Instrução Básica de Estatística no Trâ ?ão... · Instrução básica de estatística no trânsito

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Instrução Básica de Estatística no Trâ ?ão... · Instrução básica de estatística no...

  • Instruo bsica de estatstica no trnsito

    1/30

    Instruo Bsica de Estatstica no Trnsito(Documentao publicada pelo DENATRAN em 2000)

    APRESENTAOA Instruo Bsica de Estatstica no Trnsito desenvolvida pelo sistema de ensino adistncia. O ensino a distncia, neste caso, executado por meio de um CD-ROM onde oparticipante poder acessar os conceitos bsicos, teorias, exerccios e exemplos prticos.Pesquisas realizadas com participantes de ensino a distncia indicam que aproximadamente70% dos participantes de programas mediados por computador, seja pela utilizao de CD-ROM ou por interao assncrona, preferem a leitura do contedo em verso impressa doque diretamente no monitor. Assim, alm do CD-ROM, voc participante est tambmrecebendo um Manual com todo o contedo do CD-ROM. No CD-ROM voc tambm poderencontrar, em formato .DOC, Modelos de Planilhas. Esses modelos so fornecidos com ointuito de facilitar a disseminao dos contedos. Os modelos podero, por exemplo, servirpara voc participante elaborar sua prpria bateria de exerccios e auxiliar seus colegas noentendimento da coleta e interpretao de dados estatsticos de trnsito.Modelos de Planilhas.doc

    CARACTERSTICAS DO ENSINO DISTNCIAUma das caractersticas do ensino distncia a possibilidade do participante programar otempo de estudo. Sendo assim, espera-se que voc, aluno, tenha as seguintes atitudes quefacilitaro a aprendizagem:

    Estabelea o melhor momento para a leitura dos textos, para execuo dos exerccios epara realizar as atividades propostas;Tome a iniciativa de formar grupos de estudos, convidando outros participantes, residentesem sua cidade ou prximo, para debaterem questes relevantes e melhorar a coleta,anlise e interpretao das informaes de trnsito;Acesse novas fontes de estudos e textos complementares, por intermdio de navegao nainternet. Existem vrios Estados que disponibilizam informaes de trnsito em seusportais;Existe um suporte tcnico sua disposio. Para tirar dvidas voc poder enviar umamensagem eletrnica para a equipe de estatsticos e professores que desenvolveu ocontedo desse Cd-Rom. O endereo eletrnico trans@fgv.br.

    OBJETIVO GERALA Instruo Bsica de Estatstica de Trnsito tem como objetivo geral capacitar osparticipantes, atravs de ensino distncia, para a efetiva implementao do SINET(Sistema Nacional de Estatstica de Trnsito), possibilitando aos rgos executivos detrnsito e comunidade acadmica a realizao de pesquisas confiveis. Objetiva, ainda,capacitar o Municpio para a coleta de dados de acidentes de trnsito de modo padronizado,permitindo, dessa forma, que o Municpio implante o seu prprio sistema de levantamento eanlise de dados de acidentes de trnsito de modo compatvel com as necessidades doSINET.O Sistema Nacional de Estatsticas de Trnsito SINET- foi institudo pela Portaria n 2 de28 de janeiro de 1994, com a finalidade de assegurar a organizao e o funcionamento daestatstica geral do trnsito no territrio nacional e disponibilizar as suas informaes.Posteriormente, pela Portaria n 59 de 15 de setembro de 2000, foi criado o Comit deGesto do SINET, cabendo a esse Comit:

    planejar e operar o funcionamento do SINET;

    definir a padronizao dos dados e informaes a serem fornecidos pelos rgos integrantesdo Sistema Nacional de Trnsito, responsveis e competentes para elaborar estatsticas nombito de suas respectivas circunscries;elaborar anualmente o manual de padronizao dos registros e coleta de dados sobreacidentes de trnsito a nvel nacional, com participao de todos os rgos do SistemaNacional de Trnsito - SNT, propondo alteraes, complementaes e atualizaes que sefizerem necessrias;manter atualizadas as estatsticas de acidentes de trnsito;

    estabelecer diretrizes para o funcionamento do SINET nos Estados e Distrito Federal;.

  • Instruo bsica de estatstica no trnsito

    2/30

    coordenar e supervisionar a remessa de informaes a serem fornecidas ao SINET;

    cobrar tempestivamente dos rgos responsveis o envio das informaes e dados previstosno SINET.

    OBJETIVOS ESPECFICOSComo objetivos especficos, pretende-se que a Instruo contribua para:

    A produo de material de referncia nacional para a produo, anlise e interpretao deestatsticas sobre o trnsito;O incremento da qualidade das estatsticas de trnsito nas esferas municipal, estadual efederal;A interao vertical e horizontal entre os rgos ligados ao trnsito;

    Servir de subsdios para formulao, gesto e avaliao de polticas de segurana detrnsito nas trs esferas de governo;Conscientizao das comunidades sobre a situao do trnsito;

    Possibilitar comparao entre os ndices de diversas localidades

    Estabelecer de um canal para formao e aperfeioamento de profissionais de trnsito.

    PBLICO-ALVOTcnico de rgos e entidades integradas ao Sistema Nacional de Trnsito, bem comoprofissionais de diferentes reas de conhecimento que tenham interesse pelo tema.

    MATERIAL QUE O PARTICIPANTE EST RECEBENDOVoc, participante da Instruo Bsica de Estatstica de Trnsito, est recebendo o seguintematerial:

    Este Manual impresso, contendo todas as unidades;

    CD-ROM autoexecutvel.

