Apresentação raps aurora - copia

  • View
    70

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Apresentação raps aurora - copia

  1. 1. Coordenadoria de Polticas e Ateno Sade COPAS Ncleo de Ateno Sade Mental - NUSAM REDE DE ATENO PSICOSSOCIAL (RAPS) Virna de Oliveira Gomes Supervisora do Ncleo de Ateno Sade Mental
  2. 2. Regio de Sade - espao geogrfico contnuo constitudo por agrupamentos de municpios limtrofes, delimitado a partir de identidades culturais, econmicas e sociais e de redes de comunicao e infraestrutura de transportes compartilhados, com a finalidade de integrar a organizao, o planejamento e a execuo de aes e servios de sade. Para ser instituda, a Regio de Sade deve conter, no mnimo, aes e servios de: I - ateno primria; II - urgncia e emergncia; III - ateno psicossocial; IV - ateno ambulatorial especializada e hospitalar; e V - vigilncia em sade. Rede de Ateno Sade - conjunto de aes e servios de sade articulados em nveis de complexidade crescente, com a finalidade de garantir a integralidade da assistncia sade. DECRETO N 7.508/11
  3. 3. Rede de sade mental integrada, articulada e efetiva nos diferentes pontos de ateno para atender as pessoas em sofrimento e/ou com demandas decorrentes dos transtornos mentais e/ou do consumo de lcool, crack e outras drogas; Deve-se considerar as especificidades loco-regionais; nfase nos servios com base comunitria, caracterizados por plasticidade de se adequar s necessidades dos usurios e familiares e no os mesmos se adequarem aos servios; Atua na perspectiva territorial, conhecendo suas dimenses, gerando e transformando lugares e relaes. REDE DE ATENO PSICOSSOCIAL
  4. 4. Componentes da Rede de Ateno Psicossocial
  5. 5. ATENO BSICA EM SADE
  6. 6. a) Unidade Bsica de Sade / ESF /NASF b) Equipes de Ateno Bsica para populaes em situaes especficas: Consultrio na Rua; Equipe de apoio aos servios do componente Ateno Residencial de Carter Transitrio: oferece suporte clnico e apoio a esses pontos de ateno. Essa equipe multiprofissional coordena o cuidado e presta servios de ateno sade de forma longitudinal e articulada com os outros pontos de ateno da rede. c) Centro de Convivncia (ser regulamentado por portaria especfica, posteriormente). ATENO BSICA EM SADE
  7. 7. ATENO PSICOSSOCIAL ESPECIALIZADA
  8. 8. ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA
  9. 9. Custeio: CAPS I - R$ 28.305,00 (vinte e oito mil e trezentos e cinco reais) mensais; CAPS II - R$ 33.086,25 (trinta e trs mil, oitenta e seis reais e vinte e cinco centavos) mensais; CAPS III - R$ 63.144,38 (sessenta e trs mil, cento e quarenta e quatro reais e trinta e oito centavos) mensais; CAPS I- R$ 32.130,00 (trinta e dois mil e cento e trinta reais) mensais; CAPS AD - R$ 39.780,00 (trinta e nove mil, setecentos e oitenta reais) mensais; CAPS AD III (24h) - R$ 78.800,00 (setenta e oito mil, oitocentos) mensais. Nas situaes em que h repasse mensal maior do que os valores estabelecidos na Portaria, dever haver avaliao in loco das condies de estrutura, equipe e produo e repactuao para adequao dos valores repassados. ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA
  10. 10. Definio: Servio 24 horas que oferece tratamento dirio e continuado a pessoas com problemas relacionados ao uso abusivo e/ou dependncia de lcool, crack e outras drogas que interferem na diversas dimenses da vida (famlia, trabalho, educao, sade etc.); O CAPS AD III poder constituir-se como referncia regional, de acordo com implantao pactuada pela Comisso Intergestores Regional (CIR) respectiva e desde que previsto no plano de Ao da Regio de Sade ou em instrumento equivalente; O CAPS AD III Regional ser retaguarda para grupo populacional de 200 a 300 mil habitantes. 10 ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA Centro de Ateno Psicossocial lcool e Drogas CAPS AD III (24 horas)
  11. 11. Caractersticas do CAPS AD III 24: Estrutura fsica: Espao para atendimento ambulatorial individual, para atividades de grupo, refeies, sala de observao/enfermagem, espao de convivncia, etc. Atividades: Atendimento individual e em grupos, oficinas, visitas domiciliares, atendimento aos familiares e articulaes intersetoriais, permanncia noturna. ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA Centro de Ateno Psicossocial lcool e Drogas CAPS AD III (24 horas)
  12. 12. Caractersticas do CAPS AD III 24h: Acolhimento noturno: leitos de ateno integral para realizar intervenes em situaes de crise sem intercorrncia clnica grave ou comorbidade; tambm utilizados para repouso e observao. Regulao dos leitos ser realizada pela prpria equipe do servio, garantindo a alimentao dos sistemas de informao. A permanncia de um mesmo paciente no acolhimento noturno do CAPS AD III fica limitada a 14 (catorze) dias, no perodo de 30 (trinta) dias. Caso seja necessria permanncia no acolhimento noturno por perodo superior a 14 (catorze) dias, o usurio ser encaminhado a uma Unidade de Acolhimento. Se no houver uma UA de referncia para o municpio essa regra poder ser excepcionada. ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA Centro de Ateno Psicossocial lcool e Drogas CAPS AD III (24 horas)
