Automacao Residencial

  • View
    16.300

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Automacao Residencial

  • 1. AUTOMAO RESIDENCIAL UM POUCO DE HISTRIA Apresentado por Roterdan S. Abreu rotersa @bol.com. br ou[email_address] br

2. Emergiu da fico cientfica para a realidade

  • Luzes que ascendem e apagam automaticamente.
  • Crescimento da indstria de sistemas de alarmes.
  • Evoluo da indstria de udio e vdeo :
  • home cinemas ; distribuio de udio e vdeo para residncias e corporaes; etc.
  • Crescentes pesquisas em sensoriamento (coleta de informaes do meio fsico).
  • Migrao de conceitos utilizados na automao industrial.

3. Nos anos 90 a indstria da automao residencial passou da infncia para a adolescncia.

  • O desenvolvimento dos protocolos de controle ecomunicao , permitiu a interao inteligenteentre aparelhos , abrindo as portas para a verdadeira automao residencial.
  • Fabricantes colocam novos produtos no mercado quase que diriamente.
  • Mercado de Automao Residencial nos EUA:
  • At 2002aproximadamente US$ 1,6 bilho.
  • At 2008algo em torno de US$ 10,5 bilhes.

4. O FUTURO J CHEGOU... A CASA DO NOVO MILNIO J EST ENTRE NS.

  • Praticidade
  • Conforto
  • Convenincia
  • Economia
  • Status
  • Segurana
  • Valorizao do imvel

5. SER QUE J ESTAMOS VIVENCIANDO ALGUMAS DESSAS TECNOLOGIAS?

  • videocassetes , CDs , DVDs e TVs de ltima gerao;
  • Tipos variados de sensores;
  • Distribuio de udio e vdeo.
  • Controle de tempo - Timers;
  • TVs Digitais por assinatura;
  • Controle de Iluminao - Dimmers;
  • Sistemas de segurana;
  • Portes eletrnicos;
  • Computadores e empresas de informtica;
  • Internet;
  • Sistemas de telefonia e fax.
  • Falta aINTEGRAOdesses aparelhos

6. Objetivo

  • O objetivo da automao residencial integrar iluminao, entretenimento, segurana, telecomunicaes, aquecimento, ar condicionado e muito mais atravs de um sistema inteligente programvel e centralizado.
  • Como conseqncia fornece praticidade , segurana, conforto e economia para o dia a dia dos usurios.

7. Pblico-alvo

  • Os usurios da automao residencial so pessoas:
  • Prticas;
  • Que gostam de acompanhar a evoluo tecnolgica;
  • Que preservam o conforto e seu bem estar;
  • Que dispem de pouco tempo devido ao trabalho;
  • Que desejam mais segurana em seus lares;
  • Que querem valorizar o seu imvel.

8. Tipos de Automao...

  • 1 - Sistemas Autnomos (Stand alone)...
  • So baseados em mdulos ligados rede eltrica;
  • Mdulos transmissores e receptores;
  • Os mdulos transmissores geralmente so teclados de mesa ou de parede;
  • Os mdulos receptores esto ligados aos aparelhos ou luzes que queremos controlar e so ligados nas tomadas de fora comum.

9. Tipos de Automao Continuao...

  • Pode-se ascender luzes pela casa inteira a partir de um controle localizado na cabeceira da cama;
  • ligar e desligar eletrodomsticos distncia;
  • programar horrios para que as operaes sejam efetuadas automaticamente.
  • Utilizao da rede eltrica j existente.
  • Pode ser implantado aos poucos em funo dos recursos disponveis;
  • A automao parcial e h uma disseminao de controles pela casa.

10. Tipos de Automao...

  • 2 - Sistemas Integrados com controlecentralizado
  • Utiliza central inteligente programada atravs de microprocessador para controlar equipamentos domsticos;
  • Insere funes do tipo liga/desliga, comutaes e regulagens;
  • A programao pode ser simples ou sofisticada;
  • Inclui macros que desencadeiam uma srie de funes simultneas nos equipamentos controlados pela central.

11. Tipos de Automao... Continuao...

  • Qualquer equipamento dotado de controle remoto operado por infra-vermelho (IR) pode ter seu funcionamento programado a partir dessa central;
  • Para maior comodidade e praticidade, no uso cotidiano, estas centrais so representadas por displays do tipo touch screen que funcionam comocontroles remotos sem fioemitindo sinais em rdio-freqncia para uma base fixa que ento vai operar os aparelhos a ela conectados.

