Jornal Órion edição de junho 2010 caderno 2

  • View
    224

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

caderno 2 junho de 2010

Text of Jornal Órion edição de junho 2010 caderno 2

  • Pgina 2

    JUNHO/2010 - Ano VI - N 59 - www.jornalorion.com - Edio Mensal - Distribuio Gratuita - No pode ser distribudo separadamente

    Mais Impacto Esperana

    Maior evento da histria adventista noRS rene 45 mil pessoas na capital

    Concha Acstica palco doencerramento do Impacto Esperana

    Pgina 6

    Namoradoscristos s dojeito correto

    Como podemos planejar um namoro? Usando a cabeae a Palavra de Deus como base, naturalmente. Podemoscomear pensando em quatro questes importantes.

    Para saber se um namoro tem futuro, vale a pena obser-var, dialogar e evitar a pressa.

    Que a gente deve planejar a vida, todo mundo sabe.Mas, sendo mais especficos, como podemos planejar

    um namoro? Usando a cabea e a Palavra de Deus comobase, naturalmente.

    JOVENSCONDUZEM CULTO

    Pgina 2

    A arte de dizer NOO mundo est carente de

    nos. Vejo que cada vez mais ospais e professores morrem demedo de dizer no s crianas.Mulheres ainda tm medo dedizer no aos maridos (e algunsmaridos, temem dizer no s es-posas). Pessoas tm medo de di-

    zer no aos amigos. Noras queno conseguem dizer no s so-gras, chefes que no dizem noaos subordinados, gente que noconsegue dizer no aos prpri-os desejos.

    E assim so criados algunsmonstros. Talvez alguns no che-

    guem a sequestrar pessoas.Mas tm pequenos surtos quan-do escutam um no, seja doguarda de trnsito, do chefe,do professor, da namorada, dogerente do banco. Essas pes-soas acabam crendo que abu-sar normal. E legal.

    Pgina 3

    Turismo

    Morro de So PauloUm dos destinos mais cobiados

    da Costa do Dend, a cosmopolitaMorro de So Paulo fica na Ilha deTinhar, a 248 quilmetros de Sal-vador. Para chegar l preciso pe-gar um catamar ou um avio nacapital baiana, ou ento, ir de car-ro ou nibus at Valena e dali se-guir em um barco ou uma lancha.A logstica no das mais simples,mas a aventura compensa.

    Pgina 8

    Informaes importantes sobre vacinao

    Pgina 7

    O que diabetes?Pgina 4

    Arte deCozinhar Saudvel

    Pgina 5

  • JORNAL ORION Junho/2010Pgina 2 - 2 CADERNO

    IDENTIDADE JOVEM

    Como podemos planejar umnamoro? Usando a cabea e aPalavra de Deus como base, na-turalmente. Podemos comearpensando em quatro questesimportantes.

    Para saber se um namoro temfuturo, vale a pena observar, dia-logar e evitar a pressa.

    Que a gente deve planejar avida, todo mundo sabe.

    Mas, sendo mais especficos,como podemos planejar um namo-ro? Usando a cabea e a Palavra deDeus como base, naturalmente.Podemos comear pensando emquatro questes importantes:

    1. Por que namorar?2. Com que idade posso co-

    mear a namorar?3. Com quem eu devo namo-

    rar?4. At onde posso ir em meu

    namoro?

    A seguir, voc ver algumasdicas para responder a estas per-guntas.

    PARA COMEAROlhos se cruzam, um certo

    charme paira no ar, e aquele sorri-so discreto traz um clima de expec-tativa e surpresa... a paquera estrolando! Podemos dizer que ela aante-sala de um namoro. o mo-mento para conversar, conhecer ooutro, encontrar afinidades, saberseus sonhos e alvos. Mas semprede uma forma discreta, pura e semmalcia. Apenas o descobrir de umanova amizade, sem a preocupaode um envolvimento fsico. Assim,depois de muita observao de va-lores, pode se chegar conclusosobre se vale ou no a pena inves-tir em tal pessoa e se h retornopor parte dela.

    POR QUE NAMORAR?Depois da paquera, vem o na-

    moro, que um perodo muitoimportante e deve ser levado a s-rio em nossas vidas. A sua basedeve ser firmada num amor de ver-dade, e no em uma paixo desen-freada. o tempo das descobertas.Descobrir o mximo sobre como o outro, sua personalidade, seutemperamento, seu carter, suasafinidades e seus hbitos.

    COM QUE IDADE POSSOCOMEAR A NAMORAR?

    Iniciar um namoro com 12 ou 13anos geralmente causa privaes deestar com outros amigos ou de pra-ticar o esporte que se gosta, porqueo namorado ou a namorada podeficar com cimes. Por que queimaretapas da vida antes da hora? Ado-lescncia para se fazer novos ami-gos, praticar muitos esportes, des-cobrir talentos, viver muitas e sadi-as aventuras. Algumas pessoas per-dem a poca certa de viver a ado-lescncia e, quando esto na ju-ventude, querem agir como ado-lescentes. Seja adolescente nahora certa! Com quem devo namo-rar? Que qualidades voc esperaencontrar na pessoa amada? Ob-serve as dicas a seguir e decida so-mente aps uma sria avaliao.

    O que ele ou ela pensa sobreDeus? Baseado na Palavra de Deus,o namoro com algum que no comprometido com Cristo estcompletamente fora da vontade deDeus (II Corntios 6.14-16).

