LASPA - Latin American Sales Personality Award

  • Published on
    18-Nov-2014

  • View
    266

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A celebrao da Amrica Latina

Transcript

<ul><li> 1. AnliseA celebrao daAmrica LatinaOs excelentes resultados dos ltimos anosj colocam a regio e a grande maioria dosseus pases sob os holofotes das demaiseconomias mundiaisPor Agostinho Turbian*O momento no poderia no Americana publicado no e gerando emprego de ser mais favorvel para ms de maio, o Equador j qualidade, o que causou a Amrica Latina. Com a terceira economia em ritmo o aumento da cobertu-as crises que frequentemente de crescimento depois de um ra da segurana social e aafetam os mercados interna- aumento de 7,78% do Produto ocupao plena chega a quasecionais (principalmente em Interno bruto (PIB) em 2011. 50% da massa trabalhista.relao aos Estados Unidos e Essas informaes foram con- O Equador conseguiu assim,Europa), o caminho vai fican- firmadas pela ministra coorde- uma baixa taxa de desempre-do aos poucos livre para que nadora de Poltica Econmica, go que no atingia esse nvelns e nossos vizinhos mais Jeannette Snchez. h muito tempo: desde 2007prximos, possam aperfeio- No mesmo pas possvel mantm-se em 5,1% por anoar suas economias e se tornar verificar um crescimento sig- para o setor urbano e 4,2%o equivalente s suas contra- nificativo no setor pblico. para o rural. Isso se traduzpartes mais tradicionais. Em termos absolutos cresceu num crescimento econmico Hoje, pases que antes es- o emprego e em termos rela- com qualidade de emprego etavam estagnados tem encon- tivos baixou o desemprego abaixa a pobreza a nveis detrado seu caminho de pros- aberto, foi o que a ministra cerca de 28%, o que se traduzperidade e crescimento. Por comentou sobre o tema re- na sada de cerca de 900 milexemplo, segundo relatrio centemente. Estamos melho- pessoas desta situao.da Agncia Informativa Lati- rando as situaes de pobreza Omomento no poderia ser mais favorvel para a Amrica La- ca, Jeannette Snchez.No mesmo pas possvel verificar um tina. Com as crises que frequentemente afetam os mercados crescimento significativo no setor pblico. Em termos absolutos internacionais (principalmente em relao aos Estados Unidos cresceu o emprego e em termos relativos baixou o desemprego e Europa), o caminho vai ficando aos poucos livre para que ns aberto, foi o que a ministra comentou sobre o tema recente- e nossos vizinhos mais prximos, possam aperfeioar suas eco- mente. Estamos melhorando as situaes de pobreza e gerando nomias e se tornar o equivalente s suas contrapartes mais tra- emprego de qualidade, o que causou o aumento da cobertura da dicionais.Hoje, pases que antes estavam estagnados tem encon- segurana social e a ocupao plena chega a quase 50% da massa trado seu caminho de prosperidade e crescimento. Por exemplo, trabalhista.O Equador conseguiu, assim, uma baixa taxa de de- segundo relatrio da Agncia Informativa Latino Americana semprego que no atingia esse nvel h muito tempo: desde 2007 publicado no ms de maio, o Equador j a terceira economia mantm-se em 5,1% por ano para o setor urbano e 4,2% para o em ritmo de crescimento depois de um aumento de 7,78% do rural. Isso se traduz num crescimento econmico com qualidade Produto Interno bruto (PIB) em 2011. Essas informaes foram de emprego e abaixa a pobreza a nveis de cerca de 28%, o que se confirmadas pela ministra coordenadora de Poltica Econmi- traduz na sada de cerca de 900 mil pessoas desta situao.74 Latin American Sales Personality Award </li> <li> 2. Omomento no poderia ser mais fa- vorvel para a Amrica Latina. Com as crises que frequentemente afetam os mercados internacionais (prin- cipalmente em relao aos Estados Unidos e Europa), o caminho vai ficando aos poucos livre para que ns e nossos vizinhos mais prximos, possam aperfeioar suas economias e se tornar o equivalente s suas con- trapartes mais tradicionais. Hoje, pases que antes