Relat³rio SINAES - .ouvidoria, ENADE, relat³rios de visita in loco) levantamento das principais

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Relat³rio SINAES - .ouvidoria, ENADE, relat³rios de visita in loco) levantamento das...

  • FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA

    FACCAMP

    Mantida pelo Instituto de Ensino Campo Limpo Paulista Ltda.

    Relatrio SINAES

    Comisso Prpria de Avaliao CPA

    Sistema Nacional de Avaliao da Educao Superior SINAES

    Maro de 2015

  • SUMRIO

    1. Introduo................................................................................................. 3

    2. Metodologia.............................................................................................. 5

    3. Planejamento e Avaliao Institucional.................................................... 11

    4. Desenvolvimento institucional.................................................................. 15

    4.1. Misso e Plano de Desenvolvimento Institucional................................ 15

    4.2. Responsabilidade social da Instituio................................................. 16

    5. Polticas acadmicas............................................................................... 19

    5.1. Poltica para o ensino, a pesquisa e a extenso................................. 19

    5.2. Comunicao com a Sociedade.............................................................20

    5.3. Poltica de atendimento aos discentes...................................................21

    6. Polticas de gesto.....................................................................................24

    6.1. Polticas de pessoal.............................................................................. 24

    6.2. Organizao e gesto da Instituio..................................................... 25

    6.3. Sustentabilidade financeira................................................................... 30

    7. Infraestrutura fsica................................................................................. 31

    8. Anlise dos dados e das informaes................................................... 35

    9. Aes com base na anlise..................................................................... 38

  • 1. INTRODUO

    Este relatrio apresenta os resultados da auto avaliao da Faculdade Campo

    Limpo Paulista no ano de 2014. Nos termos da Nota Tcnica INEP/DAES/CONAES N

    65/2014, este um Relatrio do perodo de transio para a nova sistemtica prevista

    na referida Nota Tcnica.

    Abaixo os dados da Instituio:

    DADOS DA INSTITUIO

    Mantenedora Instituto de Ensino Campo Limpo Paulista Ltda.

    Endereo Rua Guatemala, 167 Jardim Amrica - Campo Limpo Paulista

    SP. CEP 13231-230

    CNPJ 02.252.746/0001-18

    Presidente Prof. Dr. Nelson Gentil

    IES Faculdade Campo Limpo Paulista - FACCAMP

    Diretora Prof. Me Patrcia Gentil Passos

    Endereo Rua Guatemala, 167 Jardim Amrica - Campo Limpo Paulista

    SP. CEP 13231-230

    Ato de

    credenciamento Portaria MEC n 1.494 (DOU de 30 de dezembro de 1998)

    ltimo ato

    legal da IES Aguardando Portaria

  • Abaixo a composio da Comisso Prpria de Avaliao (CPA):

    NOME REPRESENTAO

    Prof. Dra. Sonia Sueli Berti Santos (coordenadora)

    Prof. Dr. Paulo Srgio Lopes de

    Araujo Corpo docente

    Prof Me. Antnio Carlos Camacho Corpo docente

    Prof. Dra. Lisete Maria Luiz Fischer Corpo docente

    Larissa Carvalho Pereira Corpo discente

    Fernanda Oliveira da Silva Corpo discente

    Geovana Capelli Corpo discente

    Michele Alexandre Marino Lopes Tcnico administrativo

    Elizeu Honorato Assuno Tcnico administrativo

    Jeniffer Joyce Oliveira Leonarde Tcnico administrativo

    Sra. Alines Aparecida Vicentin Sociedade civil

    Sr. Elizeu Pereira Sociedade civil

    Sr. Elizeu Pereira Jnior Sociedade civil

    O planejamento da auto avaliao da Faculdade Campo Limpo Paulista

    compreende a sistematizao de procedimentos que permitam identificar os

    elementos que melhor caracterizam a Instituio, bem como definir o perfil e qualificar

    o corpo docente com respeito formao acadmica e experincia profissional,

    compromisso com o ensino, pesquisa e extenso, definir o perfil e qualificar o corpo

    discente, considerando a sua integrao acadmica e participao na comunidade

    universitria, bem como, definir o perfil e qualificar o pessoal tcnico-administrativo

    quanto a sua formao, desempenho e capacitao profissional e adeso aos

    princpios da Instituio.

    Integram tambm o planejamento e a execuo da auto avaliao institucional,

    a anlise dos currculos e programas quanto organizao didtico-pedaggica,

    adequao s demandas do mercado de trabalho, pesquisa e extenso, bem

  • como a uma perspectiva interdisciplinar. Compreendem tambm a auto avaliao o

    estudo da produo acadmico-cientfica, a anlise das atividades de extenso e as

    aes de interveno social em suas vinculaes com o ensino, a pesquisa, o setor

    produtivo, o mercado de trabalho, a captao de recursos e as aes voltadas ao

    desenvolvimento.

