O despertar da TERRA - irdin.org.br .amplia§£o na conscincia, crescimento espiritual. Terremotos

  • View
    215

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of O despertar da TERRA - irdin.org.br .amplia§£o na conscincia, crescimento espiritual....

O despertar da

TERRACom base em palestra de Trigueirinho

realizada em agosto de 1989

Copyright 1997 Jos Trigueirinho Netto

A Irdin Editora dedica-se a publicaes como um servio altrusta,

visando estimular a descoberta do potencial evolutivo que existe

dentro de cada ser.

Texto de acordo com as novas regras ortogrficas da lngua portuguesa.

1 edio, 1997: 25.000 exemplaresReimpresso, 2011: 2.000 exemplares

2 edio, 2015: 2.000 exemplares

Direitos reservadosIRDIN EDITORA LTDA.Carmo da Cachoeira/MG

CNPJ 07.449.047/0001-86Tel. (35) 3225-2616

www.irdin.org.br | info@irdin.org.br

Texto de acordo com as novas regras ortogrficas da lngua portuguesa.

3

A ajuda que vem do cosmos

Um instrutor da humanidade disse,

certa vez, que no era fcil concretizar

o Plano Divino na Terra. Segundo ele,

apesar do grande trabalho das energias

dos mundos suprafsicos, que se valem

de todas as oportunidades possveis para

irradiar fios de luz aos planos materiais

em benefcio de todos, os seres humanos

acabam usando esses fios em remendos

caseiros.

Na atual fase crtica da Terra, pro-

vas e sofrimentos pungentes so vividos

3

por seus habitantes; mas muita luz lhes

tem sido enviada visando ajud-los a

entrar em um novo estado de conscin-

cia, que velozmente se instala. Assim,

embora a inrcia predomine em muitos e

em todos os setores da vida externa haja

grande desordem, acontece tambm um

dinmico despertar para a vida espiritual.

O contato da conscincia humana

com a luz csmica sempre ocorreu, po-

rm de modo velado para a maioria. Na

atual etapa, maior nmero de pessoas

pode atingir uma compreenso univer-

sal, encontrar essa luz dentro do prprio

ser e passar a express-la.

4

Fios de luz

No presente despertar da Terra,

estamos sendo informados pela luz que

nos chega conscincia acerca de civili-

zaes suprafsicas existentes em outras

dimenses, eventualmente em mundos

intraterrenos.

Entre essas civilizaes, uma

das mais atuantes nos nveis inter-

nos do planeta a que se conhece

com o nome de Erks. Mencionada

frequentemente em obras de cincia

espiritual, encontra-se em rea sub-

terrnea e sutil da regio de Crdoba,

5

na Argentina. Silenciosamente, desco-

nhecida da maioria, h milhares de anos

interage no plano das almas com a hu-

manidade da superfcie da Terra, para

ajud-la na grande crise que atravessa

agora; foi sendo revelada queles que

puderam erguer-se acima do denso mo-

do de viver da maioria. Erks mostra-se

percepo interna instruindo, curando

e canalizando as novas energias csmi-

cas que esto transformando o planeta.

At h pouco quase todos viv-

amos sob a lei da evoluo natural,

a mesma que regula os reinos menos

avanados que o humano. Raros eram

6

os que a superavam. Nesta etapa atual,

porm, a civilizao de Erks est har-

monizando as almas humanas com a lei

evolutiva superior por meio da divina es-

timulao parte mais interna dos seres.

A lei evolutiva superior trata do de-

senvolvimento espiritual, profundo, dos

que se dispem a transformaes mais

abrangentes. Mas para que essa lei atue,

requer-se o cultivo do desapego: no se

envolver alm do necessrio com a vida

material, nos nveis em que a humani-

dade normalmente vive polarizada. Is-

so no quer dizer desprezo e tampouco

indiferena pela vida fsica, emocional

e mental terrestre, pois quando estamos

7

sob a lei evolutiva superior amamos a

tudo e a todos, mas desapegadamente.

Como civilizao espiritual, Erks

nos revela o exato equilbrio para que

o desapego no se torne desamor. Sede

do conhecimento inicitico e do desper-

tar da conscincia divina, age tambm

como uma das maiores bases de resgate

dos habitantes da Terra em condies de

ingressar numa vida interior sincroniza-

da com ritmos csmicos.

Por sua onipresena, a luz de Erks

atua em qualquer ponto do planeta, pre-

parando subjetivamente cada um de ns

para contatar a essncia imaterial do

prprio ser e cooperar com as entidades

8

inspiradoras dos que transcenderam a

evoluo humana.