12. Tipos de Automao Continuao...

  • Os sistemas de maior compatibilidade com essas centrais so:
  • Home theaters, incluindo distribuio de sinais de udio e vdeo para os diversos ambientes;
  • Iluminao e ar condicionado, incluindo no s a funo liga/desliga mas tambm controle de intensidade;
  • Cortinas eltricas.

13. Tipos de Automao...

  • Continuao...
  • Segurana e vigilncia, pode-se integrar as imagens do circuito interno de TV ao monitor do Home theater;
  • Telefonia, pode-se acionar alguns controles da central atravs de ligaes telefnicas externas.
  • Para esse tipo de montagem importante um estudo prvio do cabeamento para prever os pontos de ligao e a localizao da central

14. Tipos de Automao...

  • 3 - Sistemas de Automao Complexos
  • Integrao total dos sistemas domsticos;
  • Detalhamento a partir do projeto de construo ou da reforma do imvel;
  • imprescindvel um cabeamento eficiente com uma caixa de distribuio centralizada, alm do atual QDL , para distribuir sinais de : Voz, Dados, TV cabo, TV por satlite, Internet , A/V, IR e outros sinais.

15. Tipos de Automao...

  • Continuao...
  • O cabeamento dever permitir conexes centralizadas para a imediata disponibilizao destes servios.
  • A este cabeamento denominamos deCabeamento Estruturado .
  • ATRAVS DE UM PROJETO DE AUTOMAO CENTRALIZADO, PODE-SE INTEGRAR TODOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE UMA CASA E CONTROLA-LOS A PARTIR DE UM MICROCOMPUTADOR OU DE CENTRAIS INTELIGENTES .

16. Itens de Automao Residencial

  • Telefonia e Transmisso de Dados;
  • Aquecimento e Ar Condicionado;
  • Iluminao;
  • Home Theater e Som Ambiente;
  • Vigilncia, Alarme, Iluminao de Segurana, e Circuito Interno de TV;
  • Aparelhos Eletrodomsticos;
  • Cortinas e Portas Automticas;
  • Home offices.

17. Padres de Controle

  • X10
  • CEBus
  • Home Plug and Play
  • LonWorks

18. Padres de Controle Continuao...

  • X10
  • Criado em 1976 , foi um dos primeiros protocolos.
  • Desenvolvido pelas empresas :
  • Pico Eletronics Ltd. e Scottish firm
  • Partiu da necessidade de seus clientes de controlar iluminao e aparelhos , de pontos diferentes da casa ,sem terem que fazer outro cabeamento.
  • O controle feito atravs do envio de sinais de transmissores para receptores utilizando a rede eltrica existente.
  • Incorpora funes bsicas do tipo liga/desliga , variaes , tudo ligado e tudo desligado.

19. Padres de Controle Continuao...

  • CEBus - Consumer Eletronic Bus
  • Devido a proliferao nos EUA dos produtos utilizados em automao residencial, os membros da Eletronics Industry Association (EIA) reconheceram a necessidade de um protocolo que tivesse funes que fossem alm das suportadas pelo protocolo X10.

20. Padres de Controle CEBus continuao...

  • Produtos que incorporam o protocolo CEBus , comunicam-se uns com os outros para garantir aos usurios melhorias no controle, conforto e praticidade em suas residncias.
  • Em 1984 a CEMA (Consumer Eletronics Manufactures Association) um setor da EIA, publicou os primeiros padres CEBus na srie de normas ANSI/EIA-600.

21. Padres de Controle CEBus continuao...

  • O protocolo CEBus foi desenvolvido para suportar as seguintes funes , constantes da srie de normas ANSI/EIA-600
  • Controle Remoto;
  • Indicao de Status;
  • Instrumentao Remota;
  • Gerenciamento de Energia Eltrica;
  • Maior Segurana dos Dados Enviados e Recebidos;
  • Coordenao de Aparelhos de udio e Vdeo;
  • Distribuio Residencial de udio e Vdeo.

22. Padres de Controle CEBus continuao...

  • Ento o que CEBus ?
  • CEBus um um conjunto de protocolos de arquitetura aberta que definem como os equipamentos podem se comunicar utilizando:
  • Cabeamento eltrico usual;
  • Cabeamento de par tranado de baixa tenso;
  • Cabos coaxiais;
  • Sinais de infra vermelho;
  • Sinais de rdio freqncia;
  • Cabos de fibra ptica.

23. Padres de Controle CEBus continuao.

  • Pelo fato do CEBus ser um produto de domnio pblico, qualquer um pode ter uma copia e desenvolver produtos que trabalhem com esse padro.
  • Portanto, o CEBus trabalha com e