MODELO DE PROVA: PROVA S VESTIBULAR 2011/ .Verifique se este caderno de prova contém dois temas

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MODELO DE PROVA: PROVA S VESTIBULAR 2011/ .Verifique se este caderno de prova contém dois temas

  • VESTIBULAR 2011/2

    CADERNO DE QUESTES

    MODELO DE PROVA: PROVA S

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

    16

    17

    18

    19

    20

    21

    22

    23

    24

    25

    26

    27

    28

    29

    30

    31

    32

    33

    34

    35

    36

    37

    38

    39

    40

    41

    42

    43

    44

    45

    46

    47

    48

    49

    50

    51

    52

    53

    54

    55

    56

    57

    58

    59

    60

    61

    62

    63

    64

    65

    66

    67

    68

    69

    70

    71

    72

    73

    74

    75

    76

    77

    78

    79

    80

    ATENO!Esta folha poder ser levada pelo candidato a partir das 12 horas.

  • VESTIBULAR 2011-2

    Verifique se os dados impressos nas folhas esto corretos, como nome, RG, opo do curso e modelode prova.

    Verifique se este caderno de prova contm dois temas para Redao e um total de 80 questes, assimdistribudas:

    Caso falte alguma folha, solicite imediatamente ao fiscal de sala um outro caderno completo. No seroaceitas reclamaes posteriores.

    No ser permitida qualquer espcie de consulta, nem uso de calculadora.

    Para cada questo existe apenas UMA resposta certa; a marcao de mais de uma letra implicaranulao dessa questo.

    A resposta deve ser marcada na folha de respostas (leitura tica).

    A folha da capa o seu rascunho; seu preenchimento opcional.

    Administre o seu tempo! O tempo total de prova de 5 (cinco) horas. Este perodo inclui a redao epreenchimento da folha de respostas. NO HAVER TEMPO EXTRA PARA O PREENCHIMENTO DENENHUMA DAS FOLHAS DE RESPOSTAS.

    O candidato s poder ausentar-se da sala de prova aps 02 (duas) horas contadas do incio daaplicao.

    Quando terminar, entregue tudo aos fiscais de sua sala: a folha de redao, a folha de respostas (leituratica) preenchida e o caderno de questes.

    O candidato no poder levar o rascunho da redao ou qualquer outro material de rascunho, excetoa capa do caderno de questes.

    As questes sero divulgadas posteriormente no site da ESPM - www.espm.br.

    _______________________________________________________________________________________________________Direitos autorais reservados. Proibida a reproduo, ainda que parcial, sem autorizao prvia

    LEIA COM ATENO AS INSTRUES ABAIXO:

    MODELO DE PROVA: PROVA S

    Humanidades e Cultura Geral Contempornea

    Matemtica

    Ingls

    de 01 a 30

    de 31 a 50

    de 51 a 60

    Comunicao e Expresso de 61 a 80

  • 3

    Escola Superior de Propaganda e Marketing

    VESTIBULAR 2011-2 PROVA S

    REDAO

    Escolha um dos temas acima e desenvolva uma dissertao com o mnimo de 20 linhas e o mximo de 30linhas, considerando-se letra de tamanho regular.

    Assinale o tema escolhido (1 ou 2) nos quadradinhos correspondentes (prxima pgina).

    D um ttulo sugestivo e criativo sua redao.

    Defenda ou refute as ideias apresentadas atravs de uma dissertao integrada, coerente, organizada eestruturada. Fundamente suas ideias com argumentos, sem sair do tema. Aderncia ao tema um dositens de avaliao.

    Importante: No h uma resposta ou alternativa certa ou errada a ser encontrada. No vamos julgar suasopinies, mas sua capacidade de anlise e argumentao.

    Tema 2:

    O ROCK PODE SALVAR O MUNDO?

    Toda vez que o cantor Bono Vox se apresenta em um pas, provoca dois tsunamis. Um, musical, soos shows de sua banda, U2. O outro tsunami no campo das ideias. Por onde Bono passa, ele provoca umadiscusso. O percurso do lder do U2 se confunde com o do rock que abraa causas sociais. Na saga dosartistas engajados, est tambm Madonna, que se interessou pela questo da educao das crianas africanasno Malau.

    (De Barbara Heckler, in Revista Bravo, abril/ 2011, trecho adaptado)

    Proposta: Com base nas informaes da matria jornalstica e em seus conhecimentos, elabore um textodissertativo que contemple a seguinte discusso: muitos artistas e outras celebridades utilizamseu prestgio associado s causas sociais ou ambientais. Este tipo de ao motivado paraobteno de resultados mercadolgicos do prprio artista, vaidade pessoal ou real adeso causa?

    Tema 1:

    O NMERO 1

    O brasileiro no est preparado para ser o maior do mundo em coisa nenhuma. Ser o maior do mundoem qualquer coisa, mesmo em cuspe a distncia, implica uma grave, pesada e sufocante responsabilidade.O autor dessas palavras Nelson Rodrigues, tambm criador da famosa expresso de que o brasileiro sofriade complexo de vira-lata.

    Nos ltimos anos, porm, parece que o pas resolveu contradizer um de seus mais geniais e polmicosescritores. De l para c, o Brasil passou a ser o primeiro em diversos aspectos mundiais relevantes.