  13. 13. 2) Proposta para implantao de novos CAPSad III 24h Critrio: 1 CAPSad III 24h por municpio ou regio de sade com populao acima de 200 mil habitantes e que no possuam CAPS ad. Financiamento: Incentivo de implantao: R$ 150.000,00 Custeio Mensal: R$ 78.800,00 ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA Centro de Ateno Psicossocial lcool e Drogas CAPS AD III (24 horas)
  14. 14. Equipe Mnima para atendimento de cada 40 usurios por turno Acrscimo da equipe para o perodo de acolhimento noturno Equipe mnima no perodo diurno aos sbados, domingos e feriados 1 (um) mdico clnico; 1 (um) mdico psiquiatra; 1 (um) enfermeiro com experincia e/ou formao na rea de sade mental; 5 (cinco) profissionais de nvel universitrio pertencentes s seguintes categorias profissionais: a) psiclogo; b) assistente social; c) enfermeiro; d) terapeuta ocupacional; e) pedagogo; e f) educador fsico. 4 (quatro) tcnicos de enfermagem; 4 (quatro) profissionais de nvel mdio; 1 (um) profissional de nvel mdio para a realizao de atividades de natureza administrativa. 1 (um) profissional de sade de nvel universitrio, preferencialmente enfermeiro; 3 (trs) tcnicos de enfermagem, sob superviso do enfermeiro do servio; e 1 (um) profissional de nvel fundamental ou mdio para a realizao de atividades de natureza administrativa 1 enfermeiro 3 (trs) tcnicos de enfermagem, sob superviso do enfermeiro do servio; 1 (um) profissional de nvel fundamental ou mdio para a realizao de atividades de natureza administrativa ATENO PSICOSSOCIAL ESTRATGICA Centro de Ateno Psicossocial lcool e Drogas CAPS AD III (24 horas)
  15. 15. ATENO DE URGNCIA E EMERGNCIA
  16. 16. Os pontos de ateno da Rede de Ateno s Urgncias SAMU 192, Sala de Estabilizao, UPA 24 horas, as portas hospitalares de ateno urgncia/pronto socorro, Unidades Bsicas de Sade, entre outros - so responsveis, em seu mbito de atuao, pelo acolhimento, classificao de risco e cuidado nas situaes de urgncia e emergncia das pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, lcool e outras drogas; ATENO DE URGNCIA E EMERGNCIA
  17. 17. ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO
  18. 18. DEFINIO A Unidade de Acolhimento um componente de ateno residencial de carter transitrio da Rede de Ateno Psicossocial. Este ponto de ateno um servio novo que funcionar no perodo integral, 24 (vinte e quatro) horas, nos 7 (sete) dias da semana. Surgiu a partir das experincias das Casas de Acolhimento Transitrio, que devero seguir as diretrizes e funcionamento da UA. Devem oferecer acompanhamento teraputico e protetivo, garantindo o direito de moradia, educao e convivncia familiar/social com a possibilidade de acolhimento prolongado (de at 6 meses). As unidades podero ser destinadas para adultos, ou para crianas e adolescentes em situao de vulnerabilidade social e familiar, e encaminhadas pela equipe do Centros de Ateno Psicossocial (CAPS) de referncia. ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Unidade de Acolhimento
  19. 19. CAPS de referncia ser responsvel pela elaborao do projeto teraputico singular de cada usurio, levando em conta as necessidades do mesmo, considerando a hierarquizao do cuidado, e priorizando a ateno em servios comunitrios de sade; Estas unidades devero ter o espao fsico adequado ao desenvolvimento de atividades individuais e grupais, incluindo espao externo para lazer, quartos para at 4 pessoas, alm de outros cmodos como cozinha, espao para refeies, banheiros, e outros. ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Unidade de Acolhimento
  20. 20. Fluxo de Atendimento: Acolhimento Voluntrio* pela equipe da UA Construo do Projeto Teraputico Singular em parceria com o CAPS de referncia que redirecionou o usurio Acompanhamento clnico e psicossocial do usurio e familiar Articulao com outros servios de sade ou outros setores (Ex: educao, habitao, CRAS, CREAS) Reinsero social e sustentvel (Ex: projetos de gerao de trabalho e renda, economia solidria, programas culturais) ______________ * Consentimento e responsabilidade do usurio baseado na lgica da Reduo de Danos ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Unidade de Acolhimento
  21. 21. Nmero de vagas: 10 a 15 por unidade Incentivo de implantao: R$ 70.000,00 Custeio Mensal: R$ 25.000,00 ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Unidade de Acolhimento
  22. 22. Nmero de vagas: 10 por unidade Incentivo de implantao: R$ 70.000,00 Custeio Mensal: R$ 30.000,00 ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Unidade de Acolhimento Infanto-Juvenil
  23. 23. Includas as Comunidades Teraputicas: Ponto de ateno destinado a oferecer cuidados contnuos de sade, de carter residencial transitrio por at seis (06) meses, com possibilidade de uma s prorrogao de trs (03) meses. Esta extenso deve ser justificada pela equipe do CAPS de referncia em parceria com a entidade. ATENO RESIDENCIAL DE CARTER TRANSITRIO Servio de Ateno em Regime Residencial
  24. 24. Fluxo de atendimento