Livro "Mem³rias da melhor idade de Alto Araguaia"

  • View
    2.482

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Organizador: Leandro Rodolfo Resende

Text of Livro "Mem³rias da melhor idade de Alto Araguaia"

  • 1. Leandro Rodolfo Resende

2. 2012 Direitos de publicao reservados @Leandro Rodolfo Resende BR 364 Km 01 s/n Chcara do Boiadeiro Cuiab-MT CEP: 78780-000 Site: www.punhoeducativo.org Email: leandrorodolfo@hotmail.com Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP) (Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) RESENDE, Leandro Rodolfo. Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia / Leandro Rodolfo Resende. Alto Araguaia, 2012 Bibliografia ISBN 85-8753-431-0 1. Cultura Popular 2. Literatura oral 02-2860 CDD 869.930972 Este livro publicado pelo projeto Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia aprovado pelo BASA Banco da Amaznia no ano de 2012 Reviso: Telura Borges Milhomem de Abreu 3. Dedicado Hilda Severina Vilela. Vulgo vozinha. Em memria. 4. 1. Maria do Carmo Figueiredo da Costa...............................................15 2. Eduarda Rosa Batista........................................................................17 3. Cacilda Moraes Martins.....................................................................19 4. Francisca Fracinele da Silva..............................................................21 5. Milton Pessoa Morbeck Filho............................................................31 6. Francisca Severina Rezende.............................................................41 7. Joo Batista de Souza.......................................................................54 8. nio Jos Barbosa..............................................................................57 9. Any Maria Ferreira Aniczio...............................................................65 10. Francisco Antnio de Carvalho........................................................72 11. Francisco Silvrio da Costa.............................................................77 12. Jos Nirce.........................................................................................85 13. Jos de Souza...................................................................................93 14. Maria do Carmo Souza Dourado...................................................101 15. Maria Noeli Adams.........................................................................108 16. Roxa................................................................................................119 17. Pedro Alcntra Goulart de Melo....................................................126 18. Pedro Porfrio Sobrinho.................................................................137 19. Sebastiana Antnia Almeida Ferreira...........................................156 20. Agenor Romualdo Pereira.............................................................169 21. Vilma Francisca da Silva...............................................................172 22. Zeni Santos Forogine.....................................................................188 23. Zilda Maria de Rezende.................................................................196 24. Doralice Frana dos Santos..........................................................201 25. Jos Bento Viana...........................................................................206 26. Alzira Marcolino de Carvalho........................................................212 27. Manoel Antnio de Souza.............................................................217 28. Idalcio Marques de Souza............................................................220 29. Manoel Borges de Aniczio...........................................................225 30. Renaldo Pereira Alves....................................................................234 31. Pedro Barbosa de Melo.................................................................241 32. Francisco Jesuno de Souza..........................................................247 33. Valter Jos de Rezende.................................................................256 34. Wilson Jos Guimares.................................................................266 5. Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia 7 Quando o Seu Leandro Resende, o nosso Leandro Resende, que atende pela aceita alcunha de Gugu, meu primo, me convidou para fazer esse prefcio, confesso que me vi surpreso e receoso. Surpreso e envaidecido pela lembrana e receoso por meu prefcio no alcanar o tamanho da representatividade desse livro. Afora esses sentimentos, sinto uma honra enorme de ser parte do livro Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia de meu primo-irmo Leandro Rodolfo Resende. Quando digo grande representatividade, digo-a porque creio que esse livro transmitir a toda populao de Alto Araguaia, o contato com histrias que se no fossem registradas perder-se- iam no tempo. Como seria proveitoso se um livro como esse, tivesse sido escrito quarenta, sessenta anos atrs... Pessoas que tm suas histrias lembradas e recontadas com frequncia pela memria