    Proposta: Elabore um texto dissertativo que apresente, dentro dos contrastes que ainda persistem, uma visodo pas que passou a se destacar por seu crescimento e desenvolvimento superiores mdiaglobal.

  • 4

    Escola Superior de Propaganda e Marketing

    VESTIBULAR 2011-2 PROVA S

    REDAO

    FOLHA DE REDAO(Mximo de 30 linhas)

    TEMA: 1 2

    Ttulo:

  • 5

    Escola Superior de Propaganda e Marketing

    VESTIBULAR 2011-2 PROVA S

    HUMANIDADES E CULTURA GERAL CONTEMPORNEA

    QUESTO 01

    J lugar comum dizer que a maior contribuio queRoma deu civilizao ocidental foi a do Direito Romano.

    (F. H. Lawson. O Direito Romano.In: O Mundo Romano de J. P. V. D. Balsdon)

    Quanto ao Direito Romano o dito de Caracala, de 212,estabeleceu:

    a abolio da escravido por dvida;a permisso para o casamento misto, ou seja, entre pa-trcios e plebeus;a repartio do consulado, com a eleio de dois cnsu-les, um patrcio e outro plebeu;

    a extenso do direito de cidadania romana a todos oshabitantes livres do imprio;a elevao do cristianismo condio de religio oficialdo Estado.

    QUESTO 02

    Estabelea a relao correta:

    I. Em seu pensamento est presente o dualismo maniquestada cidade celestial que, corporificada pela Igreja, se ocu-par dos interesses espirituais e reinar sobre seus inimi-gos, e da cidade civil identificada com o estado temporalque se encarregar das coisas materiais.

    II. Seu principal objetivo era demonstrar, por um raciocniolgico formal, a autenticidade dos dogmas cristos. A fi-losofia est a servio da teologia para colocar um funda-mento filosfico sob todo o edifcio da f.

    III. Um homem de Estado no pode dar-se ao luxo de terdilemas com sua prpria conscincia, sua ao tem emvista o Estado, e o bem-estar e a estabilidade do Estadoconstituem o bem com que este poltico deve se preocupar.

    IV. Verifica a temeridade da no existncia do Estado dianteda natural propenso do homem a buscar o proveito pr-prio. Nesta situao, ningum tem segurana de sua vidaou de seus bens. Funda num pacto social a rejeio a esteestado natural e mostra como o homem, pela razo, cons-titui um soberano para sua defesa e segurana.

    V. O poder em uma sociedade legtima deve expressar avontade geral ou o interesse coletivo. O soberano avontade geral, a vontade coletiva, e a participao detodos e de cada um pressuposto de sua prpria existncia.

    A) Santo Toms de AquinoB) Santo AgostinhoC) Thomas HobbesD) MaquiavelE) Rousseau

    I A; II B; III C; IV D; V E.I B; II A; III D; IV C; V E.I E; II D; III C; IV B; V A.I B; II C; III A; IV E; V D.I C; II E; III D; IV B; V A.

    QUESTO 03

    Antonio Raposo Tavares faz parte do rol dos grandes

    bandeirantes e, pela viso dos colonos, foi um verdadeiro

    heri, responsvel pelo alargamento das fronteiras, pelo

    controle e domnio das matas, por comandar lutas contra os

    espanhis, por participar da campanha contra os holande-

    ses.

    Sob o ponto de vista indgena, dos jesutas e de centenas

    de milhares de famlias, certamente est na galeria dos

    assassinos e dos grandes invasores, capaz de matar, sa-

    quear vilas, incendiar igrejas, separar pessoas queridas,

    que por ele eram tratadas como mercadorias, sendo apri-

    sionadas e maltratadas. Afinal, sua atividade era exclusiva-

    mente de apresamento de ndios para negociar como escra-

    vos.

    Raposo Tavares viu nesse empreendimento a chance de

    sobreviver e de enriquecer diante das circunstncias impos-

    tas pela colnia. Ele aproveitou a presena holandesa no

    nordeste, que controlava o trfico negreiro, para vender a

    mo de obra indgena aos engenhos dos colonos portugue-

    ses da regio.

    (Fbio Pestana Ramos e Marcus Vincius de Morais.Eles formaram o Brasil)

    A partir da leitura do texto correto assinalar:

    o texto apresenta uma viso unidimensional da figura do

    bandeirante Raposo Tavares, revelando sua heroica con-

    tribuio para a formao das fronteiras brasileiras;

    o texto fornece uma viso fundamentalmente crtica da

    ao do bandeirante Raposo Tavares, no apontando

    qualquer enfoque elogioso de sua atuao;

    o texto apresenta uma abordagem multifacetada da figu-

    ra do bandeirante Raposo Tavares, revelando-o sob dife-

    rentes olhares;

    Raposo Tavares foi um caso nico entre os bandeirantes,

    pois no houve qualquer outro desbravador daquele tem-

    po que tenha se dedicado ao apresamento de indgenas;

    O texto refuta qualquer relao entre a presena holande-

    sa no nordeste e a atividade de apresamento de indgenas

    e sua utilizao em engenhos de cana-de-acar.

  • 6

    Escola Superior de Propaganda e Marketing

    VESTIBULAR 2011-2 PROVA S

    QUESTO 04

    Figura ativssima durante o sculo XVI, quando os espa-nhis conquistaram e exploraram a Amrica, o frei Barto-lomeu de las Casas