    Depois de muita observaode valores, pode se chegar con-cluso se vale a pena investir emtal pessoa e se h retorno por par-te dela

    No namoro com um no cristo,cada um tem um padro, uma na-

    tureza, um jeito diferente de enca-rar a vida. Nas decises, os siste-mas de valores no so iguais:quem tem Jesus, vai agir de acordocom o que ele orienta. O outro vaitomar as decises baseadas naqui-lo que acha ser o certo. No se im-portar com o que Deus pensa. Eleou ela d testemunho de uma vidacomprometida com Deus? Vive oque prega sobre Jesus ou s daboca pra fora? Ele ou ela tem bon-dade? Educao? Pense como apessoa se comportaria perto dosseus amigos ou numa refeio di-ante de seus pais. Iria sair-se bemou daria um vexame?

    Como ele ou ela reage s suasfraquezas e defeitos? Exige perfei-

    A educao e sua qualidade es-to ligadas diretamente leitura,alunos e pessoas em geral que tmo hbito de ler so mais instru-das e informadas em relao a di-versos temas. Alm disso, escre-ve bem quem l bastante, no Bra-sil as pessoas so desprovidas deoportunidades e informao acer-ca da importncia da leitura, aci-ma de tudo, isso uma questocultural.

    Diante da realidade negativaquanto incidncia de leitura pe-las pessoas, cabem aos pais e pro-fessores orientar e buscar manei-ras que incentivem a sua prtica.

    A SEGUIR ALGUMAS SUGESTESQUE PODEM MOTIVAR OU

    ESTIMULAR A LEITURA.

    Criao de um espao espec-fico para leitura na escola, especi-almente direcionado para alunosdo ensino infantil e fundamental.

    Implantao de uma biblio-teca construda com a participaodos alunos e acompanhamento domediador, no caso, o professor. Otrabalho de montagem da biblio-teca pode ficar por conta dos alu-nos em todas as etapas, como ca-talogar o acervo e organizao dosmesmos. Os textos que vo com-por a biblioteca devem sereclticos, ou seja, devem abordardiferentes temas e assuntos, almde diversificar quanto ao estilo(jornalstico, crnicas, cientficos,bulas, publicitrios, parlendas, adi-vinhas, cantigas, oriundos de li-vros, revistas, jornais, peridicos,gibis entre outros). importanteque o acervo permanea acessvels crianas.

    Abrir espaos para que os alu-nos apresentem as idias acerca docontedo das obras lidas, essas

    o, mesmo no a tendo? Pressio-na para que voc mude seu jeitode andar, falar etc? Como reage aosproblemas que a vida traz? Enfren-ta e vai luta ou foge dos proble-mas que tem para resolver? Comoele ou ela reage autoridade? Obe-dece ou rebelde? Honra e respei-ta os pais? uma pessoa compa-nheira, amiga? Quando voc estmal, como ele ou ela reage?

    briguento ou briguenta? Dis-cute at com a prpria sombra?Veja como trata a me ou o pai:quando casar, a figura feminina dame ou a masculina do pai, muitasvezes, transferida para o cnju-ge. Assim, se trata mal a me ou opai, possivelmente tratar da mes-

    Santidade - Namorados cristos s do jeito corretoma forma o marido ou a esposa.

    Ele ou ela sensvel? Demons-tra considerao? do tipo gros-so, bruto, que passa por cima dequem tem idias diferentes, ouquer ouvir, considerar, estandodisposto ou disposta at a mu-dar seu parecer? J estabeleceualvos para o futuro? No sabe oque quer da vida ou tem alvosbem diferentes dos seus porexemplo, quer viver na fazendocriando gado, e voc detesta avida no campo?

    Como ele ou ela lida com odinheiro? Gasta tudo em boba-gens? apegado ou apegada aodinheiro? At onde posso ir nomeu namoro? A intimidade fsicano namoro no algo fcil de selidar. O casal tem que ficar esper-to, pois quando as carcias noso controladas, acabam desper-tando desejos mais intensos, po-dendo levar os dois a ter uma re-lao sexual antes de se casar. Acomunicao de vocs e os to-ques do Esprito Santo so mui-to importantes.

    Encontrar a pessoa certa no fcil, mas coloque seus anseiosquanto a ela em orao e espereem Deus

    Tenham a sensatez de dizerclaramente o que pensam: pa!Chega! No d mais! Vamos pa-rar por aqui! Sem dvida, encon-trar a pessoa certa no fcil! Mascoloque seus anseios quanto aela em orao e espere em Deus.Ao procurar o querer do Senhorpara nossas vidas, descobrimos agrande verdade descrita em Ro-manos 12.2: A vontade de Deus boa, perfeita e agradvel. Elesempre quer o melhor para ns.

    Srgio e Magali Leoto

    EDUCAO

    podem ser expressas oralmente etambm atravs de figuras, dese-nhos, pinturas, esculturas e mui-tas outras.

    Implantao de projetos so-bre leitura, elegendo alunos escri-tores, receber nas dependncias daescola o autor de um livro do qualos educandos j leram uma obra.

    Confeccionar um mural ondese coloca notcias em forma de jor-nal, as informaes devem seroriundas do ambiente escolar.

    Conscientizar os alunos deque a leitura deve ser algo dirioe indispensvel, assim como bebergua, praticar esportes, academiaentre outras atividades cotidianas.

    Criar na escola o clube da lei-tura.

    Em casa os pais devem reali-zar leitura junto com os filhos paraque esses vejam a prtica como algoque faz parte de sua rotina, e assimtome gosto pela mesma.

    Eduardo de Freitas

    Esses dias, uma senhora ligoupara pedir orao por seus netos.Eles j esto na fase de adolescn-cia e, agora, esto frios na igreja.Perderam por completo a vontadede ir aos cultos. O motivo? A faltade atrao que prenda a ateno dos