perer Perer Meu avo que me disse ele no diz besteira Coro: Perer Perer Perer O Berimbau

    44

  • Pisa no massap escorrega

    Quem no sabe andar Pisa no massap escorrega Pisa no massap escorrega Pisa no massap escorrega Quem no sabe andar Pisa no massap escorrega

    Pe no cho

    Pe no cho Que eu quero ver caboclo Pe no cho Que eu quero ver sinh Pe no cho Que eu quero ver caboclo Pe no cho Que eu quero ver sinh O cabra t assustado T com medo de apanhar T se escondendo na roda Mais no vai me escapar Pe no cho Que eu quero ver caboclo Pe no cho Que eu quero ver sinh O caboclo j fez sua jura Partiu pro jogo de corpo fechado No pescoo tinha um patu E pediu foras para Oxal Pe no cho Que eu quero ver caboclo Pe no cho Que eu quero ver sinh Oi me d foras pra jogar capoeira Oi me d foras pra tocar o berimbau

    O desafio j est lanado Faca de ponta vai lhe furar

    Pra lutar

    Capoeira veio aqui Dos quilombos de Zumbi Como angola ela chegou E aqui luta virou Nego fugia da senzala Perseguido de todo alarido Coro: Pra lutar Olha a armada, meia lua e cabeada A rasteira e a queixada Coro: Pra matar Capoeira dizia, Capoeira fazia Liberdade pro negro, liberdade pra vida Capoeira hoje em dia, Brasil e alegria Vem pra roda vamos jogar Coro: Oooooo, Capoeira, Capoeira Coro: Oooooo ... Coro: Oooooo ...

    Quem voc

    Quem voc, oh que vem de l ? Quem voc, oh que vem de l ? Eu me chamo Capoeira, vou me apresentar Eu me chamo Capoeira, vou me apresentar Do meu Berimbau, eu vou falar Do meu Berimbau, eu vou falar O arame, a moeda, a cabaa um pedao de pau, meu berimbau tocava assim Oi dim dim dim dim dim dim meu berimbau tocava assim Oi dim dim dim dim dim dim

    45

  • Quem manda no mundo Deus

    Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus No sou eu Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus Quem manda no mundo Deus

    Quem vem l - sou eu

    Quem vem l - sou eu, quem vem l - sou eu Berimbau bateu, capoeira sou eu. Quem vem l sou eu, quem vem l sou eu Berimbau bateu, capoeira sou eu. Eu venho de longe venho de Itabuna Jogo capoeira, meu nome Suassuna. Quem vem l sou eu, quem vem l sou eu Berimbau bateu, capoeira sou eu. L vem a cavalara da princesa Teodora Cada cavalo uma cela, cada cela uma senhora Quem vem l sou eu, quem vem l sou eu Berimbau bateu, capoeira sou eu. Sou eu, sou eu Quem vem l? Mas sou eu brevenuto Quem vem l? Venho montando a cavalo Quem vem l? Venho fumando charuto

    Quem vem l? Mas sou eu, sou eu, ...

    Rio de Janeiro

    Rio de Janeiro Rio de Janeiro nessa terra capoeira tem roda o ano inteiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro quem no sai da academia no conhece o mandingueiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro pra melhorar a viso do capoeira voc tem que correr roda no pode marcar bobeira toque de angola, bengula, Santa Maria Jogue embaixo, Jogue em cima So Bento, Cavalaria Rio de Janeiro Rio de Janeiro Reza So Sebastio que o seu padroeiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro nessa terra capoeira tem roda o ano inteiro roda da Penha, Caxias e Cordavil tem na Barra da Tijuca e o Quilombo em Acari na Carioca, na Glria e na Central Maca, Rocha Miranda, no Leblon e Marechal Rio de Janeiro Rio de Janeiro

    46

  • de janeiro janeiro tem roda o ano inteiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro quem no sai da academia no conhece o mandingueiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro pra terminar lhe digo dessa maneira rode mais na capoeira seja angola ou regional sangue na veia bata o p com alarido por favor puxe um corrido no toque do berimbau Rio de Janeiro Rio de Janeiro reza So Sebastio que o seu santo padroeiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro quem no sai da academia no conhece mandingueiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro tem roda na Cinelndia no ms de fevereiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro

    Roda boa, roda boa.

    Roda boa, roda boa, L no Kino a roda boa. Roda boa, roda boa, E em So Paulo a roda boa. Roda boa, roda boa,

    Em So Paulo da garoa. Roda boa, roda boa, No Brasil a roda boa Roda boa, roda boa,

    Saia do mar marinheiro

    Saia do mar, saia do mar marinheiro Saia do mar, saia do mar marinheiro Saia do mar marinheiro, Venha pra c marinheiro Saia do mar, saia do mar marinheiro Eu foi le saia do mar marinheiro, Venva dia marinheiro Saia do mar, saia do mar marinheiro Oh, saia do mar marinheiro, Venha pra c marinheiro Saia do mar, saia do mar marinheiro Saia do mar marinheiro, Venha pra c istrange Saia do mar, saia do mar marinheiro Saia do mar marinheiro, Saia do mar marinheiro Saia do mar, saia do mar marinheiro

    Sai sai Catarina

    Sai, sai, catarina, sai do mar venha ver idalina sai, sai,catarina (coro) saia do mar venha ver, venha ver sai, sai, catarina (coro) oi catarina, venha ver sai, sai, catarina (coro) sai do mar, venha ver, venha ver sai, sai, catarina (coro)

    47

  • saia do mar, idalina vem ver sai, sai, catarina (coro) venha ver, venha ver, venha ver, venha ver sai, sai, catarina (coro)

    Santa Barbara de Relampue

    O Santa Barbara de Relampu, O Santa Barbara de Relampua. O Santa Barbara de Relampu, O Santa Barbara de Relampua. E Relampue, de Relampu. O Santa Barbara de Relampu, O Santa Barbara de Relampua. De Relampue de Relampu. O Santa Barbara de Relampu, O Santa Barbara de Relampua. E Relampue, de Relampu. O Santa Barbara de Relampu, O Santa Barbara de Relampua. De Relampue de Relampu.