    A Instruo composta por cinco mdulos, a saber: (1) Conceitos bsicos de estatstica;(2) Coleta de dados; (3) Anlise de Consistncia dos Dados; (4) Tratamento dos Dados; e(5) Interpretao dos Dados.

    SUMRIO

    1. Conceitos Bsicos de Estatstica1.1 A Importncia do Uso da Estatstica de Acidentes de Trnsito1.2 Conceitos Adotados2. Coleta de Dados2.1 Localizao2.2 Momento do Acidente2.3 Caractersticas do Condutor2.4 Caractersticas do Acidente2.5 Caractersticas do Veculo2.6 Caractersticas da Vtima2.7 Exerccios3. Anlise de Consistncia de Dados3.1 Crtica Visual3.2 Inconsistncia dos Dados3.3 Preenchimento Correto das Planilhas4. Tratamento dos Dados4.1 Vtimas Fatais por 10000 Veculos4.2 Vtimas No Fatais por 10000 Veculos4.3 Vtimas de Acidentes de Trnsito por 10000 Veculos4.4 Acidentes com Vtimas por 10000 Veculos4.5 Vtimas Fatais por 100 Acidentes com Vtimas4.6 Vtimas No Fatais por 100 Acidentes com Vtimas4.7 Vtimas de Acidentes de Trnsito por Acidente com Vtimas4.8 Vtimas Fatais de Acidentes de Trnsito por 100000 habitantes

  • Instruo bsica de estatstica no trnsito

    3/30

    4.9 Vtimas No Fatais de Acidentes de Trnsito por 100000 habitantes4.10 Vtimas de Acidentes de Trnsito por 100000 habitantes4.11 ndice de Motorizao4.12 Resumo dos ndices Calculados4.13 Representao Grfica5. Interpretao dos Dados

    1. CONCEITOS BSICOS DE ESTATSTICAPode-se dizer que a estatstica um conjunto de mtodos para coletar, organizar, resumir,analisar, planejar experimentos, interpretar e tirar concluses.A variabilidade dos dados dos fenmenos da natureza, os chamados fenmenos aleatrios,constituem o objeto de estudo da estatstica.Fenmenos aleatrios se caracterizam por se repetirem, os resultados no serem osmesmos a cada repetio e pelo fato de ao serem observados um grande nmero de vezes,apresentarem acentuada regularidade, caracterizando um determinado comportamento.Assim, os acidentes de trnsito, que embora no sejam exatamente um fenmeno ligado natureza, como o so, por exemplo, o peso e a altura das pessoas, so um fenmenoaleatrio, por se repetirem, no poderem ser previstos e apresentarem certa regularidade,sendo, portanto, objeto de estudo estatstico.

    1.1 A IMPORTNCIA DO USO DA ESTATSTICA DEACIDENTES DE TRNSITOAcidentes rodovirios no Brasil tm causado morte de milhares de pessoas todo ano, sendouma das maiores causas de mortalidade no pas.Os prejuzos causados pelos acidentes rodovirios, em termos monetrios, soincalculveis. So interrupes de trfego causando a perda de cargas perecveis ou decompromissos assumidos, o socorro s vtimas, o reboque dos veculos acidentados, oreparo dos danos causados via etc.Evidentemente, as principais perdas esto relacionadas s vtimas humanas, principalmentes vtimas fatais, mas essas, infelizmente, no podem ser recuperadas, no sendo possvelmedir a extenso desse dano.Assim, medidas podem e devem ser tomadas, muitas das quais de baixo custo, quepermitam a mudana do quadro atual. Essas medidas s se mostraro eficazes se forembaseadas em estudos e anlises corretos das informaes. preciso, ento, que se reconhea a importncia da informao correta, para que se possaidentificar o problema, estudar as possveis causas e encontrar solues.Assim, a informao a base de todo o processo, sendo, portanto, necessrio que se saibacomo capt-la, depur-la, organiz-la, armazen-la, control-la, analis-la e divulg-la,formando-se, ento, um sistema de gerenciamento da informao.

    1.2 CONCEITOS ADOTADOSPara efeito deste curso, adotam-se os seguintes conceitos:Abalroamento o mesmo que coliso.Acidente de trnsito evento no intencional, envolvendo pelo menos um veculo,motorizado ou no, que circula por uma via para trnsito de veculos.Agente da autoridade de trnsito pessoa, civil ou policial militar, credenciada pelaautoridade de trnsito para o exerccio das atividades de fiscalizao, operao,policiamento ostensivo de trnsito ou patrulhamento.rea rural regio caracterizada por no possuir imveis edificados ao longo de suaextenso.rea urbana regio caracterizada por possuir imveis edificados ao longo de suaextenso, entrecortados por ruas, avenidas, vielas, caminhos e similares abertos circulao pblica.Atropelamento acidente em que pedestre ou animal sofre impacto de um veculo.Automvel veculo automotor destinado ao transporte de passageiros, com capacidadepara at oito pessoas, exclusive o condutor.

  • Instruo bsica de estatstica no trnsito

    4/30

    Autoridade de trnsito dirigente mximo de rgo ou entidade executiva integrante doSistema Nacional de Trnsito ou pessoa por ele expressamente credenciada.Bicicleta veculo de propulso humana, dotado de duas rodas, no sendo similar motocicleta, motoneta e ciclomotor.Boletim de Ocorrncia instrumento de coleta de informaes sobre o acidente de trnsito,geralmente preenchido no local do acidente, pelo Agente da Autoridade de