O aprendizado para estabelecer-

mos esse contato d-se interiormente e

pode expressar-se por meio de sonhos,

vises, percepes, materializaes ou

experincias especiais. Mas esses fen-

menos so apenas um reflexo da vida

interior no mundo externo, e no devem

ser confundidos com o estado de ilumi-

nao emergente do profundo do ser.

9

Remendos caseiros

Diante de informaes sobre a

grande transformao pela qual a Terra

j est passando e ainda passar, muitos

ficam preocupados: Quando vo cum-

prir-se as profecias? Quando aconte-

cero os cataclismos? Quanto tempo

de vida ainda terei? Terei perdido

oportunidades? Essas perguntas repre-

sentam o mundo externo e suas inquieta-

es por coisas passageiras, mundo que

se prende ao conceito de tempo, deter-

minado pelos movimentos planetrios

de rotao e de translao. Mas o que

importa para a evoluo superior no

10

o tempo que corre, nem o tempo que fal-

ta ou o tempo que j passou; importam,

isto sim, os passos dados, o desenvolvi-

mento do Esprito.

O preparo para a evoluo supe-

rior , pois, realizado alm do tempo e

do espao, e no trata diretamente do

que ocorre na personalidade humana.

Apenas nos leva ao cumprimento de leis

maiores, a nos conectarmos com a vida

interior, tambm chamada Eternidade.

No precisamos confundir vida in-

terior, que a vida do Esprito, com o dia

a dia, humano e pessoal. A vida interior

nada tem a ver com o lugar fsico onde

11

moramos, com a nossa atividade profis-

sional ou estado civil. No precisamos

mesclar a realidade de outros planos de

conscincia com exterioridades criadas

muitas vezes por nossos contatos com

foras involutivas. Se confundirmos

esses dois nveis distintos, perdemos a

clareza e acabamos fazendo remendos

caseiros com os fios de luz recebidos do

cosmos, e assim desperdiamos a ener-

gia disponvel para a verdadeira trans-

formao que nos aguarda nesta poca

to especial.

12

A transio da Terra e da humanidade

O presente grau de densidade da

Terra reflete a torpeza da civilizao

que habita sua superfcie; e essa torpeza

determinada pelo nvel de conscincia

em que a humanidade em geral ainda se

encontra. Mas como estamos ampliando

a conscincia, haver uma mudana: in-

gressaremos em uma etapa superior, de

valores mais elevados.

Trata-se de uma mudana gradu-

al e quase imperceptvel por enquanto.

Muitos ainda esto voltados para os

13

nveis externos da conscincia e pen-

sam, por exemplo, que a transio vivida

pelo planeta se resume destruio de

continentes por terremotos. Embora isso

possa fazer parte da transio, apenas

um seu aspecto fsico, no tudo.

A transio da Terra fundamen-

talmente a passagem da lei material

para a lei evolutiva superior. Abrange

ampliao na conscincia, crescimento

espiritual. Terremotos e outras manifes-

taes fsicas acontecem por acrscimo,

mas tm importncia secundria para

os que se polarizam nos planos internos

do ser.

14

Est prximo o momento em que a

presente civilizao se dissolver, como

aconteceu no passado com a de Sodoma

e Gomorra, com a da Atlntida e com

a da Lemria. As estruturas criadas nos

trs nveis mais densos da Terra o men-

tal, o emocional e o fsico caminham

para a autodestruio. Nossa verdadeira

vida, entretanto, interior, e as energias

espirituais prosseguem seu trabalho evo-

lutivo se estivermos receptivos a mudan-

as significativas na conscincia.

Essa transformao, j em ato,

d-se segundo as necessidades de cada

regio do planeta e de cada grupo de se-

res. Segue tambm uma ordem interna,

15

inserida em esquemas crmicos mais

amplos, de que o planeta faz parte.

As civilizaes suprafsicas exis-tentes na Terra tm entre suas tarefas a

de ajudar-nos a dar esse passo. Erks, por

exemplo, que acolhe conscincias e en-

tidades vindas de mundos distantes para

colaborar com a Terra, inspira-nos a bus-

car realidades cada vez mais amplas e

sutis, que nos abrem as portas para todo

o sistema solar. Como base de operaes

intergalticas que tambm , Erks colo-

ca-nos diante do limiar de mundos de

harmonia e desvela a existncia csmica

aos que se iniciam nessas dimenses.

16

Lei material e lei espiritual

Enquanto uma pessoa regida pe-

la lei mate