coletiva de Alto Araguaia poderiam ter registradas em um livro suas faanhas, memrias, aprendizados e conhecimentos, e assim, poderamos ter um registro fiel da maneira como a cidade foi criada, foi fundada, registro sobre seus fundadores e sobre suas histrias. Dessa forma, temos nesse livro, um registro de histrias que permanecer vivo at mesmo depois que no estivermos mais aqui. Um livro que deu vida s memrias e lembranas das pessoas da melhor idade de Alto Araguaia. So histrias que foram, por 6. Leandro Rodolfo Resende muito tempo, silenciadas pela correria do dia a dia de uma sociedade moderna. So lembranas de experincias profundas da vida de gentes simples que comovem, emocionam, impressionam e ensinam, pois so histrias carregadas de pura poesia que poderiam fazer inveja a qualquer literato consagrado. Histrias que tocam de alguma forma nossos sentimentos mais ntimos e que nos faz recordar de uma Alto Araguaia que no existe mais. Leandro Resende presenteia toda a regio de Alto Araguaia com esse livro. Lucas Marcelo Rezende Saraiva 7. Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia 9 Antes de mais nada, faa-se o agradecimento: Obrigado Grupo da Melhor Idade de Alto Araguaia-MT. Obrigado pela recepo, obrigado pelo carinho, pela parceria, pela ajuda, pela contribuio e obrigado tambm por ter feito dos ltimos dias de minha v, bem como de outros idosos, dias mais significativos. Minha v, Hilda Severina Vilela, chegava em casa, aps os encontros semanais de sexta-feira, contando-me todas as novidades: bailes, encontros, danas, bordados, hidromassagens, coral, viagens, brincadeiras. Ao ouvir essas histrias que to empolgadamente ela contava-me, pensei: Tenho que conhecer esse grupo. Foi o que fiz. Participei como convidado, de vrios encontros e vi ali reunidos, algo em torno de 60 pessoas. Quanta histria havia ali, quanta vivncia, quanta sabedoria, quanto sofrimento, quanta alegria. Lembrei-me de imediato da frase do escritor africano Hampt B: Cada velho que morre uma biblioteca que se queima e logo pensei na ideia de deixar registrado em um livro, a vida dessas pessoas, para que, juntos pudssemos, eternizar o que elas viveram e o mais importante: que fosse contado por eles mesmos e no por terceiros. Pensei em como seria bom se hoje eu pudesse ter contato com um livro que contasse a histria dos meus avs, contada por eles mesmos. O que sei hoje, sobre meus antepassados, foi o que outras pessoas me contaram e nesse contar abriga-se toda a interferncia de mltiplas narraes, pois como j se disse: quem conta um conto... o que nos deixa sem saber a veracidade do que foi contado. Assim, idealizei o projeto-livro Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia-MT com o intuito de deixar registrado, para as prximas geraes, as experincias de pessoas que nesse espao viveram e criaram suas famlias. No entanto, a inteno no 8. Leandro Rodolfo Resende apenas a de registrar essas histrias, mas, sobretudo a vontade de dar existncia a essas memrias que resultou nesse livro. Esse projeto foi aprovado pelo BASA Banco da Amaznia em parceria com o Governo Federal pelo edital de patrocnio do ano de 2012. A essa instituio se deve o mrito da concretizao desse sonho que, sem esse patrocnio, nada disso seria possvel. Sou muito grato ao Banco da Amaznia. Desejo que mais iniciativas culturais como essa, e de outras modalidades, possam continuar sendo aprovadas e patrocinadas pelo BASA. Penso que ao final de tudo quem mais ganhou, fui eu. No pelo fato de ter transcrito essas histrias para o livro, mas pelo fato de ter vivenciado histrias de vidas riqussimas. Nas minhas caminhadas pela regio, colhendo essas histrias, estive em contato com muita sabedoria, muita vivncia, muita experincia. Se a sabedoria for, como Scrates descreveu no O Banquete de Plato: Seria bom, Agato, se a sabedoria que do mais cheio escorresse ao mais vazio, quando um ao outro nos tocssemos. Se assim tambm a sabedoria, muito aprecio reclinar-me ao teu lado, pois creio que de ti serei cumulado com uma vasta e bela sabedoria. A minha seria um tanto ordinria, ou mesmo duvidosa como um sonho, enquanto que a tua brilhante e muito desenvolvida, ela que de tua mocidade to intensamente brilhou. Ento da mesma forma me sinto ao final desse projeto: como um copo cheio de sabedoria. A escolha das pessoas que compem esse livro, no foi feita baseada em uma suposta lista de escala de importncia socioeconmica de Alto Araguaia. Para os olhos esse livro, todos araguaienses so iguais. Manoel de Barros dizia: Se fizerem algum exame mental em mim, vo encontrar que eu gosto mais de 9. Memrias da Melhor Idade de Alto Araguaia 11 conversar sobre restos de comida com as moscas do que com homens doutos. Assim, nesse livro mesclam-se jogadores de futebol, donas de casa, engenheiros, advogados, caseiros, pees, etc. Ningum aqui de relevncia escassa, nem de relevncia abundante. S h pessoas iguais, com histrias de vida de importncias iguais, valores iguais e, portanto, o discurso de que deveriam ser entrevistadas pessoas que tiveram uma suposta contribuio ou uma suposta relevncia maior ou menor para a cidade de Alto Aragu