    So Bento

    Minha f em Deus grande Minha f em Deus grande grande como o universo Na roda da Capoeira, A proteco a Deus eu peo. Na corda do Berimbau, O meu nome eu vou falar. Eu me chamo o passado Do futuro bem presente Viva a Deus l nas alturas Deu Capoeira p'ra gente, camara

    Ie...Viva meu Deus I...Viva meu Deus, camara Ie...Viva meu Mestre I...Viva meu Mestre, camara Ie...Quem me ensinou I...Quem me ensinou, camara Ie...A capoeira I...A capoeira, camara

    So Bento proteja a capoeira e a mim

    So Bento proteja a capoeira e a mim So Bento proteja a capoeira e a mim So Bento proteja o berimbau So Bento proteja a armada So Bento proteja a iuna e a mim So Bento proteja So Bento proteja a capoeira e a mim So Bento proteja Peixe So Bento proteja o Lobo So Bento proteja essa roda e a mim

    Segura i i

    Andorinha vou Capoeira, Capoeira Vou dizer pro meu amor Seu mergulho ligeiro Seu bote certeiro Martin Pescador Capoeira ligeiro menino L de So Salvador Foi festa da ribeira De armada e rasteira Eu sou bom jogador Coro: Segura i i Segura ioi

    48

  • Capoeira ligeira de So Salvador Coro: Segura i i Segura ioi

    Serra pau, serra madeira

    Coro: Serra pau, serra madeira Turma da Muzenza no brincadeira Coro: Serra pau, serra madeira A turma do Bimba no brincadeira Coro: Serra pau, serra madeira

    sinh so bento

    e a cobra me morde sinh so bento (coro) a cobra me morde sinh so bento (coro) mas que cobra danada sinh so bento (coro) ela venenosa sinh so bento (coro) a cobra me morde sinh so bento (coro) oi, cuidado com a cobra sinh so bento (coro) essa cobra valente sinh so bento (coro) bota veneno na gente sinh so bento (coro) oi que cobra malvada sinh so bento (coro) esta cobra danada sinh so bento (coro) oi, cuidado com ela sinh so bento (coro)

    te morde na canela sinh so bento (coro)

    Solta a mandinga .

    Solta a mandinga , Solta a manding, Solta a mandinga Capoeira, Solta a Manding. Solta a mandinga , Solta a manding, Solta a mandinga Valdemar, Solta a Manding. Solta a mandinga , Solta a manding, Solta a mandinga Canjiquinha, Solta a Manding. Solta a mandinga , Solta a manding,

    Tabaru que vem do serto

    Tabaru que vem do serto Vendo quiabo, maxixe e limo ele vende quiabo, maxixe e limo coro: Tabaru que vem do serto

    Tim, tim tim Aruand

    Tim tim tim Aruand Aruanda, Aruanda, aruand Tim tim tim Aruand Aruanda, Aruanda, aruand

    49

  • Tocador de berimbau

    Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau Com S de saudade Com C de corao Lembrei de Mestre Bimba E fiz essa cano Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau Com R de rasteira Com A de ateno Menino nesta arte Mestre Bimba deu lio Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau Com L Luanda Com S de Salvador No jogo da capoeira O "Seu Bimba" foi dotor Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau

    Com B escreve Bahia Com B de Berimbau Tambm se escreve Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Criador da regional Bimba, Bimba, Bimba Tocador de berimbau

    Topei quero ver cair

    Topei quero ver cair Topei quero ver cair Oh ah oh ah ei Machado cego no corta Madeira de jatal Oh ah oh ah ei Assum preto no aoite Pardal no bemtevi Mais o faco bateu em baixo A bananeira caiu Mais o faco bateu em baixo A bananeira caiu Mais o faco bateu em baixo Oh ah oh ah ei

    50

  • Valha-me Deus, Senhor So Bento

    Valha-me Deus, Senhor So Bento Eu vou jogar meu Barravento Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) Eu vou jogar meu Barravento Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) , Buraco vio tem cobra dentro Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) , Quando v cobra assanhada Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) No pe o p na rodilha Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) A cobra assanhada morde Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro) Eu vou jogar meu Barravento Valha-me Deus, Senhor So Bento (coro)

    Vamos Comear a Brincadeira

    Vamos comear a brincadeira A brincadeira de capoeira Vamos comear a brincadeira A brincadeira de capoeira (coro) Eu dou armada, meia-lua e rasteira A brincadeira de capoeira Vamos comear a brincadeira A brincadeira de capoeira (coro) Vamos comear a brincadeira A brincadeira de capoeira Vamos comear a brincadeira A brincadeira d