estavam es- tagnados tem encontrado seu cami- nho de prosperidade e crescimento. Por exemplo, segundo relatrio da Agncia Informativa Latino Ame- ricana publicado no ms de maio, o Equador j a terceira economia em ritmo de crescimento depois de um aumento de 7,78% do Produto Interno bruto (PIB) em 2011. Essas informaes foram confirmadas pela ministra coordenadora de Poltica Econmica, Jeannette Snchez. No mesmo pas possvel verificar um crescimento significativo no se- tor pblico. Em termos absolutos cresceu o emprego e em termos re- lativos baixou o desemprego aberto, foi o que a ministra comentou sobre o tema recentemente. Estamos me- lhorando as situaes de pobreza e gerando emprego de qualidade, o que causou o aumento da cobertu- ra da segurana social e a ocupao plena chega a quase 50% da massa trabalhista. O Equador conseguiu, assim, uma baixa taxa de desemprego que no atingia esse nvel h muito tempo: desde 2007 mantm-se em 5,1% por ano para o setor urbano e 4,2% para o rural. Isso se traduz num cresci- mento econmico com qualidade de emprego e abaixa a pobreza a nveis de cerca de 28%, o que se traduz na sada de cerca de 900 mil pessoas desta situao.Indicadores Econmicos dos Pases da Amrica Latina (2011) PIB Nominal PIB Var % PIB per Exportaes Importaes Saldo ** (US$ Risco Pas (US$ bilhes)* Real * Capita (US$) * ** (US$ milhes) ** (US$ milhes) milhes)** (US$ milhes)Brasil 2.474,86 2,7 12.691 201.900 181.800 20.100 194Mxico 1.185,22 3,8 10.803 298.860 306.000 -7.140 159Argentina 435,18 8,0 10.640 68.134 53.867 14.267 685Venezuela 309,84 2,8 10.409 65.745 38.613 27.132 1.141Colmbia 321,46 4,9 6.980 40.777 38.627 2.150 169Chile 243,05 6,5 13.970 71.028 55.173 15.855 139Peru 168,46 6,2 5.614 35.564 28.815 6.749 191Equador 65,31 5,8 4.352 18.137 19.641 -1.504 824Uruguai 49,42 6,0 14.672 8.061 8.316 -255 ndBolvia 23,88 5,0 2.246 6.290 5.006 1.284 ndParaguai 22,34 6,4 3.421 8.520 9.916 -1.396 ndnd = no disponvel | * Com exceo dos dados do Brasil, as informaes sobre PIB dos demais pases so projees do FMI.* * Dados referentes ao ano de 2010 | Fontes: FMI, JP Morgan, Banco Mundial Roberto Cortes - Presidente e CEO MAN Latin America 75 </li> <li> 3. Anlise precisa pensao maiores salrios e colocar como meta a obteno Em artigo publicado no site rendimentos em retorno do pleno emprego e a criaoEcoDebate, o analista Jos Eus- maior experincia e ao maior de trabalhos que ofeream bonstquio Diniz Alves, doutor em capital humano aplicado. As- salrios, especialmente para osdemografia e professor titular sim, o aumento das taxas de jovens e as mulheres, que so osdo mestrado em Estudos Popu- atividade feminina no merca- mais afetados pelo desempregolacionais e Pesquisas Sociais da do de trabalho consequn- e o sub-desemprego. TambmEscola Nacional de Cincias Es- cia e resultado deste processo precisa avanar na sustentabi-tatsticas (ENCE/IBGE) analisa conjunto de transformaes lidade ambiental, pois o cresci-a situao da Amrica Latina econmicas e demogrficas. mento a qualquer custo podeda seguinte maneira: Isso no significa que o con- trazer danos futuros irrevers- O que permitiu a reduo tinente ou cada pas componen- veis natureza.da pobreza na Amrica Latina te j tenha deixado para trs J para o site Infosur as eco-nos ltimos anos foi a combi- seus piores momentos de crise. nomias latinas esto com boanao de crescimento econ- Ele afirma que a regio ainda sade e sobreviveram bemmico com a reduo da razo aquela com maiores desigual- aps um ano da crise financei-de dependncia demogrfica, dades sociais do mundo e pos- ra global que tingiu o panora-provocada pela queda das ta- sui um tero da sua populao ma mundial em 2009. Nessexas de fecundidade. A menor em condies de vulnerabilida- perodo, fecharam o ano comcarga demogrfica implica em de. Ressalta, ainda, que, para forte crescimento, de acordomaior renda per capita por que a regio possa continuarfamlia, maior capacidade de crescendo economica...</li></ul>