    Alm dos aspectos mencionados, a auto avaliao tambm pretende aferir a

    infra-estrutura da Instituio em funo das atividades acadmicas de formao e de

    produo do conhecimento e avaliar a administrao geral da Instituio e de seus

    principais setores visando ao cumprimento dos objetivos e projetos institucionais.

    Todas as aes de planejamento e execuo da auto avaliao buscam uma

    conduo democrtica, neutra e que expresse o resultado de uma construo coletiva.

    A auto avaliao da Faculdade Campo Limpo Paulista precedida de uma

    etapa de preparao que inclui o envolvimento da comunidade acadmica e externa

    bem como sua sensibilizao para as demais etapas. A etapa seguinte, de

    desenvolvimento, consiste na concretizao das atividades planejadas e inclui

    atividades como: reunies, discusses internas, sistematizao de aes, definio

    das atribuies, construo dos instrumentos para coleta de dados, definio da

    metodologia de anlise dos dados, definio das condies materiais para o

    desenvolvimento do trabalho, definio de relatrios. A etapa de consolidao refere-

    se elaborao, divulgao e anlise do relatrio final destinado aos membros da

    comunidade acadmica, aos avaliadores externos e sociedade.

    O processo de auto avaliao tem como objeto de anlise o conjunto de

    dimenses, estruturas, relaes, funes e finalidades da instituio. Atuam como

    sujeitos da avaliao os professores, os alunos, o corpo tcnico administrativo e

    membros da comunidade externa.

    A auto-avaliao institucional tem como objetivos gerais contribuir para

    melhoria da qualidade institucional para o adequado desenvolvimento da instituio e

    estabelecer mecanismos institucionalizados e participativos para que os membros da

    comunidade acadmica desenvolvam autoconscincia de suas qualidades, problemas

    e desafios em busca de aperfeioamento.

  • 2. METODOLOGIA

    Paradigmas e abordagens da Avaliao

    A fundamentao terico-metodolgica que fundamenta as aes da CPA nas

    concepes da Avaliao Iluminativa, Parllet & Hamilton (1992), segundo as quais as

    aes de tomada de decises ou de inovao, criatividade nas solues de

    questes, vm sendo, cada vez mais, vinculadas a um processo de avaliao. Mas,

    exatamente por ser a avaliao um domnio em desenvolvimento... entendemos que

    esteja em processo de construo e, portanto, carregada de preocupaes que se

    vinculam ao seu papel, valor de uso, funes etc.

    Esta conquista histrica vinculou-se a concepes tericas que objetivam tais

    resultados as quais, por repetido uso, transformaram-se em paradigmas. Quanto

    palavra paradigma, observa-se que possui um conceito muito amplo. No entanto,

    referimo-nos quele ligado a determinadas formas de ver as coisas, ou seja, de

    determinadas filosofias de vida, viso de mundo e at de ortodoxia intelectual.

    Segundo T. S. Kuhn (in Trivios, 1987, 43), um paradigma prescreve reas de

    problemas, mtodos de pesquisa e padres de soluo e explicao aceitveis pela

    comunidade acadmica que o endossa.

    Dialogando nesse sentido, utilizamos como base dois paradigmas que orientam

    os processos avaliativos mais frequentes:

    a) O paradigma tradicional: adotado, frequentemente, nas aes avaliativas

    que priorizam os resultados. O elemento fundamental de sua preocupao

    so os resultados finais de um processo avaliatrio e no o processo na sua

    totalidade. A metodologia volta-se para a adoo de modelos prontos, com

    fatores padronizados e controle absoluto, no qual variveis isoladas,

    atitudes, opinies esto, absolutamente, descartadas. Nessa metodologia

    de generalizaes, os valores pr-definidos derrubam quaisquer

    resultados atpicos, por mais reais que se apresentem.

    Tal paradigma tem um modelo a priori que no permite inserir as

    preocupaes pessoais dos envolvidos, o movimento real do ambiente em avaliao.

    Enfim, traz grandes possibilidades de desviar a ateno do avaliador das questes

    mais importantes da prtica educativa e at-la ao simples registro de resultados.

    b) o paradigma socioantropolgico: difere, fundamentalmente, do paradigma

    tradicional em conceito, metodologia e resultados. Poderamos afirmar que

    seus preconizadores tm convices filosficas distintas que definem outra

    viso de mundo e outra maneira de atuar nos processos educativos. um

  • paradigma alternativo, em uso crescente nos sistemas sociais ou

    educacionais, com preocupaes voltadas aos indivduos e instituies,

    em lugar da mensurao e preciso. Muito aplicado em estudos de

    programas ou outras situaes em processo, tal paradigma considera

    diver